skip to Main Content
24 de novembro de 2020 | 03:16 am

FASU-UNIGRAD LANÇA MBA EM LIDERANÇA E GESTÃO DE PESSOAS NO PÓS-PANDEMIA

Carolina Loureiro, coordenadora da Fasu-Unigrad
Tempo de leitura: < 1 minuto

Um curso que trata sobre Liderança e Gestão de Pessoas acaba de ser lançado pela UNIGRAD e pela Faculdade Sudoeste (Fasu-Unigrad). Segundo a coordenadora da instituição, a psicóloga Carolina Loureiro, o curso é um MBA que foca em aspectos comportamentais na gestão de pessoas nas organizações após a pandemia do coronavírus.

“Todo esse processo que irá completar um ano de isolamento e afastamento social, tem afetado sobremaneira os indivíduos nas suas relações interpessoais e também as organizações sociais”, observa Carolina. Novas competências serão necessárias para os gestores e líderes de grupos.

A coordenadora da Unigrad em Itabuna, Carolina Loureiro, diz que o curso vai trabalhar as chamadas “soft skills”, que são as habilidades sócio-comportamentais do profissional. Estão associadas às suas habilidades mentais e a capacidade de lidar com emoções. “As soft skills são as competências humanas que associadas as técnicas profissionais chamadas de hard skills, buscam o êxito organizacional”, observa.

O curso será oferecido na modalidade online com aulas realizadas em tempo real via plataforma de webconferência, com módulos mensais e terá duração de 12 meses. Ao final do curso o concluinte será certificado de acordo com o MEC com o título de especialista. “Pessoas de qualquer cidade do país poderão fazer o curso, existe uma oferta promocional de Black friday, mas tem vagas limitadas, para se inscrever deve acessar o site https://mbalider.unigrad.com.br/

ALUNA DA UESC TORNA-SE CEO POR UM MÊS DE UMA DAS MAIORES EMPRESAS DE RH NO MUNDO

Camila foi a selecionada no Brasil entre 5 mil estudantes
Tempo de leitura: 2 minutos

Aos 19 anos, a estudante Camila Kellen Paz de Carvalho teve – e aproveitou – a oportunidade de tornar-se CEO (diretora-executiva), no Brasil, de uma das maiores empresas de RH do mundo e com mais de 20 anos de tradição. Aluna de Direito da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Camila participou da sétima edição do CEO for One Month, do Grupo Adecco, em julho.

Líder mundial em Recursos Humanos, a Adecco existe desde 2014 e tem como objetivo oferecer uma experiência real para preparar jovens talentos para o mundo do trabalho. O projeto existe em 47 países e, neste ano, recebeu mais de 200 mil inscrições pelo mundo.

Na edição de 2020, apenas no Brasil foram mais de cinco mil inscritos. Camila iniciou seu trabalho, como CEO por um mês, no dia 1º de julho e acompanhou a jornada de André Vicente, CEO do Grupo Adecco Brasil. “Minha grande paixão é a possibilidade de usar as minhas habilidades profissionais e pessoais para gerar oportunidades a outras pessoas”, afirma Camila.

Camila se inscreveu na edição de 2020 do programa CEO for One Month porque, apesar de ser da área jurídica, tem muito interesse em se desafiar e sair da zona de conforto. “Participar do programa é um grande desafio para mim”, diz. A estudante define a experiência como única.

Camila concorre agora a uma das 10 vagas da etapa global do programa, na qual o grande vencedor poderá acompanhar a jornada do CEO Global Alain Dehaze. Durante o mês de julho, os candidatos de cada país participante passaram por vários desafios, que foram enviados pelo time global do programa. Estes desafios e a apresentação de um projeto de inovação vão definir os 10 finalistas da etapa global. No site oficial do programa, é possível conhecer todos os concorrentes dos países participantes www.ceoforonemonth.com/.

“Este ano, o programa foi totalmente adaptado visando sua continuidade mesmo nesse momento em que vivemos. Acreditamos na importância de continuar construindo o futuro do trabalho para os jovens talentos”, afirma Ariel Acosta, Gerente de Marketing e Comunicação do Grupo Adecco.

SEMINÁRIO DISCUTE O FUTURO DO TRABALHO E OS DESAFIOS DO PROFISSIONAL DE RH

Tempo de leitura: < 1 minuto

Caroline Magno, Shirlene Magalhães e Wladimir Martins participam do seminário

O presidente da seção Bahia da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH), Wladimir Martins, será o conferencista do seminário que debaterá o futuro do trabalho e os desafios do profissional de RH. O evento ocorrerá neste sábado (8), a partir das 9h, no auditório do curso de Direito da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), na Rodovia Ilhéus-Itabuna (BR-415).

Além da palestra de Wladimir, o seminário terá painel com a gerente de RH da Nestlé em Itabuna e Feira de Santana, Caroline Magno, e a gerente de RH da Barry Callebaut (Negócio Cacau), Shirlene Magalhães. As inscrições para o evento são gratuitas e podem ser feitas pelo site https://www.abrhba.org.br/nucleosul ou pelo telefone (71) 3341-0877.

De acordo com Tamires Prado, da delegacia regional da ABRH-BA, o evento é uma comemoração ao Dia do Profissional de RH. “A palestra e o painel possibilitam a ampliação da consciência e a mudança de mindset, entendendo que para moldarmos o futuro com sucesso, nesse ambiente de grande complexidade e incertezas, é preciso que exista uma verdadeira parceria entre a alta direção e a área de Recursos Humanos”, afirma.

ENCONTRO DEFINE AÇÕES DE FORTALECIMENTO DO NÚCLEO DA ABRH NO SUL DA BAHIA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Profissionais envolvidos no fortalecimento do núcleo da ABRH se reuniram no Sesi, em Ilhéus

Profissionais de gestão de pessoas participaram da primeira reunião de planejamento do núcleo sul-baiano da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH), na unidade do Sesi, na Rodovia Ilhéus-Itabuna. Os profissionais discutiram ações para fortalecer a ABRH na região, como evento de apresentação do núcleo.
Entidade não governamental sem fins lucrativos, a ABRH “tem como missão fomentar uma comunidade inovadora e colaborativa, que conecte diferentes atores do cenário das relações do trabalho, com o objetivo de difundir as melhores práticas em gestão de pessoas”.
No sul da Bahia, a entidade é formada por gestores de recursos humanos de grandes empresas. De forma voluntária, os profissionais se empenham em trazer às organizações locais ações que alertem para a importância da gestão de recursos humanos como diferencial competitivo.

POR ENQUANTO, SILÊNCIO

Tempo de leitura: < 1 minuto

silêncio2

A Prefeitura de Itabuna parece ter optado pelo silêncio em relação à denúncia de falhas no sistema de emissão online de contracheques. O governo foi procurado pelo PIMENTA por duas vezes ontem. Até agora, a secretária de Administração, Mariana Alcântara, nada disse a respeito. Nem ela nem qualquer outro preposto do Governo Vane.

Também há silêncio por parte da empresa contratada pelo município para operar o serviço, a capixaba E&L.

Como mostrado pelo blog (relembre aqui), falhas do sistema expõem dados de servidores na rede.

O contrato da Prefeitura de Itabuna com a E&L é questionado internamente, pois o mesmo serviço de emissão de contracheque era feito a custo zero pelos servidores da área de Tecnologia do governo. A mesma empresa também abocanhou o serviço de emissão de nota fiscal eletrônica, substituindo o sistema também criado pelos servidores municipais.

O silêncio do governo somente faz aumentar suspeitas quanto às motivações do contrato do município com a empresa capixaba. A E&L também opera na Prefeitura de Ilhéus.

CONCURSOS OFERECEM 19,7 MIL VAGAS

Tempo de leitura: 5 minutos

concurso públicoConcursos públicos em todo o País nesta segunda, 29, oferecem um total de 19.747 vagas e salário que pode chegar a R$ 24.057,33, oferecido pelo Ministério Público da União, que prevê vaga também para a Bahia.
O levantamento da Folha Dirigida revela que 9.103 das vagas são destinadas a quem possui nível superior. Outras 7.607 vagas foram reservadas a quem possui, pelo menos, o nível médio.
Das vagas restantes, 1.712 se destinam a candidatos com nível técnico e 1.325 para os que possuem, no mínimo, o nível fundamental. Confira os editais e vagas clicando no “leia mais”, logo abaixo.

Leia Mais

INCHAÇO NA FOLHA É NOVA DOR DE CABEÇA DE AZEVEDO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Centro Administrativo Firmino Alves (Foto A Região).

Do A Região

O inchaço na folha de pagamento deve gerar a terceira punição para o prefeito Capitão Azevedo (DEM) e mais contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios, que na semana passada divulgou os primeiros relatórios referentes ao exercício de 2011.

Os relatórios do TCM referentes ao ano passado mostram que os prefeitos vêm repetindo, ano após ano, as mesmas irregularidades. Uma delas é o inchaço da folha de pagamento.

De acordo com o artigo 20 da Lei de Responsabilidade Fiscal, o gestor só pode gastar, no máximo, 54% da receita liquida do município com a folha de pagamento.

Os pareceres do TCM mostram que os prefeitos não têm a menor preocupação em inchar a folha de pagamento com os apadrinhados políticos, muitos deles nunca aparecendo para trabalhar.

No sul da Bahia, a prefeitura de Itabuna é uma das que cometem o mau exemplo de desperdício de dinheiro público, com gastos que ultrapassam 60% da receita liquida do município. Por dois anos consecutivos o prefeito de Itabuna, José Nilton Azevedo (DEM), foi punido pela ilegalidade.

As decisões do TCM não intimidaram Azevedo, que ano passado elevou os gastos com a folha de pagamento dos contratados, temporários e cargos comissionados. Os dados oficiais revelam que em 2011 o prefeito aumentou ainda mais os gastos com a contratação ilegal de pessoal.

Confira a íntegra da reportagem

Back To Top