skip to Main Content
27 de setembro de 2020 | 08:23 pm

EM ITABUNA, MUDANÇA DE REGIME JURÍDICO DOS SERVIDORES PASSA EM 1ª VOTAÇÃO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Servidores municipais e camelôs lotaram galeria do plenário da Câmara

Cerca de oito horas depois das discussões, os vereadores da base da base aliada do prefeito Fernando Gomes aprovaram, em primeira votação, o projeto que altera o regime jurídico dos servidores e servidoras municipais de Itabuna de celetista para estatutário, por 11 a 10. Para os representantes do funcionalismo, a diferença de um voto indica que “os trabalhadores e trabalhadores perderam a primeira batalha, não a guerra”. A segundo votação está marcada para a próxima segunda (10), às 14h.
A sessão começou com a votação das emendas apresentadas pelos vereadores, com a votação dos artigos que não receberam emenda logo na sequência, encerrando a sessão por volta das 22h30min.
Para a presidente do Sindicato dos Servidores e Funcionários Municipais de Itabuna (Sindserv), Wilmaci Oliveira, há espaço para derrubar a proposta do governo. “O resultado demonstra que é possível derrotar o projeto. Vamos intensificar as mobilizações para a segunda e definitiva votação, que ocorrerá segunda-feira. Convocamos todos os servidores e servidoras a ocuparem a Câmara de Vereadores para virarmos esse jogo”, afirmou Wilmaci.

A FAVOR DO PROJETO CONTRA O PROJETO
ALDENES MEIRA JAIRO ARAÚJO
NINHO CHARLIANE SOUZA
ANTÔNIO CAVALCANTE ENDERSON GUINHO
RONALDÂO CHICÃO
JUNIOR DO TRATOR MANOEL JUNIOR
CHICO REIS BABÁ CEARENSE
ALEX DA OFICINA PASTOR FRANCISCO
MILTON GRAMACHO JUNIOR BRANDÃO
BETO DOURADO ZICO
RICARDO XAVIER NEL DO BAR
ROBINHO

 

SINDSERV CHAMA FERNANDO DE “AUTORITÁRIO” POR MUDAR REGIME JURÍDICO SEM DEBATE

Tempo de leitura: < 1 minuto

Wilmaci Oliveira preside o Sindicato dos Servidores de Itabuna || Foto Divulgação

A diretoria do Sindicato dos Servidores Municipais de Itabuna (Sindserv) emitiu nota na qual informa ter sido surpreendida pela decisão do prefeito Fernando Gomes de enviar à Câmara de Vereadores projeto que altera o regime jurídico dos servidores e servidoras municipais de Itabuna. “A surpresa se justifica na medida em que o Sindserv, representante legítimo dos trabalhadores, não foi convidado para nenhuma reunião que tivesse a referida alteração como pauta”, informa a nota da entidade presidida por Wilmaci Oliveira.

Para a direção do Sindserv, “tal postura reforça o caráter autoritário do governo. Cabe lembrar que o prefeito cancelou, por decreto, a nomeação da comissão que discutiria a criação do Plano de Cargos e Salários da categoria. E eis que, no final do ano, na calada da noite, por assim dizer, envia para a Câmara algo tão sério como um projeto de mudança de regime jurídico sem nenhuma discussão prévia com o sindicato e/ou com a categoria, maiores interessados no tema”.

O Sindserv encerra a nota informando de solicitação à presidência da Câmara de Vereadores para que “somente aprecie a matéria após profundo debate com o sindicato e com os trabalhadores do serviço público municipal”.

Back To Top