skip to Main Content
9 de agosto de 2020 | 07:37 pm

“A UNIVERSIDADE DEVE TRANSFORMAR A VIDA DAS PESSOAS”, AFIRMA NOVO REITOR DA UESC

Tempo de leitura: 2 minutos

Alessandro Fernandes assume a reitoria da Uesc || Foto Júlia Barreto

Novo reitor da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), o professor Alessandro Fernandes Santana defendeu que a instituição, juntamente com institutos federais e a Ufsb, transforme o sul da Bahia numa região de pessoas que possam escolher o seu destino, tendo a educação como pilar básico. “Uma Universidade não deve fazer apenas ensino pesquisa e extensão. A universidade deve transformar a vida das pessoas”, disse Alessandro, que tomou posse na noite desta terça (4).

Falando para um auditório repleto de servidores, professores, estudantes, além de vereadores e prefeitos e de secretários estaduais, Fernandes enfatizou compromisso assumindo na fase de campanha.

– O meu compromisso e o de Mauricio para com esta instituição é buscarmos elevar para o nível de excelência os 33 cursos de graduação, buscar cada vez mais condições para que os nossos pesquisadores e pesquisadoras desenvolvam aqui suas pesquisas com qualidade.

A solenidade reuniu quatro secretários estaduais, dentre eles a titular da Pasta da Ciência, Tecnologia e Inovação, Adélia Pinheiro, reitora da universidade estadual sul-baiana no período de 2012 a 2019. “Entregamos a Uesc hoje mais madura, sólida e legitimada como instituição universitária profundamente entrelaçada com a sua região e o desenvolvimento dela”, disse, observando que a Uesc figura hoje entre as 60 melhores universidades do país.

O secretário estadual da Educação, Jerônimo Rodrigues, representou o governador Rui Costa na solenidade. “Tenho certeza que a gestão dos professores Alessandro e Mauricio será voltada para o desenvolvimento regional, inovação científica e tecnológica, além das atividades finalísticas da instituição e também para os projetos que dizem respeito ao desenvolvimento do Estado da Bahia”.

“A UNIVERSIDADE DEVE TRANSFORMAR A VIDA DAS PESSOAS”, AFIRMA NOVO REITOR DA UESC

Alessandro assume a reitoria da Uec
Tempo de leitura: < 1 minuto

Novo reitor da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), o professor Alessandro Fernandes Santana defendeu que a instituição, juntamente com institutos federais e a Ufsb, transforme o sul da Bahia numa região de pessoas que possam escolher o seu destino, tendo a educação como pilar básico. “Uma Universidade não deve fazer apenas ensino pesquisa e extensão. A universidade deve transformar a vida das pessoas”, disse Alessandro, que tomou posse na noite desta terça (4).

Falando para um auditório repleto de servidores, professores, estudantes, além de vereadores e prefeitos e de secretários estaduais, Fernandes enfatizou compromisso assumindo na fase de campanha.

– O meu compromisso e o de Mauricio para com esta instituição é buscarmos elevar para o nível de excelência os 33 cursos de graduação, buscar cada vez mais condições para que os nossos pesquisadores e pesquisadoras desenvolvam aqui suas pesquisas com qualidade.

A solenidade reuniu quatro secretários estaduais, dentre eles a titular da Pasta da Ciência, Tecnologia e Inovação, Adélia Pinheiro, reitora da universidade estadual sul-baiana no período de 2012 a 2019. “Entregamos a Uesc hoje mais madura, sólida e legitimada como instituição universitária profundamente entrelaçada com a sua região e o desenvolvimento dela”, disse, observando que a Uesc figura hoje entre as 60 melhores universidades do país.

O secretário estadual da Educação, Jerônimo Rodrigues, representou o governador Rui Costa na solenidade. “Tenho certeza que a gestão dos professores Alessandro e Mauricio será voltada para o desenvolvimento regional, inovação científica e tecnológica, além das atividades finalísticas da instituição e também para os projetos que dizem respeito ao desenvolvimento do Estado da Bahia”.

COMISSÃO DEFINE DATA DE ELEIÇÃO A REITOR DA UESC

Tempo de leitura: 2 minutos
Uesc escolhe novo reitor em novembro (Foto Robson Duarte).

Uesc escolhe novo reitor em novembro (Foto Robson Duarte).

Uma comissão foi formada para cuidar do processo eleitoral que definirá o nome do novo reitor da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), em Ilhéus. A instituição tem o terceiro maior orçamento da região cacaueira, superada apenas pelas prefeituras de Ilhéus e Itabuna. A eleição é parte do processo de escolha do reitor. Reza a tradição que o mais votado seja o escolhido pelo governador.

O calendário da disputa já foi definido.  O prazo de inscrição de chapas será de 3 a 4 de novembro, sendo que a oficialização dos candidatos ocorrerá em 6 de novembro.

Conforme o calendário, a campanha para a reitoria estará liberada de 9 a 23 de novembro e a eleição e proclamação do resultado ocorrerão em 25 de novembro.

ADÉLIA NO PÁREO

Adélia defenderá novo mandato.

Adélia defenderá novo mandato.

A tendência é que a professora Adélia Pinheiro concorra a reeleição, mantendo uma tradição que começou com os reitores anteriores Renée Albagli e Joaquim Bastos.

O PIMENTA conversou com a assessoria da reitora. Por enquanto, não há confirmação – mas os assessores também não negam – que Adélia concorrerá à reeleição.

Também deverá haver, no mínimo, um bate-chapa com a indicação de um adversário saindo da Associação dos Docentes da Uesc (Adusc). As movimentações devem começar a partir de setembro e com a divulgação do calendário eleitoral.

REITORA COBRA DO DNIT NOVA LOMBADA EM FRENTE À UESC

Tempo de leitura: < 1 minuto
Adélia pede redutor de velocidade em frente ao campus da Uesc.

Adélia pede redutor de velocidade em frente ao campus da Uesc.

A reitora da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Adélia Pinheiro, cobrou ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), por meio de ofício, a reconstrução da lombada que foi retirada em frente ao campus Professor Soane Nazaré de Andrade, na Rodovia Ilhéus-Itabuna.

Das 14 lombadas instaladas na rodovia, enfatiza Adélia, o Dnit só retirou a que estava localizado em frente ao campus da Uesc, no bairro de Salobrinho. Alunos, professores, servidores, idosos, crianças e portadores de necessidades especiais cruzam a rodovia Jorge Amado para pegar o transporte público e fazer refeições nos estabelecimentos locais.

A comunidade acadêmica da Uesc tem um contingente de mais de 11 mil pessoas que trafegam diariamente no local. A lombada foi instalada com o objetivo de reduzir a velocidade de um fluxo intenso de veículos que trafegam pela rodovia, em resposta aos graves acidentes com vítimas.

A lombada foi retirada e em seu lugar foi instalado um “pardal”, que, avalia a reitora, não protege os alunos, servidores, professores e transeuntes em geral que atravessam a rodovia para chegar à Uesc ou para pegar o transporte público do outro lado da rodovia.

UESC: VALTER SILVA DIZ QUE É PRÉ-CANDIDATO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Valter vai para segunda disputa.

O professor Valter Silva confirmou ao PIMENTA a sua pré-candidatura a reitor da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc). Em 2007, Valter foi para o embate com Joaquim Bastos e obteve 40% dos votos. Agora, acha que dá para, enfim, ser tratado de magnífico ao final do processo eleitoral, em novembro. “Estou bem mais preparado”, completa.
As bandeiras do atual presidente da associação de docentes da Uesc continuam idênticas às de 2007 – educação pública, gratuita e de qualidade, autonomia universitária e democratização da gestão da Uesc. Para o professor, a eleição de 2011 apresenta diferenças marcantes em relação a 2007:
– A realidade da Uesc é outra. A nossa impressão é que a comunidade acadêmica não suporta mais a forma em que a universidade vem sendo administrada.
O embate não será fácil. A disputa, além de Valter, deve trazer outros dois nomes. Um deles é o da vice-reitora Adélia Pinheiro, que terá o apoio de Joaquim Bastos. Mas ainda há a pré-candidatura da professora Mayana Brandão.

ADÉLIA DISPUTARÁ REITORIA DA UESC

Tempo de leitura: < 1 minuto

Adélia disputará reitoria.

Reitora de fato da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), a professora Adélia Pinheiro anunciou nesta sexta (22) que disputará a sucessão de Joaquim Bastos.
A vice-reitora é o primeiro nome lançado na disputa pelo comando da instituição. A eleição ocorrerá no final de novembro e mobilizará cerca de 10 mil estudantes, servidores e professores.
O pleito promete ser um dos mais mornos da história devido à falta de concorrentes de peso. O Orçamento da Uesc (R$ 132 milhões em 2011) é o terceiro do sul da Bahia, sendo superado apenas pelas prefeituras de Ilhéus e Itabuna.
A comissão eleitoral que tratará da sucessão na reitoria da Uesc será definida no próximo dia 2 de agosto, durante reunião do Conselho Universitário (Consu).

Back To Top