skip to Main Content
6 de junho de 2020 | 08:35 am

SECRETÁRIOS CIBELE CARVALHO E BRUNO DAUSTER DEIXAM GOVERNO BAIANO

Cibele Carvalho e Bruno Dauster deixam Governo Rui Costa
Tempo de leitura: < 1 minuto

Os secretários Cibele Carvalho (Relações Institucionais) e Bruno Dauster (Casa Civil) deixaram o governo baiano nesta quinta (4). Cibele vai disputar a Prefeitura de Rafael Jambeiro, razão pela qual pediu exoneração. Hoje é o último prazo para desincompatibilização de secretários que desejem disputar governos municipais em 2020.

Bruno Dauster alegou motivos pessoas, de acordo com o governo. Na carta de exoneração, Dauster agradece a oportunidade e afirma sempre ter lutado pela construção de uma sociedade mais igual e democrática. Dauster finaliza a carta colocando-se à disposição do Governo da Bahia para defender projetos que gerem emprego e desenvolvimento para o estado.

O governador Rui Costa ainda não anunciou os nomes que substituirão Cibele e Dauster.

MÉDICOS DO SUDOESTE DENUNCIAM A SESAB POR “SITUAÇÃO GRAVE” APÓS EXTINÇÃO DE CENTRAL DE LEITOS

Sesab manteve central de Juazeiro, porque é interestadual || Foto Divulgação
Tempo de leitura: 5 minutos

Médicos plantonistas do sudoeste baiano emitiram uma carta aberta para denunciar a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) pela “situação grave em que os serviços de saúde” da região se encontram após extinção da Central de Regulação de Leitos em Conquista. Há quase um mês, o secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas, extinguiu as centrais de regulação em Itabuna e em Vitória da Conquista, com a aprovação do governador Rui Costa. O documento dos médicos aponta aumento dos riscos de óbito de pacientes tratáveis após o fim da Central no sudoeste e a centralização em Salvador.

Conforme carta aberta, após o encerramento das atividades da Central nos dois municípios – em 6 de maio -, os hospitais regionais e médicos plantonistas estão enfrentando dificuldades na transferência de pacientes de hospitais de baixa complexidade para os de maior porte e crescente risco de agravamento de quadro de saúde e óbito.

“As dificuldades enfrentadas pelos médicos plantonistas são contínuas, pois além de atenderem casos clínicos diversos, muitas vezes sobrecarregados pela quantidade de pacientes, agora estão com problemas para encaminharem os pacientes que necessitam de maiores cuidados”.

REALIDADE ERA OUTRA

Os médicos plantonistas explicam, na carta, que a central regional era operada por médicos reguladores locais, “que conheciam a realidade da região sudoeste, as limitações dos serviços de saúde e o fluxo era organizado de acordo com a capacidade das unidades hospitalares”.

E continuam:

“Dessa forma, a análise dos casos clínicos era realizada em tempo hábil, possibilitando a priorização na transferência dos pacientes mais graves para os hospitais de referência da região ou do estado. Os médicos reguladores também participavam de discussão clínica com os respectivos plantonistas das cidades menores, auxiliando na condução do tratamento, o que infelizmente se perdeu após a mudança”. Essa flexibilidade se perdeu com a centralização em Salvador.

MOROSIDADE E AGRAVAMENTO DE QUADRO

Os médicos denunciam que a centralização em Salvador resultou em morosidade para autorização das transferências dos casos mais graves e “falta de transparência nos relatórios de vaga zero”. Ainda grave, eles apontam dificuldade para contato direto com a Central por telefone e as transferências desordenadas para cidades muito distantes do local de partida.

Há, ainda, “escassez de informações por parte da Central para com os hospitais regionais, falta de comunicação com os médicos reguladores, insuficiência de informações sobre a transferência (vaga zero, maca retida, necessidade
do médico acompanhando)”. Os médicos citam, também, que o desconhecimento da rede hospitalar regional por parte dos reguladores em Salvador resulta em autorizações de transferências “para hospitais diversos, em algumas situações muito distantes da cidade de origem, utilizando apenas o critério de disponibilidade de vaga”.

Os médicos enumeram as consequências da centralização da regulação de leitos em Salvador em um estado de grande extensão territorial como a Bahia: “é a desorganização e retrocesso na forma de transferir os pacientes e isso fatalmente resulta em agravamento dos casos, piora dos prognósticos, atraso nos tratamentos e em último caso, no óbito de pacientes tratáveis”. Com a carta, os médicos buscam “tornar público” o problema enfrentado pelos profissionais e cobrar do Governo Estadual uma solução urgente desse imbróglio.

Vilas-Boas reclamou de corporativismo de servidores estaduais

“CORPORATIVISMO DOS SERVIDORES”

O secretário Vilas-Boas disse que estava determinado a centralizar a regulação de leitos em Salvador. Um prédio foi construído para essa finalidade na capital baiana. Durante videoconferência, há cerca de 30 dias, com secretários municipais de Saúde, que se queixavam das dificuldades com o novo sistema, ele disse:

– O corporativismo do servidor público é resistente. Pagaram pra ver se eu ia fechar mesmo [as centrais de regulação no interior]. Não acreditaram que eu ia fechar. Eu mandei fechar e botei todo mundo em aviso prévio –  disse ele aos secretários municipais.

A reação de Vilas-Boas contra os servidores deixou secretários indignados, mas não se pronunciaram publicamente por temerem retaliações em tempos de pandemia. Ele afirmou que demorou 30 dias para fechar a equipe para a central em Salvador. Foi quando decidiu intervir e determinar a contratação de funcionários para fazer a central na capital baiana. “Estou esperando, essa semana, poder voltar a ter número de pessoas para manter a tela limpa”, disse ele.

Abaixo, no leia mais, a íntegra da carta dos profissionais do sudoeste baiano.

Leia Mais

GOVERNO PRORROGA MAIS UMA VEZ A SUSPENSÃO DAS AULAS E EVENTOS NA BAHIA

Rui prorroga suspensão das aulas mais uma vez
Tempo de leitura: < 1 minuto

Prorrogado até o dia 21 de junho o Decreto 19.586, que determina a suspensão das aulas na rede estadual e a realização de eventos com mais de 50 pessoas na Bahia. O governador Rui Costa anunciou a continuidade da suspensão das atividades na noite desta segunda-feira (1º), via transmissão ao vivo, por meio das redes sociais.

O decreto venceria nesta terça-feira (2), mas, nesta data, será publicada, no Diário Oficial do Estado, a prorrogação das medidas por mais 19 dias, com a finalidade de conter o avanço do novo coronavírus na Bahia.

O decreto também mantém suspenso o transporte coletivo intermunicipal em 247 cidades baianas que registraram casos da Covid-19 recentemente. O governador lembrou que os dados da doença são analisados diariamente.

“Essas medidas de proteção são necessárias para que possamos diminuir a taxa de crescimento. Antes da antecipação dos feriados, por exemplo, a média de crescimento diário do número de novos casos e da necessidade de novos leitos era superior a 5%, agora conseguimos baixar os casos para 4,6% e a necessidade de novos leitos para 2%. A nossa expectativa é controlar esse avanço da doença para que possamos, em breve, voltar à normalidade”, disse Rui.

ANO LETIVO NÃO SERÁ CANCELADO, AFIRMA GOVERNADOR

Rui Costa disse que não existe possibilidade de cancelamento de ano letivo
Tempo de leitura: 1 minuto

Nesta quinta-feira (28), o governador Rui Costa descartou cancelar o ano letivo de 2020 na rede estadual. O planejamento prevê a conclusão das aulas em 2021 com aulas extras, em turnos opostos e nos finais de semana, segundo ele. “Não existe possibilidade de cancelamento [do ano letivo]. Muito provavelmente, as aulas irão atravessar esse ano e serão concluídas em 2021. Será um ano atípico, mas não podemos prejudicar o ciclo escolar de nossos milhares de jovens e crianças”.

Nesta quinta (28), o governador participou de uma entrevista virtual com profissionais do recôncavo e do baixo-sul do Estado, quando também detalhou a estrutura de atendimento para vítimas da covid-19 nas duas regiões, desde pacientes com quadro leve da doença aos casos graves. Os casos mais graves deverão ser direcionados para o hospital regional de Santo Antônio de Jesus.

“Mas precisamos também de uma unidade que possa atender regionalmente, fazendo a triagem de pacientes. Estou conversando com os prefeitos e articulando uma ação unificada para a criação de uma unidade assim, como fizemos em outras regiões, transformando UPAs que estavam fechadas em unidades exclusivas de atendimento”, disse.

O governador falou ainda sobre a dificuldade de conseguir respiradores para implantar novos leitos de UTI na Bahia. “Nossa equipe tem buscado e entrado em contato com fábricas em todo o mundo, mas é uma dificuldade porque a procura é muito grande e o produto está em falta. Nenhum sistema de saúde do mundo está preparado com leitos de UTI suficientes para lidar com uma pandemia dessas. estão faltando leitos, médicos e equipamentos nos países mais ricos com os melhores sistemas de saúde do mundo. Por isso, eu faço o meu apelo para que as pessoas evitem criar aglomerações e fiquem em casa. O isolamento social é a única forma efetiva de combate ao vírus”.

ILHÉUS: EM VÍDEO, NAZAL DESTACA EMPENHO DE RUI COSTA PARA ENTREGAR NOVA PONTE

Nazal destaca empenho de Rui para conclusão e entrega da nova ponte
Tempo de leitura: < 1 minuto

Nesta quarta-feira (27), o vice-prefeito José Nazal acompanhou a etapa final das obras de construção da nova ponte que ligará o centro e a zona sul de Ilhéus. As obras estão 99% prontas e a ponte poderá ser entregue em até 15 dias.

Do alto do pilar central, que tem 90 metros de altura, o vice-prefeito fez um vídeo em agradecimento ao empenho do governador Rui Costa para o andamento e conclusão das obras. O vídeo foi enviado diretamente para o governador.

O vídeo, disse Nazal, era para que Rui pudesse refrescar o dia com imagem que traz “alento aos que acreditam e acreditaram” na conclusão da nova ponte. Ele também parabenizou aos que trabalharam na obra.

Confira o vídeo enviado por Nazal ao governador e cedido generosamente. O vice-prefeito compõe a comissão de acompanhamento das obras da nova ponte e tornou-se espécie de fotógrafo oficial do projeto. As imagens compõem rico acervo usado pelo governador em suas redes sociais e também pelo Estado.

“LOCKDOWN”: ITABUNA, ILHÉUS E MAIS 7 CIDADES ANTECIPAM FERIADOS CONTRA A COVID-19

Em Itabuna e Ilhéus podem funcionar apenas os serviços considerados essenciais
Tempo de leitura: < 1 minuto

Nove municípios baianos terão feriados estaduais e locais antecipados e somente vão abrir serviços essenciais durante toda a próxima semana. São eles Itabuna, Ilhéus, Ipiaú, Camaçari, Feira de Santana, Jequié, Lauro de Freitas, Candeias e Salvador.

Serão antecipados os feriados de São João e 2 de Julho, ambos estaduais, mais um municipal, a ser definido pelo prefeito de cada uma das localidades. Segundo Rui Costa, um decreto determinará a restrição de atividades para a quinta e sexta-feiras (28 e 29).

Na quinta e na sexta (28 e 29), funcionarão apenas supermercados, farmácias, serviços emergenciais de saúde e agências bancárias.

O governador Rui Costa lembrou que os municípios incluídos na antecipação de feriados, um bloqueio total branco, estão com mais de cem casos registrados e a intenção é derrubar a taxa de crescimento para menos de 5% em todas as cidades para não sobrecarregar os leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Estado.

ATUALIZAÇÃO: Os feriados de São João e Independência da Bahia – antecipados para segunda e terça (25 e 26) – serão para toda a Bahia. Apenas os municipais, na quarta (27), que serão apenas nos municípios acima de 100 casos de covid-19 ou para localidades que aderirem à sugestão do governo estadual.

XAVIER PROPÕE ESTUDO DA COVID-19 EM ITABUNA E PEDE AJUDA DE RUI COSTA

Xavier aponta proposta que une ciência e ampliação de leitos de UTI
Tempo de leitura: < 1 minuto

O presidente da Câmara de Itabuna, Ricardo Xavier, encaminhou ofício ao governador Rui Costa. Pede que o Estado acelere a vistoria de 5 leitos de UTI do Hospital de Base voltados a pacientes vítimas da Covid-19. Depende desse procedimento, segundo o documento, para que o Ministério da Saúde habilite estes e outros 10 leitos de terapia intensiva do hospital.

O presidente da Câmara também fala de proposta de testagem em massa para estudos feitos pela Uesc e pela UFSB que amparem as decisões contra o avanço da Covid-19 no sul da Bahia.

A chamada à ação deve despertar o governo baiano, que, até aqui, vem maltratando Itabuna na pandemia.

Por outro lado, até agora a Prefeitura de Itabuna não apresentou um plano de ação crível para o enfrentamento à pandemia, o que é motivo de questionamentos  e críticas de especialistas e do Conselho Municipal de Saúde de Itabuna.

BAHIA COMPRA MAIS 48 RESPIRADORES PARA UNIDADE DE UTI COVID-19

Respiradores chegam à Bahia por volta das 14h30min desta quinta || Foto Reprodução Twitter
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Bahia receberá mais 48 respiradores ainda nesta quinta-feira (21). Os respiradores vão equipar Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) exclusivas para pacientes vítimas da Covid-19 no Estado.

Ontem, já havia chegado carregamento com 159 respiradores mecânicos (reveja aqui). Segundo o governador Rui Costa postou no perfil do Twitter, a carga está sendo embarcada no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, chegará a Salvador por volta das 14h30min.

RUI ANUNCIA CHEGADA DE 100 MULTIPARAMÉTRICOS PARA UTI COVID-19

Multiparamétricos são descarregados em Salvador e atenderão UTIs Covid-19 no Estado
Tempo de leitura: < 1 minuto

Por meio do perfil que mantém no microblog Twitter, o governador Rui Costa anunciou a chegada de 100 aparelhos para garantir a abertura de Unidades de Terapia Intensiva (UI) em unidades Covid-19 no Estado.

Ainda no Twitter, Rui disse que os multiparamétricos serão distribuídos entre hospitais da capital e do interior do Estado.

Um avião foi enviado até Minas Gerais para buscar os equipamentos que, afirma Rui, “já estão em solo baiano para serem distribuídos hoje a hospitais de Salvador e do interior”.

SUSPENSÃO DAS AULAS NA BAHIA É PRORROGADA POR MAIS 15 DIAS

Rui prorroga suspensão das aulas mais uma vez
Tempo de leitura: < 1 minuto

Numa live iniciada no final da manhã desta segunda-feira (18), o governador Rui Costa anunciou que as aulas nas escolas em toda a Bahia não serão retomadas, pelo menos, nos próximos 15 dias. A suspensão será validada por meio de decreto, que vencerá no dia 3 de junho.

– Hoje eu assino decreto. É a mesma programação de suspensão do transporte intermunicipal em cidades com casos confirmados (ativos), por 15 dias – disse o governador, que manterá a proibição, também, para eventos com 50 pessoas ou mais.

Dificilmente as aulas nas escolas baianas deverão ser retomadas ainda no primeiro semestre. O governo baiano trabalha com a projeção de declínio dos casos de covid-19 no Estado apenas em agosto.

Back To Top