skip to Main Content
7 de abril de 2020 | 05:28 am

RUI CONFIRMA HADDAD COMO SUBSTITUTO DE LULA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Rui em entrevista ao Bahia Meio Dia, apresentado por Jéssica Senra || Foto Ulisses Dumas

O governador da Bahia e candidato à reeleição, Rui Costa (PT), confirmou em entrevista ao Bahia Meio Dia (Rede Bahia) o nome do ex-ministro Fernando Haddad como o substituto de Lula na corrida presidencial deste ano. O ex-presidente chegou a ter candidatura lançada, mas está preso desde 7 de abril e teve o registro negado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A candidatura de Haddad, tendo Manuela D´Ávila (PCdoB) como vice, será oficializada pelo partido ainda nesta tarde de terça (11).
Durante a entrevista à afiliada da Rede Globo, Rui Costa falou de ações durante os mais de três anos e meio de governo, disse ter sido o governador que mais cumpriu promessas em todo o país (baseando-se em pesquisa do Portal G1) e pediu votos para Haddad, além dos candidatos ao Senado Federal pelo PSD, Angelo Coronel, e PT, Jaques Wagner.
VITÓRIA DE HADDAD
Mais cedo, o ex-presidente do PT baiano e deputado federal, Josias Gomes, que foi secretário de Relações Institucionais da Bahia no governo de Rui, fez críticas ao Judiciário e falou em vitória de Haddad no segundo turno da corrida presidencial. Foi em entrevista ao PIMENTA. Para ele, a liderança de Lula nas pesquisas na corrida presidencial representavam o respeito do eleitorado ao legado lulista e do PT (reveja aqui).

RUI CONCENTRA AGENDA NO CENTRO-SUL EM DOIS DIAS DE CAMPANHA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Rui Costa fará caminhada em Ilhéus e Itabuna nesta quinta (6)

O governador e candidato à reeleição, Rui Costa (PT), concentrou a agenda de campanha no centro-sul baiano nesta quinta e Sexta da Independência. Hoje (7), as atividades começam às 9h, com uma caminhada em Ilhéus, a partir das 9h. A concentração será em frente a um dos pontos turísticos mais visitados de Ilhéus, em frente à Catedral de São Sebastião e ao Vesúvio.
No período da tarde, os compromissos serão em Ibicaraí, às 14h, e em Itabuna, às 16h. No início da tarde, Rui fará caminhada pela região central de Ibicaraí, saindo do Terminal Rodoviário do município. A caminhada em Itabuna será logo após, com concentração no Jardim do Ó e caminhada pela Avenida do Cinquentenário.
No Dia da Independência, Rui terá agenda cheia com eventos à tarde, começando por Itapetinga, às 14h, seguido por Itororó, às 15h30min. Na sequência, haverá caminhadas em Firmino Alves (17h), Itaju do Colônia (17h30min) e Floresta Azul, às 18h.

FERNANDO E MARÃO EM BAIXA PODEM AFETAR PLANOS DE RUI NO SUL DA BAHIA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Fernando Gomes e Marão têm gestões contestadas

O governador Rui Costa fará dois atos de campanha na próxima quinta (6) em dois municípios onde conta com o apoio dos prefeitos. E ambos navegam em mares revoltos à boca das eleições de 2018. Fernando Gomes, sem partido, enfrenta crise na saúde e na Administração, com UPA 24h e hospital pediátrico Cemepi fechados, professores em greve e servidores ainda sem receber o salário de julho e prestes a completar dois meses sem ver a cor do dinheiro.
O cenário em Ilhéus é de muita reclamação contra o governo do prefeito Mário Alexandre, Marão (PSD), principalmente na área da saúde. Para tentar amenizar os estragos, está anunciando a reforma de várias unidades básicas. Ontem, prometeu uma nova realidade, algo feito em 2017, quando da inauguração do Hospital Regional da Costa do Cacau. Há quase dois meses, substituiu Elizângela Oliveira por Geraldo Magela na Secretaria de Saúde, pressionado, dizem governistas, pelo deputado federal Paulo Magalhães (PSD).

RUI EM ILHÉUS E ITABUNA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Rui Costa (centro) fará campanha em Itabuna na próxima quinta

Candidato à reeleição, o governador Rui Costa fará campanha no sul da Bahia, na próxima quinta (6), véspera do Feriado da Independência. Às 15h, Rui, acompanhado do vice, João Leão, e dos candidatos ao Senado pela chapa, Jaques Wagner (PT) e Angelo Coronel (PSD) fazem caminhada na Avenida do Cinquentenário, em Itabuna. Antes, pela manhã, Rui cumpre agenda em Ilhéus, a partir das 9h. Será o primeiro ato da chapa majoritária com a presença de Rui nos dois municípios sul-baianos. Atualizado às 9h10min.

WAGNER GANHA APOIO DE DIRIGENTE DO PSOL NA CORRIDA AO SENADO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Wagner ganha apoio de dirigente do PSOL na corrida ao Senado Federal || Foto Pimenta

O ex-governador da Bahia e candidato ao Senado Federal pelo PT, Jaques Wagner, ganhou apoio do secretário de organização do PSOL na Bahia e membro da coordenação geral de campanha do partido em 2018, Danilo Moura.
Por meio de nota divulgada pelo PSOL, Danilo falou de diferenças, mas reforçou características que unem Wagner e PSOL. Os pessolistas têm apenas Fábio Nogueira como candidato ao Senado em corrida eleitoral com duas vagas ao Senado.
– Temos um conjunto de diferenças mas sabemos da importância de eleger senadores que atuem na luta contra o golpe e considero Jaques Wagner a única opção mais a esquerda depois da nossa – disse Danilo, observando que apoia, também, Marcos Mendes ao governo baiano.
A chapa majoritária do PSOL é composta por Mendes na corrida ao governo e Fábio Nogueira ao Senado, enquanto a chapa de Wagner tem o ex-governador e o deputado estadual Angelo Coronel (PSD) como nomes ao Senado e o governador Rui Costa como candidato à reeleição.

FG E SEUS CANDIDATOS

Tempo de leitura: 2 minutos

Marco Wense
 

É evidente que Wagner não criaria nenhum obstáculo para essa iniciativa de aproximá-lo do chefe do Executivo. Pragmático como é, não vai contrariar a máxima de que todo apoio é bem-vindo.

 
Só falta um nome para o prefeito de Itabuna, Fernando Gomes, sem partido depois que deixou o DEM, fechar sua chapa nas eleições de 2018.
Para o governo da Bahia, o alcaide vai votar na reeleição de Rui Costa (PT). Deputado federal e estadual, respectivamente Jonga Bacelar e Sérgio Gomes. Para o senado da República, em Ângelo Coronel.
O candidato de FG à presidência da República é Jair Bolsonaro, do PSL, que é também do vice-prefeito Fernando Vita e da maioria do secretariado do Centro Administrativo Firmino Alves.
O sólido antipetismo da campanha bolsonariana e a defesa do porte de armas são os pontos que são mais elogiados no staff fernandista.
Aliás, o próprio Fernando Gomes não cansa de dizer que seu único compromisso é com o governador Rui Costa, que quer distância do PT.
Seria uma inominável ingratidão se o prefeito tivesse outro comportamento com o governador, que o apoiou na última sucessão municipal, tanto no campo político como no jurídico.
Como são duas vagas para senador, fica faltando um voto do alcaide. A única certeza é que FG já descartou Jaques Wagner. As apostas giram em torno do Irmão Lázaro e Jutahy Júnior.
O único pedido que Fernando faz, de maneira mais incisiva, principalmente entre os que ocupam cargos de confiança, é em relação ao filho Sérgio Gomes, postulante a uma vaga na Assembleia Legislativa.
A cobrança de FG está sendo ignorada por alguns secretários simpatizantes da candidatura de Rafael Moreira, hoje neopetista e muito próximo de Josias Gomes, ex-secretário estadual de Relações Institucionais.
Nos bastidores, longe dos holofotes e do povão de Deus, a informação é de uma articulação para aproximar o prefeito do ex-governador Jaques Wagner.
É evidente que Wagner não criaria nenhum obstáculo para essa iniciativa de aproximá-lo do chefe do Executivo. Pragmático como é, não vai contrariar a máxima de que todo apoio é bem-vindo.
Não se sabe a opinião de FG sobre a tentativa de fazer as pazes com o responsável direto pela eleição de Rui Costa ao Palácio de Ondina.
Somente o governador Rui Costa pode ter sucesso nessa difícil missão, dizem os correligionários mais próximos do prefeito.
Marco Wense é articulista e editor d´O Busílis.

ROSEMBERG: "CANDIDATURA DE LULA É UM GRANDE DESAFIO PARA A DEMOCRACIA"

Tempo de leitura: < 1 minuto

Rosemberg, na foto ao lado do ex-presidente, defende candidatura de Lula  

O deputado estadual Rosemberg Pinto (PT) considera a presença do ex-presidente Lula na corrida eleitoral de 2018 “um grande desafio para a democracia brasileira”. O pedido de registro da candidatura está sendo feito nesta tarde de quarta (15). “O registro significa a disputa do retorno do Estado de Direito. Estamos enfrentando um segmento conservador do Judiciário, do Ministério Público e um segmento conservador da elite brasileira”, condenou.
Para Rosemberg, que já liderou a bancada do PT na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), o deferimento do registro de candidatura não será uma tarefa simples. “Mas vamos registrar e disputar até o último minuto, porque eu só acredito num Brasil que volte a se desenvolver com Lula, o único capaz de unificar o país com uma previsão para o seu desenvolvimento”, defendeu.
Uma marcha reúne milhares de apoiadores do ex-presidente em direção à corte eleitoral. O governador Rui Costa e o ex-governador Jaques Wagner acompanham o ato na capital federal.

CANDIDATOS AO GOVERNO DA BAHIA DEBATEM NA BAND NA QUINTA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Célia, João Henrique, João Santana, Ronaldo, Marcos Mendes e Rui Costa disputam governo

O primeiro debate na TV entre os candidatos ao Governo da Bahia já está marcado. Será na próxima quinta-feira (16), na Band, às 22h. Líder nas pesquisas, o governador Rui Costa (PT) confirmou participação, assim como José Ronaldo (DEM).
O democrata registrou candidatura na última sexta (10). Zé Ronaldo terá na vice a tucana Mônica Bahia e Jutahy Magalhães (PSDB) e Irmão Lázaro (PSC) candidato ao Senado Federal.
Rui escolheu esta segunda-feira (13), número de legenda do PT, para fazer o registro de toda a chapa, com 14 partidos. Terá João Leão (PP) na vice e Jaques Wagner (PT) e Angelo Coronel (PSD) como candidatos ao Senado Federal.
A disputa ao governo baiano deverá ter sete nomes. Além de Zé Ronaldo e Rui Costa, Célia Sacramento (Rede), João Henrique (PRTB), João Santana (MDB), Marcos Mendes (PSOL) e Orlando Andrade (PCO).

AS CONTAS DA BASE

Tempo de leitura: < 1 minuto

Rui Costa dá a palavra final na formação da coligações proporcionais || Foto Pimenta

A base governista se reúne, no próximo sábado (4), para as convenções dos partidos aliados e sacramentar os nomes de Rui Costa ao Governo, João Leão na vice e Jaques Wagner e Angelo Coronel na disputa pelas duas vagas ao Senado. Na proporcional, os cálculos são de esforço máximo para eleger 40 deputados estaduais e 28 federais. Justamente na definição das coligações para Assembleia e Câmara dos Deputados rolou ranger de dentes.

PRESIDENTE DO PSC DESCARTA ALIANÇA COM RUI COSTA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Heber descartou aliança com Rui Costa || Foto Tácio Moreira/Metropress

O presidente do PSC da Bahia, Heber Santana, descartou possiblidade de aliança eleitoral à reeleição do governador Rui Costa (PT), apesar de o partido ter conversado com o Pastor Sargento Isidório, do Avante, sobre a aliança. “Nós, do PSC, fazemos questão de colocar que não é esse o caminho”, afirmou o deputado estadual e dirigente do PSC.
Heber reclamou, no entanto da falta de definição na chapa do pré-candidato do DEM ao governo baiano, José Ronaldo. Para ele, a indefinição resulta em perdas para o campo oposicionista e cobra fechamento de aliança ainda nesta semana. Além de Zé Ronaldo, o PSC avaliaria possibilidade de coligar com João Santana, do MDB, ou João Henrique, do PRTB, com Irmão Lázaro (PSC) disputando vaga ao Senado Federal.

Back To Top