skip to Main Content
15 de agosto de 2020 | 05:29 pm

MÉDICO ALERTA PARA SINTOMAS E DIAGNÓSTICO PRECOCE DE CÂNCER DE CABEÇA E PESCOÇO

Médico Lincoln Warley fala sobre sintomas dos cânceres de cabeça e pescoço
Tempo de leitura: 2 minutos

De acordo com a Associação de Câncer de Boca e Garganta (ACBG), uma das dificuldades no tratamento de câncer de cabeça e pescoço é o diagnóstico tardio, que ocorre em 60% dos casos e pode comprometer a qualidade de vida do paciente. Especialista no assunto, o médico Lincoln Warley Ferreira, que integra a equipe da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna, explica que quanto mais cedo a descoberta dos tumores, maiores são as chances de evitar sequelas funcionais e psicológicas.

O médico cirurgião de cabeça e pescoço é uma das referências na Bahia. Segundo ele, os estudos mostram que o consumo excessivo de álcool e o tabagismo são os maiores fatores de risco para o câncer de cabeça e pescoço. “O hábito de fumar e o uso excessivo de bebidas alcoólicas estão diretamente relacionados aos tumores de boca, faringe e laringe”, afirma.

Nos últimos anos, afirma Lincoln, houve aumento de casos também relacionados ao HPV (papilomavírus humano), doença transmitida na prática do sexo oral sem uso de preservativo. “O HPV é considerado um fator emergente em câncer de cabeça e pescoço, principalmente para tumores de faringe. Em países como os Estados Unidos, o HPV é o principal fator para surgimento do câncer de faringe. Mas aqui, no Brasil, os maiores causadores de cânceres ainda são o cigarro e o álcool”, explica.

SINAIS DE CÂNCER

Outro causador de câncer de cabeça e de pescoço é a exposição ao sol por muito tempo. Por isso, deve-se evitar a exposição, sobretudo no período das 10h às 16h. Independente do horário, a pessoa deve usar o filtro solar. Os sinais de câncer de cabeça e de pescoço são ferida na boca que demora a cicatrizar, rouquidão e nódulo no pescoço. “A pessoa com esses sintomas deve procurar um especialista para que os sinais sejam investigados o mais rápido possível”, orienta o médico.

Diagnóstico precoce é importante para sucesso no tratamento deste tipo de câncer

O médico esclarece que o primeiro exame para possível detecção da doença, sem dúvida, é o olhar de um profissional, principalmente se o paciente tiver uma ferida que persiste por mais de 15 dias. “Caso suspeite de que a lesão seja maligna, deve ser feita biópsia. Coleta-se um fragmento e envia para ser diagnosticado. Em laringe existe o indicativo da rouquidão por um período de 15 dias”, diz.

EVITE FUMAR

No caso do câncer de boca e área digestiva, assegura Lincoln, a melhor prevenção é não fumar nem consumir bebidas alcoólicas em excesso. Deve, ainda, ter uma alimentação saudável, rica em frutas e verduras, e praticar atividades físicas.

No sul da Bahia, a Santa Casa de Misericórdia de Itabuna é referência no tratamento de câncer, com oferta de serviços especializados em oncologia. A instituição disponibiliza serviços de radioterapia, quimioterapia, além de cirurgia oncológica.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), o Brasil registra cerca de 41 mil novos casos de câncer de cabeça e pescoço a cada ano. Na próxima segunda-feira (27) será celebrado o Dia Mundial de Prevenção do Câncer de Cabeça e Pescoço.

SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO DA BAHIA E PROVEDOR DA SANTA CASA NO “PONTO DE VISTA”

O novo provedor da Santa Casa, Francisco Valdece, e o secretário de Educação, Jerônimo Rodrigues
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Programa Ponto de Vista, da Rádio Nacional, entrevistará o secretário de Educação da Bahia, Jerônimo Rodrigues, e o novo provedor da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna, o advogado Francisco Valdece. Apresentado pelo comunicador e economista Rosivaldo Pinheiro, o programa vai ao ar às 10h deste sábado (4).

O secretário Jerônimo Rodrigues falará dos projetos na área da educação no Estado e os desafios impostos pela pandemia. Desde março que as redes públicas e particular estão sem aulas na Bahia por causa da Covid-19. Valdece falará dos planos à frente da Santa Casa. O advogado tomou posse nesta semana, substituindo o médico Eric Ettinger Jr.

EM ITABUNA, ESTUDANTES MOBILIZAM AMIGOS NAS REDES SOCIAIS PARA DOAR SANGUE

Estudantes mobilizam amigos para doar sangue em Itabuna || Foto Divulgação
Tempo de leitura: < 1 minuto

A queda de cerca de 70% do número de doadores de sangue durante a pandemia do novo coronavírus leva preocupação aos hospitais, mas também despertou três estudantes de Itabuna. O trio está promovendo mobilização nas redes sociais para convocar os amigos e parentes para uma corrente de solidariedade.

“Às vezes, as pessoas realizam mobilizações específicas, geralmente, para ajudarem uma parente ou amigo internado, mas as necessidades aqui são bem maiores”, afirma a estudante Yasmine Rocha, de 16 anos, uma das idealizadoras da campanha “Amigos Bondosos”, tocada com os amigos Gabrielly Santos, 18, e Paulo Henrique, 20.

Por causa dos cuidados para evitar a disseminação do novo coronavírus, a doação de sangue está sendo com hora marcada. Os estudantes estão comemorando o sucesso da campanha. “Os nossos amigos e parentes ficaram bem sensibilizados e atenderam a convocação para participar desse ato de amor ao próximo”, conta Gabrielly Santos, que é prima de Yasmine Rocha.

Para esta sexta-feira (19), os estudantes conseguiram 40 doadores. Eles estão mobilizadas até as 17h de hoje e, neste sábado, das 7h ao meio-dia. “É muito bom ajudar o próximo. Desde cedo que conheço a realidade do Banco de Sangue de Itabuna. Sempre foi essa luta para captar doadores, mas a situação ficou ainda mais difícil depois dessa pandemia”, observa Yasmine Rocha, que é filha de uma funcionária da unidade.

VEJA COMO AGENDAR DOAÇÃO

A queda nas doações do Banco de Sangue chega a 70%, a depender do período. Ação como a promovida hoje pelos estudantes ajuda centenas de pessoas. O telefone para agendamento é o (73) 3214 9126. A unidade funciona de segunda a sexta-feira, sempre das 7h às 17h. Aos sábados, das 7h às 12h.

NOVO SECRETÁRIO, JUVENAL PROMETE PROJETO PARA A SAÚDE “DENTRO DE POUCOS DIAS”

Juvenal pede demissão após prefeito confirmar reabertura do comércio
Tempo de leitura: 2 minutos

Juvenal Maynart assumiu a Secretaria de Saúde de Itabuna, hoje (12), com a promessa de apresentar, “dentro de poucos dias”, um projeto para a Pasta e de estabelecer relações articuladas com a comunidade acadêmica e todos os entes. Além de atenção à rede, o foco principal será as ações para conter o avanço da covid-19 e aos hospitalizados pela doença, tanto de Itabuna como de outros municípios.

Ex-diretor-geral da Ceplac e ex-presidente da Fundação de Atenção à Saúde de Itabuna (Fasi), mantenedora do Hospital de Base, Juvenal disse que vai buscar a comunidade acadêmica para definir ações de combate à covid-19 no município e trabalhará de forma articulada por ações na média e alta complexidade com os vários entes – municípios pactuados, Estado e União, além da rede conveniada.

Hoje, na posse, Juvenal reforçou a necessidade do trabalho em parceria com a rede conveniada ao apontar o papel desempenhado pela Santa Casa de Misericórdia de Itabuna. “O provedor está disposto a nos prestigiar nas discussões deste processo e na construção do projeto [para a saúde]. Espero, dentre de poucos dias, apresentar projeto e discutir todas essas dinâmicas”, afirmou.

O novo secretário ressaltou o “grande trabalho” da instituição filantrópica na atenção às vítimas da covid-19. Nos três primeiros meses, os pacientes de Itabuna contavam apenas com os hospitais Calixto Midlej Filho e Manoel Novaes para atendimento médico-hospitalar, com ofertas de leitos clínicos e de UTIs. Somente no final de maio, o Hospital de Base começou a instalar equipamentos para disponibilizar leitos de UTI exclusivos para pacientes covid-19.

TESTAGEM E PESQUISA

Ainda em abril, o novo secretário participou da elaboração de proposta ao município e estado que envolvia pesquisa e ampla testagem da população itabunense como uma das ações para o controle do novo coronavírus em Itabuna. A proposta foi apresentada ao prefeito Fernando Gomes e ao governador Rui Costa pelo presidente da Câmara de Vereadores de Itabuna, Ricardo Xavier. A proposta envolve as universidades Estadual de Santa Cruz (Uesc) e Federal do Sul da Bahia (UFSB).

 

ITABUNA: “OLHAR EM PERSPECTIVA” NARRA DESAFIOS DE UNIDADE COVID-19 NA SANTA CASA

Documentário narra os desafios de unidade Covid-19 em Itabuna
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Santa Casa de Misericórdia de Itabuna lança, a partir das 16h, desta segunda (1º), em seu canal no Youtube e nas suas redes sociais, um documentário sobre procedimentos e rotina dos profissionais do Calixto Midlej Filho que atuam na linha de frente de enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19).

Com duração de 7m30s, o Olhar em Perspectiva narra os desafios e mostra um pouco do dia a dia da batalha travada contra a doença. Inédita na Bahia, produção traz entrevistas com médicos, enfermeiros, fisioterapeuta e pacientes, que relatam as suas experiências na batalha diária pela vida. O documentário poderá ser conferido no Youtube.

Gravado em abril, logo no início da pandemia na região sul da Bahia, o documentário leva o telespectador para dentro da Unidade de Terapia Intensiva para pacientes Covid-19 do Hospital Calixto Midlej Filho, da Santa Casa de Itabuna.

DESAFIO

Com o documentário é possível compreender como é esse grande desafio na unidade Covid. Na rotina diária, para evitar a contaminação pelo novo coronavírus, os profissionais de saúde enfrentam uma jornada ainda mais tensa e cansativa.

O provedor da Santa Casa e coordenador médico da Unidade Covid Intensiva, Eric Ettinger Júnior, destaca que, como se trata de uma doença ainda desconhecida da literatura médica, o trabalho dos profissionais é mais desafiador e exige um nível ainda maior de concentração de toda a equipe. “Estamos aprendendo no dia a dia. A história está sendo escrita diante dos nossos olhos”, diz o médico.

Confira o documentário

ITABUNA: JUSTIÇA DETERMINA QUE PREFEITURA REPASSE R$ 2,9 MILHÕES À SANTA CASA

Prefeitura retoma atendimento ao público em novo horário
Tempo de leitura: < 1 minuto

O juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública da Comarca local, Ulisses Maynard Salgado, determinou ao Município de Itabuna o pagamento imediato de R$ 2.956.230,31 à Santa Casa de Misericórdia relativos aos períodos de março e abril deste ano. A Secretaria Municipal de Saúde havia repassado valores inferiores ao contratualizado com a instituição, que ingressou com mandado de segurança com base na Lei 13.992, de 22 de abril deste ano, para reaver os mais de R$ 2,9 milhões.

A Lei citada na ação suspende as metas qualitativas e quantitativas do SUS no período da pandemia. Porém, ela assegura o pagamento do valor integral aos prestadores de saúde, como a Santa Casa, por, pelo menos, 120 dias, a contar de 1º de março, mesmo obrigados a suspender as cirurgias e tratamentos considerados eletivos.

O município terá três dias para pagamento do valor, conforme a liminar. Caso a medida não seja cumprida, a multa diária foi estabelecida em R$ 900,00, limitada a R$ 27 mil, “além das consequências pela inobservância da decisão judicial”. O mandado de segurança foi impetrado pela Santa Casa contra o município, o prefeito Fernando Gomes e o secretário da Saúde de Itabuna, Uildson Nascimento.

VITÓRIA DO SUS

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde de Itabuna e Região (Sintesi), Raimundo Santana, disse que a decisão do juiz Ulisses Maynard Salgado é uma vitória do SUS. “Se a lei não for cumprida, a rede filantrópica e privada estará destruída ao final da pandemia. Isso inclui clínicas de imagem, laboratórios e todos que prestam serviços ao SUS. “Quem é que vai lá fazer exame, consulta, se não há garantia de pagamento pelo valor contratado?”, questiona o dirigente sindical.

SANTA CASA DE ITABUNA INTEGRA COALIZÃO NACIONAL DA COVID-19

Santa Casa montou gabinete de crise para enfrentar a covid-19
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Santa Casa de Misericórdia de Itabuna foi convidada e está participando de um grupo nacional de enfrentamento à Covid-19 Todos pela Saúde, iniciativa privada que reúne um grupo de especialistas de diversos setores da saúde para colaborar no combate ao novo coronavírus.

A aliança agrega hospitais com alta resolutividade e/ou localizados em áreas estratégicas para o atendimento a pacientes internados com a doença. Liderado pelos hospitais Sírio-Libanês e Albert Einstein, a coalizão é apoiada pelo Ministério da Saúde e Secretaria de Saúde da Bahia e contará com um fundo de financiamento do Banco Itaú que, também participa da aliança nacional.

De acordo com o projeto, os hospitais deverão seguir a Metodologia Lean, modelo de gestão baseado no enxugamento de processos, e as instituições convidadas precisam montar um Gabinete de Crise, seguir rounds diários de discussão e alimentar a planilha de dados disponibilizada pela coordenação do grupo. A Santa Casa de Itabuna já havia implantado desde 16 de março um Comitê Gestor de Enfrentamento à Covid-19, mantendo reuniões diárias, e com amplo foco na organização da informação para uma gestão de dados eficiente.

– Participar deste grupo e enxergar que já estávamos praticando parte da metodologia proposta nos deixou ainda mais motivados. Vamos seguir trocando experiências e crescendo com os outros hospitais de referência, já que o enfrentamento ao novo coronavírus é um tema crítico, que tende a fragilizar serviços e sistemas de saúde a médio e longo prazo, e para o qual nenhum hospital em todo o mundo estava completamente preparado – disse o superintendente de Saúde e comandante do Gabinete de Crise da Santa Casa de Itabuna, Adalberto Bezerra.

ESTADO AGUARDA CREDENCIAMENTO DE 122 LEITOS PARA COVID-19 EM ILHÉUS E ITABUNA, SEGUNDO SECRETÁRIO

Hospital de Base ainda aguarda habilitação de novos leitos de UTI Covid-19
Tempo de leitura: 2 minutos

A estrutura de leitos para vítimas do novo coronavírus (Covid-19) em Itabuna deverá contar com mais 122 leitos, segundo o secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas. De acordo com ele, são aguardados credenciamento de 13 leitos no Hospital São José e 30 no hospital de campanha e outros 20 a serem montados no Centro de Convenções em Ilhéus. Já em Itabuna, é aguardado o credenciamento pelo Ministério da Saúde de 21 leitos de UTI e 38 clínicos no Hospital de Base de Itabuna.

Vilas-Boas observa que o número de casos de coronavírus tem crescido na região de Ilhéus e Itabuna. “Quem apresentar sintomas como febre, garganta inflamada, coriza, falta de ar, deve procurar imediatamente as unidades que são a porta de entrada para o Sistema de Saúde. Em Itabuna, é a UPA do Monte Cristo e em Ilhéus é o Centro de Convenções”, orienta o secretário.

O titular da Sesab ressalta os cuidados básicos para se evitar a Covid-19. “Fique em casa, só saia em caso de necessidade e usando máscaras, e mantenha a distância de um metro e meio das outras pessoas. Lave bem as mãos e passe álcool em gel”.

REDE DE ATENDIMENTO

A estrutura de atendimento nas duas cidades, já conta com leitos de UTI no Hospital Regional Costa do Cacau e no Hospital de Ilhéus, em Ilhéus, e no Calixto Midlej Filho e no Manoel Novaes em Itabuna. Após o início de registro de casos, o Costa do Cacau informou ter estabelecido nas últimas semanas planejamento para o acolhimento do paciente com suspeita da doença atendendo um fluxograma elaborado para recepção e cuidados, além da precaução da não transmissibilidade do vírus em ambiente hospitalar.

Agora, a pessoa que chega ao hospital, apresentando febre e com sintomas respiratórios, recebe uma máscara cirúrgica e é colocado em isolamento, com o objetivo de evitar ou minimizar os riscos de transmissão da Covid-19. A ação passou a contar também com treinamento de funcionários, segundo a direção do hospital, higienização e uso adequado de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para diminuir o risco de contágio pela Covid-19.

Leia Mais

ITABUNA REGISTRA PRIMEIRO ÓBITO POR COVID-19; VÍTIMA TINHA 37 ANOS

Município registra 33 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas
Tempo de leitura: < 1 minuto

No dia que Itabuna registrou 11 novos casos do novo coronavírus (covid-19), o município também registrou a primeira morte provocada pela doença, neste sábado (18). O paciente tinha 37 anos, era hipertenso, diabético e apresentava problemas renais, de acordo com a Secretaria de Saúde de Itabuna.

O município não informou a data do óbito nem em qual hospital ocorreu a morte. Também hoje, saltou de 35 para 45 o número de casos positivos do novo coronavírus. Há registro de outros dois casos notificados em Itabuna, porém os pacientes são de outros municípios, conforme a Vigilância Epidemiológica de Itabuna.

MAIS DE 70 AGUARDAM RESULTADO

O município ainda aguarda resultado de outros 75 testes em pacientes do município. Apesar do crescente número de casos de covid-19, Itabuna apenas possui 13 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), dos quais 10 no Calixto Midlej Filho e 3 no Hospital Manoel Novaes, ambos da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna.

Back To Top