skip to Main Content
6 de agosto de 2020 | 10:27 pm

ITABUNA: BANCO DE LEITE DO HOSPITAL MANOEL NOVAES MANTÉM CAPTAÇÃO

Banco de Leite do Manoel Novaes mantém serviços de captação
Tempo de leitura: 1 minuto

O Banco de Leite do Hospital Manoel Novaes reforçou as medidas de segurança nesse período de pandemia de novo coronavírus e mantém os serviços de captação tanto na própria unidade quanto em domicílio. No segundo caso, a coleta é feita em parceria com o Corpo de Bombeiros de Itabuna e ocorre nas segundas-feiras. Já diretamente na unidade, que funciona no anexo do Novaes, o serviço é oferecido de segunda a sexta-feira, das 7 às 18 horas.

A coordenadora do Banco do de Leite, Bianca Baleeiro, explica que as interessadas podem fazer o cadastramento e doação de leite humano sem sair de casa. Para isso, as doadoras só precisam fazer contato pelo telefone (73) 3214-4346 para as instruções sobre o processo, que é rápido e seguro. A unidade, que é referência no sul da Bahia, atende 120 municípios.

O leite doado é destinado a crianças prematuras, com baixo peso, que não podem ser alimentadas diretamente nos seios das mães. Cerca de 70% do leite humano captado é consumido por filhos de mulheres que moram em locais distantes de Itabuna e que precisam muito desse ato de solidariedade. Por isso, a regularidade dessa doação é muito importante.

ALIMENTO COMPLETO

A enfermeira Bianca Baleeiro destaca que o leite humano é um alimento completo, capaz de oferecer todos os nutrientes necessários ao desenvolvimento do recém-nascido. “Com o leite materno, o bebê fica protegido de infecções e diarreias, além de obter um bom desenvolvimento, diminuindo o tempo de internação”, conta a profissional.

De acordo com o Ministério da Saúde, a amamentação é um dos grandes aliados na redução da mortalidade infantil e uma forma da criança receber cálcio, fósforo e ferro, além de outros nutrientes importantes para que tenha um crescimento saudável. Hoje, 19 de maio, é o Dia Mundial da Doação de Leite Materno.

MUTIRÃO DE CIRURGIA ONCOLÓGICA EM ITABUNA ATENDERÁ PACIENTES DE 120 MUNICÍPIOS

Pacientes de mais de 100 municípios serão atendidos em mutirão
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Santa Casa de Misericórdia de Itabuna realiza, no próximo sábado (14), um Mutirão de Cirurgia Oncológica exclusivamente para pacientes do sistema público de saúde.  De acordo com os coordenadores da iniciativa, o objetivo é zerar a fila de cirurgia oncológica do Sistema Único de Saúde ( SUS) nos municípios pactuados com Itabuna.

A data para a realização do mutirão foi escolhida com base nas listas de espera enviadas pelos municípios pactuados. A ação ocorrerá no Centro Médico do Plansul, no Hospital Manoel Novaes, e atenderá aos pacientes de mais de 120 municípios .

A proposta do mutirão é que o paciente já saia das consultas com a Autorização de Internamento Hospitalar (AIH´S) em mãos.  O atendimento será somente para pacientes já relacionados pelas secretarias municipais de saúde.  Os municípios realizaram a pré-triagem dos pacientes e nós reforçamos o contato, via telefone”, explica o médico Alessandro Vasconcelos, o coordenador do mutirão.

Serão ofertados aos pacientes serviços como consultas médicas e a realização de exames pré-operatórios.  “Solicitamos aos pacientes que, além de um documento de identificação com foto e cartão do SUS, no dia do atendimento levem todos os resultados de exames realizados nos últimos 90 dias”, diz.

INCENTIVO À SOLIDARIEDADE

Tempo de leitura: < 1 minuto
Funcionários de cooperativa se envolvem em campanha por mais doações de sangue (foto Divulgação)

Funcionários de cooperativa se envolvem em campanha por mais doações de sangue (foto Divulgação)

O Banco de Sangue da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna continua com um estoque baixo e necessitando urgentemente de doações. Atendendo aos apelos da instituição, alguns grupos e empresas têm se organizado para ajudar.

Um exemplo é a cooperativa de crédito Unicred, que mobiliza seus cooperados para doar sangue. O mutirão foi iniciado na última sexta-feira (1º) e segue envolvendo as agências da cooperativa em Itabuna, Ilhéus e Jequié.

O Banco de Sangue da Santa Casa atende 116 municípios do Sul da Bahia. Segundo o seu coordenador de Captação, Adelson Bispo, nesse período do ano normalmente se verifica uma redução do número de doadores.

Para doar sangue, é preciso ter de 18 a 60 anos, gozar de boa saúde e pesar mais de 50 quilos.  O Banco de Sangue da Santa Casa funciona no Hospital Calixto Midlej Filho, atendendo de segunda a sexta, das 7 às 17 horas, e aos sábados, das 7h ao meio-dia.

SANTA CASA PRECISA SE REESTRUTURAR PARA NÃO FECHAR AS PORTAS

Tempo de leitura: < 1 minuto
Provedor fala sobre a crise durante entrevista coletiva

Provedor fala sobre a crise durante entrevista coletiva

O provedor da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna, Eric Ettinger Jr., traçou ontem (10) um quadro dramático da instituição que controla três hospitais da cidade: Calixto Midlej Filho, Manoel Novaes e São Lucas.

Em entrevista coletiva, Ettinger afirmou que a Santa Casa acumula uma dívida de R$ 110 milhões, que aumenta à razão de R$ 2 milhões a cada mês. Para piorar a situação, a filantrópica acaba de receber uma cobrança de R$ 13 milhões da Receita Federal.

No momento, a instituição tenta renegociar com os credores e analisa o relatório de uma consultoria independente, contratada para apresentar diagnóstico e traçar um plano de reestruturação financeira. A Santa Casa também tenta, junto a operadoras de plano de saúde, um reajuste na tabela dos serviços hospitalares, ao mesmo tempo em que precisa discutir uma pauta de reivindicações do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde (Sintesi), que tem entre seus itens a solicitação de 15% de reposição salarial.

Diante de tantos problemas, Ettinger afirmou não saber se os hospitais da Santa Casa estarão abertos em janeiro de 2017, quando a instituição comemora 100 anos de existência.

SEPULTAMENTO DE RENAN MOREIRA SERÁ NESTA SEGUNDA

Tempo de leitura: < 1 minuto
renan

Corpo do advogado será velado na Catedral de São José

Familiares e amigos do advogado Renan Moreira, ex-provedor da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna, aguardam para o final desta noite a chegada de seu corpo a esta cidade. Ele morreu na manhã de hoje (03), em Salvador, onde se encontrava internado.

O corpo do advogado será velado na Catedral de São José e o sepultamento está previsto para as 12h30 desta segunda-feira, no cemitério do Campo Santo.

Em nota de pesar, a Santa Casa de Misericórdia exalta as qualidades do ex-provedor, afirmando que iniciativas de Renan Moreira contribuíram para elevar a instituição ao patamar de “maior complexo filantrópico de saúde do interior do Norte e Nordeste”.

O VALOR DA FILANTROPIA NA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO AO SUS

Tempo de leitura: 2 minutos

Dr. Eric Ettinger Junior, Provedor eleitoEric Ettinger Jr.

 

É consenso que o SUS tem uma tabela de preços sem reajuste há mais de 10 anos, caracterizando o chamado subfinanciamento dos serviços.

 

Às vésperas de completar 100 anos, a Santa Casa de Misericórdia de Itabuna segue mantendo o título de instituição filantrópica de saúde, mesmo tendo visto o conceito de filantropia mudar durante o próprio curso de sua história. O que antes era uma entidade que prestava serviços aos que não podiam pagar, hoje é regulada pelo Estado a partir de uma legislação específica. Muitos seguem olhando a Santa Casa com o olhar de quando ela foi criada, quando aqui existiam os benfeitores e a superabundância econômica da região do cacau para manter a receita hospitalar.

O tempo passou e, apesar de a Santa Casa garantir continuidade a diversas ações sociais e religiosas, o que tange a prestação de serviços de saúde é regulado por um contrato com o Gestor do SUS e precisamos cumprir obrigações permanentes para renovar nosso título de filantropia.

A Filantropia é assim uma concessão do Ministério da Saúde a entidades jurídicas de direito privado, sem fins lucrativos, certificadas como Entidade Beneficente de Assistência Social com finalidade de prestação de serviços na área da saúde, desde que cumpridas condições definidas pela Legislação. Uma dessas condições é a execução de um índice de filantropia que não pode ser inferior a 60%. Historicamente a Santa Casa alcança sempre mais de 75% deste índice, dados auditados e acompanhados, inclusive com cruzamento de informações pelo Ministério da Saúde.

O cumprimento dessa e de outras obrigatoriedades garante a manutenção do título de filantropia, e garante também a isenção no pagamento de contribuições sociais e a celebração de convênios com o poder público. No entanto, é consenso que o SUS tem uma tabela de preços sem reajuste há mais de 10 anos, caracterizando o chamado subfinanciamento dos serviços.

Leia Mais

ACORDO PÕE FIM À PARALISAÇÃO NA SANTA CASA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Santa Casa de Itabuna: protestos.

Um acordo firmado agora à tarde no Ministério Público do Trabalho levou ao encerramento da paralisação dos serviços na Santa Casa de Misericórdia de Itabuna. As atividades serão plenamente retomadas na manhã desta quarta-feira (17).

Os funcionários haviam cruzado os braços na manhã de hoje (16), para pressionar a instituição a pagar os salários de janeiro. A Santa Casa reconheceu o atraso, alegando que o cronograma de recebimento de recursos do SUS influenciou na questão salarial.

Na audiência realizada no MPT, com representantes da Santa Casa e do Sintesi – sindicato que representa os funcionários -, a instituição se comprometeu pagar os salários até sexta-feira (19). Mediante esse compromisso, ficou decidido o retorno dos trabalhadores às suas funções.

A Santa Casa possui três hospitais (Calixto Midlej Filho, São Lucas e Manoel Novaes) e um total de 1.800 funcionários.

NOVAES SUPERLOTA E SUSPENDE NOVOS INTERNAMENTOS EM UTI NEONATAL

Tempo de leitura: < 1 minuto

uti neo em atividades (2)

O Hospital Manoel Novaes, que integra a rede da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna, anunciou nesta sexta-feira (6) a suspensão temporária de novos internamentos de gestantes pelo Sistema Único de Saúde em sua UTI Neonatal. A justificativa é a superlotação da unidade.

De acordo com a assessoria da Santa Casa, a UTI dispõe de apenas sete leitos contratados para usuários do SUS, de um total de 21, mas todos já estão ocupados. A médica Fabiane Chávez, coordenadora da UTI Neonatal, explica que há necessidade de manter leitos reservados para o atendimento de gestantes de alto risco.

“Para atender a clientela que estamos contratados, que são gestantes com quadro de gestação de alto risco, precisamos dispor de vaga na UTI Neonatal de retaguarda. Do contrário, esses bebês, quase sempre prematuros ou com patologias congênitas, correm o risco de nascer e não dispor de leitos com a assistência necessária para garantir sua sobrevivência”, esclarece a médica, que é também diretora técnica do hospital.

Ainda segundo Fabiane Chávez, além de todos os 21 leitos da UTI Neonatal estarem ocupados, há também superlotação na Unidade de Cuidados Intermediários (UCI), que dispõe de 12 leitos. O hospital informa que o atendimento no setor de pediatria continua acontecendo normalmente.

ACORDO MANTÉM FUNCIONAMENTO DO SÃO LUCAS

Tempo de leitura: < 1 minuto
Augusto Castro (esq.) intermediou conversa entre provedor da Santa Casa (dir.) e o futuro secretário da Saúde, Fábio Vilas Boas

Augusto Castro (esq.) intermediou conversa entre provedor da Santa Casa (dir.) e o futuro secretário da Saúde, Fábio Vilas Boas

Uma conversa mantida por telefone, manhã desta segunda-feira (29), evitou o fechamento do Hospital São Lucas, que estava anunciado para esta quarta-feira (31).
A conversa se deu entre o provedor da Santa Casa de Misericórdia, o médico Almir Alexandrino, e o futuro secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas Boas. Curiosamente, quem intermediou o diálogo foi um deputado da oposição, o tucano Augusto Castro.
Além de procurar Vilas Boas, o deputado estadual também manteve contato com Josias Gomes, que assumirá a Secretaria das Relações Institucionais (Serin). Os dois futuros secretários assumiram compromisso de buscar uma solução para as dificuldades do SUS em Itabuna.
Vilas Boas também se comprometeu a agendar uma visita à cidade, já nos primeiros dias de 2015. Não houve promessa imediata de ampliação dos repasses, mas a sinalização de que o governo Rui Costa está atento à delicadíssima crise da saúde itabunense.
Diante do aceno, Alexandrino deve anunciar ainda hoje que o atendimento no São Lucas será mantido.

CÂMARA DISCUTE CRISE DA SAÚDE EM ITABUNA

Tempo de leitura: < 1 minuto
São Lucas deixa de atender pacientes do SUS no fim deste mês

São Lucas deixa de atender pacientes do SUS no fim deste mês

Autoridades da área da saúde, trabalhadores do setor e representantes do governo municipal se reúnem logo mais, às 17 horas, no plenário da Câmara de Vereadores. Em pauta, a crise da saúde e as dificuldades da Santa Casa de Misericórdia, que anunciou o fechamento do Hospital São Lucas para atendimentos via SUS.
A reunião foi convocada pelo vereador Aldenes Meira (PCdoB), presidente da Câmara Municipal, que também convidou o Ministério Público para o debate. Representando o governo municipal, foram convidados o secretário municipal da Saúde, Eric Ettinger, e o vice-prefeito Wenceslau Júnior, que também responde pela Secretaria de Planejamento e Tecnologia.
Além de promover a reunião, Aldenes Meira enviou ofício para o governador Jaques Wagner, alertando para os problemas que poderão surgir com o fechamento do São Lucas. “Estamos muito preocupados com o agravamento dessa situação, que implica em desassistência e no risco da perda de vidas humanas”, afirma o vereador.
As dificuldades para a saúde no município se aprofundaram com o retorno da gestão plena, que teriam resultado em prejuízo de R$ 15 milhões para o município, desde novembro de 2013.

Back To Top