skip to Main Content
24 de janeiro de 2021 | 11:03 pm

POSTO DE SAÚDE DO SANTA INÊS É INTERDITADO PELA VIGILÂNCIA SANITÁRIA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Moradores fizeram protesto por melhorias no posto.

Moradores fizeram protesto para cobrar melhorias no posto.

A Vigilância Sanitária interditou hoje (21) a unidade de saúde Corbiniano Freire, no Santa Inês, em Itabuna, após protesto de moradores e reunião realizada nesta manhã. A interdição ocorre quase quatro meses após manifestação realizada pela comunidade (relembre aqui).

Parte da estrutura da unidade foi afetada por infiltrações e o teto havia se transformada em “morada” de morcegos, o que gerava forte odor e acúmulo de fezes do voador.

Os moradores realizaram protesto no dia 31 de julho, quando fecharam a unidade. A Secretaria de Saúde pediu, em 5 de agosto, prazo de 30 dias para reformar o posto. O prazo venceu e a comunidade se reuniu hoje para decidir pelo fechamento do posto, caso o município não se posicionasse.

A comunidade cobra, além da reforma da unidade, a contratação de mais médicos. Somente uma equipe do Programa Saúde da Família atende a mais de dez mil moradores do Santa Inês e do condomínio residencial Bela Vista. Moradores e representantes da Secretaria de Saúde estão reunidos para definir prazo de reforma e reabertura da unidade.

 

MÓDULO POLICIAL FECHADO NO SANTA INÊS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Moradores do Santa Inês, em Itabuna, estão preocupados com a onda de violência que abateu o bairro após tiroteio na última terça (24). Uma casa a menos de 100 metros do módulo policial foi alvo de ataques de bandidos. Contra o imóvel, que estava vazio no momento, foram efetuados mais de 20 disparos de armas de grosso calibre. Desde aquele dia, o módulo da Polícia Militar no bairro está fechado.
– Se já não tinha paz aqui, digo que agora tá pior. Os bandidos tão andando livremente e armados depois da saída da polícia do bairro – afirma um morador, que pede – pelo menos – viaturas no Santa Inês.

LUAN DA LUZ VERMELHA CONDENADO A 26 ANOS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Luan: 26 anos de prisão (Arquivo Radar).

Luan de Jesus, o Luan da Luz Vermelha, acabou condenado a 26 anos de prisão pelo assassinato de um idoso de 88 anos. O julgamento foi nesta segunda (25) no Fórum Ruy Barbosa, em Itabuna. O júri condenou Luan por homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver.
O assassino matou o aposentado José da Silva Virgens, em 17 de junho do ano passado, na rua do Coqueiro, no Santa Inês, Itabuna. Junto com os menores R.J.M. E R.A.S., Luan invadiu a casa da vítima, amarrou os pés e as mãos da vítima e desferiu-lhe uma sequência de pauladas na cabeça.
Depois de constatar que José estava morto, o trio enrolou o corpo da vítima e levou para uma propriedade do tio de Luan, ainda no Santa Inês. O corpo do idoso somente foi descoberto uma semana depois, enterrado numa cova rasa na “Fazenda de Dinga”. De acordo com a sentença proferida pela juíza Cláudia Panetta, da Vara do Júri, Joel cumprirá a sentença em regime fechado no Conjunto Penal de Itabuna.

Back To Top