skip to Main Content
24 de maio de 2020 | 09:24 pm

QUASE 2 MESES APÓS CASAMENTO, ITACARÉ CONFIRMA PRIMEIRO CASO DE COVID-19

Itacaré, na Costa do Cacau, registra primeiro caso do novo coronavírus
Tempo de leitura: 2 minutos

Da Redação

Dos maiores destinos turísticos da Bahia, Itacaré registrou o primeiro caso positivo do novo coronavírus. O resultado do exame foi divulgado pelo Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA) neste sábado (25). Outras três pessoas aguardam resultado de testes encaminhados ao Lacen-BA.

A confirmação do primeiro caso ocorre quase dois meses depois de um casamento polêmico (confira mais abaixo). O município é dos mais implacáveis em ação para evitar o espalhamento do vírus no sul da Bahia, com fiscalização intensa e barreiras sanitárias em todos os acessos terrestres.

Segundo a Secretaria de Saúde de Itacaré, o paciente que testou positivo para covid-19 é um homem de 82 anos que já estava em tratamento, há vários dias, no Hospital Regional Costa do Cacau por causa de problemas renais. O idoso encontra-se internado no hospital ilheense e o estado de saúde dele é estável.

Contatos próximos ao idoso foram identificados e orientados a permanecer em isolamento domiciliar e monitorados pela Vigilância Epidemiológica. “O paciente não está na cidade, não foi notificado com a doença no município, mas o Comitê de Monitoramento contra o coronavírus alerta para a necessidade dos cuidados que todos devem ter”, informou a Prefeitura de Itacaré em nota.

O VÍRUS E O CASAMENTO NO TXAI

Apesar de ser o primeiro caso confirmado de covid-19 no município, Itacaré parou no noticiário nacional e internacional por causa de um casamento para 500 convidados no luxuoso Resort Txai, no início de março passado. Um dos convidados estava com a covid-19 e, após a festa, pelo menos 20 pessoas testaram positivo para a doença.

Txai Resort recebeu 500 hóspedes para casamento

O casamento foi o de Marcela Minelli, irmã da influenciadora digital baiana Gabriela Pugliesi. Dele participaram empresários, celebridades e influenciadores digitais. Um dos convidados havia retornado de viagem de férias aos Estados Unidos e estava contaminado pelo coronavírus.

Dentre as dezenas de convidados que testaram positivo para a doença, esteve Cláudio Vale. Ele viajou de Itacaré para São Paulo. E, de lá, para Porto Seguro, apesar de apresentar quadro suspeito da doença. Quatro pessoas foram contaminadas na Cidade do Descobrimento pelo empresário, segundo autoridades em saúde do Estado e de Porto Seguro, o que motivou o governador Rui Costa a acionar a Procuradoria-Geral do Estado (PGE) para que processasse o empresário cearense.

RESORT FECHADO

Por causa do alto número de contaminados pela doença entre os convidados do casamento, o Txai tomou a decisão de fechar por, pelo menos, 90 dias. A decisão foi comunicada no final de março e o resort está fechado desde o último dia 3 de abril. A suspensão temporária das atividades, informou o Txai, segue orientação de autoridades públicas em saúde.

BRASIL REGISTRA 486 MORTES E 11.130 CASOS DO NOVO CORONAVÍRUS

Brasil já tem mais de 11 mil casos confirmados de coronavírus
Tempo de leitura: 2 minutos

O Ministério da Saúde divulgou, na tarde deste domingo (5), os números atualizados do novo coronavírus. De acordo com a pasta, o número de infectados, no momento, é de 11.130. Isso representa um aumento de 852 casos em relação ao balanço divulgado sábado (4). Nas últimas 24 horas foram confirmadas 54 mortes. Com isso, subiu para 486 a quantidade de óbitos no Brasil. A taxa de letalidade do vírus no Brasil é de 4,2%.

São Paulo é o estado que concentra o maior número de casos (4.620) e também o maior número de mortes (275). Os dados do Ministério da Saúde mostram que todas as regiões apresentaram aumento no número de casos. Em relação às mortes, apenas o Centro-Oeste não teve aumento, permanecendo com 12 óbitos registrados.

Na região Sudeste, o Rio de Janeiro, com 1.394 casos e 64 mortes; e São Paulo, com 4.620 casos e 275 mortes, se destacam. Na região Norte, o Amazonas concentra o maior número de casos, com 417, além de 14 mortes.

NORDESTE E SUL

Na região Nordeste, o Ceará se destaca, com 823 casos e 26 mortes. No Centro-Oeste, o Distrito Federal tem o maior número de casos, muito à frente dos demais, com 468 casos e sete mortes. Os estados do Sul do Brasil apresentam um número de casos mais parelho. O Paraná é o estado da região com mais casos, 438, e Santa Catarina é estado com menos casos, 357.

Leia Mais

ILHÉUS CONFIRMA O OITAVO CASO DE CORONAVÍRUS

Ilhéus já tem 27 curados do novo coronavírus
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Secretaria de Saúde Ilhéus confirmou, no início da noite desta quarta-feira (1º), o oitavo caso de paciente com teste positivo para o novo coronavírus. Trata-se de um homem de 43 anos, que esteve recentemente em São Paulo, onde contraiu a doença, conforme informou a Vigilância Epidemiológica.

O paciente encontra-se em isolamento social. Ele está sendo acompanhado por equipes da Secretaria de Saúde de Ilhéus desde o dia que apresentou os sintomas do novo coronavírus. Esse é o sexto caso confirmado da doença somente nesta semana. Ilhéus já registra oito casos de coronavírus.

Além disso, o município tem 89 casos descartados, outros 42 suspeitos aguardando resultado do Laboratório Central da Bahia (Lacen) e 219 ocorrências monitoradas. Em casos de aparecimento dos sintomas, a pessoa deve entrar em contato com a Central Covid-19, por meio dos telefones (73) 9995-4010, (73) 98862-6206 ou (73) 98126-8856.

ESTADOS UNIDOS JÁ TÊM MAIS DE 100 MIL CONTAMINADOS PELO CORONAVÍRUS

Estados Unidos têm mais de 100 mil casos confirmados da doença
Tempo de leitura: < 1 minuto

Os Estados Unidos são o país com o maior número de casos de novo coronavírus confirmados no mundo. Já são 105 mil ocorrências, com 1.711 mortes até a amanhã deste sábado (28).

A Itália parece na sequência, com 86.498 casos da doença confirmados e 9.134 mortes causadas pela doença. A terceira posição no ranking é ocupada pela China, com 81.340 infecções confirmadas e 3.295 pessoas que não resistiram à doença.

No Brasil, até sexta-feira (27), eram 3.147 os casos confirmados de coronavírus, aumento de 17,22% em relação ao dia anterior. O número de óbitos também aumentou em 19,4%, passando de 77 para 92.

De acordo com informações repassadas pelos estados ao Ministério da Saúde, até as 17h de sexta-feira (27), as mortes foram registradas em Amazonas (1), Ceará (3), Pernambuco (4), Rio de Janeiro (10), Goiás (1), Paraná (2), Santa Catarina (1) e Rio Grande do Sul (2). São Paulo continua registrando o maior número de casos e de mortes, com  68 óbitos no estado.

CEARÁ É O ESTADO DO NORDESTE COM MAIOR NÚMERO DE CASOS DE CORONAVÍRUS; HÁ 25 MORTES NO BRASIL

Tempo de leitura: < 1 minuto

O Ceará é o estado do Nordeste com maior número de casos confirmados de Coronavírus. A última atualização do Ministério da Saúde, neste domingo (22), indica que os exames de 122 pacientes deram positivo para a doença, mas o número pode ser ainda maior, pois o boletim não traz os casos confirmados na tarde hoje.

Entre os estados nordestinos, a Bahia ocupa a segunda colocação, seguida de Pernambuco (37). No boletim do MS, a Bahia aparece com 49 casos, mas a Secretaria Estadual de Saúde confirmou 55 pessoas doentes.

De acordo com o Ministério Saúde, subiu para 1.546 o número de casos confirmados de coronavírus no Brasil. Até o momento, 25 mortes estão confirmadas, sendo 22 no estado de São Paulo e três no Rio de Janeiro.

Na última sexta-feira (20), o Ministério da Saúde reconheceu a transmissão comunitária do coronavírus (Covid-19) em todo o país. É fato que nem todas as regiões apresentam o mesmo nível de transmissão. Nem por isso, a população dessa região deixará de participar do esforço coletivo que passa a ser adotado pelos brasileiros. Assim, a medida é uma estratégia para que todo o Brasil se una contra o vírus.

DIÁRIO DE UM ISOLAMENTO SOCIAL – CAPÍTULO 01

Tempo de leitura: 2 minutos

É sábado à noite. Escrevo enquanto escuto um especialista explicar no Jornal Nacional, da Rede Globo, que é preciso viver um dia de cada vez para evitar o estresse e a ansiedade. Respiro fundo, mas confio na seriedade e serenidade do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

Manuela Berbert || manuelaberbert@yahoo.com.br

Fui uma das pessoas que, ao ficar em casa voluntariamente, chamei o meu movimento de quarentena, até entender que não é isto o que estou vivendo. Estou isolada socialmente, em minha própria residência, respeitando uma medida preventiva dos Governos, na tentativa de amenizar a disseminação do COVID-19, conhecido popularmente como coronavírus.

Tenho um coração dividido, neste momento: de um lado, a tentativa de não acompanhar todas as notícias e me distanciar de sentimentos como medo e ansiedade. Do outro, uma curiosidade absurda para tentar entender o que está acontecendo de fato, e porque a Itália divulgou, há algumas horas, a morte de 793 pessoas em um único dia, inclusive ultrapassando o número de vítimas da China, onde tudo começou.

Uma das palavras que mais tenho escutado, há alguns dais, é Lombardia, região mais populosa da Itália cuja capital é Milão. A tão sonhada por tantos brasileiros! Tão sonhada quanto o Rio de Janeiro e São Paulo. Impossível não fazer a associação. Impossível não lembrar que as primeiras mortes pela infecção estão acontecendo por lá. Impossível não pensar que o COVID-19 está pontuando nas regiões da classe média e alta, e que se chegar a um barraquinho sequer de uma daquelas tantas favelas do Rio, ou na gigantesca população que mora nas ruas de São Paulo, o Brasil não terá a menor condição de contabilizar ou conter. Lamentavelmente.

É sábado à noite. Escrevo enquanto escuto um especialista explicar no Jornal Nacional, da Rede Globo, que é preciso viver um dia de cada vez para evitar o estresse e a ansiedade. Não sabemos quanto tempo tudo isso irá durar. Respiro fundo, mas confio na seriedade e serenidade do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. O nosso presidente, Bolsonaro, chama a pandemia de gripe e desfaz das ações enérgicas dos Governadores dos Estados Brasileiros. Desconfiam que ele esteja negando a própria infecção. Desconfio que muitos ainda negam sua insanidade…

Manuela Berbert é publicitária.

EM SÃO PAULO, BRASIL REGISTRA PRIMEIRA MORTE PROVOCADA POR CORONAVÍRUS

Bahia registrou 156 casos e um óbito até este domingo (29)
Tempo de leitura: < 1 minuto

O estado de São Paulo registrou o primeiro caso no Brasil de morte de pessoa infectada pelo novo coronavírus. A vítima é um homem de 62 anos, com histórico de diabetes, hipertensão e hiperplasia prostática – que é o aumento benigno da próstata natural em homens mais velhos. A informação foi divulgada pelo governo estadual na manhã desta terça-feira (17).

Até a última atualização desta reportagem, não havia sido divulgado o local onde o homem morava e nem se viajou ao exterior ou se teve contato com alguém contaminado no Brasil. Esse também foi o primeiro óbito registrado no Brasil.

Nesta manhã, no momento em que a morte foi anunciada pelo governo de São Paulo, havia 301 casos confirmados pelas secretarias de Saúde dos estados de infecção pelo vírus. Informações do G1.

BRASIL CONFIRMA SEGUNDO CASO DE CORONAVÍRUS IMPORTADO DA ITÁLIA

Coaraci registra o segundo caso de coronavírus; Aurelino Leal tem o primeiro
Tempo de leitura: 2 minutos

A Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo notificou o Ministério da Saúde mais um caso importado, confirmado, de coronavírus (COVID-19). O paciente esteve na Itália. O ministério considerou como final o teste realizado pelo Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE), o exame específico para SARS-CoV2 (RT-PCR, pelo protocolo Charité), conforme preconizado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Foi orientado ao HIAE que encaminhe uma alíquota da amostra ao Instituto Adolfo Lutz para monitoramento genético do vírus.

O paciente de 32 anos, residente em São Paulo, e foi atendido no Hospital Israelita Albert Einstein no dia 28 de fevereiro. Ele chegou em São Paulo dia 27/02, de voo procedente de Milão (Itália), na região da Lombardia (norte do país), quando também iniciou os sintomas. Durante o voo, usou máscara. No atendimento, foram relatados febre, tosse, dor de garganta, mialgia (dor muscular) e cefaléia (dor de cabeça). Recebeu a orientação de isolamento domiciliar, uma vez que o quadro clínico é leve e estável. O hospital adotou todas as medidas preventivas para transmissão por gotículas.

Segundo relato, utilizou máscara durante toda a viagem de retorno ao Brasil, acompanhado da esposa, seu único contato domiciliar, que está assintomática. Ambos estão em isolamento domiciliar e monitoramento diário pela Secretaria Municipal de Saúde São Paulo.

Todos os laboratórios públicos ou privados que identificarem casos confirmados pela primeira vez, adotando o exame específico para SARS-CoV2 (RT-PCR, pelo protocolo Charité), devem passar por validação de um dos três laboratórios de referência nacional: Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz/RJ), Instituto Evandro Chagas da Secretaria de Vigilância em Saúde (IEC/SVS) no Estado do Pará e Instituto Adolfo Lutz da Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo.

De acordo com o Ministério da Saúde, após a validação da qualidade, o laboratório passará a ser considerado parte da Rede Nacional de Alerta e Resposta às Emergências em Saúde Pública, para investigação do Coronavírus. Deste modo, o Laboratório do Hospital Israelita Albert Einstein, cumpre as exigências e seus resultados serão considerados finais para encerramento dos casos em investigação. No entanto, deverá encaminhar alíquota da amostra para o biobanco nacional de investigação do coronavírus.

Leia Mais

SÃO PAULO REGISTRA MAIS DUAS MORTES POR SARAMPO

Tempo de leitura: 2 minutos

Vacina é medida eficaz contra o sarampo || Foto Marcelo Camargo/AB

Mais duas mortes por sarampo foram confirmadas hoje (25) na capital paulista, de acordo com a Secretaria de Saúde de São Paulo. As vítimas são uma mulher de 31 anos sem histórico de vacinação e um bebê do sexo masculino de 26 dias.

Até o momento, foram confirmadas cinco mortes provocadas doença no estado. No final de agosto, foram confirmadas três vítimas: um homem de 42 anos, da capital, sem histórico de imunização contra a doença, e dois bebês – uma menina de 4 meses, de Osasco, e um garoto de 9 meses, também da cidade de São Paulo.

O Centro de Vigilância Epidemiológica estadual monitora a circulação do vírus. Este ano, até o momento, 5.139 casos foram confirmados em São Paulo, sendo que, desses, 56,3% se concentram na capital, onde foram contabilizados 2.897 casos.

Segundo a secretaria, o Programa Estadual de Imunização prevê que crianças e adultos com idade entre 1 ano e 29 anos recebam duas doses da vacina contra o sarampo. Acima dessa faixa etária, até 59 anos, é preciso receber uma dose. Não há indicação para pessoas com mais de 60 anos porque considera-se que esse público potencialmente teve contato com o vírus no passado.

Leia Mais

AEROPORTO DE PORTO SEGURO CONTARÁ COM MAIS DE 500 VOOS EXTRAS DE 27 DESTINOS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Aeroporto de Porto Seguro terá mais de 500 voos extras

O aeroporto de Porto Seguro, no extremo-sul da Bahia, contará com 535 voos extras em julho. Essa quantidade vai ser somada aos cerca de 320 voos que operam normalmente no equipamento aeroviário no período. A estimativa é que cerca de 128 mil turistas desembarquem no município baiano até o dia 5 de agosto.

O aeroporto receberá aeronaves comerciais de Aracaju, Belo Horizonte, Brasília, Campina Grande, Campinas, Campo Grande, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, João Pessoa, Maceió, Maringá, Palmas, Petrolina, Porto Alegre, Recife, Ribeirão Preto, Rio de Janeiro, Salvador, São José do Rio Preto, São Luís, São Paulo, Teresina, Uberlândia, Vitória e também de Buenos Aires, na Argentina.

Segundo a Secretaria de Infraestrutura da Bahia, Porto Seguro tem o maior aeroporto regional baiano e o terceiro maior da região Nordeste em número de passageiros. Atualmente, a concessionária administradora está fazendo a adequação e qualificação do sistema de balizamento noturno do equipamento. Os serviços darão mais conforto e segurança aos pilotos e passageiros na operação.

Back To Top