skip to Main Content
11 de agosto de 2020 | 07:29 pm

BAHIA JÁ TEM 180,4 MIL CURADOS DA COVID-19, MAS PASSA DE 4 MIL ÓBITOS

Bahia tem mais de 180 mil curados desde início da pandemia
Tempo de leitura: < 1 minuto

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 4.670 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +2,4%), 56 óbitos (+1,4%) e 3.540 curados (+2,0%). Dos 198.767 casos confirmados desde o início da pandemia, 180.488 já são considerados curados, 14.212 encontram-se ativos e 4.067 tiveram óbito confirmado para coronavírus.

Para fins estatísticos, a vigilância epidemiológica estadual considera um paciente recuperado após 14 dias do início dos sintomas da Covid-19. Já os casos ativos são resultado do seguinte cálculo: número de casos totais, menos os óbitos, menos os recuperados. Os cálculos são realizados de modo automático.

Os casos confirmados ocorreram em 413 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (32,64%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Dário Meira (4.407,10), Almadina (4.282,58), Gandu (3.866,93), Itapé (3.698,21) e Itajuípe (3.674,78).

boletim epidemiológico contabiliza ainda 384.491 casos descartados e 80.621 em investigação até as 17 horas desta terça-feira (11). Na Bahia, 17.084 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

ENFERMEIRO MORRE VÍTIMA DA COVID-19 EM TEIXEIRA DE FREITAS

Marcus Vinícius faleceu de covid-19 || Reprodução TV Santa Cruz
Tempo de leitura: < 1 minuto

O enfermeiro Marcus Vinícius da Silveira Almeida, de 36 anos, faleceu, na manhã desta segunda-feira (10), após ser diagnosticado com o coronavírus, na cidade de Teixeira de Freitas, no sul da Bahia.

Segundo informações do município, Marcus Vinícius atuava no pronto socorro do Hospital de Teixeira de Freitas e estava internado em um hospital de campanha da cidade desde o dia 26 de julho. O enfermeiro não tinha doenças pré-existentes.

Marcus Vinicius foi enterrado na tarde desta segunda, em Teixeira de Freitas. Colegas de profissão e ambulâncias acompanharam o cortejo até o cemitério da cidade.

Por meio de nota, a Prefeitura de Teixeira de Freitas lamentou o falecimento do enfermeiro e também se solidarizou com familiares, amigos e todos os profissionais de saúde.

De acordo com o último boletim epidemiológico da cidade, divulgado nesta segunda-feira pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Teixeira de Freitas registra 2.798 casos confirmados do novo coronavírus e 59 mortes. Com informações da TV Santa Cruz.

BAHIA SE APROXIMA DE 200 MIL CASOS DE COVID-19; REGIÃO SUL TEM 91% DOS LEITOS DE UTI OCUPADOS

Sul da Bahia registra alta ocupação de leitos de UTI Covid-19
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Bahia confirmou 1.068 novos casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,6%), 58 óbitos (+1,5%) e 1.661 curados (+0,9%) nas últimas 24 horas, segundo a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab). Dos 194.097 casos confirmados desde o início da pandemia, 176.948 já são considerados curados, 13.138 encontram-se ativos e 4.011 tiveram óbito confirmado para coronavírus.

Os casos confirmados ocorreram em 413 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (32,53%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Dário Meira (4.295,05), Almadina (4.245,97), Gandu (3.854,58), Itajuípe (3.665,02) e Itapé (3.629,72).

boletim epidemiológico contabiliza ainda 378.104 casos descartados e 79.917 em investigação até as 17 horas desta segunda-feira (10). Na Bahia, 16.830 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

OCUPAÇÃO DE LEITOS DE UTI

Chama atenção o alto percentual de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para pacientes covid-19 no sul da Bahia, 91%, bem acima da média estadual (62%) nesta segunda (10). Dentre as macrorregiões, a que possui mais baixo percentual de ocupação de leitos é a centro-norte, com 30%. O extremo-sul registra 58%. No gráfico acima, os percentuais de leitos de UTI Covid-19 com pacientes internados nas nove macrorregiões do estado.

 

COVID-19: ILHÉUS REGISTRA 3.270 CASOS DE PACIENTES CURADOS

Ilhéus tem mais de 3,2 mil casos de cura da covid-19, segundo a Sesau
Tempo de leitura: < 1 minuto

O município de Ilhéus, no sul da Bahia, atingiu total de 3.270 casos de pacientes curados do novo coronavírus (Covid-19) neste final de semana. Porém, nas últimas horas subiu o número de casos de pacientes em recuperação, os chamados casos ativos. Eram 354 no sábado. Neste domingo (9), saltou para 430.

O município descartou 13.700 casos suspeitos de covid-19 desde o início da pandemia, segundo a Secretaria Municipal de Saúde de Ilhéus (Sesau). No total, 17,5 mil notificações, incluindo casos curados, ativos e óbitos relacionados à covid-19.

SEM ÓBITOS EM 48H 

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde de Ilhéus (Sesau), não foram confirmados novos óbitos causados pela covid-19 nas últimas 48 horas. Ilhéus é o município do interior do estado onde mais se registra morte pela covid-19. São, até agora, 165.

De ontem para hoje, caiu de 59 para 56 o total de leitos covid-19 com pacientes internados. Os números são divulgados pela Vigilância Epidemiológica.

NOVA ZELÂNDIA COMPLETA 100 DIAS SEM CASOS DE COVID-19

Nova Zelândia completa 100 dias sem novos casos de covid-19
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Nova Zelândia completou hoje (9) 100 dias sem transmissão doméstica do coronavírus. O país de 5 milhões de habitantes é um dos mais seguros do mundo para evitar a Covid-19, mas o governo fez alertas para o reaparecimento do Sars-Cov-2, como aconteceu no Vietnã e na Austrália.

“Chegar a cem dias sem transmissão comunitária é uma marca significativa, mas mão podemos ser complacentes”, disse Ashley Bloomfield, do Departamento de Saúde.

“Nós vimos em outros países a rapidez que o vírus pode re-emergir e se espalhar em locais onde ele estava sob controle, e precisamos estar preparados para impedir futuros casos na Nova Zelândia”, completou.

Desde o início da pandemia no país, a Nova Zelândia registrou 1.569 casos confirmados da doença e 22 mortes. Informações do Metro1.

EM ITABUNA, SOBE PARA 2.881 O NÚMERO DE CURADOS DA COVID-19

Itabuna salta para 6,4 mil infectados confirmados com a covid-19 || Foto Pedro Augusto
Tempo de leitura: < 1 minuto

Com critérios para rigorosos que os dos governos estadual e federal para classificar como curadas as vítimas do novo coronavírus (Covid-19), a Secretaria Municipal de Saúde de Itabuna contabilizou, neste Domingo dos Pais (9), total de 2.881 pacientes recuperados da doença no município. Os dados foram divulgados há pouco. Até ontem, eram 2.857 curados da covid-19 em Itabuna.

No total, o município tem 6.420 casos confirmados de covid-19, mas a SMS não informa quantos destes pacientes residem em Itabuna. Além dos 2.881 curados, existem 3.393 pacientes em recuperação, chamados de casos ativos e total de 146 óbitos. A SMS não registrou novos óbitos pela covid-19 nas últimas 24 horas.

Desde o início da pandemia da covid-19, o município teve 20.518 casos suspeitos notificados, dos quais 6.420 foram confirmados e 13.810 descartados. Há um total de 82 pacientes aguardando resultado do exame de covid-19.

Nas últimas horas, houve aumento de ocupação de leitos clínicos para tratamento de vítimas da covid-19. Dos 78, apenas 20 estão disponíveis. O dado mais preocupante é que, até o início desta noite, apenas um dos 33 leitos de UTI Covid-19 estava disponível. E não havia vaga em Unidade Semi-Intensiva.

BAHIA REGISTRA 110 ÓBITOS E 5,1 MIL NOVOS CASOS DE COVID-19 EM 48 HORAS

Tempo de leitura: < 1 minuto

A Bahia registrou 110 óbitos causados pela covid-19 nas últimas 48 horas, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), além do registro de 5.137 novos casos de infectados e 5.965 curados no período que vai das 17h de sexta (7) até igual horário deste domingo (9).

Dos 193.029 casos confirmados desde o início da pandemia, 175.287 já são considerados curados 13.789 encontram-se ativos (pacientes em recuperação) e 3.953 tiveram óbito confirmado para coronavírus.

Os casos confirmados ocorreram em 413 dos 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (32,69%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram, segundo a Sesab, Dário Meira (4.295,05), Almadina (4.245,97), Gandu (3.854,58), Itajuípe (3.665,02) e Itapé (3.572,65)

boletim epidemiológico contabiliza ainda 376.046 casos descartados e 80.845 em investigação até as 17 horas deste domingo (9). Na Bahia, 16.747 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

OCUPAÇÃO DE LEITOS DE UTI

De acordo com a Sesab, a Bahia atingiu neste domingo o mais baixo percentual de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para covid-19 desde o início do período mais crítico da pandemia, com 59% dos leitos com pacientes. Por macrorregião, o sul do Estado é a região com o maior percentual de leitos com pacientes, com 87%, seguido pelo extremo-sul, com 73%.

NA CÂMARA DE ITABUNA, 17 TESTAM POSITIVO PARA COVID-19, INCLUSIVE O PRESIDENTE

Câmara de Itabuna tem 17 positivos para covid-19
Tempo de leitura: < 1 minuto

Uma testagem em massa na Câmara de Vereadores de Itabuna identificou 17 pessoas com diagnóstico positivo para o novo coronavírus. No total, a Vigilância Epidemiológica testou 112 pessoas, entre vereadores e servidores do legislativo itabunense. Foram aplicados testes rápidos. Dentre os que testaram positivo, está o presidente da Casa, Ricardo Xavier.

A Câmara adotou o sistema remoto para sessões, mas parte do funcionalismo já havia retornado ao trabalho, principalmente após o fim do recesso legislativo. O presidente da Casa disse que pretende continuar trabalhando de forma remota, pelos próximos 15 dias, pois está apresentando sintomas leves da doença.

“A permanência das reuniões com o auxílio da tecnologia foi a maneira encontrada, pouco após o início da pandemia, para dar sequência às atividades dos edis. Além de buscar a proteção da equipe que atua na Câmara, nas mais diferentes funções”, informa o legislativo por meio de nota.

TRABALHO INTEGRADO DO HRCC MANTÉM AÇÕES DE PREVENÇÃO À INFECÇÃO NO AMBIENTE HOSPITALAR

Tempo de leitura: 2 minutos

Com ações de vigilância continuada, busca ativa, retrospectiva e educação permanente, a Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) do Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, busca identificar precocemente as potenciais infecções dos seus pacientes, bem como a prevenção de Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde (IRAS).

Outro setor importante para prevenir a IRAS e combater a proliferação de bactérias, microrganismos e vírus no ambiente hospitalar é o de Higienização do HRCC. No hospital, existe todo um trabalho integrado entre diversos setores, com o principal objetivo de evitar infecções adquiridas por meio de procedimentos ou durante a internação hospitalar.

ATUALIZAÇÃO CONSTANTE

Todos esses cuidados direcionados aos pacientes são possíveis devido ao treinamento contínuo dos profissionais, que dispõem de materiais para desenvolverem seus trabalhos de forma adequada e segura, inclusive com os usos indicados, conforme orientação técnica, dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).

De acordo com Ana Paula Lavigne, enfermeira do CCIH do HRCC, a comissão tem um importante trabalho de evitar infecções, entre elas a Sepse, infecção generalizada. “A Sepse é uma condição de emergência de saúde potencialmente fatal. Ela acontece quando um quadro de infecção é agravado, fazendo com que o organismo não consiga controlá-lo” disse.

TIPOS DE INFECÇÕES

A enfermeira relata que do ponto de vista clínico, a apresentação da sepse se relaciona às múltiplas possibilidades de interação entre homem e microrganismos, distinguindo-se, desta feita, situações como infecção, síndrome da resposta inflamatória sistémica (SIRS), sepse, sepse grave, choque séptico e disfunção de múltiplos órgãos e sistemas, sendo complicação infecciosa extremamente importante do ponto de vista da clínica e da saúde pública.

Ana Paula Lavigne disse que as infecções ainda podem ser classificadas como comunitárias ou relacionadas à assistência à saúde. “A infecção comunitária é a infecção constatada ou em incubação no ato da admissão do paciente, desde que não relacionada com a internação anterior no mesmo hospital. A identificação precoce dos sinais e sintomas das infecções e da sepse é de crucial importância para a instituição de medidas terapêuticas que se baseiam, fundamentalmente, em reposição volêmica (de sangue), antibioticoterapia, emprego de corticosteroides, tratamento anticoagulante, medidas de manutenção da viabilidade biológica e suporte nutricional. Fundamentais e de suma importância para o paciente”, concluiu.

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA INICIA TESTES DE VACINA CONTRA A COVID-19

Tempo de leitura: 2 minutos

Começa a ser testada hoje (5) pela Universidade de Brasília (UnB) e pelo Hospital Universitário de Brasília (HUB) a vacina contra o novo coronavírus (covid-19), desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac Biotech.

Os primeiros que vão participar do estudo-teste são cinco profissionais da saúde que atuam no atendimento de infectados, mas não tiveram ainda a doença.

A vacina que eles receberão é inativada e será aplicada em duas doses, com intervalo de 14 dias. De acordo com a UnB e o HUB, os resultados apresentados na fase 2 de desenvolvimento “foram considerados promissores e demonstraram a produção de anticorpos neutralizantes em 90% dos participantes que receberam a imunização”.

O HUB é um dos 12 centros no Brasil que participam da fase 3 do ensaio clínico nacional, coordenado pelo Instituto Butantan, de São Paulo, e autorizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

INFRAESTRUTURA DE ACOLHIMENTO

A equipe multiprofissional que desenvolve a pesquisa é integrada por 25 pessoas e acompanhará 850 voluntários. Para isso, o HUB preparou uma infraestrutura de acolhimento para que o projeto seja desenvolvido “seguindo rigorosamente as normas nacionais e internacionais de boas práticas em pesquisa clínica”.

Segundo a UnB, apenas profissionais de saúde podem se candidatar a participar do estudo. No entanto, ressalta que, para isso, é necessário que os candidatos cumpram alguns critérios.

Entre eles, o de trabalhar em serviço de saúde atendendo pessoas com covid-19; ser maior de 18 anos; não ter sofrido infecção assintomática ou a doença causada pelo novo coronavírus; apresentar condição de saúde normal; e ter disponibilidade para realizar o acompanhamento periódico por um ano após a vacinação.

“Os profissionais de saúde interessados em participar da pesquisa poderão ter informações sobre os critérios de inclusão e a forma de registrar o interesse em participar por meio de uma página na internet, cujo endereço será disponibilizado nos próximos dias. O HUB não faz cadastro de candidatos”, informou, por meio de nota, a Universidade de Brasília.

Back To Top