skip to Main Content
7 de março de 2021 | 06:49 pm

SEBRAE OFERECE ORIENTAÇÃO GRATUITA A MAIS DE 700 EMPRESAS NO SUL DA BAHIA

Sebrae oferece orientação gratuita a empresas com até R$ 360 mil de faturamento || Imagem iStock/Sebrae
Tempo de leitura: 2 minutos

A unidade do Sebrae em Ilhéus deu início às visitas presenciais dos Agente de Orientação Empresarial (AOE) do Programa Negócio a Negócio na última segunda-feira. A meta deste ano é atender a 769 microempresas localizadas na região sul da Bahia, inicialmente, com sede nas cidades de Ilhéus e Itabuna.

Estão aptas a aderir ao Negócio a Negócio empresas com faturamento anual bruto de até R$ 360 mil e que apresentem algum problema na área de gestão ou processo produtivo. Com o atendimento personalizado, especialmente desenvolvido para melhorar a gestão do empreendimento, o empresário terá oportunidade de receber auxílio para melhorar a gestão do seu negócio nos temas de finanças, mercado, planejamento, organização, pessoas, além de receber dicas de inovação e outros.

Segundo o gestor do programa na unidade do Sebrae em Ilhéus, José Carlos de Oliveira, os retornos dos empresários, após a adesão ao programa, são gratificantes. “Costumo dizer que o Agente de Orientação Empresarial é a presença do Sebrae onde ele não consegue ir. Existe uma grande satisfação dos empresários ao receber os agentes em suas empresas para aplicação das ferramentas sugeridas com base no que foi diagnosticado. É muito gratificante ouvir os resultados de melhoria após o programa”, enfatiza.

PROGRAMA

O programa Negócio a Negócio é dividido em duas fases de atendimento. Na primeira, o Agente de Orientação Empresarial, que é consultor credenciado do Sebrae, aplica um diagnóstico para identificar quais serão as ferramentas mais indicadas para implantação na empresa.

O segundo atendimento consiste no retorno do agente à empresa para apresentar o resultado do diagnóstico e orientar o empresário sobre a aplicação das ferramentas mais adequadas. Nessa etapa, o empresário também será orientado na elaboração do Plano Fácil Básico para iniciar as suas ações de utilização do Caderno de Ferramentas, no qual serão determinadas as prioridades de melhoria para o negócio.

Para esse ciclo, quatro agentes farão as orientações junto aos empreendedores. São eles Alda Ramos, Aquino de Oliveira, Cristiane Botelho e Viviane Santos, que estarão devidamente fardados e com crachá de identificação do programa. Todas as informações fornecidas pelos empresários são confidenciais.

SEBRAE ABRE INSCRIÇÕES PARA PROGRAMA DE APOIO A MICROEMPRESAS DE ALIMENTAÇÃO

Tempo de leitura: 3 minutos

Empreendedores do ramo de alimentação já podem se inscrever no programa Crescendo Juntos, criado pela Coca-Cola Brasil para apoiar a retomada econômica por meio de uma série de ações de desenvolvimento para microempreendedores. Na Bahia, o movimento conta com o apoio da Solar e do Sebrae para oferecer treinamentos, trilhas e conteúdos gratuitos com temáticas diversas sobre protocolos de retomada, empreendedorismo e formalização do negócio. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pela internet.

Com vagas limitadas, a primeira turma será realizada no próximo dia 3 de março, com o tema “Protocolos de Segurança para Serviços de Alimentação”. A expectativa do movimento é atender cerca de 2.000 empreendedores ambulantes de alimentação, como baianas do acarajé, pasteleiros, vendedores de lanches e cachorro-quente, barracas de gastronomia, vendedores de alimentação em praias, food trucks, dentre outros.

De acordo com gestora de projetos do Sebrae, Hirlene Pereira, uma ação desse porte mostra-se importante no contexto da pandemia, momento desafiador para os empreendedores.

“A pandemia provocou uma crise econômica que mexeu com todos os setores da economia e, para os microempreendedores, está sendo ainda mais difícil. Diante deste cenário desafiador, mais do que nunca é necessário qualificar-se e inovar nos processos de gestão dos empreendimentos, na gestão financeira, relacionamento com o mercado e seus clientes e utilizar cada vez mais as ferramentas digitais disponíveis para alavancar o negócio. A trilha de capacitação proposta pelo Sebrae e demais parceiros visa fortalecer as microempresas e transformar as dificuldades em oportunidades para seus negócios”, afirma.

Para o diretor da Solar, Juvenal Fonseca, o projeto é fruto da união das entidades no combate aos efeitos econômicos causados pela pandemia aos microempreendedores baiano.

“Os microempreendedores têm sido muito afetados pela crise econômica causada pela pandemia. Por isso, nos unimos para seguir apoiando o trabalho deste segmento a partir de uma série de incentivos. Entendemos que, para além do subsídio financeiro, é preciso oferecer ferramentas de desenvolvimento profissional e incentivar o processo de digitalização das microempresas”, disse.

Além do setor alimentício, as ações do programa Crescendo juntos pretendem abordar temas como a força das empreendedoras baianas, vantagens e desvantagens da formalização do MEI, importância da formação do preço, marketing digital, finanças e modelos de negócios, gestão financeira, dentre outros.

CRONOGRAMA DE AÇÕES

Trilhas – Março

03/03 – Webinar: Protocolos de Segurança para serviços de Alimentação
08/03 – Webinar: A força das empreendedoras baianas
22/03 – Palestra online: Como perder o medo de empreender? Estratégias para sair da zona de conforto

Trilhas – Abril

05/04 – Webinar: Vantagens e desvantagens da formalização MEI
07/04 – Oficina via whatsapp: Use todo poder das Redes Sociais a seu favor
12/04 – Webinar: No tabuleiro da baiana também tem empreendedorismo!

Trilhas – Maio

03/05 – Webinar: Importância da Formação de Preço
17/05 – Webinar: Planejamento financeiro

Trilhas – Junho

07/06 – Oficina via whatsapp: Usando whatsapp business no meu negócio.
14/06 – Oficina: Os segredos de um Instagram Vendedor

Consultorias – Abril e Maio

Boas Práticas nos Serviços de Alimentação
1º Turma – 19 a 30/04
2º Turma – 18 a 28/05

PROGRAMA CRESCENDO JUNTOS

O Programa “Crescendo Juntos Microempreendedor” agrega um conjunto de ações e parcerias para oferecer capacitação, prêmios, soluções e parcerias de digitalização e microcrédito para quem atua de forma individual no setor de alimentação. O programa é uma iniciativa da Coca-Cola Brasil e está sendo realizado inicialmente, na Bahia e no Rio de Janeiro.

A ideia é capacitar o microempreendedor individual com o objetivo de apoiá-los na retomada econômica, além de contribuir com temáticas que envolvam a formalização do negócio. Para isso, serão entregues cartilhas impressas focada nos Protocolos de Retomada, além de serem ofertadas consultoria online e presencial para implementação dos Protocolos.

SEBRAE OFERECE CAPACITAÇÃO GRATUITA NA SEMANA INDÚSTRIA 360

Semana Indústria 360 oferece capacitações gratuitas || Foto iStock/Sebrae-BA
Tempo de leitura: 2 minutos

Para auxiliar os empresários dos segmentos de Construção Civil, Indústria de Alimentos, Gráficas, Moda, Cervejas Artesanais, Higiene e Cosméticos, o Sebrae Bahia realiza, entre os dias 8 e 12 de março a Semana Indústria 360, jornada que contará com a presença dos maiores especialistas dos segmentos atendidos na programação. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site do evento.

Com um formato imersivo, a jornada será 100% online e contemplará as diferentes realidades e perfis dos participantes, além de viabilizar uma estrutura que permitirá ajudá-lo desde a criação de um novo produto ou serviço até a sua consolidação frente ao mercado.

Confirmaram presença na Semana Indústria 360 os especialistas Fábio Sacheto (Negócios no Mercado de Cosméticos), Waldemar Araújo (Indústria da Moda), Maria Lívia Costa (Construção Civil), Filipe Bortolini (Cervejas Artesanais), Jorge Martins (Marketing Digital), Alércio Guerra (Indústria de Alimentos), Emerson Amaral (Indústria de Alimentos) e Sérgio Ollandezos (Gráficas).

CONTEÚDOS

Além da jornada disponibilizada pela Semana Indústria 360, os empresários que desejam ter acesso a conteúdos exclusivos sobre seus segmentos podem acessar o site do evento para obter e-books, assistir vídeos e acessar protocolos de retomada, guias e muitos outros materiais.

Leia Mais

VALOR DE CONTRIBUIÇÃO MENSAL DO MEI SOFRE REAJUSTE

Tempo de leitura: 2 minutos

A contribuição mensal do Microempreendedor Individual (MEI) para a Previdência Social será reajustado a partir desse mês e passará a ser R$ 55. Com essa alteração, a guia mensal de pagamento terá valor máximo de R$ 61, dependendo da atividade em que o MEI atuar.

Se o empreendedor atua no comércio ou indústria, ele paga R$ 1 a mais de ICMS e se for prestador de serviços R$ 5 a mais. Em alguns casos, é possível ter que pagar as duas taxas, além da contribuição.

O pagamento deve ser feito até o dia 20 de cada mês e o Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS) emitido pelo Portal do Empreendedor ou pelo aplicativo do MEI já terá os novos valores. Em caso de atraso de pagamento, será acrescida uma multa diária de 0,33%. É importante manter os pagamentos atualizados para que o MEI mantenha seus direitos e benefícios ativos.

O Microempreendedor Individual é o empresário que possui uma empresa independente. Para o registro do MEI, o empreendedor deve estar ciente que seu faturamento não pode ultrapassar R$ 81 mil por ano, não pode ter participação em outra empresa como sócio ou titular e deve ter – no máximo – um empregado contratado.

DIREITOS DO MEI

Por meio da contribuição obrigatória, o Microempreendedor Individual tem direito a vários benefícios previdenciários, como aposentadoria por invalidez, auxílio doença, salário maternidade, pensão por morte, aposentadoria por idade e auxílio reclusão para seus familiares. O cálculo dos benefícios é efetuado com base nas contribuições realizadas pelo segurado cumprindo o prazo de carência mínima de cada benefício previdenciário.

Somente em 2020, foram registrados 2,6 milhões de novos MEI no Brasil. O número é o maior registado nos últimos cinco anos, de acordo com levantamento feito pelo Sebrae com dados da Receita Federal. Atualmente, o Brasil já conta com mais de 11,2 milhões de MEI ativos. Na Bahia, até 31 de janeiro de 2021, foram registrados mais de 614 mil MEI ativos.

Leia Mais

PANDEMIA FAZ BRASIL REGISTRAR RECORDE DE NOVOS MICROEMPREENDEDORES INDIVIDUAIS

Tempo de leitura: 2 minutos

A procura pela formalização por meio do registro como Microempreendedor Individual (MEI) continua em ritmo de crescimento no país. Somente em 2020, foram registrados 2,6 milhões de novos MEI, recorde para período de 12 meses. O número é o maior registado nos últimos cinco anos, de acordo com levantamento feito pelo Sebrae com dados da Receita Federal. Atualmente, o Brasil já conta com mais de 11,3 milhões de MEI ativos.

Os setores de Comércio Varejista de Vestuário e Acessórios (180 mil); Promoção de Vendas (140 mil); Cabeleireiros, Manicure e Pedicure (131 mil); Fornecimento de Alimentos para Consumo Domiciliar (106 mil) e Obras de Alvenaria (105 mil) seguiram – a exemplo de 2019 – liderando o ranking de atividades com o maior número de MEI criados. Apesar disso, uma análise comparativa mais aprofundada entre os dois anos mostra novidades.

Segundo o presidente do Sebrae, Carlos Melles, houve uma mudança de perfil dos MEI entre as atividades econômicas mais procuradas. “O setor de cabeleireiros, manicure e pedicure, por exemplo, que em 2019 estava no topo com o maior número de MEI abertos, teve uma queda de quase 20% no ano passado. Essa mudança, com certeza, está diretamente relacionada aos impactos provocados pela pandemia do novo coronavírus”, analisa.

Outra alteração nesse cenário foi o aumento de quase 15% do número de novos MEI no setor varejista de vestuário e acessórios, que superou a marca de 180 mil novos registros em 2020. Entretanto, o maior crescimento do número de novos MEI foi identificado nas áreas de Transportes (86%), Restaurantes e Similares (59%), Fornecimento de Alimentos para Consumo Domiciliar (48%) e Comércio Varejista de Bebidas (41%).

Leia Mais

CONVÊNIO ENTRE CAIXA E SEBRAE FACILITA ACESSO A CRÉDITO PARA EMPRESAS DO SUL DA BAHIA

Convênio faz parte do pacote de medidas das instituições contra os impactos econômicos da pandemia
Tempo de leitura: < 1 minuto

A gerente regional do Sebrae em Ilhéus, Claudiana Figueiredo, se reuniu com o superintendente executivo da Caixa Econômica Federal na região Sul da Bahia, Lucas Ribeiro, para criar estratégias que possam auxiliar os pequenos negócios a acessar linhas de crédito com a garantia do Fundo de Aval das Micro e Pequenas Empresas (Fampe).

A reunião aconteceu na última segunda-feira (25) e contou com a presença do gerente adjunto do Sebrae em Ilhéus, Michel Lima, além de outros representantes da Caixa, a exemplo do gerente geral, Ricardo Rehem, e o gerente de varejo, Reinaldo Cardim.

No encontro, foi estabelecida uma parceria mútua entre as instituições para dar suporte ao Fampe. O Sebrae fará indicação aos clientes sobre as possibilidades de acesso ao crédito, e a Caixa recomendará aos empresários que procurem orientações no Sebrae sobre a tomada de crédito mais consciente.

FAMPE

Firmado em abril de 2020, o convênio faz parte do pacote de medidas das instituições para reduzir o impacto provocado pela crise do novo coronavírus sobre os pequenos negócios no Brasil. As linhas de crédito são destinadas a Microempreendedores Individuais (MEI), Microempresas (ME) e Empresas de Pequeno Porte (EPP).

Com a parceria, os empreendedores contam com a obtenção de crédito assistido pelo Sebrae. Dessa forma, podem obter tutoriais, participar de capacitações EAD e presenciais e consultar especialistas. O atendimento é voltado para as necessidades de cada público específico

APÓS FASE PILOTO, “SEBRAE DELAS” INICIA CICLO DE ATUAÇÃO NA BAHIA

Sebrae tem ação de apoio ao empreendedorismo feminino || Foto Dario Neto/ASN
Tempo de leitura: < 1 minuto

A ousadia de mudar pode ser considerada o ponto de interseção entre muitas mulheres que decidem empreender. Saber que a estrada é longa faz com que elas exercitem a empatia e dêem as mãos durante o caminho. Nesse percurso, muitas mulheres puderam contar com o apoio do Sebrae Delas, projeto que chegou ao fim da fase piloto e iniciará mais três anos de atividades em todo o estado.

“O ano de 2020 não foi fácil para ninguém. Mesmo diante de uma das maiores crises já vividas e que afeta diretamente as empreendedoras, conseguimos adaptar a forma de atuação do projeto para que fosse possível atender a estas mulheres”, lembra a gestora estadual do projeto Sebrae Delas, Carla Martins.

A pandemia impôs ao projeto a necessidade de ajustar o atendimento oferecido para a modalidade on-line e, também, a criação do site sebraedelasbahia.com.br, destinado à disseminação de conteúdo sobre empreendedorismo feminino.

Karoline Ribeiro, também conhecida como Rainha das Molas, teve que se reinventar com a chegada da pandemia e encontrou no Sebrae delas a ajuda que precisava. A gerente e proprietária do Posto de Molas Secomol, em Jacobina, participou das consultorias financeira e de marketing digital oferecidas pelo Sebrae Delas, e foi o suficiente para descobrir o propósito da sua empresa.

Para 2021, o Sebrae Delas buscará entender o grau de maturidade empresarial das empresas atendidas. Outro ponto que será importante é o aprofundamento no trabalho com as soft skills, ou seja, competências comportamentais que podem auxiliar diretamente no empoderamento das mulheres.

Todos os cases da matéria e mais informações sobre o projeto Sebrae Delas podem ser conferidos na publicação, disponível na versão digital e gratuita.

SEBRAE APRESENTA AÇÕES AO NOVO GOVERNO DE ITABUNA

Claudiana Figueiredo, gerente regional do Sebrae, durante reunião com gestores de Itabuna
Tempo de leitura: < 1 minuto

Na última quinta (21), a gerente regional do Sebrae em Ilhéus, Claudiana Figueiredo, se reuniu com o novo secretário de Indústria, Comércio, Emprego e Renda de Itabuna, Ricardo Xavier, para traçar ações conjuntas que fomentem e fortaleçam o empreendedorismo no município.

Também participaram da reunião o superintendente de Emprego e Renda, Marcos Alves, o diretor de Fomento a Indústria, Othon Henrique Dantas, e os gerentes de departamento, Adriana Alves, Bruno Almeida, Carlos Góes, Murilo Guimarães e Thadeu Campos.

Figueiredo apresentou iniciativas como o Cidade Empreendedora, que viabiliza o fortalecimento e a recuperação dos negócios em meio aos desafios impostos pela pandemia de Covid-19. O programa visa criar um ambiente favorável para os pequenos negócios por meio da reestruturação da Sala do Empreendedor. Também foi discutida a possibilidade da oferta de capacitações e consultorias para os pequenos empresários, principalmente para o microempreendedor individual (MEI).

“A parceria do Sebrae com o município de Itabuna pode ser entendida como um elo para a retomada da economia na cidade, visando o fortalecimento dos negócios e adequação destes para que estejam aderentes às novas exigências do mercado e adaptados ao novo perfil do consumidor”, ressalta Claudiana.

SEBRAE RETOMA ATIVIDADES PRESENCIAIS COM A “SEXTA DE OPORTUNIDADES”

Tempo de leitura: < 1 minuto

Após recesso de final de ano, a unidade do Sebrae Bahia em Ilhéus, responsável por atender a região Sul do estado, retoma a realização de eventos presenciais em 2021. Para iniciar as atividades, a programação contemplará os futuros empreendedores com a Sexta da Oportunidade, com a oficina gratuita “Como Planejar o seu Negócio?”, no próximo dia 29 de janeiro, na sede do Sebrae em Ilhéus e em Itabuna.

As oficinas serão conduzidas pelos especialistas em pequenos negócios do Sebrae Marília Enéas, em Ilhéus, e Michel Lima, em Itabuna. As inscrições podem ser feitas online ou pelos telefones (73) 9 9974-2263 ou 3634-4068, para Ilhéus. Já em Itabuna, os telefones são (73) 99974-2262 ou 3613-9734. Os encontros seguem os protocolos sanitários de prevenção à pandemia do novo coronavirus, com distanciamento mínimo entre os participantes, aferição de temperatura, além de uso obrigatório de máscara.

A Sexta da Oportunidade aborda conteúdos de interesse de quem deseja começar a empreender, a exemplo de modelo de negócio, plano de negócio, direitos e obrigações do MEI e tendências de mercado.

DEFINIDAS DATAS DO EMPRETEC NO SUL DA BAHIA EM 2021

Programa do Sebrae trabalha formação de empreendedores || Foto Soraia Carvalho/Sebrae
Tempo de leitura: < 1 minuto

Interessados em participar do seminário Empretec na região Sul do estado já podem fazer a pré-inscrição para 2021. Os encontros estão previstos para acontecer de 5 a 10 de julho, em Ilhéus, e de 12 a 17 de julho, em Itabuna. A metodologia que é aplicada foi desenvolvida pela Organização das Nações Unidas (ONU) e é promovida em cerca de 40 países. No Brasil, a realização do seminário é exclusividade do Sebrae, que já capacitou cerca de 200 mil pessoas em 24 anos. Na Bahia, já são cerca de 14 mil “empretecos” formados.

Para a pré-inscrição, é necessário preencher formulário no site do Empretec Bahia. Depois de responder, o candidato segue para a entrevista individual, prevista para acontecer em Ilhéus entre os dias 7 e 11 de junho de 2021. Já em Itabuna, será de 14 a 18 de junho de 2021. Mais informações podem ser encontradas no site ou através dos telefones (73) 3613-9734 / (73) 99974-2262 – Itabuna ou (73) 3634-4068 / (73) 99974-2263 para Ilhéus.

A capacitação tem carga horária de 60 horas e acontece em seis dias. Durante o seminário, o participante é desafiado a trabalhar as dez características essenciais do comportamento empreendedor por meio de atividades práticas, pois a metodologia tem abordagem vivencial e interativa, utilizando jogos, exercícios e debates. Assim, é possível conhecer o perfil empreendedor, desenvolver competências para a vida profissional e, consequentemente, aumentar as chances de sucesso do negócio.

CIRCUITO DE SEMINÁRIOS NO SUL DA BAHIA FOCA EM MOTIVAÇÃO E VENDAS NO NATAL

Seminário no sul da Bahia aborda motivação e vendas || Foto iStock Sebrae
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Sebrae começou a promover, a partir desta semana, circuito de seminários em municípios do sul da Bahia voltados à motivação e vendas no período natalino. São mais de 400 vagas gratuitas e destinadas a empresários da região Sul da Bahia.

Segundo o escritório regional, o objetivo é impulsionar os empresários e os times de vendas a desenvolverem ideias criativas para a campanha de final de ano com foco na abordagem de vendas e motivação de equipe para ampliar as vendas no natal. As palestras serão ministradas por técnicos e consultores do Sebrae.

Presenciais, os seminários seguirão as recomendações de segurança sanitária estabelecidas pelos decretos municipais e preconizados pela Organização Mundial da Saúde (OMS). As vagas são limitadas e as inscrições podem ser feitas por meio do WhatsApp, nos números (73) 99974-2262 ou 99974-2263, ou pelo telefone (73) 3634-4068 ou 3613-9734.

Confira as datas

24/11 – Uruçuca
25/11 – Serra Grande
26/11 – Itaju do Colônia
2/12 – Itajuípe
3/12 – Itapitanga
3/12 – Ilhéus
4/12 – Una
7/12 – Itabuna
8/12 – Coaraci

SEBRAE RETOMA EVENTOS PRESENCIAIS NO SUL DA BAHIA

Tempo de leitura: 2 minutos

Após sete meses o oferecendo capacitações somente a distância por conta da pandemia, o Sebrae em Ilhéus retoma a realização de eventos presenciais no sul da Bahia. A programação para os municípios de Ilhéus e Itabuna já está disponível e todas as atividades seguirão às recomendações de segurança sanitária estabelecidas pelos decretos municipais.

Entre os dias 16 e 22 de novembro, acontece o evento de maior destaque do mês, a Semana Global de Empreendedorismo (SGE). A organização do evento é feita pelo Sebrae e parceiros que são referência do ecossistema empreendedor brasileiro como Aliança Empreendedora, Anjos do Brasil, Anprotec, Artemisia, Brasil Júnior, Conaje, Endeavor, Junior Achievement e a Rede Mulher Empreendedora (RME).

Com o tema “Retomada da Economia e o Papel do Empreendedorismo”, a 13ª edição da SGE promete mobilizar todo o país. Ilhéus e Itabuna sediarão uma série de palestras gratuitas nas Agências de Atendimento do Sebrae. Serão oferecidas mais de 200 vagas em capacitações presenciais. A programação do evento pode ser acessada através do site www.empreendedorismo.org.br .

Também serão ofertadas oficinas para produtores rurais destinadas a quem deseja aprender a como gerenciar, negociar e calcular os custos de produção no campo. Essas atividades serão realizadas em parceria com os sindicatos de produtores rurais dos municípios da região. Para participar gratuitamente, basta acessar o Portal Sebrae ou entrar em contato pelos telefones (73) 3634-4068 ou 99974-2263 Ilhéus / (73) 3613-9734 ou 99974-2262 Itabuna.

Os empreendedores de Ilhéus poderão se inscrever para as capacitações Como funciona o MEI (16); Como iniciar seu próprio negócio (17); Como elaborar controles financeiros (18); Como criar um negócio utilizando as redes sociais (19); e Sexta da Oportunidade (20).

Já em Itabuna, a programação inclui as capacitações Como iniciar seu próprio negócio (16); Como funciona o MEI (17); Como criar um negócio utilizando as redes sociais (18); Como elaborar controles financeiros (19); e Sexta da Oportunidade (20). As atividades, nos dois municípios, acontecem sempre às 14h.

SEBRAE APONTA QUE 85% DOS PEQUENOS NEGÓCIOS DE MODA RETOMARAM ATIVIDADE

Tempo de leitura: 2 minutos

Os empresários do setor da moda estão cautelosos com o movimento de retomada da economia. Segundo pesquisa realizada pelo Sebrae, a grande maioria reduziu o volume de compras ou desistiu de adquirir novas coleções para a próxima temporada, em comparação com 2019 (20% não compraram e 39% reduziram o volume de compras acima de 30%).

Para esses empreendedores, os maiores desafios para a retomada e sobrevivência do negócio são capital de giro (50%), planejamento de compras e giro de estoques (27%), o fato dos produtos e serviços de moda não serem vistos como essenciais (25%) e os controles financeiros pós-pandemia (23%).

O levantamento, finalizado em 9 de setembro, mostrou que 84% das empresas da moda já retomaram as atividades (resultado pouco acima da média do conjunto da economia – 81%). Apesar disso, essas empresas (em sua maioria, pequenos negócios), ainda sofrem uma perda ligeiramente maior de faturamento (-42%), quando comparado ao período antes da crise. Na média de todos os setores, a perda de faturamento é de 40%.

As reduções de faturamento mais expressivas estão nos segmentos de moda praia (-76%), moda sustentável ou agênero (-48%) e moda infantil e uniformes/fardamento (-46%). Na situação oposta, os segmentos de moda lar (-23%) e moda íntima (-25%) foram os que registraram o menor nível de perdas, em comparação com o período pré-crise.

ESTRATÉGIAS

De acordo com a pesquisa, o investimento nas plataformas digitais (50%) e no delivery (20%) foram as principais estratégias adotadas pelas empresas da moda para reduzir as perdas de faturamento.

Os empresários entrevistados informaram que, nos próximos seis meses, as principais estratégias que eles pretendem implementar são: ampliar as ações de vendas digitais (44%), rever a gestão dos estoques (21%), adequar a empresa aos protocolos (20%), investir em mudar o visual da loja (16%) e mudar a gestão do negócios (12%).

CRÉDITO

Ainda segundo o levantamento, 50% dos empresários da cadeia produtiva da moda buscaram empréstimos desde o início da pandemia. A exemplo do que ocorreu em outros segmentos da economia, a minoria deles (24%) tiveram o pedido de crédito aprovado pelas instituições financeiras. De acordo com os empresários, o CPF negativado (12%) e o registro negativo no Cadin/Serasa (5%), foram as principais alegações apresentadas pelas instituições financeiras para a rejeição dos empréstimos.

NÚMEROS DA PESQUISA

(Confira números da pesquisa clicando em “leia mais”, abaixo)

Leia Mais

SEBRAE ABRE INSCRIÇÕES PARA CONTRATAR 20 AGENTES LOCAIS DE INOVAÇÃO

Focused african and caucasian teammates working together in office using looking at laptop screen analyzing results of online business project discussing data. Mentoring, teamwork, assistance concept
Tempo de leitura: < 1 minuto
O Sebrae Bahia lançou o edital do processo seletivo para Agentes Locais de Inovação (ALI), que são bolsistas do CNPq, graduados e capacitados pela entidade para atuar nas micro ou pequenas empresas, com o objetivo de promover a melhoria da produtividade. As inscrições estão abertas até o dia 5 de novembro para as 20 vagas disponíveis, por meio do site da Fundação CEFET Bahia, organizadora da seleção (confira ao final do texto).

Tendo como público-alvo microempresas e empresas de pequeno porte, dos setores de comércio e serviços, os ALI atenderão os empresários, com acompanhamento 100% subsidiado, para que a inovação (nova solução, inovação em produtos e serviços, inovação em modelo de negócios, inovação de processos) seja percebida como meio de geração de resultados concretos para as empresas participantes. Eles podem ser vistos na forma de aumento de receita, redução de custos e crescimento da produtividade.

O projeto tem abrangência nacional e está consolidado como estratégia de competitividade para os pequenos negócios, compondo uma das linhas de ação do Programa Brasil Mais Competitivo. Na Bahia, o ALI terá sua atuação em campo iniciada em fevereiro de 2021, nos municípios da Regional Salvador, e atenderá 1.200 empresários de forma a elevar a sustentabilidade, competitividade e produtividade desses pequenos negócios com foco na sobrevivência das empresas e na retomada das atividades, frente ao cenário de pandemia e pós-pandemia.
As informações completas sobre o processo seletivo, como pré-requisitos, documentos e cronograma, podem ser consultadas no site da Fundação CEFET Bahia.

NÚMERO DE NOVOS MEI EM 2020 É 0,8% SUPERIOR AO DE 2019, APESAR DA PANDEMIA

Carlos Melles, presidente do Sebrae || Foto ASN
Tempo de leitura: 2 minutos

Os últimos cinco meses, período em que o Brasil vem enfrentando os efeitos da pandemia do novo coronavírus, têm sido marcados por um crescimento do número de empreendedores que buscaram formalizar seus negócios. Entre 31 de março e 15 de agosto, foram feitos 784,3 mil registros no Simples Nacional. Esse número é 0,8% superior ao registrado no mesmo período do ano passado. Entre esses novos negócios, a grande maioria deles foi de Microempreendedores Individuais (MEI), com 684 mil registros (quase 43 mil a mais que no mesmo período de 2019). E cerca de 100 mil novos negócios foram registrados como Microempresas e Empresas de Pequeno Porte, nesse mesmo período.

Na avaliação do presidente do Sebrae, Carlos Melles, grande parte das pessoas que estão abrindo seus negócios *nesses últimos meses tem sido motivada” pela necessidade decorrente da falta de empregos, um dos principais impactos gerados pela pandemia. “Normalmente as pessoas que empreendem em razão do desemprego não se preparam adequadamente e têm um sério risco de atravessar problemas na administração do negócio no futuro, mas o Sebrae está à disposição para prestar todo apoio na qualificação desses empreendedores”, afirma Melles. “Para essas pessoas, a instituição oferece um universo de cursos que podem ser feitos à distância (até mesmo pelo WhatsApp) e sem nenhum custo”, explica.

“O MEI é o caminho da formalização, uma boa solução para quem está conseguindo manter a atividade neste período, pois ele pode ampliar as vendas, emitir nota fiscal, entre outros benefícios”, explicou. Criado como figura jurídica há mais de 10 anos, o MEI nasceu para incentivar a formalização de pequenos negócios e de trabalhadores autônomos. Podem aderir ao programa os negócios que faturam até R$ 81 mil por ano (ou R$ 6,7 mil por mês) e têm, no máximo, um funcionário.

APOIO AO MEI

Atento às necessidades desse público, o Sebrae criou uma página em seu portal, totalmente dedicada aos Microempreendedores Individuais. Nesse espaço, os MEI podem saber mais sobre o auxílio emergencial disponibilizado pelo governo federal, sobre as linhas de crédito disponibilizadas especificamente para eles com recursos do Pronampe, bem como ter acesso a uma série de conteúdos que vão auxiliá-los na gestão do negócio. São e-books, vídeos, cursos e outras informações que vão desde dicas para gerir melhor a empresa, até orientações para quem quer implementar estratégicas de marketing digital.

O site também oferece suporte para as pessoas que planejam abrir o próprio negócio, mas estão em dúvida sobre quais passos seguir. No site do Sebrae, os interessados têm à disposição um guia com “Tudo o que você precisa saber sobre o MEI”, orientações sobre como construir um planejamento estratégico, entre outras informações.

Back To Top