skip to Main Content
11 de agosto de 2020 | 01:40 am

SESI OFERECE EJA PROFISSIONALIZANTE COM 400 VAGAS GRATUITAS NA BAHIA

Sesi oferece 400 vagas em EJA profissionalizante na Bahia
Tempo de leitura: < 1 minuto

Jovens e adultos com mais de 18 anos têm a oportunidade de concluir o Ensino Médio do Sesi e, ao mesmo tempo, obter uma qualificação profissional do Senai com a oferta de 400 vagas gratuitas de novas turmas de Educação de Jovens e Adultos Profissionalizante.

A iniciativa, que uniu as duas maiores entidades do sistema indústria na Bahia – o Serviço Social da Indústria (Sesi) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), está com inscrições abertas para todo o estado e será oferecido na modalidade a distância (online). As inscrições ficam abertas até dia 14 de setembro.

A proposta desta modalidade da Educação de Jovens e Adultos é que, além de concluir o ensino médio, o aluno obtenha uma formação profissional nos cursos de Almoxarife, Assistente de Contabilidade, Desenhista Técnico em Edificações e Controlador e Programador de Produção.

Para se candidatar, é necessário ter mais de 18 anos, não ter concluído o ensino médio e ter acesso a computador ou dispositivo móvel para acompanhar as aulas. Os cursos profissionalizantes têm carga horária de 160 horas cada um. As inscrições devem ser feitas pela internet, no site do SESI, no endereço sesibahia.com.br.

SESI BAHIA PRORROGA INSCRIÇÕES PARA 2 MIL VAGAS EM CURSO EJA A DISTÂNCIA

Unidade de Ilhéus oferece total de 300 vagas
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Serviço Social da Indústria (Sesi Bahia) prorrogou as inscrições para as turmas gratuitas do curso a distância de Educação de Jovens e Adultos (EJA-EaD), que se encerrariam neste domingo, dia 31 de maio. O novo prazo de inscrição é dia 30 de junho e pode ser feita pela internet, no site do Sesi Bahia – www.fieb.org.br/sesi.

São oferecidas 2 mil vagas em todo o estado, nas cidades de Juazeiro, Luís Eduardo Magalhães, Brumado, Vitória da Conquista, Teixeira de Freitas, Ilhéus e Salvador. A unidade de Ilhéus, na Rodovia Ilhéus-Itabuna, oferece 300 vagas. Em Teixeira de Freitas, são 200 vagas.

Gerente de Educação de Jovens e Adultos do Sesi Bahia, Gisele Freitas explica que a entidade está preocupada em oferecer uma oportunidade de elevação de escolaridade para pessoas que não conseguiram concluir o ensino fundamental ou médio.

Gisele enxerga este período de pandemia como oportunidade para se investir em educação e se preparar para a o período de retomada da economia. “O Sesi está oferecendo esta oportunidade de conclusão do ensino básico e como trabalhamos com uma plataforma totalmente digital, temos a oportunidade de atingir ainda mais pessoas, sem precisar que elas saiam de casa”, destaca.

O Sesi Bahia é a única instituição no estado que oferece o ensino médio e fundamental II a distância, com oferta autorizada pelo Ministério da Educação. O curso também é reconhecido pelo Conselho Estadual de Educação.

ESTUDANTES DO SUL DA BAHIA DISPUTAM A MAIOR COMPETIÇÃO DE ROBÓTICA DO BRASIL

Unidade de Ilhéus oferece total de 300 vagas
Tempo de leitura: 2 minutos

A Bahia será representada por oito equipes no 2º Festival SESI de Robótica, em São Paulo.No período de 6 a 8 deste mês, mais de 1,5 mil competidores com idades entre 9 e 19 anos de escolas públicas e privadas entrarão na disputa.

O estado levará três equipes na categoria FIRST LEGO League (FLL), duas de FIRST Tech Challenge (FTC) e três na categoria F1 in Schools. As categorias variam de acordo com o grau de complexidade e o tema dos desafios que os estudantes precisam enfrentar.

São 62 alunos das unidades do Serviço Social da Indústria (SESI) em Ilhéus, Salvador, Candeias, Feira de Santana e Vitória da Conquista. O evento, que inclui competições, demonstrações e workshops sobre educação e robótica, terá como temas cidades inteligentes e sociedade do futuro. A temática norteia as provas com robôs autônomos e os projetos de pesquisa, que resultaram em soluções criativas para problemas de engenharia civil, mobilidade e urbanismo.

Participarão do Torneio Nacional de Robótica FIRST® LEGO® League as 100 equipes classificadas durante as etapas regionais que ocorreram de dezembro de 2019 a fevereiro de 2020. Da Bahia, irão competir as equipes Maori, da Escola SESI Djalma Pessoa (Salvador), Athlon, da Escola SESI José Carvalho (Feira de Santana) e Robolife, da Escola SESI Candeias.

Durante o Festival haverá também as competições FIRST® Tech Challenge com 32 equipes, e F1 in Schools com 30 equipes. Esses torneios contam com a participação de aproximadamente 500 pessoas entre competidores, técnicos, juízes, anjos e coordenadores.

Leia Mais

INICIAÇÃO CIENTÍFICA NO ENSINO MÉDIO LEVA ESTUDANTES A IREM ALÉM DA SALA DE AULA

Tempo de leitura: 6 minutos

Alunos do Programa de Iniciação Científica em Tecnologias Verdes da Escola SESI Djalma Pessoa || Fotos Gilberto Jr/Copeprhoto/Sistema Fieb

Experiência do SESI Bahia com pesquisa no ensino médio, iniciada em 2012, vem colecionando resultados e premiações em competições científicas pré-universitárias do Brasil e do mundo

À vontade entre reagentes, tubos de ensaios e microscópios, eles estão buscando compreender os fenômenos naturais e sociais e encontrar soluções que extrapolam as experiências de sala de aula. Estamos falando de estudantes com idades entre 15 e 18 anos que têm em comum o gosto pela ciência e encontraram nas escolas da Rede SESI de Educação na Bahia o ambiente propício para desenvolver estas habilidades, seja nas ciências exatas, humanas ou em linguagens.

Tudo começou a ganhar forma a partir de 2012. Neste ano, o laboratório deixou de ser apenas um espaço de atividades complementares às aulas de química, física e biologia para funcionar como um espaço de produção de ciência, dando origem ao Programa de Iniciação Científica da Rede SESI. Desde então, de lá saíram projetos como a telha ecológica, feita com o reaproveitamento de resíduos da casca de coco, uma pesquisa com microalgas, que reduz a concentração de CO2 no ambiente, do bioplástico produzido a partir da fécula de mandioca e uso da casca de laranja como catalisador para a indústria de fármacos. Ou ainda, na área de humanas, pesquisa sobre as subjetividades em sala de aula, lançando um olhar sobre a mulher professora na Escola SESI, e desenvolvimento de um software para gerenciar o percurso formativo dos estudantes.

Laboratório da escola SESI Djalma Pessoa é dedicado à pesquisa em Tecnologias Verdes || Foto Gilberto Jr./Coperphoto/Sistema FIEB

Atualmente, o programa tem mais de 200 estudantes inscritos de todas as sete escolas da capital e interior e, em 2020, este número irá chegar a 500 alunos. A principal novidade é que o SESI Bahia passará a oferecer aos seus estudantes bolsas de iniciação científica.  “A bolsa não é o fim, mas um meio de fomentar ainda mais o engajamento dos estudantes que também precisam ser desafiados a gerir recursos para colocar em prática suas ideias”, explica a gerente de Educação e Cultura do SESI Bahia, Cléssia Lobo.

Coordenador do Programa de Iniciação Científica da Rede SESI, o professor Fernando Moutinho explica que o espaço do laboratório é usado para desenvolver competências e habilidades que vão além de experiências científicas. “O programa de iniciação científica e a inserção do estudante no desenvolvimento soluções para aplicações reais permitem que a gente trabalhe inovação e empreendedorismo – no sentido da capacidade de mobilizar recursos e pessoas para atingir um objetivo e colocar as hipóteses em prática”, detalha Moutinho. Para ele, neste ambiente, o estudante desenvolve capacidades socioemocionais, aprende a gerir conflitos, improvisar materiais e métodos, a lidar com a diversidade, além de exercitar a proatividade, o trabalho em equipe e habilidades técnico-científicas.

PIONERISMO LEVA ESCOLA BAIANA A COLECIONAR
PRÊMIOS NACIONAIS E INTERNACIONAIS

Nicole (esquerda) e Yasmin foram premiadas no final de outubro com pesquisa com microalga, voltada para a produção agrícola || Foto Gilberto Jr./Coperphoto/Sistema FIEB

A Escola SESI Djalma Pessoa, de ensino médio, foi responsável por desenvolver a experiência da iniciação científica na Rede SESI, colecionando importantes resultados. O principal deles foi a conquista, em 2018, de uma premiação internacional, quando três alunos da escola foram selecionados para participar da Intel-ISEF, maior feira pré-universitária internacional de ciências, que reúne estudantes de vários países nos Estados Unidos. Um deles, Gabriel Negrão, voltou de lá com uma premiação: o 3º lugar no Prêmio Especial da Sociedade de Espectroscopia de Pittsbourgh e menção honrosa da American Chemical Society dos Estados Unidos.

Pesquisa que criou um biofilme para ajudar na germinação de grãos conquistou o 3º lugar na categoria Bioquímica e Química na Mostratec 2019 || Foto Gilberto Jr./Coperphoto/Sistema FIEB

Em 2019, a escola voltou a se destacar com uma pesquisa que desenvolveu um biofilme a partir da biomassa de microalga que ajuda a potencializar a germinação de sementes. A pesquisa conquistou o 3º lugar na categoria Bioquímica e Química na Mostratec 2019, realizada no final do mês de outubro. A Mostratec é uma das mais importantes feiras de ciências realizadas no Brasil e uma das portas de entrada para a Intel-ISEF. Na defesa do projeto estavam as estudantes Yasmin Teles Fonseca e Nicole Melo de Almeida que são orientadas pelo professor Fernando Moutinho e co-orientadas pela professora Jamile da Cruz Caldas.

Nicole de Almeida conta como foi gratificante participar de todo o processo, desde a elaboração da pesquisa, passando pela aceitação do projeto pela Mostratec e a participação do evento em si. “A experiência foi completa. Entendemos como funciona uma grande feira de ciência e tivemos a oportunidade de estar em contato com pessoas que debatem o tema que a gente estuda. Se fosse resumir o processo inteiro até a premiação, a palavra que mais representa é amadurecimento”, resume a estudante.

ESCOLA BAIANA É A FINALISTA DO PAÍS EM
PRÊMIO INTERNACIONAL VOLTADO PARA EDUCAÇÃO

Estudantes têm à disposição uma estrutura equipada para desenvolver experimentos e suas pesquisas || Foto Gilberto Jr./Coperphoto/Sistema FIEB

A pesquisa que desenvolveu um biofilme para ajudar na germinação de sementes e foi premiada na Mostratec 2019 faz parte da linha de pesquisa em Tecnologias Verdes do laboratório de ciências da Escola SESI Djalma Pessoa. Além desta pesquisa, o laboratório desenvolve outros experimentos. Um deles é voltado para a absorção de metais pesados no descarte de pilhas usando a quitosana.

Outras duas pesquisas tratam do uso das Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANC’s) no combate à proliferação das larvas do mosquito Aedes Aegypti, através do tensoativo obtido do extrato da folha de araçá (Psidium Cattleianum) e um protótipo sistemático de reutilização da água que é descartada no processo de destilação.

Com o capital intelectual acumulado desde 2012, a Escola SESI Djalma Pessoa foi a única de ensino médio do Brasil selecionada entre os finalistas do Prêmio Zayed de Sustentabilidade. A instituição baiana concorre com representantes do México e da Colômbia.

Os alunos do programa de Iniciação Científica têm a oportunidade de vivenciar na prática a rotina de laboratório || Foto Gilberto Jr./Coperphoto/Sistema FIEB

O projeto inscrito pelo SESI Bahia é bastante ambicioso e visa ampliar o Programa de Iniciação Científica em Tecnologias Verdes. A ideia é proporcionar aos estudantes da escola a construção de conhecimento em educação ambiental a partir da experimentação prática e prototipagem de projetos autorais de pesquisa e engenharia aplicada em tecnologias sustentáveis. Outro viés é contribuir também para a formação de professores para desenvolver o ensino da iniciação científica no ensino médio.  A proposta também prevê oferecer às escolas da rede pública, situadas no entorno da Escola SESI Djalma Pessoa, a oportunidade de inserir os estudantes em um programa de iniciação científica.

Espaço do laboratório da Escola SESI Djalma Pessoa abriga diversas pesquisas e tem atualmente 30 estudantes inscritos || Foto Gilberto Jr./Coperphoto/Sistema FIEB

O resultado do Prêmio Zayed será conhecido no dia 13 de janeiro de 2020 e se o SESI for vencedor será premiado com o valor de US$ 100 mil para investir no programa de pesquisa da escola. “Nosso objetivo é impulsionar ainda mais o trabalho de iniciação científica na escola e tornar o SESI uma referência na formação de estudantes e capacitação de professores nesta área”, destaca a gerente Cléssia Lobo. Este ano, em seu décimo segundo ciclo anual de premiação, o Prêmio recebeu um recorde de 2.373 inscrições de 129 países.

Para o professor Fernando Moutinho, que elaborou o projeto que concorre ao Prêmio Zayed, estar entre os 30 projetos finalistas é uma realização. De acordo com o professor, a Fundação Zayed é uma instituição conhecida mundialmente pelo engajamento ambiental e por reconhecer iniciativas de educação para os objetivos do desenvolvimento sustentável. “A educação do SESI Bahia estar inserida neste ambiente da indústria, posiciona a Rede SESI de Educação com viés tecnológico e inovador, dialogando com a sustentabilidade. Participar de um grupo tão seleto de projetos finalistas, com uma relevância mundial na área de educação científica em  que sempre busquei trabalhar, é uma realização”, diz Moutinho.

Experiência de fazer parte do programa de pesquisa inclui criar protótipos e usar ferramentas de mensuração || Foto Gilberto Jr./Coperphoto/Sistema FIEB

O Prêmio Zayed de Sustentabilidade foi lançado em 2008 com o nome Prêmio Zayed Future Energy por iniciativa de líderes dos Emirados Árabes com o objetivo de incentivar e fortalecer a inovação em energias renováveis e homenagear o fundador da premiação, o xeique Zayed bin Sultan Al Nahyan.

SESI ANUNCIA AMPLIAÇÃO DA REDE DE EDUCAÇÃO NO INTERIOR DA BAHIA

Tempo de leitura: 3 minutos

Após expandir a rede de Ensino Médio para o interior, o
SESI agora vai ampliar presença do Ensino Fundamental II

Escola deve estimular os estudantes a viverem novas experiências em sala de aula, no SESI, alunos têm contato desde cedo com a iniciação científica || Foto Valter Andrade/Coperphoto/Sistema FIEB

Nos últimos cinco anos, o Serviço Social da Indústria na Bahia (SESI Bahia) ampliou a oferta de vagas de ensino médio no interior. A partir de 2020, a instituição também passará a oferecer o ensino fundamental, a partir do 6º ano (clique aqui e saiba mais). A expansão do ensino fundamental começou em 2019, na Escola SESI João Ubaldo Ribeiro, do município de Luís Eduardo Magalhães, quando foram abertas 134 vagas do 6º ao 9º ano.

No próximo ano letivo, haverá novas vagas também em Barreiras, Vitória da Conquista, Ilhéus e Feira de Santana, totalizando 560 novos alunos de ensino fundamental. Atualmente, o SESI Bahia tem mais de 7.000 estudantes matriculados na capital e interior.

A gerente de Educação do SESI Bahia, Cléssia Lobo, explica que a ampliação da rede atende a uma demanda dos pais que conhecem a metodologia educacional do SESI. “Nossa intenção é levar para o ensino fundamental todo o referencial de educação que o SESI oferece, incluindo educação tecnológica com robótica, ambientes de aprendizagem inovadores, com laboratórios, metodologias ativas e atividades de cultura, já a partir do 6º ano do ensino fundamental. No 9º ano, os alunos também começam a ter aulas de iniciação científica, o que é um diferencial do SESI”, destaca a gerente de Educação.

Laís Cerqueira, de 11 anos, vem descobrindo novas formas de aprendizagem com uso de metodologias inovadoras || Foto Valter Andrade/Coperphoto/Sistema FIEB

DESAFIOS EM EDUCAÇÃO

O modelo de educação do SESI é a síntese de mais de 50 anos de tradição em educação na Bahia com base em um programa nacional que é adotado em todo o país. Aliado a isso, um processo de formação contínua das equipes pedagógicas assegura uma atualização constante dos profissionais de educação.

Na avaliação de Cléssia Lobo, a escola enfrenta um grande desafio nos dias atuais que é tornar-se atrativa aos olhos de uma juventude hiperconectada e que tem vários focos de interesse mediados pela tecnologia. “Entender o que pensam as novas gerações e conquistar o interesse dos jovens pelos estudos é um desafio que permeia todo o processo pedagógico nos dias atuais. Atento a isso, o SESI Bahia tem apostado em novas tecnologias e metodologias em sala de aula, de forma a tornar mais interessante a experiência de aprendizagem, colocando o estudante como protagonista do seu aprendizado”, reitera Cléssia.

SESI oferece ensino fundamental na sua rede há mais de 50 anos na Bahia || Foto Valter Andrade/Coperphoto/Sistema FIEB

A estudante Laís Apoena Miranda de Cerqueira, de 11 anos, aluna do 7º ano, da Escola SESI Bernardo Martins Catharino, ingressou na rede SESI em 2019. “Conhecia alunos que faziam parte da escola SESI e queria muito estudar aqui. Ao chegar, vi que a escola me oferecia muitas possibilidades e que me desafia a aprender”, sintetiza a estudante, que elogia a instituição. “Fiquei impressionada com a estrutura da escola e com a forma de ensinar dos professores, que utilizam materiais diferentes e tornam as aulas mais interessantes”, detalha.

Laís, que passou por outras escolas, enxerga que o SESI pode oferecer a ela várias oportunidades. “Aqui eu vejo que posso ampliar meus estudos e experimentar outras possibilidades para aprender”, complementa.

SESI ANUNCIA AMPLIAÇÃO DA REDE DE EDUCAÇÃO NO INTERIOR DA BAHIA

Tempo de leitura: 3 minutos

Após expandir a rede de Ensino Médio para o interior, o
SESI agora vai ampliar presença do Ensino Fundamental II

Escola deve estimular os estudantes a viverem novas experiências em sala de aula, no SESI, alunos têm contato desde cedo com a iniciação científica || Foto Valter Andrade/Coperphoto/Sistema FIEB

Nos últimos cinco anos, o Serviço Social da Indústria na Bahia (SESI Bahia) ampliou a oferta de vagas de ensino médio no interior. A partir de 2020, a instituição também passará a oferecer o ensino fundamental, a partir do 6º ano (clique aqui e saiba mais). A expansão do ensino fundamental começou em 2019, na Escola SESI João Ubaldo Ribeiro, do município de Luís Eduardo Magalhães, quando foram abertas 134 vagas do 6º ao 9º ano.

No próximo ano letivo, haverá novas vagas também em Barreiras, Vitória da Conquista, Ilhéus e Feira de Santana, totalizando 560 novos alunos de ensino fundamental. Atualmente, o SESI Bahia tem mais de 7.000 estudantes matriculados na capital e interior.

A gerente de Educação do SESI Bahia, Cléssia Lobo, explica que a ampliação da rede atende a uma demanda dos pais que conhecem a metodologia educacional do SESI. “Nossa intenção é levar para o ensino fundamental todo o referencial de educação que o SESI oferece, incluindo educação tecnológica com robótica, ambientes de aprendizagem inovadores, com laboratórios, metodologias ativas e atividades de cultura, já a partir do 6º ano do ensino fundamental. No 9º ano, os alunos também começam a ter aulas de iniciação científica, o que é um diferencial do SESI”, destaca a gerente de Educação.

Laís Cerqueira, de 11 anos, vem descobrindo novas formas de aprendizagem com uso de metodologias inovadoras || Foto Valter Andrade/Coperphoto/Sistema FIEB

DESAFIOS EM EDUCAÇÃO

O modelo de educação do SESI é a síntese de mais de 50 anos de tradição em educação na Bahia com base em um programa nacional que é adotado em todo o país. Aliado a isso, um processo de formação contínua das equipes pedagógicas assegura uma atualização constante dos profissionais de educação.

Na avaliação de Cléssia Lobo, a escola enfrenta um grande desafio nos dias atuais que é tornar-se atrativa aos olhos de uma juventude hiperconectada e que tem vários focos de interesse mediados pela tecnologia. “Entender o que pensam as novas gerações e conquistar o interesse dos jovens pelos estudos é um desafio que permeia todo o processo pedagógico nos dias atuais. Atento a isso, o SESI Bahia tem apostado em novas tecnologias e metodologias em sala de aula, de forma a tornar mais interessante a experiência de aprendizagem, colocando o estudante como protagonista do seu aprendizado”, reitera Cléssia.

SESI oferece ensino fundamental na sua rede há mais de 50 anos na Bahia || Foto Valter Andrade/Coperphoto/Sistema FIEB

A estudante Laís Apoena Miranda de Cerqueira, de 11 anos, aluna do 7º ano, da Escola SESI Bernardo Martins Catharino, ingressou na rede SESI em 2019. “Conhecia alunos que faziam parte da escola SESI e queria muito estudar aqui. Ao chegar, vi que a escola me oferecia muitas possibilidades e que me desafia a aprender”, sintetiza a estudante, que elogia a instituição. “Fiquei impressionada com a estrutura da escola e com a forma de ensinar dos professores, que utilizam materiais diferentes e tornam as aulas mais interessantes”, detalha.

Laís, que passou por outras escolas, enxerga que o SESI pode oferecer a ela várias oportunidades. “Aqui eu vejo que posso ampliar meus estudos e experimentar outras possibilidades para aprender”, complementa.

SESI OFERECE 1.270 VAGAS PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EM ILHÉUS, EUNÁPOLIS E CONQUISTA

Tempo de leitura: 2 minutos

Vagas gratuitas para os ensinos fundamental e médio na unidade de Ilhéus

O Serviço Social da Indústria (Sesi Bahia) na Bahia  está com inscrições abertas para 1.910 vagas de Ensino Fundamental II (6º ao 9º ano) e Ensino Médio (1º ao 3º ano) para quem tem mais de 18 anos. Os cursos são gratuitos e ofertados na modalidade a Distância (EaD).

Para o sul da Bahia, são 520 vagas para os ensinos fundamental II e médio, na Escola Adonias Filho, no Km 13 da Rodovia Ilhéus/Itabuna (BR 415).No extremo-sul, são 211 vagas para o ensino médio na unidade de Eunápolis, na Avenida David Jonas Fadini, no bairro Juca Rosa; e outras 320 em Teixeira de Freitas, na Av. São Paulo, na Vila Verde, ao lado do shopping Pátio Mix.

Há ainda 540 vagas nos ensinos fundamental II e médio para Vitória da Conquista, no sudoeste, e outras 319 na unidade de Luís Eduardo Magalhães, no oeste da Bahia. Em Conquista, a Escola Sesi Anísio Teixeira funciona na AV. Olívia Flores, número 3900; e Luís Eduardo na Escola Sesi Escola João Ubaldo Ribeiro, no Loteamento Aroldo da Cruz, Florais Lea.

Leia Mais

SESI BAHIA PROMOVE SEMANA DA EJA EM ILHÉUS E OUTRAS OITO CIDADES

Tempo de leitura: < 1 minuto

Sesi realiza semana Eja em nove cidades|| Foto Ângelo Pontes

O Serviço Social da Indústria (Sesi Bahia) realiza simultaneamente em nove cidades do estado, entre os dias 13 a 17 deste mês, a III Semana da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Nesta edição do evento, o tema abordado é “EJA Interativa: articulando saberes e tecnologia”.

A expectativa é superar as edições passadas que mobilizaram mais de quatro mil alunos de todo o estado. A Semana da EJA é o momento de valorização dos trabalhos desenvolvidos e mediados pelos estudantes do Sesi Bahia. Também é uma oportunidade para que a comunidade conheça as atividades desenvolvidas.

As atividades incluirão palestras, oficinas de currículo, inclusão digital, robótica, Scracht, exposições, momento cultural e apresentações musicais. As ações serão realizadas em parceria com prefeituras, universidades e outras instituições de educação.

CIDADES INCLUÍDAS

As cidades incluídas na programação da Semana da EJA são Salvador, Feira de Santana, Ilhéus, Juazeiro (programação acontece na última semana de maio), Eunápolis, Luís Eduardo Magalhães, Vitória da Conquista, Jequié e Brumado.

O Sesi Bahia oferece cursos gratuitos de Educação de Jovens e Adultos em todo o estado. Em 2018, a entidade registrou mais de oito mil alunos matriculados na EJA, que é oferecida em modalidade a distância, com 20% de aulas presenciais.

ITABUNA: PALESTRA GRATUITA ORIENTA EMPREGADORES SOBRE O eSOCIAL

Tempo de leitura: 2 minutos

Michel Lima: atenção às novas exigências com o e-Social || Foto Maurício Maron

O Sebrae em Itabuna vai promover na próxima segunda-feira (20), das 19h às 21h, a palestra gratuita “Desvendando o eSocial, uma abordagem teórica e prática”, com o contador e consultor de empresas, especializado nas áreas Trabalhistas e Previdenciárias, Heleno Rocha. O evento, no auditório do Hotel Tarik, tem a parceria do Serviço Social da Indústria (Sesi) e as inscrições podem ser feitas na Loja Virtual do Sebrae.
De acordo com o gerente adjunto do Sebrae em Ilhéus, Michel Lima, o palestrante vai orientar os microempreendedores individuais que têm funcionário e os donos de micro e pequenas empresas sobre as novas regras do Programa eSocial. “O evento visa orientá-los sobre a importância de estarem atentos a declaração de dados dos empregados e ao cumprimento dos prazos para que não venham ser penalizados”, declarou Michel.
O sistema informatizado visa alinhar informações passadas pelos empregadores sobre seus empregados, relacionados a contribuições previdenciárias, vínculos, folha de pagamento, comunicações de acidente de trabalho, informações sobre o FGTS, entre outros.
As regras do eSocial passaram a valer desde o dia 1º de julho em todo o país, e é uma iniciativa conjunta do Ministério do Trabalho, Caixa Econômica, Secretaria de Previdência, INSS e Receita Federal. A mudança visa reduzir a burocracia, unificando eletronicamente as informações fiscais, previdenciárias e trabalhistas que as empresas devem prestar sobre os seus empregados.
Outras informações podem ser obtidas pelos telefones (73) 3613-9734 ou 99974-2262 ou na agência de atendimento do Sebrae em Itabuna, que fica na Rua Paulino Vieira, nº 175, Edifício Lizete Mendonça, Centro.

ILHÉUS: SESI ABRE 220 VAGAS EM CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

Tempo de leitura: < 1 minuto
Aulas do curso serão ministradas na unidade da Fieb, na Ilhéus-Itabuna || Foto Pimenta

Aulas do curso serão ministradas na unidade da Fieb, na Ilhéus-Itabuna || Foto Pimenta

O Serviço Social da Indústria (Sesi) abriu 220 vagas de qualificação em minicursos para profissionais de Ilhéus, Itabuna e região. Os cursos de curta duração serão ministrados na unidade integrada da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), no quilômetro 13 da Rodovia Ilhéus-Itabuna, e oferecem certificação, segundo a diretora de Relações com o Mercado, Ana Dantas.

São 11 cursos em várias áreas, cada um deles com 20 vagas. Os cursos oferecidos são os de Oratória; Excel; Excel Avançado; NR 05 Cipa; NR 10 Segurança em Eletricidade (Básico); NR 10 Instalações e Serviços em Eletricidade; e NR 35 Trabalho em Altura.

CURSOS DE LIDERANÇA

A Unidade do Sesi Sul também oferecerá cursos de liderança. São eles Desenvolvimento de Líderes: Liderança Essencial; Desenvolvimento de Líderes: Líder Coach; Desenvolvimento de Líderes: Gestão de Equipes Eficazes; e Desenvolvimento de Líderes: Gestão para Resultados.

Os valores dos cursos variam de R$ 100,00 a R$ 250,00, e todos oferecem certificação. Informações sobre os cursos podem ser obtidas pelo telefone 73-3222-7080 ou 3222-7081, de segunda a sexta, das 8h às 17h.

Back To Top