skip to Main Content
27 de fevereiro de 2020 | 02:20 am

ENTIDADES LOJISTAS E INDUSTRIAIS COBRAM MAIS SEGURANÇA PÚBLICA EM ITABUNA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Sérgio Velanes: debater altos índices de criminalidade em Itabuna

Diante da onda de assaltos e arrombamentos registrados nas principais vias do comércio central e nos bairros da cidade de Itabuna, representantes da classe empresarial estarão discutindo, na próxima terça-feira, 18, medidas para combater tais delitos. A reunião deverá ocorrer na sede da Associação Comercial de Itabuna (ACI), às 16h30min, com a presença de autoridades municipais e da segurança pública.

De acordo com o presidente da ACI, Sérgio Velanes, o encontro é uma solicitação da Associação Comercial e Empresarial de Itabuna, Câmara de Dirigentes Lojistas de Itabuna (CDL) e do Sindicato do Comércio Atacadista e Varejista do Município de Itabuna (Sindicom).

O presidente da CDL, Carlos Leahy disse que uma atitude precisa ser adotada. “O nosso papel é a cobrança para que venha combater a prática de roubos e arrombamento, e cobrar dos órgãos uma ação mais efetiva dos poderes responsáveis”, enfatizou.

WHATSAPP SE TORNA ARMA CONTRA FURTOS E ROUBOS NO COMÉRCIO DE ITABUNA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Lojistas e PM se unem contra o crime no comércio de Itabuna || Foto Divulgação

Empresários e Polícia Militar vão usar aplicativo de mensagens instantâneas para ações contra a criminalidade no comércio de Itabuna. Três entidades do segmento lojista e industrial do município doaram aparelhos celulares à Polícia Militar e, por meio de grupos no WhatsApp, vão compartilhar informações sobre atos suspeitos no comércio ou entorno.

O major Manoilzo Neves, do 15º Batalhão da PM em Itabuna, informou que os aparelhos celulares serão distribuídos de acordo com as companhias da corporação no município. Policial plantonista de cada companhia ficará responsável pela comunicação com os lojistas para acionar guarnições sempre que necessário.

De acordo com o major Manoilzo Neves, o grupo está definindo as regras de convivência e funcionará nos próximos dias. “Ao todo, serão criados 4 grupos de acordo com as áreas comerciais da cidade onde atuam as companhias da PM, no bairro São Caetano, Centro, Santo Antônio e bairros Califórnia e Fátima”, explicou o Major.

Presidente da Associação Comercial de Itabuna (ACI), Sérgio Velanes, considera a ação essencial para combater furtos e roubos no comércio. “A iniciativa vai melhorar a comunicação e a informação entre lojistas e a Polícia Militar, buscando trazer tranquilidade aos clientes e às pessoas em circulação nas ruas”, defendeu o representante da classe. Além da ACI, também participam da iniciativa a CDL e o Sindicom.

CDL E SINDICOM IGNORAM ACORDO FEITO PELO SINDICATO DOS COMERCIÁRIOS

Tempo de leitura: 2 minutos
Sindicato dos Comerciários afirma que mais de 80% das lojas assinaram acordo que prevê folga neste sábado (Foto Pimenta).

Sindicato dos Comerciários afirma que mais de 80% das lojas assinaram acordo que prevê folga neste sábado (Foto Pimenta).

Por uma confusão entre a Câmara de Dirigentes Lojistas de Itabuna (CDL) e o Sindicom – de um lado – e o Sindicato dos Comerciários – do outro – muitos trabalhadores estão sem saber se o próximo sábado (25) será dia de folga. A representação dos trabalhadores diz que sim, enquanto as entidades patronais afirmam que haverá expediente.

No início da semana, o Sindicato dos Comerciários informou ter feito acordos individuais com mais de 80% dos lojistas da área central da cidade, capitaneados pela Associação dos Lojistas da Rua Paulino Vieira. Por esse combinado, houve ampliação no funcionamento das lojas nos dias 20, 21 e 22, tendo como contrapartida a folga no dia 25.

O acordo já vinha sendo contestado pelo Sindicom e, ontem (22), a CDL informou que o comércio funcionará no sábado, até as 13 horas.

O PIMENTA entrou em contato com o Sindicato dos Comerciários para esclarecer essa celeuma. Em nota, a entidade reafirma que o acordo firmado com os lojistas é válido e, portanto, mais de 80% dos estabelecimentos estarão fechados. Segundo o sindicato, a maioria dos comerciantes entendeu ser “mais vantajoso economicamente fechar o acordo”.

Para a representação dos trabalhadores do comércio,  o empresário que abrir sua loja em um sábado, após o feriado de São João, tende a “tomar prejuízo”.

Veja a resposta do Sindicom:

Leia Mais

CARQUEIJA ASSUME SINDICOM

Tempo de leitura: < 1 minuto

A nova diretoria do Sindicato do Comércio Varejista de Itabuna (Sindicom) foi escolhida na última sexta (20).

Eduardo Carqueija substituirá Adauto Vieira na presidência da entidade patronal.

Adauto assumirá a secretaria da direção executiva. O vice-presidente será Marcus Pessoa Santos.

COMÉRCIO DE ITABUNA ESPERA GERAR ATÉ MIL EMPREGOS TEMPORÁRIOS NO NATAL

Tempo de leitura: < 1 minuto

A Região Online

Aboboreira, do Sindicom.Itabuna deve gerar até mil empregos temporários neste final de ano, segundo projeções do Sindicom (Sindicato do Comércio Varejista de Itabuna). As contratações para o período natalino já começaram.

Pelo menos 40% delas serão feitas por lojas do Shopping Jequitibá. José Aboboreira, secretário executivo do Sindicom, disse ao Jornal das Sete, da rádio Morena FM, que a maior parte das será em lojas de calçados e confecções. Na sequência, vêm as do segmento de cosméticos.

A boa notícia para quem consegue um emprego temporário é que, em média, 10% acabam efetivados, segundo Aboboreira.

Leia mais

SINDICOM DIVULGA NOTA REPÚDIO

Tempo de leitura: < 1 minuto

O Sindicato do Comércio Atacadista e Varejista de Itabuna (Sindicom) divulgou nota de repúdio contra dirigentes do Sindicato dos Comerciários, em consequência do episódio no qual uma empresária afirmou ter sido agredida pelo sindicalista Erivaldo Batista (leia aqui).

Na nota, o Sindicom acusa dirigentes do Sindicato dos Comerciários de agir “como vândalos” e ameaçar empresários “que querem promover o aumento da geração de renda através do emprego”.

Ainda segundo posicionamento da entidade patronal, “o papel do Sindicato dos Comerciários deve ser o de fiscalizar se as regras trabalhistas estão sendo respeitadas e, se não estiverem, acionar os meios legais para corrigir”.

O Sindicom afirma que o fato ocorrido no sábado, 12, foi uma demonstração de “truculência de um grupo que quer agir pela força”. A agressão à proprietária da loja de brinquedos foi definida como “um gesto covarde e que merece todo o nosso repúdio”.

COMÉRCIO DE ITABUNA FUNCIONARÁ ATÉ AS 18H

Tempo de leitura: 3 minutos

O Sindicato do Comércio de Itabuna (Sindicom) distribuiu nota em que orienta os lojistas a trabalharem normalmente nesta segunda-feira (6), baixando as portas apenas às 18h, “a fim de fazer com que os trabalhadores cheguem às suas residências ainda com o dia claro pois estamos em horário de verão”. A nota é assinada pelo presidente da entidade, José Adauto Vieira, e o vice, Eduardo Carqueija Júnior.
Apesar de orientar o comércio a funcionar até as 18h, os dirigentes alertam para que todos “estejam atentos para qualquer movimentação anormal e que neste caso fechem seus estabelecimentos”.
Adauto e Carqueija Júnior observam, em nota, que há anos Itabuna vem convivendo com “crescente violência” e que “toda a agitação ocorrida na última quinta feira (2), demonstrou-se fruto de boataria irresponsável e inconsequente. Nenhum arrastão, nenhuma ocorrência grave envolvendo o comércio ou comerciários foi registrada”.
O Sindicom avalia como acertada a decisão de funcionamento “normal”, pois, afirmam os dirigentes, “não se registou nenhuma ocorrência envolvendo empresas ou trabalhadores”. Os dirigentes ainda alfinetam a diretoria do Sindicato dos Comerciários de Itabuna:
– A solicitação feita pelo sindicato dos comerciários de fechar o comércio mostrou-se infundada e leva-nos a uma reflexão: por que uma entidade apoia uma greve que coloca em risco os seus representados? É justo que os empresários, geradores de empregos e pagadores de tributos, tenham que arcar com os prejuízos? Como arcar com nossos compromissos financeiros, pagamento de salários inclusive, sem que as nossas empresas realizem suas operações?
Clique no “leia mais”, abaixo, e confira a íntegra da nota.

Leia Mais

AUMENTOS EXTORSIVOS DO ALVARÁ E DO IPTU AMEAÇAM INVESTIMENTOS PRIVADOS EM ITABUNA

Tempo de leitura: 3 minutos

Empresários planejam forte reação contra aumento extorsivo (Foto Pimenta).

A economia de Itabuna poderá sofrer já neste início de ano os impactos da alta carga tributária imposta pelo governo municipal. Empresários veem um cenário de fuga de investimentos e perda de receitas com as distorções geradas pela implementação do novo Código Tributário, que impõe aumento de até 6.000% do alvará de funcionamento (TFF) e de 250% do IPTU.

Dezenas de empresários participaram de uma reunião da Associação Comercial e Empresarial de Itabuna (ACI) nesta noite de segunda-feira (31) e defenderam uma revisão do código, além de medidas de protesto, a exemplo do fechamento de lojas por duas horas, e Mandado de Segurança contra a validade do Código Tributário.

“Se tivéssemos empresário lá dentro [da prefeitura], a situação não estaria assim”, bradou o presidente da ACI, Eduardo Fontes, que ainda crê na possibilidade de diálogo com o município. Uma reunião definitiva está marcada para a próxima quinta-feira, 3, com a participação de representantes do setor, do secretário Carlos Leahy (Indústria e Comércio) e do prefeito Capitão Azevedo (DEM).

EMPURRANDO COM A BARRIGA

Jorge Braga, da CDL.

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Itabuna (CDLI), Jorge Braga, está propondo à prefeitura a revisão completa do Código Tributário, embora revele desconfiança neste ponto. “O governo diz que existe disposição para o diálogo, mas não estou vendo ação. Prometeram prorrogar o vencimento do alvará [de funcionamento, a TFF], mas até agora não existe nada”, reclama Braga.

O dirigente da CDL revelou ao PIMENTA o seu temor de que o IPTU seja outra bomba a estourar neste início de ano. O tributo municipal terá os valores revistos em relação a 2010. Os carnês ainda não foram lançados. O imposto terá aumento médio de 250%, segundo cálculos de especialistas que conseguiram analisar a lei de reforma do Código Tributário.

SUBSERVIÊNCIA DA CÂMARA

Fontes: reclama contra desrespeito do governo (Foto Geraldo Borges).

As mudanças tributárias foram aprovadas pela Câmara de Vereadores em outubro do ano passado. O presidente da Associação Comercial de Itabuna lembra como foi o processo. “Nós não fomos ouvidos. Fomos desrespeitados. Chegamos lá e estava o secretário de Finanças conversando com os vereadores. Foi triste”, enfatiza.

A sessão que aprovou o código extorsivo ocorreu na sala das comissões técnicas da Câmara. Os vereadores votaram sob a pressão do ex-secretário de Finanças, Carlos Burgos. O presidente do Sindicato do Comércio (Sindicom), José Adauto Vieira, vê a reunião da próxima quinta-feira, 3, como decisiva para definir qual será o comportamento do empresariado em relação ao governo.

EXEMPLO DE ARROCHO

Poucas vezes se viu o empresariado tão enfurecido com o governo local como agora. Almir Oliveira Silva é dono de uma distribuidora de gás de cozinha. O faturamento bruto da empresa em 2010 foi de R$ 496 mil, mas a sua empresa ficando com apenas R$ 72 mil. A taxa do alvará de funcionamento (TFF), no entanto, saltou de R$ 51,23 no ano passado para R$ 1.500,00 neste ano.

Leia Mais

DESEMPENHO DO COMÉRCIO EM 2009 PREOCUPA

Tempo de leitura: < 1 minuto
.

O comércio de Itabuna cortou 152 postos de trabalho nos oito primeiros meses do ano, segundo levantamento do Sindicom no Ministério do Trabalho e Emprego. Dirigente do sindicato patronal do comércio, José Adauto Vieira disse que o dado preocupa.

O setor é um dos que mais empregam em Itabuna, cidade polo do sul da Bahia. José Adauto lembra da força do comércio local para aceditar numa reversão de quadro. “Esta preocupação não deve ser encarada com pessimismo”.

A julgar pelo crescimento nas vendas em outubro, em torno de 20%, dá para apostar em reversão, desde que boa parte das contratações temporárias de final de ano se convertam em emprego consolidado.

Back To Top