skip to Main Content
31 de outubro de 2020 | 05:02 am

TJ-BA PODE FECHAR 25 FÓRUNS NO INTERIOR

Tempo de leitura: < 1 minuto
Presidente do TJ pode fechar 25 fóruns (Foto Divulgação).

Presidente do TJ pode fechar 25 fóruns (Foto Divulgação).

Do A Região
O Tribunal de Justiça pode desativar 25 comarcas do interior baiano. O presidente do tribunal, Eserval Rocha, pode fechar os fóruns por ato administrativo, segundo a direção do Sinpojud, Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário.
Caso a proposta seja executada, 8 municípios do sul e do extremo-sul ficarão sem fórum. São eles Aurelino Leal, Ibicuí, Ibirapitanga, Itapebi, Itapitanga, Nova Canaã, Pau Brasil e Santa Luzia.
Todos os processos nestes municípios serão encaminhados para comarcas de cidades vizinhas. Há pouco mais de 3 anos, o Tribunal de Justiça desativou 45 comarcas em todo o estado, durante a gestão da desembargadora Telma Brito.

SERVIDORES DA JUSTIÇA BAIANA CRUZAM OS BRAÇOS

Tempo de leitura: < 1 minuto

A ameaça de desconto salarial pelos dias parados em maio e início de junho, durante a greve da categoria, levou os serventuários da Justiça baiana a cruzar os braços nesta sexta, 30. Uma assembleia do Sinpojud em Salvador, nesta manhã, discute a resolução 04/2010, do Tribunal de Justiça da Bahia.
O tribunal determinou o desconto dos dias não-trabalhados durante a greve de mais de um mês. A garantia é de pelo menos 30% dos serviços de cartório e fóruns estarão disponíveis no Estado. Conforme comunicado do Tribunal de Justiça, funcionarão apenas os serviços de liminar de plano de saúde, guia de sepultamento, casamentos pré-agendados e habeas corpus.

37 DIAS DEPOIS: GREVE NO JUDICIÁRIO CHEGA AO FIM

Tempo de leitura: < 1 minuto

Os serventuários da Justiça baiana decidiram voltar ao trabalho após assembleia ocorrida nesta segunda-feira, 14. Foram 37 dias de greve que somente acabou após a a juíza Lisbete Maria Teixeira Almeida César Santos decretar ilegal a paralisação e impor multa diária de R$ 30 mil, caso a determinação fosse descumprida.

Os servidores querem o fim das contratações via Reda no Tribunal de Justiça da Bahia e, também, o retorno das gratificações e o Plano de Cargos, Carreira e Salário do Judiciário.

Boa sorte para quem recorrer aos serviços do judiciário por esses dias. Imagine a confusão…

GREVE NO JUDICIÁRIO BAIANO COMPLETA 10 DIAS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Jovem esbarra com aviso de greve no Fórum Ruy Barbosa, em Itabuna (Foto Pimenta).

Os serventuários da justiça baiana entram no décimo dia de greve nesta segunda-feira, 17. E sem prenúncio de que retornem ao trabalho até amanhã. A queixa geral é contra as medidas que cortam as gratificações especiais de quem recebe salário mais baixo.

Os serventuários exigem da presidência do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) que se acabe com os contratos temporários (do tipo Reda) e cargos comissionados extraquadro, além da exoneração imediata de ocupantes de cargos comissionados. Eles pedem a aprovação, na Assembleia Legislativa, do auxílio-creche e financiamento imobiliário para os servidores da Justiça.

Back To Top