skip to Main Content
21 de junho de 2021 | 12:50 pm

EM BUSCA DO 6º MANDATO, FERNANDO GOMES OFICIALIZA CANDIDATURA NESTE SÁBADO

Fernando terá o sobrinho, Son Gomes, como candidato a vice-prefeito || Foto Divulgação
Tempo de leitura: < 1 minuto

O prefeito Fernando Gomes (PTC) terá a candidatura à reeleição confirmada em convenção marcada para começar às 14h deste sábado (12), na área externa do Teatro Municipal Candinha Dorea, no Loteamento Nossa Senhora das Graças. A convenção reunirá, além do PTC, o Republicanos, de Son Gomes, que será o candidato a vice-prefeito, PSL, Solidariedade e PMN. São esperadas, ao menos, 100 pessoas. A coordenação de campanha diz que serão respeitados os protocolos do período de pandemia da covid-19.

Além da confirmação das candidaturas a prefeito e vice, as convenções dos cinco partidos vão definir os 145 nomes que disputarão as 21 vagas na Câmara de Vereadores. Durante a convenção, o prefeito Fernando Gomes vai defender uma grande mobilização dos cinco partidos que o apoiam numa campanha histórica e que deve contar com a participação de “cada um dos candidatos à Câmara Municipal visando criar uma bancada forte no apoio ao governo municipal”. Fernando também defende a continuidade da parceria com o governo do Estado.

Fernando anuncia que fará campanha propositiva, “visando consolidar das realizações do seu governo e a implementação de ações” em setores como a saúde, educação, segurança, geração de emprego e renda e a promoção do desenvolvimento econômico.

A convenção oficializará o nome de Son Gomes como vice. Ele retirou o nome da disputa pela prefeitura assim que Fernando conseguiu efeito suspensivo e assegurar a campanha à reeleição. Son diz que com Fernando “aprendeu a dialogar e ouvir os anseios maiores da população”. Diz que essa experiência “foi fundamental para a construção da aliança suprapartidária nesta campanha que começa agora e vai trabalhar de forma integrada para uma grande vitória nas eleições, inclusive com a formação de uma bancada representativa no legislativo municipal”.

AGORA É PRA VALER

Tempo de leitura: 3 minutos

Para o eleitor que ainda tem dúvida sobre quem representa de verdade o antifernandismo, que vem fazendo oposição ao governo municipal desde o início da administração, é só perguntar ao próprio Fernando Gomes quem ele quer mais derrotar.

Marco Wense

Nenhum resquício de dúvida ou expectativa : Fernando Gomes deixou o enigma de lado. É novamente pré-candidato a prefeito de Itabuna, salvo engano pela sétima vez. Colocou o sobrinho Son Gomes como vice. A chapa não é puro-sangue no sentido partidário, já que o alcaide é do PTC e o ex-secretário de Administração do Republicanos. Mas é uma composição puro-sangue familiar.

O gestor do cobiçado Centro Administrativo Firmino Alves, além do PTC e Republicanos, conta com o apoio do Solidariedade, PMN e do PSL. O maior desafio de Fernando é diminuir o alto índice de rejeição apontado em todas as pesquisas de intenções de voto. Tem pela frente um forte sentimento de mudança que toma conta de quase 65% do eleitorado, dispostos a não votar em quem já governou a cidade, o que termina atingindo os ex-prefeitos Geraldo Simões (PT), capitão Azevedo (PL) e Claudevane Leite (PROS).

Com Fernando Gomes na disputa, o cenário político muda totalmente. O fernandismo continua encrustado em uma parcela significativa do eleitorado. Por outro lado, vale lembrar que nenhum chefe do Executivo conseguiu ser reeleito. O tabu da reeleição não foi quebrado, permanece virgem. O último a sofrer com a “maldição” foi o capitão Azevedo.

A candidatura de Fernando é um terremoto no staff de Azevedo. A próxima pesquisa, já com o nome do atual prefeito, deve apontar uma queda do militar. Tenho dito que não há espaço suficiente para dois postulantes populistas, que tem o mesmo reduto eleitoral. O criador e a criatura têm o mesmo manual para conquistar o voto, seguem a mesma cartilha.

Outro prefeiturável que será prejudicado com a candidatura de Fernando é Geraldo Simões (PT). Fernando candidato é a certeza de que o governador Rui Costa ficará distante da sucessão, sequer uma declaração de apoio ao colega petista. Com efeito, o que se comenta nos bastidores do Palácio de Ondina é a frieza de Rui Costa com o “companheiro” Geraldo, que anda esquecido pela cúpula estadual do PT. Do seu lado, em termos de liderança e de apoio verdadeiro, somente o senador Jaques Wagner, que é um companheiro (sem aspas).

É evidente que Fernando não terá mais a expressiva votação da sucessão de 2016. Mas ficará entre os três primeiros nas pesquisas. Na pior das hipóteses em terceiro lugar. A disputa será entre Fernando, Mangabeira e Augusto Castro.

A vantagem de Mangabeira (PDT) em relação a Augusto Castro (PSD) está assentada no antifernandismo, já que o pedetista é visto como o mais antifernandista de todos os prefeituráveis. O antifernandismo é um bom e invejável cabo eleitoral, assim como foi o antipetismo na eleição de Bolsonaro.

Augusto, além de ter sido por um bom tempo aliado de Fernando Gomes, é da base de sustentação política do governador Rui Costa, hoje bem próximo do atual gestor. O chamado voto útil para evitar uma vitória do fernandismo e do seu líder maior, será direcionado para o candidato do PDT.

Para o eleitor que ainda tem dúvida sobre quem representa de verdade o antifernandismo, que vem fazendo oposição ao governo municipal desde o início da administração, é só perguntar ao próprio Fernando Gomes quem ele quer mais derrotar.

Concluo dizendo que com Fernando Gomes disputando sua própria sucessão, Azevedo e Geraldo passam a ser cartas fora do baralho de uma sucessão que caminha para ser acirrada e, infelizmente, impregnada pelo jogo sujo.

Marco Wense é articulista do Diário Bahia.

A ESCOLHA DE FERNANDO PARA O LUGAR DE SON

Fernando Gomes entre o ex-secretário e a nova titular da Administração
Tempo de leitura: < 1 minuto

Ficou em família a Secretaria de Administração de Itabuna. O prefeito Fernando Gomes escolheu Juliana Oliveira para comandar a pasta. Juliana vem a ser filha do ex-secretário Son Gomes.

Ainda na cerimônia virtual de posse dos novos secretários, Fernando tentou aplicar uma “vacina” às críticas:

– Juliana está vindo. É filha dele [Son]. Está vindo pela capacidade que ela tem, pelo currículo que ela tem – justificou-se.

Filiado ao PRB recentemente, Son deixou o governo para disputar a Prefeitura de Itabuna.

Ainda hoje, Fernando tratou de fazer um afago no sobrinho ao dizer que se trata de um “pião de trecho” que tem início na disputa eletiva semelhante ao tio. Prefeito por cinco vezes de Itabuna, Fernando disputou a Prefeitura, pela primeira vez, na década de 70, após ser secretário de Administração de José Oduque Teixeira.

Históricos e currículo à parte, a sucessão familiar na pasta pegou mal nos bastidores da política e nas redes sociais.

ITABUNA: FERNANDO DÁ POSSE A 3 NOVOS SECRETÁRIOS

Fernando dá posse aos três novos secretários da Administração, da Saúde e da Sesttran
Tempo de leitura: < 1 minuto

Há pouco, o prefeito Fernando Gomes deu posse aos novos secretários municipais Alecsandro Leal (Segurança, Transporte e Trânsito), Juliana Oliveira (Administração) e Juvenal Maynart (Saúde). A solenidade ocorreu no Centro Administrativo Firmino Alves, mas, por causa da covid-19, restrita à equipe do cerimonial e do gabinete do prefeito, além do presidente da Câmara, Ricardo Xavier.

O prefeito Fernando Gomes agradeceu o empenho dos ex-secretários. Dois deles estavam lá – Son Gomes (Administração) e Valci Serpa (Sesttran). A ausência notada foi a do ex-titular da Saúde Uildson Nascimento, exonerado na última quarta (10), após críticas duras ao secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas.

Fernando ainda disse que espera resultados e lealdade dos novos secretários que assumem em plena pandemia e lembrou do período de quase sete meses de gestão que terá pela frente. O novo secretário da Saúde, Juvenal Maynart, disse sinalizou que estreitará os laços do governo com a comunidade acadêmica para buscar soluções no combate à covid-19.

“PONTO DE VISTA” DESTE SÁBADO TERÁ JULIETA PALMEIRA E SON

Julieta Palmeira e Son Gomes serão os entrevistados do “Ponto de Vista”
Tempo de leitura: < 1 minuto

A médica e secretária estadual de Políticas para as Mulheres da Bahia, Julieta Palmeira, será uma das entrevistadas do Ponto de Vista deste sábado (6), na Rádio Nacional de Itabuna. Com apresentação de Rosivaldo Pinheiro, o programa vai ao ar das 10h às 12h.

O Ponto de Vista também abordará a sucessão municipal. Rosivaldo entrevistará Son Gomes, ex-secretário de Administração de Itabuna. Son deixou o cargo na última quarta (3) para disputar a sucessão municipal pelo PRB.

O programa pode ser assistido via Facebook.

ITABUNA: SON GOMES DEIXA GOVERNO PARA DISPUTAR PREFEITURA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Um dia após ter sido anunciado pelo tio Fernando Gomes como pré-candidato a prefeito de Itabuna, o secretário Dinailson Oliveira deixou a Secretaria de Administração. Ele disputará a sucessão municipal pelo PRB. A exoneração do cargo foi publicada no Diário Oficial do Município.

Segundo o secretário, a desincompatibilização ocorre para cumprir os prazos da justiça eleitoral, que determina a saída de cargos públicos quatro meses antes do pleito. Por meio de sua assessoria, ele reafirmou que, “no momento as atenções não estão voltadas para a sucessão municipal, mas sim para o combate a Covid-19”.

A saída de Son Gomes já era esperada, assim como a do policial militar Valci Serpa, que deixou a Secretaria de Segurança, Transporte e Trânsito (Sesttran).

“CONDENAÇÃO DO PREFEITO NÃO DEVE SER PROBLEMA [ELEITORAL]”, AFIRMA SECRETÁRIO

Son Gomes não acredita em problema eleitoral por causa de decisão da Justiça
Tempo de leitura: < 1 minuto

Andreyver Lima || Seja Ilimitado

O secretário de Administração de Itabuna, Son Gomes, sobrinho do prefeito Fernando Gomes, esteve presente na abertura dos trabalhos legislativos da Câmara, nesta segunda-feira (17). Em entrevista, ele comentou sobre a repercussão da condenação do prefeito.

Condenado por improbidade, Fernando teve direitos políticos suspensos pela justiça. A sentença do juiz da Vara da Fazenda Pública, Ulysses Maynard, foi publicada no Diário Poder Judiciário da Bahia, na edição de quinta-feira (13).

Questionado sobre o impacto da decisão nas eleições, o secretário minimiza. “Essa situação de inelegível foi por um processo de 1990, quando ele foi condenado por ter contratado duas pessoas sem chamamento público. Ainda existe recurso e certamente isso vai se resolver e não vai criar nenhum problema.” afirmou.

ATUAÇÃO NA PASTA

“Venho atuando desde o começo do governo sobre toda a área administrativa da prefeitura. Sempre o prefeito nos orientando para fazermos da maneira que ele planeja, então a secretaria continua unida seguindo suas orientações e sempre fazendo o melhor para Itabuna.”

PROMESSA DE PAVIMENTAÇÃO

“Desde 2017 assumimos que iremos deixar Itabuna 80% pavimentada e certamente conseguiremos conquistar assim até dezembro, deixar Itabuna 80, 90% totalmente pronta.”

ELEIÇÕES

“Sobre a minha filiação certamente é o Republicanos, antigo PRB, mas isso quem vai anunciar é o Senhor Prefeito.”

“BELEZA, BELEZA, BELEZA”: ROBERTO DE SOUZA RETORNA AO RÁDIO NESTE SÁBADO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Roberto de Souza retorna neste sábado (6), a partir das 10h, na Nacional

Afastado dos microfones desde o final de 2018, o radialista Roberto de Souza volta a comandar o Resenha da Cidade, na Rádio Nacional de Itabuna (AM 870), neste sábado (6), a partir das 10h. O retorno ocorre após cerca de quatro meses de tratamento de saúde.

O Guerreiro, como está sendo chamado pelos amigos, terá o prefeito Fernando Gomes e o secretário da Administração de Itabuna, Dinailson Oliveira (Son Gomes), como entrevistados neste sábado.

Back To Top