skip to Main Content
16 de abril de 2021 | 02:29 pm

ITABUNA CORRE O RISCO DE PERDER VERBA PARA CENTRO DE REFERÊNCIA DA MULHER

Tempo de leitura: < 1 minuto

AzevedoNa condição de cidade-polo no Território Litoral Sul, Itabuna foi escolhida para receber um Centro de Referência de Atendimento à Mulher (Cram), que é um espaço de acolhimento e atendimento à mulher em situação de violência. Mas a verba de R$ 200 mil para implantação do centro será perdida, caso o prefeito José Nilton Azevedo (DEM) não deposite a contrapartida de R$ 8 mil até a próxima quinta-feira, dia 20.

O prefeito firmou acordo com a Secretaria Estadual de Políticas para as Mulheres (SPM), mas ainda não honrou o compromisso assumido, nem dá sinais de que irá fazê-lo. No último fim de semana, em Itacaré, participantes da I Conferência das Mulheres do Sul da Bahia assinaram uma carta dirigida a Azevedo, na qual exigem que o município de Itabuna honre o acordo feito com a SPM.

No documento, que será entregue nesta manhã ao prefeito, as mulheres observam que “o prazo para efetivação do contrato por meio do depósito da contrapartida esgota-se dia 20 de dezembro de 2012 e não será prorrogado”. Dizem ainda ser “inconcebível que recursos dessa monta, imprescindíveis para o combate à violência contra a mulher em toda a região, sejam perdidos por irresponsabilidade ou descaso do poder público”.

APOIO DO BIRD PARA POLÍTICA DE GÊNERO NA BAHIA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Uma reunião entre representantes da Secretaria Estadual de Políticas para as Mulheres (SPM) e do Banco Mundial (Bird), nesta quinta-feira, 5, em Salvador, abriu caminho para o desenvolvimento de projetos voltados à promoção da autonomia da mulher, além da prevenção e enfrentamento à violência.
Representante do Bird na reunião, Eric Alda, falou sobre o interesse da instituição em apoiar estratégias de governo que busquem promover a igualdade entre homens e mulheres. “Aqui no Brasil existem muitas demandas para ações de gênero e o banco está pensando em apoiar políticas que incluem essas questões”.
A chefe de gabinete da SPM, Rita Souza, afirmou que a parceria com o Bird será importante para aprofundar o trabalho já realizado pela Secretaria. Segundo ela, já existe um plano estadual voltado à política de gênero, que será fortalecido com o apoio do Banco Mundial.

Back To Top