skip to Main Content
22 de fevereiro de 2020 | 01:27 am

PENALTY JUSTIFICA DEMISSÕES EM ITABUNA, MAS GARANTE FÁBRICAS NO SUL DA BAHIA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Penalty justifica demissões, mas garante continuidade de fábricas no sul da Bahia

A Cambuci, detentora da marca Penalty, informou que as demissões na fábrica de Itabuna, no sul da Bahia, no último final de semana, ocorreram em virtude de “adequação momentânea” e se comprometeu a fazer novas contratações. Como informou o PIMENTA em primeira mão, ontem (19), as mais de 100 demissões foram justificadas pelo cenário econômico e baixo faturamento da empresa (“alto estoque e baixas vendas”).

A Cambuci tem incentivos fiscais até 2020 nas unidades de Itabuna e de Itajuípe e a prorrogação por mais 10 anos está sendo negociada. No diálogo com o sindicato da categoria, no entanto a empresa informou que os incentivos já tinham sido prorrogados, o que não foi confirmado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico da Bahia (SDE-BA).

A Penalty se comprometeu com o governo baiano a manter os 450 empregos em Itabuna e os 250 em Itajuípe, onde, segundo sinalizou à SDE-BA, não haverá demissões. A empresa fabrica materiais esportivos nas duas fábricas instaladas no sul da Bahia

Em nota, a SDE informou que “a permanência da Penalty na Bahia é estratégica para os municípios de Itabuna e Itajuípe e para a geração de emprego e renda em benefício de todo o povo baiano”. A Cambuci informou ter investido cerca de R$ 5,6 milhões no sul da Bahia nos últimos cinco anos.

REAGE, ITABUNA. VAI QUE DÁ!

Tempo de leitura: 2 minutos

Manoel Chaves Neto

 

 

Não minimizo a importância do setor industrial. Pelo contrário, vejo como uma grande oportunidade de crescimento, através de objetivos estratégicos para que Itabuna e região se tornem um ambiente atrativo para o setor industrial.

 

Nestlé, vai fechar… Morte anunciada já há muito tempo… Perda lastimável para nossa cidade e região. Lá se vão 240 empregos diretos, um canal de vendas para escoamento do cacau, uma perda para os steakholders e uma boa referência, quando falamos de Itabuna, num grande centro: “Lá em Itabuna, tem a fábrica da Nestlé”.

Não é consolo, mas o setor industrial em Itabuna representa 11% da locação da mão de obra municipal, enquanto os setores do Comércio e de Serviços representam acima de 70%, onde, na sua maioria, são gerados por empreendedores e empresários locais que não têm incentivos, regalias e pagam todos os tributos federais, estaduais e municipais.

Vamos nos aguerrir, unir e focar pelo melhoramento da estrutura do nosso comércio, através de uma boa segurança, iluminação, monitoramento CFTV, serviços públicos, pelo aeroporto, novo teatro, hospitais, shopping, policlínicas, faculdades e – o essencial – elevação do nível do nosso time, através cursos técnicos, treinamentos, treinamentos e muitos treinamentos para nossos vendedores, taxistas, agentes públicos, etc… tendo como objetivo, tornar Itabuna cada vez mais forte na sua principal característica de cidade comercial e prestadora de serviço.

Precisamos comunicar melhor Itabuna, torná-la atrativa.

Não minimizo a importância do setor industrial. Pelo contrário, vejo como uma grande oportunidade de crescimento, através de objetivos estratégicos para que Itabuna e região se tornem um ambiente atrativo para o setor industrial. Por fim, peço desculpa pela minha ausência e omissão nas reuniões da ACI, MESB, etc…. Procurarei remediar, me tornando mais presente junto com vocês para discutir e agir Itabuna!!!

Enquanto escrevi, vejo que já tem interessados para a área da Nestlé.

Manoel Chaves Neto é diretor-presidente do Grupo Chaves.

PENALTY ESPERA GOVERNO PARA DEFINIR FUTURO DE FÁBRICAS NO SUL DA BAHIA

Tempo de leitura: 2 minutos

Penalty diz aguardar decisão do governo para definir estratégias para unidades do sul da Bahia

Os próximos meses devem definir o futuro da Penalty na Bahia e de mais de 600 funcionários. A Cambuci, dona da marca, negocia com o governo baiano a prorrogação dos incentivos fiscais obtidos para se instalar em Itabuna e em Itajuípe. As duas fábricas estão em operação no sul da Bahia há quase 20 anos.

Desde o início do ano e com a negociação dos incentivos municipais em Itabuna, circulam rumores de uma saída da Penalty do sul da Bahia. O projeto até contaria com plano de desinvestimento, com transferência de maquinário e parte do pessoal para a unidade da empresa na Região Metropolitana de João Pessoa, na Paraíba.

Ao PIMENTA, a direção da Cambuci/Penalty informou que “aguarda a decisão do Governo da Bahia sobre a prorrogação de incentivos fiscais para finalizar o planejamento das estratégias” para as suas unidades fabris nos próximos anos. Porém, sinaliza que pode mudar os rumos no Estado. “A empresa segue atenta a novas oportunidades e movimentações do mercado”.

AMPLIAÇÃO

O Governo da Bahia também foi procurado pelo site. Por meio da assessoria, o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, João Leão, disse que o governo “não foi formalmente comunicado” sobre eventual intenção da empresa em fechar as unidades. A Secretaria não comentou sobre a prorrogação dos incentivos, embora reforce que está atenta e aberta ao diálogo.

Ainda segundo o secretário, a Cambucy/Penalty possui, assinados e no governo, dois projetos de ampliação das unidades em Itabuna e Itajuípe. “A SDE [Secretaria de Desenvolvimento Econômico] está atenta e aberta ao diálogo com os investidores para evitar qualquer ameaça de perda dos postos de trabalho”, informou ao PIMENTA.

CONFIRA 48 VAGAS DE EMPREGO EM ITABUNA, JEQUIÉ E ILHÉUS NO SINEBAHIA HOJE (30)

Tempo de leitura: 3 minutos

As unidades do SineBahia em três municípios do sul e do sudoeste do Estado abrem nesta terça-feira (48) com total de 48 vagas de emprego. São 24 oportunidades em Itabuna, 5 em Ilhéus e 19 em Jequié.

Os interessados devem procurar estas unidades, preferencialmente nesta manhã, munidos de carteiras de Trabalho e de Identidade, CPF e comprovantes de residência e de escolaridade, além de laudo médico se for pessoa com deficiência (PCD). Clique no “Leia Mais” e confira todas as vagas para esta terça.

Leia Mais

ILHÉUS: PONTE ESTAIADA COMEÇA A GANHAR FORMA E DEVE SER CONCLUÍDA ATÉ JANEIRO

Tempo de leitura: 2 minutos

Com colocação de 12 estais, ponte começa a ganhar forma || Foto José Nazal

A nova ponte que ligará o Centro e os bairros da zona sul de Ilhéus começa a ganhar forma com a colocação de mais um par de cabos de sustentação (estais) da estrutura. O sexto par foi instalado neste sábado (27), num total de 23 pares. Pelo cronograma, a inauguração da primeira ponte estaiada na Bahia deve ocorrer no próximo verão.

O governador Rui Costa quer a obra pronta até dezembro, mas admite entrega em janeiro de 2020 (veja mais abaixo). A obra, executada pela OAS e orçada em cerca de R$ 95 milhões, é considerada essencial para acabar com o engarrafamentos em horários de pico e principais períodos do turismo com a ponte hoje existente, a Lomanto Júnior.

Fotógrafo, vice-prefeito de Ilhéus e membro da comissão que acompanha a obra, José Nazal disse ao PIMENTA que o último estai deve ser colocado em dezembro, ligando os dois extremos, quando a ponte ganha a forma definitiva. No final do ano, observa, ficaria faltando colocar as mãos francesas e o piso. Já os acessos à ponte, nas duas extremidades, serão concluídos, simultaneamente, às obras de engenharia.

Ponte ligará a região central à zona sul de Ilhéus || Foto José Nazal

CONCLUÍDA ATÉ JANEIRO

Durante coletiva em Itabuna, na sexta (26), o governador Rui Costa se mostrou resignado quanto ao prazo de entrega da obra. Queria dezembro, mas poderá ser janeiro de 2020, com inauguração em fevereiro. “Eles se comprometeram a entregar a obra pronta, no máximo, em janeiro. Agora não há muito que correr na obra, porque há prazo mínimo para colocar concreto e esperar que o concreto fique maduro. Há intervalo mínimo de horas entre [a colocação] um cabo e outro”.

Ponte terá 46 cabos de sustentação e 533 metros de comprimento

Concluída, a primeira ponte estaiada baiana deverá ter 533 metros de comprimento e 24,6 metros de largura. Deverá ter passeio, canteiro central, pista dupla nos dois sentidos e ciclovia. Os acessos viários terão, no total, 2,7 quilômetros, ligando a Avenida Soares Lopes e a 2 de Julho com a via na beira-mar da Nova Brasília e Pontal até a região do Hotel Opaba.

MARINHA RESGATA PESCADORES DESAPARECIDOS E REBOCA EMBARCAÇÃO PARA ILHÉUS

Tempo de leitura: 2 minutos

Navio da Marinha localizou embarcação à deriva na costa ilheense, nesta tarde

Os cinco pescadores de Canavieiras que estavam desaparecidos desde a última quinta-feira (18) foram localizados e resgatados a cerca de 25 quilômetros da praia da zona sul de Ilhéus, neste final de tarde de sábado (20), pela Marinha. Os pescadores desapareceram depois que a embarcação Lívia V ficou à deriva, em alto mar, em Belmonte, no sul da Bahia.

A embarcação está sendo rebocada pelo navio Corveta, da Marinha, para o Porto de Ilhéus, sede da Capitania dos Portos na região sul. Os pescadores saíram de Canavieiras no último dia 10 e planejavam retornar no final deste mês. De acordo com a Capitania dos Portos, todos estão bem e devem chegar a Ilhéus ainda na noite de hoje, por volta das 21h.

Pescadores estavam desaparecidos desde a quinta-feira passada na costa baiana

Os pescadores tiveram dupla sorte. Foram localizados e, ainda, o navio da marinho utilizado em buscas em alto mar estava em Ilhéus desde sábado passado. Do contrário, as buscas seriam iniciadas somente quando a embarcação saísse de Salvador e chegasse à região.

MARINHA FAZ NOVO ALERTA

A Marinha faz novo alerta aos pescadores na região sul da Bahia para que fiquem atentos aos constantes alertas meteorológicos já que este é o segundo resgate feito em cerca de 10 dias. O último desaparecimento ocorreu na semana passada, quando pescadores foram resgatados em Itacaré.

Há pouco, a Marinha emitiu novo alerta em que prevê ventos de 74 km/h na região que vai do sul da Bahia a Salvador. As ondas podem atingir até 4,5 metros na costa sul-baiana, segundo o alerta que vale até a próxima terça (23). Redação do Pimenta com colaboração da jornalista Silmara Sousa.

CARRO NA CONTRAMÃO PROVOCA ACIDENTE COM MORTE NA BA-652; COLISÃO É FILMADA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Carros envolvidos no acidente na Ubatã-Ubaitaba

Um homem quando o carro que dirigia, um Fiat Pálio, invadiu a contramão e colidiu, frontalmente, com um Renaulto Clio, no trecho Ubatã-Ibirapitanga da BA-652, reformada e reinaugurada no mês passado. A colisão frontal, neste domingo (7), foi filmada pelo motorista de um terceiro carro que registrava como o homem que morreu no acidente dirigia na BA-652. Deusdete Santos Oliveira, 63 anos, faleceu no local.

O motorista do Clio,  Robson Amado dos Santos, de 32 anos, que ainda fez jogo de luz com os faróis, pisa no freio e tenta desviar do Pálio, fraturou um dos braços na choque frontal. Não há informações atualizadas sobre o quadro de saúde dele, mas ele não corria risco de morte. Confira o vídeo abaixo.

NOVA GERAÇÃO DE PRODUTORES DE CACAU DO SUL DA BAHIA DIVERSIFICA E GANHA MERCADO

Tempo de leitura: 7 minutos

Diversificação garante um novo momento na cacauicultora do sul da Bahia|| Foto Aguido Ferreira/Ceplac

Jovens fabricantes de chocolate do sul da Bahia definem o momento atual da cadeia produtiva de cacau no sul da Bahia como uma fase de recomeço e renovação. Atualmente, o estado já tem mais de 70 marcas de chocolates. Depois de já ter sido o maior produtor de cacau do Brasil, a Bahia também quer se consolidar como referência na produção de chocolate de qualidade.

O sul do estado já possui Indicação Geográfica de procedência do cacau. Aumentar produtividade e agregar valor são expressões que têm sido cada vez mais usados pelos especialistas e produtores da Bahia e dos outros estados que desenvolvem a cacauicultura.

O movimento focado na diversificação e verticalização da cadeia produtiva de cacau se intensificou a partir de 2009. “É um nicho que há algum tempo vem se descobrindo. Das 70 marcas de chocolate da região, 95% saíram daqui da Ceplac e a gente percebe uma mudança no perfil de quem produz e no consumidor”, comenta Carlos Alexandre Silva, superintendente da principalmente depois do incentivo dado por pesquisadores da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac) na Bahia.

NOVO NICHO

Sob o olhar atento do cacauicultor, desde a colheita até o processo de fermentação, secagem, torra e a transformação na indústria, o chocolate fino ganha forma e fama na região sul da Bahia. Seguindo o movimento de produção “da amêndoa para o chocolate” (bean to bar) ou “da árvore para o chocolate” (tree to bar), produtores locais estão diversificando os negócios e impulsionando a produção de cacau com objetivo de atender um novo nicho de mercado.

Irmãos fazem parte da nova geração de produtores do sul da Bahia|| Foto Aguido Ferreira/Ceplac Bahia

Entre eles, os irmãos Antônio e Leonor Lavigne, proprietários da Fazenda Alegrias, situada entre Ilhéus e Itabuna e uma das produtoras de cacau mais antigas da região. “Nós somos a sexta geração plantando cacau, nossa família planta cacau há duzentos anos. Meu pai foi um eterno crente do cacau”, relata Leonor.

Mantendo a paixão do pai, há pouco mais de 10 anos, a família decidiu investir na etapa pós-colheita do cacau e produzir mais do que o fruto. Aproveitando a proximidade com a Superintendência da Ceplac em Ilhéus e com as principais universidades da região, Antônio Lavigne começou a fazer cursos de capacitação em beneficiamento do cacau para aperfeiçoar o conhecimento nos processos de fermentação das amêndoas, secagem, classificação, torra até a transformação final do chocolate.

“A cultura do cacau vive hoje um momento animador de reconstrução. Estimula que a região saia dessa linha commodity e fortalece com produção, beneficiamento, novos produtos e toda essa linha de derivados do cacau”, destaca Antônio.

Leia Mais

SUSPEITOS DE ARROMBAR LOJA EM CAMACAN SÃO PRESOS COM CARRO ROUBADO EM ITABUNA

Tempo de leitura: 2 minutos

A Polícia Militar prendeu dois suspeitos de arrombar e furtar uma loja em Camacan, no sul da Bahia, no início da madrugada de quarta-feira (3). Os dois homens foram presos ao abandonar um Fiat Pálio, placa FKT-6482, ao lado do terminal rodoviário, no final da noite de ontem. O carro foi o mesmo utilizado para arrombar o estabelecimento e apresentava restrição por furto e roubo.

Loja de eletrônicos foi arrombada na noite anterior

Uma guarnição do Pelotão Tático da Companhia Independente da PM em Camacan (62ª CIPM) foi informada pela Guarda Municipal de que os dois suspeitos tinham deixado o carro ao lado da rodoviária. Na busca, os policiais localizaram os suspeitos em frente a uma fábrica no acesso da BR-101 para Camacan. À guarnição, os dois confirmaram que estavam com o carro roubado.

Ao checar registros do Fiat Pálio, cor preta, os policiais confirmaram a restrição por roubo e que o veículo estava com avarias na parte traseira que coincidiam com as marcas provocadas por arrombamento à loja Mini Shopping, arrombada e furtada na noite anterior. Da loja, os assaltantes levaram caixas de som, carregadores, 40 celulares e 10 tablets.

Ainda dentro do veículo foram encontrados uma marreta e um suporte de expositor utilizado na loja de celular, segundo o comando da Companhia Independente da PM em Camacan. A polícia ainda mais dois integrantes do bando que furtou e arrombou a loja. Atualizado às 20h (05/07).

EXECUTOR DE FACÇÃO EM BELMONTE É ENCONTRADO PELA CIPE MATA ATLÂNTICA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Rasta foi encontrado por policiais da Cipe Mata Atlântica e morreu em confronto

Equipes da Companhia Independente de Policiamento Especializado ( Cipe) Mata Atlântica localizaram, neste sábado (29), um homem que atuava como executor de rivais e usuários devedores para traficantes, em Belmonte,no sul da Bahia. Drogas e armas foram apreendidas na ação, de acordo com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA).

Weleson de Jesus Pereira, 28 anos, conhecido como “Rasta”, foi encontrado em um terreno baldio, nas proximidades de um campo de futebol, em Belmonte. “Rasta” atirou contra os PMs e, na ação, foi ferido. Os PMs socorreram o bandido, levando-o até o hospital da cidade, mas “Rasta” não resistiu aos ferimentos.

De acordo com o comandante da Cipe Mata Atlântica, major Ronivaldo Pontes da Silva, “Rasta” tinha mandado de prisão em aberto por homicídio e outras passagens por tráfico de drogas e porte ilegal de arma.

Na mesma operação, os policiais da especializada flagraram também o traficante Danilo De Jesus Ferraz que comercializava entorpecentes na região. Foram apreendidos 2 mil Guaranis (moeda paraguaia), R$ 47, um revólver calibre 32, munição e dois celulares. Todo material foi encaminhado para a Delegacia Territorial de Eunápolis.

Back To Top