skip to Main Content
22 de fevereiro de 2020 | 12:59 am

REITORA DA UFSB DIZ QUE CORTE DE VERBA AUMENTARÁ CRISE NO SUL E EXTREMO-SUL

Tempo de leitura: 4 minutos

Reitora Joana Angélica Guimarães: corte de verbas da UFSB vai prejudicar a região

A reitora da Universidade Federal do Sul Bahia (UFSB), Joana Angélica Guimarães, afirmou ao PIMENTA, que está muito preocupada com o anúncio de bloqueio de recursos das instituições federais de ensino superior do País pelo Ministério da Educação. Ela estará em Brasília nesta segunda-feira (6) para tentar reverter os bloqueios no orçamento da UFSB e cortes de verbas de emendas parlamentares.

Segundo a reitora, os cortes de repasses pelo governo vão causar impactos negativos não só para a UFSB, mas também para economia do sul e extremo-sul da Bahia, onde a universidade está fazendo investimentos de mais de R$ 110 milhões em obras em núcleos pedagógicos, laboratórios e infraestrutura nos seus três campi – Itabuna, Porto Seguro e Teixeira de Freitas.

“Estou muito preocupada, pois caso ocorra a suspensão dessas obras, o prejuízo será enorme não só para a comunidade acadêmica e para administração pública, mas para toda a economia do sul e extremo-sul da Bahia, porque aumentará o número de desempregados e a crise financeira”. A seguir, trechos da entrevista com a reitora.

PIMENTA- Qual o impacto da decisão do MEC de bloquear os recursos da UFSB?

JOANA ANGÉLICA – Um impacto negativo muito grande, porque temos um orçamento sem reajuste desde 2015. Nesse período, como a universidade está expansão, precisamos aumentar as nossas despesas, principalmente de custeio. Por isso, tivemos de fazer contratações de professores, servidores técnicos e terceirizados, por exemplo.

PIMENTA- Qual o orçamento global para este ano?  

JOANA ANGÉLICA – Temos um orçamento de cerca de R$ 113 milhões, o mesmo do ano passado, que foi integralmente executado. Como somos uma instituição que começou do zero, necessitávamos e estamos fazendo investimentos de cerca de R$ 113 milhões nos três campi. Somente no Jorge Amado, em Itabuna, são R$ 64 milhões em investimentos, sendo R$ 24 milhões na construção do núcleo pedagógico e laboratórios e R$ 40 milhões em obras de infraestrutura.

PIMENTA- Qual o prazo para a conclusão do campus Jorge Amado?

JOANA ANGÉLICA – Hoje, estamos trabalhando para que o núcleo pedagógico esteja pronto no final do ano e a transferência das atividades para o início de 2020. Além disso, nossas equipes de arquitetos e engenheiros estão elaborando o projeto para reforma do prédio do antigo Fórum Ruy Barbosa, no centro de Itabuna, para que possamos transferir a sede da reitoria para lá. Com isso, vamos usar o dinheiro do aluguel em outras despesas.

PIMENTA- E as obras no extremo-sul?

JOANA ANGÉLICA – A nossa meta é que sejam concluídas entre o final de 2020 e início de 2021, se o cronograma for mantido como planejado. Estamos fazendo um investimento de R$ 49 milhões para que possamos contar com instalações adequadas para o melhor andamento das pesquisas e a realização das atividades acadêmicas diárias.

_______________

 

BLOQUEIO DE RECURSOS: O prejuízo será enorme não só para a comunidade acadêmica e para administração pública, mas para toda a economia do sul e extremo-sul da Bahia, porque aumentará o número de desempregados e a crise financeira.

_______________

 

PIMENTA- Será possível o andamento dessas obras com os cortes?

JOANA ANGÉLICA – Estou muito preocupada, pois caso ocorra a suspensão das obras, o prejuízo será enorme não só para a comunidade acadêmica e para administração pública, mas para toda a economia do sul e extremo-sul da Bahia, porque aumentará o número de desempregados e crise financeira. São muitos operários que correm o risco de desemprego. Menos dinheiro circulando só vai aumentar a crise financeira nessas regiões. Precisamos evitar que isso ocorra nesse momento.

PIMENTA- E o impacto para os cofres públicos?

JOANA ANGÉLICA – A depender de quanto tempo fiquem paralisadas, caso isso ocorra, o gasto para execução será muito maior. Podemos até ter de reconstruir prédios. Isso não será bom para população, que corre o risco de pagar duas vezes para a conclusão de uma obra. Entendo que ninguém quer isso.

PIMENTA – Acha que pode reverter essa situação?

JOANA ANGÉLICA – Vamos lutar muito para que possamos ter as condições mínimas de funcionamento das nossas unidades e as obras não possam sofrer atrasos. Espero não precisar desfazer contratos e, mais adiante, com os prédios deteriorados com ação do tempo, sermos obrigados a fazer um novo processo para a conclusão das obras. Estarei em Brasília na segunda-feira (6) e pretendo explicar toda a situação ao MEC [Ministério da Educação].

PIMENTA- Por que a UFSB precisa de tratamento diferente das demais instituições?

JOANA ANGÉLICA – O que posso e vou argumentar é que somos uma universidade que ainda está em processo de implantação, que começou do zero, sem imóveis e instalações adequadas para os nossos professores, estudantes e servidores técnicos. Precisamos concluir essa etapa do trabalho que está em andamento. Caso contrário, repito, toda a sociedade terá um grande prejuízo.

_______________

REDUÇÃO DE VERBAS: Hoje, contamos com 282 professores e 251 técnicos-administrativo. Isso representa menos de um terço do que estava previsto no planejamento inicial, que foi prejudicado pela redução de verbas repassadas desde 2016.

_______________

PIMENTA – O quadro de funcionários atende às necessidades da UFSB?

JOANA ANGÉLICA – Hoje, contamos com 282 professores e 251 técnicos-administrativo. Isso representa menos de um terço do que estava previsto no planejamento inicial, que foi prejudicado pela redução de verbas repassadas desde 2016. Precisamos contratar pessoal, mas não há autorização para novos concursos. Talvez, como existe uma pequena reserva de vagas, possamos ainda contratar professores.

PIMENTA- E a contratação de técnicos?

JOANA ANGÉLICA – Não existe previsão de quando será realizado concurso público para técnico-administrativo. A previsão inicial era de que, quando todos os campi entrassem em pleno funcionamento, contássemos com 1.300 ou 1.400 servidores, entre professores e técnico administrativo. Isso não deve mais ocorrer.

PIMENTA – A senhora não acha que há um distanciamento das universidades da população?

JOANA ANGÉLICA – Temos debatido muito esse assunto durante as reuniões da Associação Nacional dos dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifs) e já definimos uma série de ações institucionais para trazer as pessoas da sociedade para dentro dos campi. Elas precisam conhecer melhor o trabalho desenvolvido pelos nossos estudantes e professores/pesquisadores.

_______________

PESQUISA NAS UNIVERSIDADES: São nas universidades públicas brasileiras, principalmente nas federais, onde são desenvolvidas as grandes pesquisas, tratamentos para muitas doenças. As federais, com seus hospitais universitários, prestam atendimento de alta qualidade e gratuito.

_______________

PIMENTA- A senhora diria que há muito trabalho e pouca divulgação…

JOANA ANGÉLICA – São nas universidades públicas brasileiras, principalmente nas federais, onde são desenvolvidas as grandes pesquisas, tratamentos para muitas doenças. As federais, com seus hospitais universitários, prestam atendimento de alta qualidade e gratuito. Os beneficiados são, principalmente, as pessoas carentes, que não possuem um plano de saúde e não têm condições de pagar uma consulta médica, exames etc.

COM DISTINÇÃO, ÍNDIO DE PAU BRASIL CONQUISTA TÍTULO DE MESTRE PELA UFBA

Tempo de leitura: 2 minutos

Primeiro pataxó do sul da Bahia a conquistar o título de mestre pela UFBA||Foto Arisson Marinho/CORREIO

De cocar, colar e de rosto pintado. Foi assim que Hemerson Pataxó, de 25 anos, se preparou para se tornar, nessa sexta-feira (3), o primeiro estudante indígena a conquistar o título de mestre pela Universidade Federal da Bahia (Ufba) em um curso das Ciências Exatas.

Nas palavras da dedicatória, que, emocionado, o novo mestre em química orgânica não conseguiu ler para sua plateia, a referência ao seu povo: os Pataxó Hã Hã Hãe: “Agradeço à minha família pelo incentivo, apoio e por sempre acreditar no sucesso de minhas escolhas e ao meu povo por lutar e resistir para que possamos escrever histórias como essa”.

A aldeia onde vive a tribo de Hemerson fica há nove horas de ônibus da capital. Para chegar até os Pataxó Hã Hã Hãe, é preciso ir de Salvador a Itabuna, de lá até Pau Brasil, o município mais próximo do povoado, e ainda percorrer um terceiro trecho até chegar ao povo pataxó.

Quando solicitado por um dos professores que avaliavam seu trabalho, Hemerson não conseguiu terminar a leitura do curto agradecimento. Ao lembrar da origem que carregava não só no sangue, mas nos símbolos que usava, as lágrimas e a emoção tomaram conta do pesquisador. Depois de quase duas horas de perguntas dos avaliadores, e já com o título garantido, Hemerson esclareceu seus motivos.

Hemerson saiu de lá com apenas 18 anos, quando foi aprovado no vestibular de química na Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc). Todo o estudo de ensino médio foi feito ainda na aldeia, e é este um dos motivos que levaram o estudante a escolher portar os símbolos da sua cultura ao defender sua tese de mestrado. LEIA MAIS.

SHOPPING JEQUITIBÁ, 19 ANOS: O SONHO QUE HELENILSON CHAVES TRANSFORMOU EM REALIDADE

Tempo de leitura: 2 minutos

Manoel Chaves Neto

 

É com orgulho e responsabilidade que trabalhamos unidos arduamente com todo nosso TIME, dia a dia, tijolo a tijolo, para consolidar o sonho que nosso pai, Helenilson Chaves implantou, transformou em realidade, demonstrando de forma inequívoca a capacidade empreendedora da nossa gente grapiúna e a certeza de que, é no trabalho presente, que celebramos a fé no futuro.

 

Inaugurado no ano 2000, graças ao pioneirismo e espírito empreendedor do empresário Helenilson Chaves, o Shopping Jequitibá é, hoje, o maior centro comercial do Sul da Bahia, num raio de 250 quilômetros. Em meio a uma das maiores crises já enfrentadas pela região, Helenilson teve a percepção de que era preciso quebrar paradigmas, romper a dependência de um único produto, o cacau, e modelar Itabuna como polo regional não apenas comercial e industrial, mas também prestador de serviços e de lazer/empreendimento, o que se revelou um acerto.

Hoje o Shopping Jequitibá, com seus 24.675 m2 de ABL, além do varejo, contempla no seu mix vários serviços que atraem mensalmente milhares de pessoas, movimentam a economia e geram empregos.

Ao completar 19 anos, o Jequitibá está a todo vapor, com as obras da segunda ampliação com mais 4.320 m2 de novas ABL, que incluem mais áreas de varejo, lazer e serviços, como a rede de papelaria e material de escritório Kalunga, a Smart Fit academias inteligentes, a Med Plaza, um centro médico integrado com todas as especialidades; os cinemas Cinemark, maior exibidor de filmes do país; Casas Bahia, principal empresa de varejo do Brasil; e o restaurante Burger King.

Helenilson idealizou e inaugurou o Jequitibá

Além disso, temos um compromisso permanente com a capacitação e valorização de nosso TIME e parceiros, num processo que busca oferecer um atendimento de qualidade, produtos variados e de excelência, que contemplam as demandas regionais e faça do Jequitibá um shopping Regional Dominante no Sul da Bahia.

É com orgulho e responsabilidade que trabalhamos unidos arduamente com todo nosso TIME, dia a dia, tijolo a tijolo, para consolidar o sonho que nosso pai, Helenilson Chaves, implantou, transformou em realidade, demonstrando de forma inequívoca a capacidade empreendedora da nossa gente grapiúna e a certeza de que, é no trabalho presente, que celebramos a fé no futuro.

Mais que um empreendimento, o Shopping Jequitibá é um símbolo e um patrimônio da nossa região, capaz de ser resiliente e superar desafios e obstáculos.

Manoel Chaves Neto é diretor do Shopping Jequitibá.

EVENTO GRATUITO TRAZ DICAS PARA QUEM DESEJA INVESTIR EM E-COMMERCE E REDES SOCIAIS

Tempo de leitura: 2 minutos

Evento será promovido pelo Sebrae, gratuitamente, em Itabuna e em Ilhéus

As ferramentas e plataformas para um e-commerce de sucesso e a importância das redes sociais na consolidação da marca são temáticas que nortearão a 3ª edição do Digitalize-Me – O seu negócio na Internet. O evento acontece na próxima segunda (6), no Itabuna Palace Hotel, em Itabuna; e na terça (7), no auditório do Premier Business Center, em Ilhéus. Nos dois dias, os encontros ocorrem das 18h às 22h.

Michel Lima, do Sebrae || Foto Maurício Maron

Segundo o gerente adjunto do Sebrae em Ilhéus, Michel Lima, o projeto Digitalize-Me, que acontece em todo o Brasil, une iniciativas comerciais e acadêmicas com poder real de capacitação. “O projeto compreende a organização e a realização de palestras sobre os temas: redes sociais, comércio eletrônico e marketing digital, realizadas e organizadas pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), em parceria com o Sebrae”.

No sul da Bahia, a sócia-proprietária da Beecom Negócios, Valeria Chaussard, inicia os eventos falando sobre as “Ferramentas gratuitas para um E-commerce de sucesso”. Em seguida, o diretor executivo da ABComm, Júlio Pegna, aborda a “Importância das redes sociais na consolidação da marca”. Já o consultor, professor e palestrante de Marketing Digital Elias Júnior fecha o encontro tratando sobre “Como escolher a plataforma do seu e-commerce”.

O projeto busca estimular a cultura do empreendedorismo digital e trazer novas empresas para o comércio eletrônico e redes sociais, levando conhecimento e desenvolvendo habilidades de comunicação digital nas empresas.

O evento é gratuito e as inscrições estão sendo feitas na Loja Virtual do Sebrae ou na agência de atendimento da instituição em Itabuna, na Rua Paulino Vieira, 175, Edifício Lizete Mendonça, Centro (tel: 73 3634-4068 / 73 99974-2263), e na unidade regional em Ilhéus, no Edifício Premier Business Center, na Avenida Osvaldo Cruz, 74, Cidade Nova (tel: 73 3613-9734 / 73 99974-2262).

ILHÉUS: HOSPITAL COSTA DO CACAU FAZ MAIS DUAS CAPTAÇÕES DE CÓRNEAS

Tempo de leitura: 2 minutos

Hospital Costa do Cacau fez mais captações de córneas neste final de semana

A Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante (CIHDOTT) do Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, fez, na sexta-feira (26) e no sábado (27), mais duas captações de córneas, autorizadas pelos responsáveis legais dos doadores.

Silvana Batista, coordenadora da CIHDOTT, lembra que o hospital já integra a rede, contribuindo para que as pessoas inscritas na lista de espera na Bahia e nos demais estados tenham acesso o mais breve possível a este nobre gesto de amor, que é o transplante. “É importante que a pessoa manifeste em vida o desejo de se tornar uma doadora”.

A captação de córneas no Costa do Cacau é feita por equipe própria, composta pelos enfermeiros Silvana Batista e Ronaldo Vidal. “Ter uma equipe própria é fator determinante para dar celeridade ao processo, permitindo que mais captações sejam concretizadas na região, com maior frequência e diminuindo a fila de espera por este transplante na Bahia. As córneas serão transplantadas para as primeiras pessoas compatíveis que estão aguardando em lista única da Central de Transplantes da Bahia”, afirmou Ronaldo Vidal.

A equipe do Serviço Social também é fundamental no processo da doação, pois o contato com a família do doador nesse momento difícil é bastante delicado. “Entendemos o momento de dor que enfrenta a família do doador, e há muitas dúvidas que são esclarecidas através dos assistentes sociais, que conversam sobre as etapas da captação, sem esquecer, claro, de respeitar o momento de cada familiar”, concluiu a coordenadora da CIHDOTT.

SINEBAHIA OFERECE 82 VAGAS DE EMPREGO EM ITABUNA E EM JEQUIÉ NESTA SEGUNDA (29)

Tempo de leitura: 3 minutos

Empresa em Itabuna oferece 50 vagas para motorista de ônibus || Foto Ilustrativa

O SineBahia em dois municípios do interior do Estado oferece total de 82 vagas de emprego nesta segunda-feira (29). São 72 oportunidades em Itabuna, no sul, e outras 10 em Jequié, no sudoeste do Estado. Das vagas de emprego em Itabuna, 50 são destinadas a motoristas de ônibus, que devem possuir CNH categoria D e curso de condutor de passageiros, além de outras para promotor de vendas e auxiliar de saúde bucal.

Os interessados em vagas oferecidas nos dois municípios devem procurar as unidades do SineBahia, na manhã desta segunda-feira, caso ainda não possua cadastro. Para inscrição no sistema do SineBahia, é necessário carteiras de Trabalho e de Identidade (RG), CPF, PIS/Pasep e comprovantes de escolaridade e de residência. Pessoas com deficiência (PCDs) também devem apresentar laudo médico.

Leia Mais

POLÍCIA INVESTIGA EXECUÇÃO DE MULHER NA PRAÇA PRINCIPAL DE BUERAREMA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Juliana Gusmão foi executada na praça principal de Buerarema || Foto Reprodução

A Polícia Civil investiga o assassinato de uma jovem, ontem (23) à noite, no Centro de Buerarema, no sul da Bahia. Juliana Santos Gusmão, de 26 anos, foi executada por dois homens, na praça principal do município.

Após os disparos contra a jovem, os criminosos fugiram em um Corsa Classic. O veículo chegou a ser interceptado e houve troca de tiros, na BR-101, quando um dos bandidos foi alvejado. Eles abandonaram o carro e se lançaram no matagal. Até o início desta tarde, não havia notícia da prisão de nenhum dos envolvidos no crime.

A suspeita é de que a execução da jovem tenha sido ordenada por um traficante com o qual Juliana manteve relacionamento amoroso. O criminoso está preso por tráfico no município de Eunápolis.

SINEBAHIA: CONFIRA 23 VAGAS DE EMPREGO EM ITABUNA E EM JEQUIÉ NESTA QUARTA (24)

Tempo de leitura: 2 minutos

Uma das vagas é para Jovem Aprendiz, na unidade de Itabuna

O SineBahia está ofertando total de 23 vagas de emprego com carteira assinada, nesta quarta-feira (24), nas unidades dos municípios de Jequié, no sudoeste, e de Itabuna, no sul do Estado. Uma das vagas em Itabuna é para Jovem Aprendiz.

Os interessados devem procurar o SineBahia. Para quem ainda não possui cadastro no sistema de intermediação para o trabalho, é exigida apresentação de carteiras de Trabalho e de Identidade (RG), CPF e comprovantes de residência e de escolaridade. Caso seja pessoa com deficiência (PCD), deve também apresentar laudo médico. Clique no “leia mais” e confira as vagas para hoje em Itabuna e em Jequié.

Leia Mais

MULHER É PRESA ACUSADA DE ALICIAMENTO DE MENOR ABANDONADA EM MOTEL DE ITABUNA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Mulher é acusada de aliciamento de menor

A Polícia Militar prendeu, na segunda-feira (22), em Itabuna, Valquíria Santos Conceição, acusada de aliciamento de uma menor de 13 anos. A mulher foi detida horas depois de um funcionário do estabelecimento suspeitar da demora na liberação do aparamento.

O funcionário do motel, que fica às margens da BR-101, bateu à porta e, como ninguém respondia, decidiu usar uma chave reserva. Ele encontrou a adolescente dormindo sozinha e acionou a polícia.

De acordo com a polícia, a menor relatou que foi levada para o local por Valquíria Conceição e estiveram acompanhadas de três homens durante à tarde, mas foi deixada para trás,sozinha. Os policiais foram até o endereço informado por um parente da menor e prenderam a acusada de aliciamento de menor.

O Conselho Tutelar de Itabuna também foi acionado e está acompanhado o caso, que será investigado pela Delegacia Especial de Atendimento a Mulher (DEAM) e Ministério Público da Bahia. Os três homens suspeitos de participação no crime também devem ser indiciados.

ITABUNA, ILHÉUS E OUTROS 25 MUNICÍPIOS DO SUL DA BAHIA TÊM ÁGUA CONTAMINADA

Tempo de leitura: 2 minutos

Agrotóxico contamina água de 27 cidades do sul da Bahia, segundo estudo

Um coquetel que mistura diferentes agrotóxicos foi encontrado na água de 1 em cada 4 cidades do Brasil entre 2014 e 2017, segundo estudo realizado em conjunto pela ONG Repórter Brasil, Agência Pública e organização suíça Public Eye. Nesse período, as empresas de abastecimento de 1.396 municípios detectaram todos os 27 pesticidas que são obrigados por lei a testar.

Desses, 16 são classificados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) como extremamente ou altamente tóxicos e 11 estão associados ao desenvolvimento de doenças crônicas como câncer, malformação fetal, disfunções hormonais e reprodutivas. De acordo com o estudo, entre as cidades com água contaminada com agrotóxico estão Almadina, Arataca, Aurelino Leal, Camacan, Canavieiras, Coaraci, Dário Meira e Floresta Azul.

O estudo aponta ainda contaminação em fontes que abastecem Gandu, Gongogi, Ibirapitanga, Ilhéus, Itabuna, Itacaré, Itagibá, Itaju do Colônia, Itapé, Itapitanga, Ipiaú, Mascote, Pau Brasil, Santa Luzia, São José da Vitória, Ubaitaba, Ubatã, Una e Uruçuca.

No extremo-sul do estado, estão na lista as cidades de Alcobaça, Belmonte, Eunápolis, Medeiros Neto, Mucuri, Nova Viçosa, Itabela, Itagimirim, Itamaraju, Itapebi,  Porto Seguro, Teixeira de Freitas, Prado. Na Bahia, são 271 cidades com problemas, segundo o estudo.

Leia Mais
Back To Top