skip to Main Content
24 de maio de 2020 | 08:26 pm

TEATRO POPULAR PODE SUSPENDER PROGRAMAÇÃO E VIVE SOB AMEAÇA DE CORTE DE ÁGUA E LUZ

Teatro Popular pode suspender programação e está ameaçado de ter água e luz cortados || Foto Zélia Uchôa
Tempo de leitura: < 1 minuto

Um dos mais importantes projetos culturais da Bahia, o Teatro Popular de Ilhéus (TPI) anunciou neste domingo (1º) que poderá ter que suspender a programação de março devido à falta de recursos. Pelo mesmo motivo, o TPI não teve programação em fevereiro. E está sob ameaça de corte de energia elétrica (Coelba) e de água (Embasa).

– A interrupção das atividades se dá por conta da falta de recursos que o grupo vem enfrentando desde o final do ano passado, o que tem impossibilitado o pagamento dos salários de seus funcionários e até mesmo das contas básicas quem mantém o funcionamento da Tenda – informou em nota.

Nesta segunda (2), deverá ocorrer reunião com amigos, parceiros, artistas e produtores para discutir alternativas que garantam o funcionamento do TPI em março. Em 2020, o Teatro Popular de Ilhéus completa 25 anos de existência, período em que garantiu ações, criou público para o teatro regional e circulou por várias cidades do Brasil, levando peças aqui produzidas e levando a arte regional para além da fronteira baiana e até do país, com apresentações na Europa.

As comemorações dos 25 anos contarão com a publicação do livro A vida é uma rima, um ensaio biográfico do Teatro Popular de Ilhéus, que está sendo escrito pelo crítico teatral e jornalista Valmir Santos. Além disso, o grupo vem se preparando para estrear o espetáculo Sonho de uma noite de verão: ópera brega rock para acordar do pesadelo. O espetáculo está em fase de ensaios e montagem de cenários e figurinos. “O espetáculo deveria ter estreado em dezembro, mas as dificuldades enfrentadas pelo grupo têm atrasado sua estreia”, observa a direção do TPI em nota.

“A BOFETADA” COMPLETA 31 ANOS COM APRESENTAÇÃO EM ITABUNA NESTE DOMINGO

Tempo de leitura: < 1 minuto

“A Bofetada” terá apresentação única no Candinha Doria hoje || Foto Pimenta/Arquivo

Um dos maiores sucessos de público e crítica do teatro brasileiro, a peça A Bofetada terá apresentação em Itabuna, neste domingo (24), no Teatro Municipal Candinha Doria. Às 19h, Fanta Maria, Dirce, Pandora Luzia e Dirce invadem o palco para apresentação inédita – e única – no novo teatro sul-baiano com bordões como “É a minha cara”.

O espetáculo d´A Bofetada já encantou milhares de itabunenses com apresentações no Centro de Cultura Adonias Filho. Desta vez, o espaço será outro, o Candinha Doria, inaugurado em julho deste ano, mas com a garantia de riso de sempre.

Segundo números da Cia Baiana de Patifaria, A Bofetada já foi assistida mais de 2 milhões de espectadores em todo o país em 31 anos em cartaz.

RISO GARANTIDO

O improviso também assegura apresentações diferenciadas, liderada por Lelo Filho, um dos monstros do teatro baiano e que está na peça desde a formação original. Os ingressos ainda podem ser adquiridos na Pimenta de Cheiro (Shopping Jequitibá) neste domingo.

JEQUITIBÁ CELEBRA 109 ANOS DE ITABUNA COM TEATRO, MÚSICA E EXPOSIÇÃO DE ROBÓTICA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Shopping terá exposição, teatro e música nos 109 anos de Itabuna

O Shopping Jequitibá está com uma programação especial para marcar o encerramento do projeto Super Férias 2019 e comemorar os 109 anos de emancipação de Itabuna. Na Praça Central, a partir das 14h, a Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB) e a Unime Itabuna promovem uma Exposição Interativa de Robótica, com demonstração de impressora 3D, Braço Robótico, Projeto Ícaro, Robótica Educacional, Gerador Van de Graff e exposição de personagens feitos em impressora 3D.

No domingo, celebração do aniversário de Itabuna, terá a apresentação de Iago Sena, às 12h30min, na Praça de Alimentação. Às 15h30min, apresentação das Bruxas do Rio Cachoeira. Já às 17h, um momento especial, com o espetáculo musical “Deu a louca no mundo da Fantasia”, com a Turma de Teatro e Fantasia, para encerrar a ação Super Férias 2.

Às 19h de domingo (28), fechando a programação dos festejos da cidade, show com Kércia Vicente. Inaugurado no ano 2000, o Shopping Jequitibá é um dos símbolos de Itabuna. Nos 19 anos, já está na segunda expansão e modernização, atraindo clientes de todo o sul da Bahia.

O TEATRO CANDINHA DORIA SOB A LENTE DE PEDRO AUGUSTO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Foto Pedro Augusto

Fachada do Teatro Municipal de Itabuna em imagem captada pelo fotógrafo Pedro Augusto Benevides. A obra será inaugurada no dia 26 de julho e terá concerto da Orquestra Sinfônica da Bahia e apresentação do Balé do Teatro Castro Alves. Tocada pelo município, a obra é concluída com recursos do Governo do Estado, que liberou R$ 24 milhões para a sua conclusão. O teatro levará o nome de um dos ícones da cultura itabunense, Candinha Doria.

CEEP EM ILHÉUS FORMA PRIMEIRA TURMA DO CURSO DE TEATRO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Curso de Teatro é o primeiro da Bahia na estrutura dos CEEPs || Foto Divulgação

O Centro Estadual de Educação Profissional do Chocolate Nelson Shaun (CEEP), em Ilhéus, realizou a solenidade de formatura da 1ª turma da Bahia do curso técnico em Teatro. A colação de grau reuniu 12 formandos e contou com a presença do secretário municipal de Cultura, Pawlo Cidade, dirigentes e professores do CEEP e familiares.

A professora e articuladora do curso, Valdiná Guerra Félix, escolhida como paraninfa da turma, destacou o desafio de implantar um curso pioneiro no Estado e falou da satisfação de formar profissionais capacitados e comprometidos com a valorização da cidadania através de arte. “É um momento especial, a primeira de muitas conquistas, num processo de construção em que caminhamos juntos ao logo de todo o curso”.

Escolhida como uma das homenageadas pelos novos técnicos em Teatro, a professora Maria Helena Tavares ressaltou o compromisso do CEEP do Chocolate em oferecer ensino de qualidade, com cursos que atendem as demandas regionais.

CASA DE CULTURA EM BUERAREMA ABRE VAGAS PARA OFICINAS DE TEATRO E CAPOEIRA

Tempo de leitura: 2 minutos

Abertas as inscrições para oficina de teatro em Buerarema

A Casa de Cultura Jonas e Pilar, em Buerarema, abriu nesta segunda-feira (11) as inscrições para as oficinas de Capoeira e Teatro Infantojuvenil. Os interessados podem se inscrever pela internet – email oficinacasajonasepilar@gmail.com – ou presencialmente até o próximo dia 28, das 9h às 12h e das 15h às 18h.

De acordo com os coordenadores, a oficina de iniciação teatral para o público Infantojuvenil busca desenvolver a expressividade psicofísica do participante, estimular o desenvolvimento da capacidade criativa e o potencial artístico, exercitar a expressão vocal e corporal, desinibir e liberar formas dinâmicas de comunicação e concretizar a afetividade do trabalho em grupo.

Já a oficina de Capoeira visa vivenciar o jogo de capoeira e seus estilos, promovendo discussões e reflexões sobre os rituais e regras da roda de capoeira. Podem participar candidatos de diferentes faixas etárias.

Leia Mais

ESPETÁCULO MONTADO NA PERIFERIA DE ILHÉUS É INDICADO AO PRÊMIO BRASKEM

Tempo de leitura: 2 minutos

O Grande Yorick é indicado ao Prêmio Braskem

A peça O Grande Yorick, montagem da Trupe Teatro Sem Fim, foi indicada ao Prêmio Braskem na categoria melhor espetáculo do interior e é o 2º espetáculo do sul da Bahia a receber uma indicação nessa modalidade. O espetáculo foi montado na periferia de Ilhéus e traz um elenco afinadíssimo que se desdobra em vários personagens para contar a história de vida de Willian Chagas, um apaixonado e sonhador ator de teatro, que luta para não se submeter as convenções impostas pela onda conservadora da sociedade.

Com uma dramaturgia de quebra-cabeça, dividida em 13 capítulos, o público acompanha o personagem Willian em diferentes fases da sua vida pessoal, desde a infância sofrida na periferia trabalhando com a mãe vendendo acarajé, até a fase adulta na cidade grande, onde ele vai em busca do seu sonho e descobre a ferocidade do sistema para aqueles que seguem a margem da sociedade.

A trama acontece nos dias de hoje e é livremente inspirada em dois grandes clássicos da literatura mundial, Dom Quixote de Cervantes, a triste figura, e Hamlet de Shakespeare, o príncipe louco da Dinamarca. O espetáculo mistura projeções de imagens com a interpretação dos atores, e tem uma trilha sonora que é executada ao vivo pelo músico Luan Borba.

O Grande Yorick segue fielmente a cartilha de um psicodrama com momentos muitos densos e tristes, e outros extremamente poéticos e alegres. Em meio ao caos, a saúde mental do protagonista é colocada em xeque, o que provoca grandes reviravoltas no enredo. A peça tem causado comoção geral no público pelo impacto, ousadia e criatividade em abordar com muita propriedade assuntos atuais e polêmicos no universo das artes.

O Prêmio Braskem de Teatro é uma das mais importantes premiações do Nordeste, onde os artistas são reconhecidos por suas produções e legitima a importância do fazer teatral na Bahia.

FICHA TÉCNICA
Texto e direção: Ed Paixão
Elenco: Ed Paixão, Geisa Pena, Mauricio Lima e Luan Borba
Composição musical: Cabeça Isidoro (9 músicas) e Luan Borba (11 músicas)
Trilha Sonora: Luan Borba
Cenário, Figurino e Adereços: Ed Paixão, Aldo Silva e Larissa Paixão
Iluminação: Anderson Santos
Operação Audio Visual: Larissa Paixão
Classificação: 16 anos
Realização: Trupe Teatro Sem Fim
Produção local: Ruy Penalva

SUCESSO DE PÚBLICO E CRÍTICA, "A BOFETADA" TEM APRESENTAÇÃO ÚNICA EM ITABUNA

Tempo de leitura: < 1 minuto

A Bofetada volta a Itabuna em apresentação única || Foto Leto Carvalho

Fanta Maria, Vânia, Dirce, Pandora Luzia sobem ao palco do Terceira Via Hall, em Itabuna, às 21h desta sexta (9), para apresentação única em turnê dos 30 anos d´A Bofetada, da Companhia Baiana de Patifaria.
A peça estreou em 1988 e continua lotando teatros pelo Brasil com bordões que se tornaram famosos, como “é a minha cara”, de Fanta Maria, ou ´eu tou tão tão que nem nem’.
A Bofetada inspirou-se em clássicos da comédia brasileira da década de 80 e tem como marca o improviso. O riso é garantido. Nas três décadas em cartaz, a criação baiana já foi assistida por mais de 2 milhões de espectadores, segundo contabiliza a Companhia.
Nesta temporada, as personagens são interpretadas por Mário Bezerra, Marcos Barreto, Rodrigo Villa e Lelo Filho, que assina a direção da peça e concepção original de Fernando Guerreiro.
Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria, no estande do Batuba Beach no Shopping Jequitibá e no Cadê Ingressos (Praça Camacã, centro de Itabuna).  A peça tem patrocínio das Lojas Buriti e da Topvel, apoio do Shopping Jequitibá, Achados Itabuna, Docita, Burguer House, Restaurante Codornas e Grill a Kilo.
SERVIÇO
A Bofetada, da Companhia Baiana de Patifaria
Quando: Sexta (09/11)
Onde: Terceira Via Hall
Ingressos: R$ 40,00 / R$ 20,00 (meia)
Informações: (73) 99114.1240 (Adois Produções)

BRANCA DE NEVE NO JEQUITIBÁ

Tempo de leitura: < 1 minuto

A Cia Infantil de Teatro e Fantasia apresentará, no próximo domingo (27), no Shopping Jequitibá, a peça Branca de Neve. A apresentação será na Praça de Alimentação do Jequitibá, às 16h.
Com música, magia e humor, o espetáculo é aberto ao público.

DEZ MIL PESSOAS DEVEM ASSISTIR À ENCENAÇÃO DA PAIXÃO DE CRISTO EM ITABUNA

Tempo de leitura: 2 minutos

Paixão de Cristo será encenada em Itabuna na sexta || Foto Eric Souza/Ficc

A Fundação Itabunense de Cultura (FICC), apresentará nesta sexta-feira (30), o espetáculo teatral A Paixão de Cristo. A encenação, que mostra uma perspectiva marcante da Via Crúcis e a ascensão de Jesus Cristo, será no Estádio Luiz Viana Filho, às 19 horas.
Segundo o presidente da FICC, Daniel Leão, a expectativa é atrair um público de 10 mil pessoas. “Assim como o ano passado, esperamos receber um número expressivo de espectadores”, pontuou. Em 2017, cerca de 6 mil pessoas compareceram ao estádio.
Ele revelou, ainda, que esta edição será marcada pela “filantropia”. “Como forma de demonstrar amor ao próximo, e ajudar aos mais carentes, decidimos pedir ao público 1 quilo de alimento não perecível”, ressaltou, enfatizando que a doação é opcional.
De acordo com o produtor cultural e diretor da peça, André Sena, entre os 120 integrantes do elenco, estão atores de vários municípios do sul da Bahia, dentre elas, Barro Preto, Buerarema e Itajuípe. Sena informou que a cenografia está sob responsabilidade de Diovane Tavares. O texto é de Équio Reis (ator e diretor importante na história do teatro de Itabuna e região, já falecido), adaptado por André Sena.
O espetáculo A Paixão de Cristo é uma realização da FICC, Prefeitura de Itabuna e Grupo Arte Encena. O evento conta com o apoio da Diocese de Itabuna e da Secretaria de Assistência Social, que será responsável pela arrecadação e distribuição do donativos às entidades carentes e filantrópicas de Itabuna.

Back To Top