skip to Main Content
31 de maio de 2020 | 03:59 am

WAGNER FAZ CRÍTICAS E DEFENDE ADEQUAÇÕES NO TERMINAL PESQUEIRO DE ILHÉUS

Tempo de leitura: 2 minutos

Wagner critica instalações de terminal. Seta aponta origem dos questionamentos (Foto Pimenta).

O governador Jaques Wagner demonstrou insatisfação e defendeu mudanças no setor de recepção e beneficiamento de produtos do Terminal Pesqueiro de Ilhéus, ontem, momentos antes de descerrar a placa de inauguração da obra. As críticas foram feitas internamente e ao discursar no palanque instalado dentro do terminal.

Ao visitar a área de recepção e beneficiamento de pescado com o ministro Marcelo Crivella (Pesca e Aquicultura) e o presidente da Bahia Pesca, Isaac Albagli, Wagner discordou de parte da estrutura física. “Eu trabalhei em fábrica. Tem que aumentar [a estrutura para recepção de pescado]”, disse.

A conversa com o presidente da Bahia Pesca e o ministro Marcelo Crivella foi acompanhada pelo PIMENTA. Um engenheiro de aquicultura foi chamado para dar explicações ao governador sobre “inadequações do projeto”, quando a equipe do blog e e assessores de governo não puderam mais acompanhar a discussão. “Eles vão ter conversa reservada”, argumentou um representante do cerimonial do governador.

Logo após, Wagner externou as críticas em público. “Gosto das coisas bem feitas. Quando está malfeita, eu falo”. O ministro Marcelo Crivella ponderou afirmando que entendia a necessidade de adequações defendidas pelo governador, mas lembrou do custo baixo do terminal e a relevância da obra para os pescadores, reféns do mercado.

– Os pescadores tinham que vender o peixe a preços baixos porque não havia local para refrigeração, congelamento e estocagem. Agora, eles poderão esperar e vender seu produto por um preço justo.

No palanque, Isaac Albagli falou da economia feita para execução da obra com R$ 10 milhões e citou interesse privado para operar em Ilhéus, a exemplo da Atlântica Tuna. A empresa do Rio Grande do Norte arrendou, no Japão, 10 embarcações de grande porte no Japão e fará operações no terminal ilheense.

ISAAC EXPLICA: ÁREA É PARA BENEFICIAR PEIXES PEQUENOS

Engenheiro explica funcionamento de terminal após críticas de Wagner (Foto Pimenta).

Hoje pela manhã, o presidente da Bahia Pesca explicou ao blog que as críticas de Wagner se deram porque o governador entendia que  a estrutura de recepção e beneficiamento do terminal era para pescados de grande porte, que tem fluxo diferente. “Será área para peixes de pequeno porte. Não será para peixe de grande porte”.

O presidente da Bahia Pesca disse que o ministro Marcelo Crivella se comprometeu a fazer novo aporte para que o terminal pesqueiro tenha linha para peixe de grande porte. Antes desses investimentos, explicou, essa recepção de pescado poderá ser feita em navios no Porto do Malhado, pois precisará de estrutura que conta com guindastes para movimentação de contêiner.

O terminal inaugurado ontem tem capacidade para beneficiar 150 toneladas de pescados por mês. “Importante é que tem gelo suficiente, óleo diesel e beneficiamento”. O dirigente da estatal da pesca afirmou que há espaço para ampliações que possibilitem movimentar cargas de pescados de grande porte.

WAGNER INAUGURA DPT E TERMINAL PESQUEIRO E ANUNCIA OBRAS NO SUL DA BAHIA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Wagner inaugura obras e assina ordens de serviço em Ilhéus.

O governador Jaques Wagner, o ministro da Pesca, Marcelo Crivella, e o presidenta da Bahia Pesca, Isaac Albagli, inauguram nesta quinta, 29, às 17 horas, o Terminal Pesqueiro de Ilhéus. A obra custou aproximadamente R$ 10 milhões. O terminal funcionará no antigo porto do município sul-baiano, na região central do município.

Antes, às 16h30min, Wagner entregará em Ilhéus as novas instalações do Departamento de Polícia Técnica (DPT), que atenderá a outros nove municípios da região e desafogará a unidade de polícia técnica de Itabuna.

O governador ainda participará das homenagens ao centenário da Associação Comercial de Ilhéus, às 19h30min, com a presença do ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos. O ministro fará palestra abordando a Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) e o Porto Sul e o impacto destas obras no desenvolvimento regional.

Ainda na visita ao Sul da Bahia, hoje, Wagner também assinará licitação para construir a nova ponte interligando o centro à zona sul ilheense, além da ordem para reconstrução da rodovia que liga a BR-415 ao município de Barro Preto. De acordo com o governo, o pacote de investimentos é de R$ 98 milhões.

Back To Top