skip to Main Content
24 de fevereiro de 2020 | 07:55 pm

BEBETO COBRA COMANDO-GERAL DA PM SOBRE EXCESSOS CONTRA REPÓRTER EM ILHÉUS

Tempo de leitura: 2 minutos
Bebeto cobra comando geral da PM quanto a denúncia de excesso contra repórter.

Bebeto cobra comando geral da PM quanto a denúncia de excesso contra repórter.

O deputado federal Bebeto Galvão (PSB) emitiu comunicado oficial para manifestar solidariedade a todos os membros da imprensa de Ilhéus que se sentiram atingidos com o episódio em que o repórter do Blog do Gusmão, Thiago Dias, foi vítima de excessos por parte de dois oficiais da 70ª Companhia da Polícia Militar de Ilhéus, segundo denunciou o site e outros veículos da cidade.

Bebeto disse entender que o papel da imprensa na prestação de serviço e acesso à informação é fundamental para o exercício da democracia e para a construção de uma sociedade mais justa, onde não pode haver espaço para coação e censura à liberdade de expressão. “E o jornalismo é um dos principais instrumentos que nos garante esse direito constitucional”, declara o parlamentar.

O deputado disse ter encaminhado ofício ao comandante-geral da Polícia Militar, coronel Anselmo Brandão, e para o comandante do Policiamento da Região Sul, coronel Luiz Brandão Teixeira, cobrando um esclarecimento da corporação a respeito dos possíveis excessos cometidos pelos oficiais, o major Rivas Júnior e o subtenente Rômulo Rego.

No ofício, o parlamentar reitera a confiança na instituição Polícia Militar pelos serviços prestados à população baiana e, nesse sentido solicita uma manifestação da PM sobre o episódio e medidas em caso de confirmadas as denúncias de que houve tentativa de intimidação por parte dos oficiais, pois tais medidas relatadas não estão em consonância com o estado democrático de direito.

POR QUE RÁDIOS DE ILHÉUS NÃO TOCAM AS MÚSICAS D’OQUADRO?

Tempo de leitura: < 1 minuto
Os meninos d`OQuadro são sucesso de palco e crítica (Foto Divulgação).

Os meninos d`OQuadro são sucesso de palco e crítica (Foto Divulgação).

Thiago Dias | Blog do Gusmão

Esta pergunta me inquieta há anos. Em 2012, o lançamento do disco homônimo d’OQuadro agravou a inquietação. Por que uma banda ilheense de sucesso nacional e internacional não tem suas músicas executadas nas rádios da própria cidade?

Desde outubro de 2012, dedico um bom tempo à audiência das rádios ilheenses e nunca ouvi uma música d’OQuadro sendo transmitida por elas.

OQuadro é uma banda de Hip Hop. Não podemos dizer que esse gênero musical está fora do cotidiano das rádios de Ilhéus. Ao contrário, cantores desse estilo gozam de bom espaço na programação, especialmente, os norte-americanos (cujas canções mais difundidas têm forte apelo romântico e sexual).

Cantadas em português agressivo e sofisticado, carregadas de ironia e senso crítico, as músicas do grupo ilheense parecem não agradar quem teria o poder de apresentá-las à população local. Alguém arrisca opinião sobre o motivo?

Rádios influenciadas por grupos conservadores divulgariam uma música como Tá Amarrado?  Como elas poderiam propagar o verso “a resistência do Pai de Santo contra o discurso do pastor”?

A poesia d’OQuadro não cabe na programação dos valores hegemônicos difundidos pelas rádios de Ilhéus. O grupo se afirmou e resiste com a força universal da sua obra e o acolhimento daqueles que são tocados por ela.

Back To Top