skip to Main Content
7 de março de 2021 | 02:10 pm

JUSTIÇA CONDENA PAGUE MENOS A INDENIZAR BALCONISTA CHAMADA DE NEGA FEIA

Pague Menos é condenada a pagar indenização e funcionária chamada de “nega feia”.
Tempo de leitura: 2 minutos

O Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região (TRT5-BA) condenou a farmácia Pague Menos a pagar uma indenização de R$ 10 mil por danos morais a uma balconista que era chamada de “Nega feia” pelo farmacêutico de uma das lojas da rede na Bahia. Ela se queixou ainda que era uma das poucas que tinham os pertences revistados diariamente. Cabe recurso da decisão judicial.

A funcionária ingressou com uma ação na Justiça do Trabalho pedindo indenização por danos morais, alegando que era chamada com termos racistas e que tinha sua bolsa revistada, na loja do bairro Costa Azul, em Salvador, sempre ao encerrar o expediente.

Segundo a balconista, o farmacêutico da unidade tinha o hábito de chamar as funcionárias de “nega bonita” e somente ela como “nega feia”. Ela ainda afirmou em depoimento que a revista de pertences era feita pela gerente e “nem todos os funcionários eram revistados”.

Leia Mais

CONCURSOS OFERECEM 44,7 MIL VAGAS; SALÁRIO PODE CHEGAR A R$ 23,9 MIL

Tempo de leitura: 8 minutos

petrobras

A semana começa com mais de 44 mil oportunidades em concursos públicos em todo o país. São mais de 100 certames e total de 44.773 vagas para todos os níveis.
A oferta salarial pode alcançar R$ 23.997,18, a exemplo do concurso para o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 1ª Região, no Rio de Janeiro.
Levantamento da Folha Dirigida aponta que 22.162 vagas exigem nível superior. Quem possui nível médio, pode disputar 11.701 vagas. As demais são destinadas a nível técnico (3.228), enquanto 7.682 exigem, pelo menos, o nível fundamental.
Na Bahia, a Prefeitura de Olindina oferece 188 vagas para todos os níveis. O salário pode alcançar R$ 3 mil, a depender da vaga em disputa. Ainda no estado, oferta de vaga em concurso da Petrobras. Confira no “leia mais” as vagas disponíveis e os editais.

Leia Mais

TRT CONFIRMA DECISÃO E JABES FICA PROIBIDO DE MANTER CONTRATADOS

Tempo de leitura: < 1 minuto
TRT mantém decisão de Cairo Júnior.

TRT mantém decisão de Cairo Júnior.

O desembargador do Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região (TRT 5), Alcino Felizola, manteve decisão de primeira instância que proíbe o prefeito Jabes Ribeiro de pagar contratados temporários a partir deste mês, além de vedar a contratação de aprovados em seleção pública da saúde (relembre aqui).
O município havia impetrado mandado de segurança contra a decisão do juiz da 3ª Vara do Trabalho, José Cairo Júnior. O magistrado havia determinado, ainda, que o contratado por meio de seleção pública se abstivesse de prestar serviço a partir da decisão. A multa diária ao município foi definida em R$ 10 mil.
O desembargador reforça a decisão de Cairo Júnior ao lembrar que o município firmou termo de ajustamento de conduta (TAC) que proibia a contratação de servidor que não fosse por concurso público.
– Aquilo que no acordo judicial as partes convencionaram não se ajustar à cláusula constitucional de trabalho temporário, o município, a ferro e a fogo, deseja fazer letra morta, escapando à obrigatoriedade do concurso público reiterada na coisa julgada – observou Alcino Felizola. Atualizado às 20h.

Back To Top