skip to Main Content
10 de julho de 2020 | 08:29 am

MEC DESCREDENCIA FACULDADE MONTENEGRO, DE IBICARAÍ

Tempo de leitura: 2 minutos

Faculdade de Ibicaraí é descredenciada pelo Ministério da Educação

Portaria do Ministério da Educação (MEC) determinou o descredenciamento de uma das mais antigas faculdades particulares do interior da Bahia, a Montenegro, em Ibicaraí, na região sul. A Portaria 763 está publicada na edição desta segunda-feira (29) do Diário Oficial da União.
O MEC aponta várias irregularidades na instituição de ensino superior e decide, também, pela transferências dos alunos ainda matriculados na Montenegro.  Além do descredenciamento, o MEC determina a desativação de todos os cursos.
A Faculdade Montenegro oferece os cursos de Pedagogia, Educação Física, Secretariado Executivo e Turismo. Caso não haja possibilidade de transferência dos alunos destes cursos para outras faculdades, a Montenegro será autorizada a continuar em funcionamento até que estes alunos concluam as respectivas graduações.
A instituição terá 45 dias para envio da lista de alunos com a previsão de conclusão do curso. A Portaria 763 é assinada pelo secretário de Regulação e Supervisão da Educação Superior, Sílvio José Cecchi.
HISTÓRICO
A Faculdade Montenegro é alvo de investigações por irregularidades, desde o início desta década, tanto pelo MEC como pelo Ministério Público Federal (MPF), como em 2012. Já em janeiro do ano passado, o MEC abriu investigação de irregularidades por atuar sem recredenciamento (reveja aqui).
Oriunda da Academia de Educação Montenegro, a faculdade foi criada nos anos 1980 por Waldir Montenegro Matos, educadora falecida em 2011. A instituição formou milhares de profissionais, sendo referência na graduação em Secretariado Executivo e de professores de Educação Física.
Por cerca de 20 anos, a Montenegro foi a única faculdade a oferecer curso de Educação Física. Somente nos últimos anos, a oferta nesta área foi ampliada com os cursos da Unime, em Itabuna, e da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), na Rodovia Ilhéus-Itabuna.

ESTUDANTE DA UESC MORRE EM ACIDENTE NA RODOVIA ILHÉUS-ITABUNA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Jackson Júnior faleceu em acidente na Ilhéus-Itabuna || Reprodução

Um grave acidente tirou a vida de um estudante de Economia da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), por volta das 2h da madrugada deste domingo (14), na rodovia Ilhéus-Itabuna.
Jackson Júnior, de 21 anos, estava pilotando a sua motocicleta, quando, nas imediações da entrada do bairro Teotônio Vilela, atropelou um cavalo, perdeu o controle do veículo e caiu, vindo a óbito na hora.
O animal apareceu repentinamente na pista e foi a causa do acidente que matou Jackson. O joven residia no Condomínio Morada do Porto, Banco da Vitória. Em dias de folga, Jackson trabalhava como motoboy em frente ao Hospital Costa do Cacau. Com informações do Ilhéus em Resumo.

CURSOS DE ENGENHARIA CIVIL E GEOGRAFIA DA UESC OBTÊM NOTA MÁXIMA NO ENADE

Tempo de leitura: 2 minutos

Cursos de Engenharia Civil e Geografia obtêm conceito máximo no Enade 2017

Adélia: políticas institucionais e de gestão

Os cursos de Engenharia Civil (bacharelado) e Geografia (licenciatura) da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) atingiram o conceito 5, nota máxima na escala de avaliação do Enade, que vai de 1 a 5, e se destacaram entre similares na Região Nordeste.
Os resultados do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) 2017 foram apresentados pelo Ministério da Educação e pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), juntamente com um perfil dos participantes da edição.
Na Uesc, além dos destaques de Engenharia Civil e Geografia, outros cursos também alcançaram boa avaliação: Letras, Física, Ciência da Computação, Engenharia Elétrica e Engenharia Química (bacharelados); e Química, Pedagogia, Educação Física, Ciências Sociais (licenciaturas) ficaram com o conceito 4.
Ciências Biológicas (bacharelado e licenciatura), juntamente com História (licenciatura), Geografia, Engenharia Mecânica e Engenharia da Produção (bacharelados) obtiveram conceito 3. Com o conceito 2 estão os cursos de Filosofia, Física, (licenciatura) e Química (bacharelado). Matemática (bacharelado) obteve conceito 1.
O Conceito Enade e o IDD são dois dos Indicadores de Qualidade da Educação Superior calculados anualmente pelo Inep, a partir da combinação do resultado do Exame com outras bases de dados. Enquanto o Conceito Enade é um indicador calculado a partir dos desempenhos dos estudantes concluintes dos cursos de graduação, o IDD busca mensurar o valor agregado pelo curso ao desenvolvimento dos estudantes concluintes, considerando seus desempenhos no Enade e no Enem.
Para a reitora da Uesc, Adélia Pinheiro, o bom desempenho alcançado pelos cursos avaliados em 2017 decorre de políticas institucionais e de gestão da Universidade; da competência e compromisso do corpo funcional, docentes e técnicos, e da dedicação e protagonismo dos estudantes, resultando em processos formativos de qualidade.

ESTUDANTE TEM ATÉ SEXTA PARA SE INSCREVER NO PROJETO LÁPIS NA MÃO

Tempo de leitura: 2 minutos

Alunos de escolas públicas e particulares do sul e extremo-sul da Bahia têm até a próxima sexta-feira(5) para inscrições no Projeto Lápis na Mão, da TV Santa Cruz e da Uesc (Universidade Estadual de Santa Cruz). O concurso de redação e de desenho deste ano tem como tema “Ler para pensar livre”.
A inscrição pode ser feita por meio do site do concurso (clique aqui), Secretaria de Educação do município, Núcleo Regional de Educação ou na TV Santa Cruz, em Itabuna. O projeto já está na nona edição e premiará os  trabalhos no Ensino Infantil; Ensino Fundamental I; Ensino Fundamental II; Ensino Médio; e Educação de Jovens e Adultos (EJA).
Pelo regulamento, serão selecionados os 10 melhores trabalhos em cada categoria na primeira etapa. Já na segunda fase, serão premiados os três melhores trabalhos em cada categoria. Nas categorias Ensino Infantil e Ensino Fundamental I, os estudantes concorrem com desenhos. Já os candidatos do Ensino Fundamental II, Ensino Médio e EJA, devem fazer redação relativa ao tema do concurso.
Além de estimular o hábito pela leitura, o Lápis na Mão também premia a escola que desenvolve melhor projeto de cidadania dentro do tema do concurso e o bairro que executa a melhor ação para envolver a comunidade na ação a cada ano.
JÚRI E PREMIAÇÃO
O júri do concurso é formado por profissionais da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc). A premiação aos vencedores inclui notebooks, tablets, kits pedagógicos, kits pintura, aparelhos televisores e computadores e impressoras. Mais informações sobre o projeto ou como se inscrever podem ser obtidas no site ou pelo telefone (73) 3214-6600.

UESC É 51ª EM RANKING NACIONAL E LIDERA ENTRE AS UNIVERSIDADES ESTADUAIS BAIANAS

Tempo de leitura: 2 minutos

Uesc, em Ilhéus, é a líder baiana entre as universidades estaduais e a 51ª no País

A Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) aparece em primeiro lugar entre as instituições de ensino superior estaduais na Bahia e em décima colocação no Nordeste brasileiro no Ranking Universitário Folha (RUF) de 2018. Quando consideradas todas as universidades do País, a Uesc aparece em 51º lugar. A nota média da Uesc é 64,85.
A universidade sul-baiana aparece em 51ª posição em nível nacional quando considerado apenas o item internacionalização. O ranking universitário leva em conta os desempenhos os indicadores ensino, pesquisa, mercado, inovação e internacionalização.
O RUF é liderado, no estado, pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), que aparece, no geral, em 14º lugar, com nota média 87,16. Líder na Bahia, a UFBA é superada pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) no Nordeste. A universidade pernambucana é 10ª no ranking nacional e apresenta média 90,34, quando consideradas todas as áreas aferidas pelo RUF.

Com quatro anos, UFSB aparece em 178º lugar || Foto Gabriel Oliveira

Ainda novata no ranking e com apenas quatro anos de idade e conceito diferenciado de licenciatura e bacharelado, a Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), com campi em Itabuna, Porto Seguro e Teixeira de Freitas, obtém nota média 17,92, sendo avaliada apenas nas áreas de Ensino e Internacionalização. Aparece em 178º lugar.
O DESEMPENHO DAS ESTADUAIS BAIANAS
Depois da Uesc, a melhor posicionada entre as universidades estaduais baianas é a UEFS, em Feira de Santana, que aparece em 60º lugar, com nota média 62,50. Já em 89º lugar, a Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), que tem campi em Vitória da Conquista, Jequié e Itapetinga, obtém nota 50,27. Em 99º lugar, a Universidade do Estado da Bahia (Uneb) apresenta nota 45,55.
O RUF avaliou 196 universidades brasileiras, públicas e privadas. A Universidade de São Paulo (USP) lidera o ranking, com nota 97,52, nota um pouco superior à obtida pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), 97,29, que ficou em segundo lugar. A universidade fluminense liderou o ranking nos anos de 2016 e 2017. (Do Pimenta.blog.br)

ESCOLA DO PONTAL LEVARÁ O NOME DO PROFESSOR DORIVAL DE FREITAS

Tempo de leitura: 2 minutos

Dorival de Freitas é homenageado dando nome a escola em Ilhéus

Lukas Paiva presta homenagem ao professor Dorival de Freitas || Foto Clodoaldo Ribeiro

Na tarde desta quarta-feira (19), a Câmara de Vereadores de Ilhéus aprovou, por unanimidade, o projeto de lei que muda o nome da Escola Municipal do Pontal para Escola Municipal Dorival de Freitas. A iniciativa é de autoria do vereador e presidente da Casa, Lukas Paiva (PSB).
Convidado para falar da trajetória do educador Dorival de Freitas, o advogado e professor Josevandro Nascimento relatou um pouco da rica história e do que representou Dorival para o município.
Dorival de Freitas iniciou no sacerdócio, lecionou na Universidade de Santa Cruz (Uesc) nas disciplinas de História da Filosofia e Deontologia, sendo um dos homens mais cultos que passaram pela história da Educação em Ilhéus.
“Além de ser membro da Academia de Letras de Ilhéus, tinha uma postura digna e caráter irrepreensível. Agradeço em nome de uma legião de professores pela justiça que a Câmara faz a esse que foi um dos maiores educadores de Ilhéus”, disse Josevandro. O projeto segue para o Executivo Municipal para avaliação e sanção do prefeito Mário Alexandre.
Dorival de Freitas faleceu em 28 de junho de 2016, aos 83 anos. Nascido em Santa Inês, chegou a Ilhéus quando ainda tinha um ano de idade. Com vocação para o sacerdócio, foi padre até os anos 60. Casou-se com Maria de Freitas, com quem teve três filhos.
Além de professor da Uesc e de escolas das redes estadual e municipal, o mestre também integrou a Academia de Letras de Ilhéus, dono da cadeira 11. Foi dos nomes da fundação da Faculdade de Filosofia, além da antiga Fespi, da qual originou-se a Uesc.
 

CONCURSO LÁPIS NA MÃO MOBILIZA ESCOLAS NO SUL E EXTREMO-SUL DA BAHIA

Tempo de leitura: 2 minutos

Alunos de escolas das regiões sul e extremo-sul da Bahia têm até 5 de outubro para garantir inscrição no Projeto Lápis na Mão, da TV Santa Cruz, desenvolvido em parceria com a Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc). O projeto chega à nona edição em 2018 e já integra o calendário pedagógico das escolas das duas regiões.
A ação busca estimular o gosto pela leitura com ações que também incluem música, contação de histórias e recitação de poemas. O concurso de redação e desenho deste ano tem como tema “Ler para pensar livre”. Além dos estudantes, o projeto também envolve a comunidade escolar e a sociedade com o concurso de desenho e redação, o Desafio Mãos da Esperança e o concurso Escola Cidadã.
Segundo a organização, o concurso de redação e desenho tem foco no desenvolvimento do hábito da leitura, escrita e exercício da criatividade com temas de relevância para o sul e o extremo-sul. Alunos do Ensino Infantil e do Fundamental I serão estimulados a desenhar, enquanto do Ensino Fundamental II, Ensino Médio e da Educação de Jovens e Adultos (EJA) participarão do concurso de redação. Na primeira etapa, são selecionados os 10 melhores trabalhos em cada categoria. Na sequência, serão premiados os três melhores trabalhos em cada categoria.
Já o Desafio Mãos da Esperança envolverá as comunidades e Itabuna e Ilhéus – incluindo não apenas a comunidade escolar, mas o bairro e grupos religiosos onde a escola está inserida. Os bairros inscritos deverão desenvolver um dia de ação para promover a participação da comunidade na campanha de sensibilização do projeto Lápis na Mão.
Deverão ser realizadas atividades que despertem o interesse de crianças, jovens, adultos e idosos tendo como base o tema do projeto e utilizando-se da leitura como prática modificadora dos saberes e das mudanças sociais. As ações devem ser de baixo custo, desenvolver a criatividade e ter a mobilização de pessoas. A melhor atividade, na avaliação do júri, será a premiada. O júri de avaliação é formado pela Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc).
Parte do Lápis na Mão, o Concurso Escola Cidadã quer estimular escolas a desenvolver estratégias de sensibilização e mobilização para o debate do tema do Lápis na Mão, tanto no ambiente escolar como fora dele. Estas ações podem ser desde debates a apresentações teatrais, musicais, recitais, feiras etc.
A escola deverá encaminhar suas ações ao projeto e ao final serão premiadas as três escolas que desenvolverem as melhores atividades. As inscrições podem ser feitas na Secretaria de Educação do Município, no Núcleo Regional de Educação (antiga Direc) ou na TV Santa Cruz.

OBRA DE RUY PÓVOAS, "A FALA DO SANTO" GANHA UMA NOVA EDIÇÃO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Ruy Póvoas lançará segunda edição de “A Fala do Santo”

A Fala do Santo ganha nova edição

O professor Ruy do Carmo Póvoas lança pela Editora da Uesc (Editus) a segunda edição revisada e ampliada do livro A Fala do Santo. Composta por um conjunto de narrativas curtas, a obra reúne histórias oriundas das comunidades afro-religiosas, adaptadas ao contar brasileiro, que revelam princípios filosóficos, éticos e estéticos das comunidades tradicionais de terreiro.
A obra é considerada uma demonstração da riqueza cultural brasileira e africana que sobreviveu ao regime da escravidão e custa R$ 35,00. A Fala do Santo pode ser adquirido na Livraria da Editus, localizada na Uesc, em Ilhéus.
Na internet, o leitor pode adquirir A Fala do Santo e outras publicações da Editus nos sites www.livrariacultura.com.br e www.ciadoslivros.com.br. Pedidos também podem ser feitos pelo email vendas.editus@uesc.br ou pelo telefone (73)3680-5240. Para acompanhar todas as novidades da Editora, acesse o site www.uesc.br/editora, o Facebook
@editorauesc e o Instagram @editus.uesc.

ALUNOS CARENTES TERÃO NOVA CHANCE NO MAIS FUTURO, INSCRIÇÃO COMEÇA NA TERÇA

Tempo de leitura: 2 minutos

Inscrições no Mais Futuro começam na terça-feira

A Secretaria da Educação da Bahia publicou, neste sábado (30), um novo edital para inscrições para mais uma etapa do Mais Futuro. O programa de assistência estudantil oferece auxílio financeiro para alunos das universidades Estaduais de Feira de Santana (Uefs), de Santa Cruz (Uesc), do Sudoeste da Bahia (Uesb) e da Universidade do Estado da Bahia, (Uneb). Os beneficiados são estudantes em condições de vulnerabilidade socioeconômica, inscritos no CadÚnico.
Neste edital, as inscrições podem ser feitas por alunos novos, ainda não contemplados nas etapas anteriores, através do site maisfuturo.educacao.ba.gov.br, obedecendo ao seguinte cronograma: estudantes da Uesb e Uneb podem se inscrever de 3 a 13 de julho; e os alunos da Uefs e Uesc podem se inscrever de 7 a 17 de agosto.
Os interessados em participar desta etapa devem estar atentos para ter o registro atualizado no cadastro centralizado de programas sociais do Governo Federal (CadÚnico). Para fazer essa atualização é preciso ir até o setor responsável pelo CadÚnico ou pelo Bolsa Família na cidade em que mora.
O valor da bolsa é de R$ 300 para quem estuda a até 100 quilômetros de onde mora, ou de R$ 600 para os que vivem a uma distância maior, pois para estes há a necessidade de moradia temporária na cidade onde estuda. O estudante poderá receber o auxílio até completar dois terços do curso. No terço final da graduação, os beneficiários terão a opção e prioridade para ingressar em vagas de estágio de nível superior ofertadas por órgãos e secretarias do Governo do Estado.

Leia Mais

UESC E MADRE THAÍS CRIAM GRUPO DE ESTUDOS E PESQUISAS SOBRE ENVELHECIMENTO

Tempo de leitura: 2 minutos

Grupo de estudo das instituições desenvolve pesquisas sobre o envelhecimento

A Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) e a Faculdade Madre Thaís (FMT), de Ilhéus, criaram um grupo de estudos e pesquisas sobre o envelhecimento. O Grepe envolve os cursos de Fisioterapia e Enfermagem das duas instituições e se propõe a discutir, quinzenalmente, temas relacionados ao envelhecimento para subsidiar novas pesquisas na área.
De acordo com as duas instituições de ensino superior, o Grepe ofereceu aos voluntários um curso de metodologia científica, especialmente na elaboração de problema de pesquisa e busca em fontes de dados. O curso, ministrado pela professora e mestre Carla Daiane (UESC), promoveu três encontros, com carga horária total de 12 horas, que será certificado pelo Núcleo de Educação em Enfermagem (Neenf), da Uesc.

Grupo desenvolve estudos sobre envelhecimento || Divulgação

Segundo a coordenadora do curso de Fisioterapia da FMT, Karla Gresik, essa parceria fortalece a Iniciação Científica da FMT. “Principalmente pelos resultados alcançados até o momento”, ressaltou. Segundo ela, cinco projetos de pesquisa foram desenvolvidos nesse semestre e serão submetidos ao Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos (CEP), “para posterior execução”.

Back To Top