skip to Main Content
30 de novembro de 2020 | 12:26 am

PROUNI REGISTRA 1,5 MILHÃO DE INSCRIÇÕES; MEDICINA TEM A MAIOR CONCORRÊNCIA

Tempo de leitura: 2 minutos

Inscrições se encerram no sábado

O Programa Universidade para Todos (ProUni) registrou 1.507.807 inscrições, feitas por 782.497 pessoas. O curso com o maior número foi Direito (137.507), seguido de Administração (121.871) e Enfermagem (102.902). Medicina liderou na concorrência, com maior número de inscrições por vaga ofertada: 54, logo à frente de Artes Cênicas (50) e Comunicação Social – Cinema (41).

A região Sudeste liderou no número de inscrições e inscritos: 544.787 e 283.869, respectivamente, seguida de Nordeste (502.428 inscrições e 259.346 inscritos) e Norte (178.545 inscrições e 91.898 inscritos). As com menores quantidades foram Sul (171.091 inscrições e 89.750 inscritos) e Centro-Oeste (110.045 inscrições e 57.535 inscritos).

Entre os estados, São Paulo foi o que registrou os maiores números de inscrições e de inscritos: 262.850 e 143.583, respectivamente. Minas Gerais (165.475 inscrições e 91.058 inscritos) e Bahia (115.183 inscrições e 63.202 inscritos) completam o “pódio”. Roraima puxa a parte de baixo da lista, com as menores quantidades: 2.855 inscrições e 1.566 inscritos.

Leia Mais

UFSB ABRE 10 VAGAS PARA PROFESSOR NO SUL E EXTREMO-SUL; SALÁRIO CHEGA A R$ 4 MIL

UFSB abre vagas em novos cursos
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) está com inscrições abertas em Processo Seletivo para contratação de Professor Substituto.São ofertadas 10 vagas para as cidades de Itabuna, Porto Seguro e Teixeira de Freitas.

As oportunidades são para graduados em Letras, Medicina, Ciências Agrárias, Bacharelado Interdisciplinar em Ciências ou Licenciatura em Matemática.Alguns cargos exigem do candidato especialização ou residência.As vagas podem ser para o regime de trabalho de 20 horas ou 40 horas semanais, a depender da área escolhida.

A remuneração pode chegar a R$ 4.058,48, incluindo auxílio alimentação. As inscrições podem ser feitas até o dia 31 deste mês, pela internet. O valor é de R$ 100,00, podendo ser solicitada a isenção de inscrição. O processo seletivo é composto da prova didática e a prova de títulos. A aplicação da prova será dia 12 de fevereiro. Acesse aqui o edital. 

UFSB ABRE 10 VAGAS PARA PROFESSOR NO SUL E EXTREMO-SUL DA BAHIA; SALÁRIO CHEGA A R$ 4 MIL

Tempo de leitura: < 1 minuto

Ufsb abre processo seletivo para professor

A Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) está com inscrições abertas em Processo Seletivo para contratação de Professor Substituto. São ofertadas 10 vagas para as cidades de Itabuna, Porto Seguro e Teixeira de Freitas.

As oportunidades são para graduados em Letras, Medicina, Ciências Agrárias, Bacharelado Interdisciplinar em Ciências ou Licenciatura em Matemática.Alguns cargos exigem do candidato especialização ou residência.As vagas podem ser para o regime de trabalho de 20 horas ou 40 horas semanais, a depender da área escolhida.

A remuneração pode chegar a R$ 4.058,48, incluindo auxílio alimentação. As inscrições podem ser feitas até o dia 31 deste mês, pela internet. O valor é de R$ 100,00, podendo ser solicitada a isenção de inscrição. O processo seletivo é composto da prova didática e a prova de títulos. A aplicação da prova será dia 12 de fevereiro. Acesse aqui o edital. 

ANTROPÓLOGO LANÇA LIVRO EM ILHÉUS SOBRE RESISTÊNCIA DOS POVOS INDÍGENAS NA BAHIA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Antropólogo lança livro em Ilhéus neste sábado (9)

O antropólogo e fotógrafo Rogério Ferrari lança, no próximo sábado (9), a partir das 14h, no Centro Cultural de Olivença, em Ilhéus, o livro Parentes. Este é o volume mais recente da obra que Ferrari vem compondo no âmbito do projeto Existências-Resistência.

O livro é resultado do percurso do fotógrafo por diferentes regiões do estado para retratar a diversidade e a resistência dos povos indígenas na Bahia. A obra é composta por 64 imagens em preto e branco que mostram as nações Pataxó, Pataxó Hã Hã Hãe, Tupinambá, Pankaru, Pankararé, Tuxá, Atikun, Kaimbé, Tumbalalá, Kiriri, Kantaturé, Tuxi, Kariri-Xocó e Truká.

O evento conta com o apoio comunidade Tupinambá de Olivença. Durante o lançamento da obra, haverá uma roda de conversa  como o tema “A luta dos povos indígenas na Bahia”, com a participação de Ferrari, Laís e Katu Tupinambá.

O evento é promovido no âmbito da Pró-Reitoria de Sustentabilidade e Integração Social (PROSIS) e Diretoria de Integração Social e Sustentabilidade e Coordenação de Extensão da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB). Os participantes terão direito a certificado.

UESC OSCILA, MAS FICA ENTRE AS 60 MELHORES UNIVERSIDADES DO PAÍS; UFSB AVANÇA NO RUF

Uesc aparece entre as 60 melhores do país, apesar de queda no ranking
Tempo de leitura: 2 minutos

A Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), em Ilhéus, caiu oito posições no Ranking Universitário da Folha (RUF), de abrangência nacional, mas se manteve entre as 60 melhores instituições de ensino superior do País.

A universidade estadual sul-baiana aparece em 59º lugar em 2019, com nota 62,00, ante a 51ª posição em 2018 e a nota média 64,85, conforme comparativo anual feito pelo PIMENTA.

A melhor universidade baiana no ranking anual da Folha é a UFBA, com nota 86,95, na 14ª posição, seguida pela Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), com 62,04, em 68º lugar.

Já a Uesb, que tem campi em Vitória da Conquista, Itapetinga e Jequié, aparece em 84ª colocação, com nota 49,36. A Uneb, também multicampi, aparece em 89º lugar, com 47,92.

UFSB ainda tem reitoria em prédio alugado em Ferradas, Itabuna

UFSB AVANÇA, APESAR DE CORTE 

Fundada em 2014, a Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) já aparece no ranking entre as 170 melhores do país. Avançou em relação a 2018. Com apenas cinco anos e enfrentando forte contingenciamento de recursos, ela é a 167ª no RUF, com nota 23,72. Ano passado, a UFSB era a 178ª colocada, com nota 17,92.

A superação da UFSB, apesar de ter sido a Federal em todo o país que mais sofreu corte orçamentário proporcionalmente, foi destaque em matéria da Folha, publicação responsável por elaborar o ranking. A UFSB possui campi em Itabuna, Porto Seguro e Teixeira de Freitas.

USP LIDERA

Nacionalmente, quem lidera o RUF é a USP, com nota 98,02. Na segunda posição, aparece a Unicamp, com nota 97,09, e a UFRJ em terceiro lugar, com nota 97,00.

O RUF é divulgado anualmente. A nota é a média obtida por cada uma das instituições nos quesitos Ensino, Pesquisa, Mercado, Inovação e Internacionalização.

ACIDENTE ENVOLVENDO CARRO E MOTO DEIXA IRMÃOS MORTOS NO EXTREMO-SUL DA BAHIA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Irmãos Ronei e Jéssica faleceram em acidente próximo à UFSB em Porto Seguro

A Polícia Civil tenta localizar o motorista de um veículo que atingiu uma motocicleta na noite de domingo (6), no KM-30, na BR- 367, nas imediações do campus da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), em Porto Seguro, no extremo-sul da Bahia. O acidente matou os irmãos Ronei Bispo dos Santos, de 22 anos, e Jéssica Bispo dos Santos, 23.

De acordo a polícia, abandonado no local, o carro envolvido no acidente, um Toyota Corolla, foi apreendido para perícia. O veículo não era dirigido pelo proprietário, mas por uma pessoa já identificada pela polícia. O motorista deverá prestar esclarecimentos nesta semana. A motocicleta estaria com problemas na lanterna traseira.

O velório dos irmãos será realizado na comunidade de Agrovila, na zona rural, onde mora a família dos jovens irmãos. O enterro deverá ocorrer na manhã desta terça-feira (8), no cemitério de Pindorama, Porto Seguro.

UFSB SUSPENDE VIAGENS DE ALUNOS E DESLIGA AR-CONDICIONADO, APÓS CORTES DO MEC

Tempo de leitura: 2 minutos

UFSB sofre com o cortes feitos pelo MEC

A Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) suspendeu viagens de alunos, aquisição de materiais de consumo e desligou ar-condicionado dos campi após os contingenciamentos do orçamento da Educação. A instituição tem campus nas cidades de Itabuna, Porto Seguro e Teixeira de Freitas.

As informações foram divulgadas após um levantamento feito pelo G1. Conforme a UFSB, a medida foi tomada após o dia 5 de agosto, quando a universidade recebeu cerca de 6% do custeio discricionário. O valor equivale a R$ 868.927 e não atende às demandas contratuais da instituição.

Segundo a instituição, os materiais de consumo que tiveram as compras suspensas, como carteiras, quadros, itens de limpeza, atendem laboratórios, capacitação de servidores entre outros serviços.

O desligamento do ar-condicionado foi feito para evitar possíveis cortes de energia por falta de pagamento.

A UFSB informou que, atualmente, funciona em unidades adaptadas, locadas e cedidas pelos governos federal, estadual e municipal. As reformas e manutenções prediais, além das construções de novas salas de aulas e laboratórios, estão suspensas em todos os campi.

A Universidade Federal do Sul da Bahia tem uma dívida de mais de R$ 6,2 milhões. Conforme a instituição, a dívida é relacionada a obras de infraestrutura, como manutenção de salas de aulas e laboratórios, que foram licitadas e iniciadas em 2017, algumas têm mais de 50% de execução.

Ainda de acordo com a UFSB, para que a universidade consiga cumprir as obrigações contratuais, ela necessita de cerca R$ 1,2 milhões ao mês. Em agosto deste ano, a instituição fechará o mês com aproximadamente R$ 350 mil com notas fiscais em aberto. A situação não deve mudar nos próximos dois meses, afirmou a instituição.

A universidade ressaltou que, passados 8 meses do ano, foram liberados apenas 20% do orçamento de investimento previsto para o ano inteiro. O orçamento de emendas, também relativo a investimento, continua 100% bloqueado, informou a instituição. As informações são do G1-BA.

PROFESSORA É A PRIMEIRA TRANS A CONQUISTAR O MESTRADO NO SUL DA BAHIA

Tempo de leitura: 2 minutos

Isabella Silva faz a defesa da tese|| Foto Egnaldo França

A professora Isabella Santos Silva entrou para história como a primeira trans a defender um mestrado no sul da Bahia.Ela elaborou e defendeu a tese “Cursinho preparatório para o ensino superior: garantia de práticas no ensino básico de condições de acesso às universidades para pessoas LGBTI e demais minorias sociais”.

A defesa da mais nova mestra em Ensino e Relações Étnico-Raciais da Universidade Federal do Sul da Bahia foi feita na última terça-feira (4), na sede do Grupo Humanus, em Itabuna. Foi um feito inédito para a região.

Durante a apresentação, Isabella Silva destacou a perspectiva freireana adotada na condução da pesquisa de Pós-Graduação. A tese foi resultado da experiência que ela viveu como coordenadora de Cursinho Pré-ENEM Popular gratuito TRANS+. O cursinho foi pensado para pessoas trans, LGBTI e de outras minorias sociais.

As aulas foram ministradas por Isabella Silva, que é professora de História, e colegas do PPGER da UFSB, além de professoras das redes pública e privada de Itabuna, que atuaram como voluntárias.

Leia Mais

LÁ SE FOI WOLVERINE, O “MASCOTE” DA UFSB!

Tempo de leitura: < 1 minuto

Wolverine era ausência notada e presença festejada nas salas de aula da UFSB

Tristeza, saudade.

A ausência mais notada!

A presença mais festejada!

Lá se foi Wolverine!

Ele não era aluno ou funcionário nem docente da universidade. Mas valem os registros, os relatos: Sim, tinha o dom de encantar, atrair as atenções, mostrar o que é amor, carinho. Tinha o dom de encantar. De levar alegria a um ambiente cada vez mais tenso em tempos de Brasília desvairada.

O vira-lata mais famoso deste chão grapiúna frequentava e era atração do campus Jorge Amado da Universidade Federal do Sul da Bahia, em Itabuna. Hoje, o figurinha decidiu dar um passeio. Para não mais voltar. Wolverine acabou atropelado. E, tristeza, não resistiu.

Deixou corações cortados e olhos marejados.

Professores, funcionários e alunos lamentam a perda do herói bom pra cachorro, ótimo para o ser humano.

Um campus de luto!

Adeus, Wolverine!

ITABUNA: 2 MIL PROTESTAM CONTRA CORTES DO GOVERNO BOLSONARO NA EDUCAÇÃO

Tempo de leitura: 3 minutos

UFSB é a universidade mais afetada pelos cortes em todo o país || Foto Pimenta

Professores, estudantes e movimentos sociais participaram de novo ato contra o corte de verbas de custeio das universidades e institutos federais, nesta quinta-feira (30), em Itabuna. O ato reuniu cerca de 2 mil pessoas, boa parte delas estudantes da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) e dos institutos federais IFBA e IFBaiano, além de professores da Educação Básica e do ensino superior.

A concentração dos manifestantes começou por volta das 15h30min, no Jardim do Ó, e ganhou corpo até descer a Avenida do Cinquentenário, no Centro de Itabuna, às 16h20min. O número de manifestantes foi maior do que no protesto realizado há duas semanas, quando 1,2 mil foram às ruas de Itabuna (relembre aqui).

Faixas apontavam para Guedes e Bolsonaro na avenida || Foto Pimenta

Alas de estudantes da UFSB chamavam a atenção, por meio de faixas e cartazes, para os cortes que podem inviabilizar o funcionamento da universidade federal do sul da Bahia. O protesto era direcionado ao presidente da República, Jair Bolsonaro, e ao ministro da Economia, Paulo Guedes, com raras menções ao ministro da Educação, Abraham Weintraub, apelidado de “Ministro do Chocolatinho”.

CORTE DE BOLSAS E RISCO DE DESPEJO

Membro do Centro Acadêmico Marielle Franco, do Bacharelado de Humanidades da UFSB, o estudante Saulo Carneiro avaliou a manifestação de hoje como ainda maior que a realizada há duas semanas. “Foi maior porque conseguimos mobilizar diversos setores da sociedade, garantindo a pluralidade democrática e trazendo os estudantes como protagonistas deste movimento”, afirmou.

Saulo diz que houve suspensão de bolsas e situação é caótica || Foto Pimenta

Saulo aponta, ainda, os reflexos dos cortes na educação na UFSB. “Só neste ano, tivemos a suspensão de 54 bolsas de iniciação científica. Pelo planejamento, só há orçamento (recursos) para a universidade funcionar até setembro”, disse.

Manifestantes tomaram a Cinquentenário || Foto Pimenta

Saulo, que já integrou o Conselho Superior da universidade, também lembra que o contingenciamento decretado pelo Governo Bolsonaro afeta as obras de construção da Reitoria em Itabuna e dos campi da universidade em Itabuna, Porto Seguro e Teixeira de Freitas.

“Estamos em sede provisória (Itabuna) que paga, por ano, R$ 800 mil de aluguel. O contingenciamento vai afetar esse aluguel e podemos ser até despejados. A situação da UFSB é crítica e caótica”, diz.

GREVE GERAL EM JUNHO

Um dos representantes da CUT no sul da Bahia, João Evangelista avaliou os atos em Ilhéus e Itabuna como “bastante representativos e significativos para o momento do País, de ameaça aos trabalhadores e estudantes” e destacou a participação da classe estudantil. “Os estudantes estão dando recado de que não aceitam o corte. Este ato de hoje vai fortalecer a convocação para a greve geral em 14 de junho”, acrescentou.

Na manifestação, Bolsonaro foi tratado pelo apelido na oposição || Foto Luiz Carlos Júnior

Back To Top