skip to Main Content
16 de maio de 2021 | 03:29 am

MORRE GILBERTO “MARRUDO”, DA GABRIELA FM, VÍTIMA DA COVID-19

Gilberto tinha 61 anos e estava internado na UTI do Hospital Vida Memorial, em Ilhéus
Tempo de leitura: < 1 minuto

O porteiro da Gabriela FM, Gilberto “Marrudo”, faleceu na noite dessa segunda-feira (1º), no Hospital Vida Memorial, em Ilhéus, onde estava internado por causa da Covid-19. Ele ficou na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por 15 dias, recebendo ventilação mecânica. Chegou a ser extubado, mas voltou a precisar da ajuda de aparelhos para respirar. Ontem, por volta das 20h30min, sofreu uma parada cardíaca e não resistiu.

Gilberto trabalhava na Gabriela FM desde 2008. A equipe e o diretor da emissora, Valderico Junior, lamentaram a morte do companheiro de trabalho em mensagens publicadas nas redes sociais.

Junior lembrou que “Marrudo” foi funcionário das duas antigas empresas de ônibus do seu pai, o ex-prefeito Valderico Reis, a Expresso Santa Cruz e a Viação Gabriela.

A jornalista Cátia Gomes, apresentadora do Jornal do Meio Dia, disse ao PIMENTA que a equipe da emissora está muito abalada. Cátia não teve condições de apresentar o programa desta terça-feira (2). O apresentador e coordenador da rádio, Renatinho Bad Boy, decidiu suspender a programação até amanhã.

Gilberto Batista Santos tinha 65 anos e deixou quatro filhos. Seu corpo foi sepultado no Cemitério São João Batista, na zona sul de Ilhéus. Devido às medidas de prevenção à Covid-19, não houve velório.

Marrudo é o segundo membro que o time da Gabriela FM perde para a Covid-19. Em julho de 2020, a equipe se despediu do radialista Néo Bastos, o Catedrático. Atualizado às 16h50.

“REFERÊNCIA NACIONAL”, DIZ VALDERICO SOBRE GESTÃO DE ACM NETO EM SALVADOR

Tempo de leitura: < 1 minuto

Valderico Júnior (à dir.) diz que gestão de Neto tornou-se referência nacional

O empresário Valderico Júnior disse hoje (26) que ACM Neto tornou-se “referência nacional de gestão pública”. Neto comandou uma das maiores prefeituras do país no período de 2013 a 2020 e fez o sucessor. Bruno Reis, também do DEM, foi eleito prefeito de Salvador, com mais de 64% dos votos válidos.

“Tenho muito orgulho de fazer parte do time democrata, sob a liderança de Neto, o melhor prefeito da história de Salvador. Seu trabalho virou referência nacional de gestão pública”, disse Valderico Junior.

Junior ficou em segundo lugar na disputa pela Prefeitura de Ilhéus em 2020. Hoje, preside o Diretório Municipal do DEM. O empresário ilheense prestou homenagem ao agora ex-prefeito de Salvador e presidente nacional do DEM. Neto faz 42 anos nesta terça (26).

PESQUISAS ELEITORAIS X URNAS DA GPE/SÓCIO ESTATÍSTICA

Tempo de leitura: 3 minutos

A fragmentação do eleitorado em várias candidaturas bastante competitivas e a menor restrição ao nome de Augusto Castro facilitaram a sua vitória.

Agenor Gasparetto

Como é praxe desde a criação do instituto, em 1990, após cada eleição, no formato jornal impresso e, atualmente, por mídias eletrônicas, realizamos uma balanço, comparando resultados das urnas em relação à pesquisa registrada ou à última pesquisa realizada nos municípios. Neste texto apresentamos os dados de Itabuna e Ilhéus.

(*) Prefeito, candidato à reeleição, candidatura sub judice / (**) Ex-prefeito de Itabuna, candidatura sub judice                                                                                                                                Fonte: Pesquisa registrada no TSE sob o Nº BA-05162/2020. Amostra 1.100 eleitores, com um erro amostral de 3%; no período de 3 a 6 de novembro.

Em Itabuna, no período anterior à pandemia, lideravam as pesquisas pela ordem Dr. Mangabeira, Capitão Azevedo e Augusto Castro, os dois primeiros próximos aos 20% de intenções de voto e Augusto Castro, em terceiro, entre 12 e 15%. A partir da retomada das pesquisas em agosto, o quadro começou a se alterar. Augusto Castro, recuperado após longo período de internação pela Covid-19, começou a melhorar seu desempenho. A partir de meados de outubro, já se desenhava um cenário como provável vitorioso. Em fins de outubro alcançou patamar pouco superior a 30 pontos e se manteve com pequenas taxas de crescimento ao longo das semanas seguintes. Paralelamente, Dr. Mangabeira passou a perder aderência, estabilizando-se próximo a pouco mais de 10%. Capitão Azevedo também perdeu aderência, ficando num patamar próximo aos 15%. O prefeito Fernando Gomes entrou tardiamente na campanha, e ocupou um patamar próximo aos 15 pontos percentuais, alternado segunda posição com Azevedo. Geraldo Simões, Charliane Sousa e Dr. Isaac Nery, se situavam num patamar pouco inferior a 5 pontos. A fragmentação do eleitorado em várias candidaturas bastante competitivas e a menor restrição ao nome de Augusto Castro facilitaram a sua vitória.

Acompanhando as eleições em Itabuna desde 1992, esta eleição fugiu ao padrão itabunense de disputa eleitoral, caracterizado por disputas muito acirradas em que no domingo anterior à eleição, havia situações de empate técnico, diferenças apertadas e uma expectativa de virada de última hora. Nesta eleição, isto não se repetiu. Nas últimas quatro pesquisas realizadas por nosso instituto, ao longo dos últimos dois meses, em todas elas o cenário se manteve e a urna confirmou. Nesse sentido, de todas as eleições acompanhadas até hoje pelo instituto, esta foi a mais fácil, a mais previsível. Seu padrão se aproximou ao da vizinha Ilhéus, caracterizado pela previsibilidade, pela grande antecedência.

Amostra: 1.027 eleitores, com um erro amostral de 3%; no período de 5 a 7 de novembro. Essa pesquisa não foi registrada.

Ilhéus, mais uma vez, como sempre aconteceu desde que nosso instituto passou a acompanhar eleições, 1992, com meses de antecedência já era possível antever o vencedor. Desta vez, ainda que um pouco mais tardiamente, também se observou esse padrão. Todavia, antes da pandemia, se alguém me perguntasse se o prefeito poderia se reeleger, da perspectiva da pesquisa, seria categórico: improvável. Provavelmente, não! No entanto, a pandemia criou um clima em que os prefeitos dos municípios, como regra, melhoram sua imagem, e estudos poderão comprovar que a maior parte fez sucessor ou se reelegeu. Ilhéus foi um dos casos em que isto aconteceu. Entender como se deu esse processo e suas nuanças merece ser objeto de estudo aprofundado.

Obviamente, no caso de Ilhéus, há ainda dois componentes relevantes e que merecem destaque: o primeiro, a ação do Governo do Estado, destacando-se a inauguração da nova ponte, um novo cartão postal de Ilhéus, e o prolongamento da via que dá para as praias do sul. E o segundo fator, que poderia ter resultado em desfecho diferente, a fragmentação da oposição, destacando-se Valderico Jr. e Cacá, mas também Professor Reinaldo, Cosme Araújo e Bernardete. Caso houvesse uma polarização, uma eleição plebiscitária, o atual prefeito correria sérios riscos de não se reeleger. Mas se elegeu com relativa facilidade por esse conjunto de circunstâncias. O quadro captado pela urna e pelas pesquisas se manteve estabilizado com semanas de antecedência.

Agenor Gasparetto é sóciólogo e diretor da GPE-Sócio Estatística.

EM ILHÉUS, MARÃO É REELEITO COM 43,24% DOS VOTOS

Marão é reeleito prefeito de Ilhéus com mais de 40% dos votos || Foto Divulgação
Tempo de leitura: < 1 minuto

Mário Alexandre, Marão (PSD), acaba de ser reeleito prefeito de Ilhéus, com 43,24% dos votos válidos. O médico bateu nas urnas o empresário Valderico Junior (DEM), que obteve 23,50% dos votos. Na terceira colocação, ficou o ex-vice-prefeito Cacá Colchões (PP), com 16,05%.

Confira a votação dos demais candidatos:

Professor Reinaldo (PTB) – 7,03%
João Barros (PRTB) – 3,41%
Cosme Araújo (PDT) – 3,40%
Bernardete Souza (PSOL) – 2,84%
Roberto Barbosa (Solidariedade) – 0,53%

ILHÉUS: ACM NETO PARTICIPARÁ DE CARREATA DE VALDERICO JÚNIOR, NA SEXTA

Tempo de leitura: < 1 minuto

O candidato a prefeito pelo DEM, Valderico Junior, disse que o presidente nacional do Democratas e prefeito de Salvador, ACM Neto, vai participar da sua carreata, a partir das 15 horas da próxima sexta-feira (30), em Ilhéus.

“Tenho certeza de que a presença do melhor prefeito do Brasil em Ilhéus vai ser um marco decisivo para a nossa vitória”, disse Valderico Junior. “Convido todas e todos que nos apoiam a participar desse ato”, concluiu o candidato. Em vídeo divulgado nas redes sociais, ACM Neto confirmou sua participação na carreata.

ILHÉUS: VALDERICO JUNIOR PROPÕE CRIAÇÃO DE ESCRITÓRIO DE PROJETOS

Tempo de leitura: 2 minutos

Professor Dorival e Valderico propõem criação de escritório de projetos

O prefeiturável de Ilhéus pelo DEM, Valderico Junior, propôs a criação de Escritório de Projetos para que o município capte e também não perca mais recursos de outras instâncias governamentais. “O Escritório de Projetos e Captação de Recursos vai ser um importante instrumento para solucionar os problemas do município e viabilizar economicamente as ações do Poder Executivo”, disse ele.

Junior explicou que o escritório vai integrar a Secretaria de Governo, para formular e enquadrar as políticas públicas locais conforme os programas dos governos estadual e federal. “Assim, o município vai ter o seu banco de projetos executivos para a captação de recursos. Por incrível que pareça, hoje a falta de projetos é um dos entraves para a execução de ações do poder público no município”, criticou Valderico Junior. Esse, porém não é o único empecilho para captação de recursos. Outro é estar com as contas em dia com a União e o governo estadual.

Ainda segundo ele, além do quadro de servidores efetivos, o escritório vai ter um programa de estágio remunerado para atrair colaboradores das instituições de ensino da região. O candidato a vice-prefeito da chapa, professor Dorival Filho, explica como funcionaria essa seleção nas instituições de ensino:

– A ideia desse processo de formação educacional contextualizada é fazer com que os estudantes tenham a oportunidade de lidar com os problemas reais do município, para que formulem e proponham soluções factíveis – argumentou professor Dorival Filho.

Dorival deu um exemplo de como o escritório vai atuar na prática. “Diversos morros de Ilhéus precisam de soluções urbanísticas para a contenção de encostas e melhorias de acessibilidade. Para solucionar esses problemas, o escritório vai contar com a expertise de profissionais e estudantes de engenharia e arquitetura. A mesma lógica vai orientar a atuação da equipe em outras áreas do governo, como: desenvolvimento econômico, educação e saúde”.

VIVALDO MENDONÇA DIZ QUE VALDERICO VAI SUPERAR CRISE DE GESTÃO EM ILHÉUS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Vivaldo vê dupla Valderico-Dorival superando crise de gestão de Ilhéus

Quadro do PSB e ex-secretário estadual de Ciências, Tecnologia e Inovação, o agrônomo José Vivaldo Mendonça explicou, hoje (30), o motivo que o levou a apoiar Valderico Junior e do professor Dorival Filho, candidatos a prefeito e a vice-prefeito de Ilhéus, respectivamente. Conforme Vivaldo, a dupla do Democratas reúne as condições necessárias para superar a crise de gestão da prefeitura.

Segundo Mendonça, os grupos que se revezaram no poder impuseram a Ilhéus “ciclos muito limitados, que não resolveram os problemas estruturais” do município, conforme explicou em mensagem numa rede social. Ao invés disso, “aprofundaram a crise de gestão que atravessamos há décadas”.

O governo atual vai deixar “uma herança ruim” ao sucessor, mas, “é possível superar, é preciso superar!”, enfatizou. “Por que Junior e Dori? É a decisão certa para mudar a realidade que está aí!”

“Ilhéus precisa de Prefeito que se preocupe com as pessoas, que tenha compromisso com gente, que tenha a altivez de liderar a cidade a partir dos interesses mais nobres da população, que trabalhe incansavelmente para superar os desafios do desenvolvimento, saúde, educação e reconhecer a sustentabilidade como algo sistêmico e permanente. É tempo de mudança e a mudança começa agora!”, concluiu o assessor da presidência da Codevasf e ex-secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação.

Valderico Junior destaca a colaboração de Vivaldo Mendonça para o plano de governo da Coligação pela mudança que Ilhéus quer. “Sem dúvidas, qualificou muito nossa campanha, a exemplo do professor Dorival Filho, nosso candidato a co-prefeito. Tudo isso prova que estamos no caminho certo”.

ILHÉUS: PROFESSOR DORIVAL SERÁ O VICE DE VALDERICO JUNIOR

Valderico (à esquerda) terá Dorival Filho como vice na disputa à Prefeitura de Ilhéus
Tempo de leitura: 2 minutos

Nesse domingo (13), o Democratas definiu a chapa majoritária para as eleições municipais em Ilhéus. O empresário Valderico Junior, candidato a prefeito, terá o professor Dorival Freitas Filho como o candidato a vice-prefeito. Ele também é filiado ao DEM.

“Estou muito feliz. A confiança e a presença do professor Dorival significam muito para o projeto de mudança que Ilhéus quer. Fui seu aluno no São Jorge. Nos últimos anos, temos conversado sobre o município. Por isso, tenho tido mais oportunidades de aprender com ele”, destaca Valderico Junior.

“Além da trajetória reconhecida como professor”, continua Valderico, “Dorival pensa a cidade de forma ampla e é apaixonado por Ilhéus. Nossas formas de ver os problemas e os potenciais do município se complementam, porque queremos o melhor para as pessoas e o desenvolvimento sustentável da cidade e do campo”, conclui.

Dorival Filho se encontrou de forma ocasional com Valderico, há três anos, quando trocaram algumas ideias. O ex-aluno causou boa impressão no docente. “Percebi como ele se tornou uma pessoa fluente, rica em ideias e sempre com muito interesse em fazer o bem para Ilhéus”. Nascia assim, num encontro fortuito, o diálogo que resultou na composição anunciada hoje.

Professor e ex-aluno mantêm contato mais frequente desde então. Dorival chama atenção para o fato de Valderico Junior propor “um projeto para Ilhéus e não um projeto de poder”, o que não tem sido comum no ambiente político nacional.

Segundo Dorival, normalmente os políticos estão muito mais preocupados em “como ganhar a eleição a qualquer custo” do que em discutir e resolver os problemas da vida coletiva. Dorival também destaca a determinação de fazer uma campanha orientada por princípios.
Para ele, isso significa definir os limites morais da atuação política. “Tendo clareza do que nós não vamos fazer para conquistar nossos sonhos, nós podemos ter qualquer sonho e devemos ter e é bom que tenhamos. Portanto, a nossa campanha vai ser pautada em princípios”.
Segundo Dorival, se a maioria das pessoas escolher a chapa da Coligação pela mudança que Ilhéus quer, o próximo governo vai agir totalmente comprometido com a promoção da justiça social e com um projeto de requalificação dos espaços urbanos de modo que o urbanismo mereça conviver com as belezas naturais do município.

Junior reforçou o compromisso de fazer uma campanha propositiva. “Vamos continuar ouvindo as pessoas e apresentamos nossas ideias. Esse é o caminho. Nós temos um programa de governo participativo para Ilhéus e muita disposição para trabalhar honestamente. Os desafios são grandes. Aqui ninguém tem tempo a perder com insultos e baixaria. Nós discutimos ideias e, se preciso, vamos continuar questionando escolhas e práticas da gestão pública. Isso é da vida em democracia”.

VALDERICO: “CRESCEMOS NA HORA CERTA E DO JEITO CERTO”

Valderico diz que tem crescido no tempo e do jeito certo
Tempo de leitura: < 1 minuto

A uma semana da convenção partidária, o presidente do Democratas em Ilhéus, Valderico Junior, avalia que o projeto para o município ganhou corpo nos últimos dois meses. “Crescemos na hora certa e do jeito certo. Desde julho, intensificamos as conversas com diversos setores da sociedade, ouvindo o que esperam do próximo governo. Identificamos os principais problemas em cada setor e propomos soluções objetivas, com os pés nos chão. Esse é o caminho”, disse.

Valderico Junior diz que não é preciso reinventar a roda. “As pessoas sabem disso, e a resposta da nossa população está nas ruas e nas redes. Esse crescimento incomoda. Há três meses tinha gente que já contava vitória certa, pensando que poderia enganar os eleitores. O jogo virou. Agora tem gente perdendo o sono em Ilhéus”, diz ele.

O pré-candidato a prefeito de Ilhéus pelo DEM confirma a convenção partidária para o próximo domingo (13), no Clube Social de Ilhéus, localizado no bairro Cidade Nova, a partir das 14h.

ILHÉUS: PP DE JABES PODE FECHAR COM VALDERICO JÚNIOR, DO DEM

Valderico Júnior, do DEM, pode ter apoio inesperado de partido da base aliada || Foto JBO
Tempo de leitura: < 1 minuto

Do Jornal Bahia Online

Nas últimas horas os celulares de importantes lideranças do DEM e do PP, estão demoradamente “em comunicação”. Não é uma mera coincidência. Os dois partidos intensificaram o diálogo, a partir da vinda do governador Rui Costa para a inauguração da primeira etapa das obras de saneamento da zona sul, posicionamento que pode resultar numa futura aliança do PP e do DEM em Ilhéus, visando a eleição municipal.

Ainda esta semana, novas decisões poderão ser anunciadas, de acordo com uma fonte ouvida pelo Jornal Bahia Online. O PP, que é da base aliada do governador, não está satisfeito com a condução de Rui Costa nos dias que antecedem as Convenções Municipais.  Teria deixado fora do diálogo partidos importantes da base estadual, que devem reagir ao “esquecimento”. Confira os desdobramentos no JBO.

BASE ALIADA EM ILHÉUS PODERÁ TER 3 CANDIDATURAS; PC DO B SE DISTANCIA DE MARÃO

Rodrigo Cardoso diz que PCdoB pode trabalhar por uma candidatura de esquerda
Tempo de leitura: 2 minutos

A base aliada do governador Rui Costa poderá contar com três candidaturas em Ilhéus. A tão sonhada unidade ficou ainda mais distante quando o prefeito Mário Alexandre (PSD) foi a uma emissora de rádio e atacou o grupo do ex-prefeito Jabes Ribeiro (PP), o que reforçou ainda mais a ideia de candidatura de Cacá Colchões, também do PP. Nesta quinta (3), o PCdoB praticamente jogou a toalha quanto a compor com Marão e pode fechar com o PT, caso o nome de Nilton Cruz seja mantido, ou com Cacá.

Rodrigo Cardoso (PCdoB), que retirou a pré-candidatura em junho (reveja aqui), disse ao PIMENTA que “unificar a base do governo estadual seria muito positivo” para não haver ameaça de a oposição levar a disputa. Em Ilhéus, o nome antagônico ao projeto de Rui Costa é do empresário Valderico Júnior (DEM), apoiado pelo prefeito de Salvador e presidente nacional do DEM, ACM Neto. “A gente considera que ainda cabe um esforço [em torno da unidade]”, completou.

“REJEIÇÃO A MARÃO”

Rodrigo diz que o nome do prefeito ganhou força na disputa de 2020 impulsionando pelas ações do governador Rui Costa em Ilhéus, com grandes obras e cita o maior exemplo a nova ponte que liga o centro a zona sul de Ilhéus. “O nome de Marão ganhou impulso, mas a gente sente rejeição expressiva nas ruas ao nome dele. A população ainda não decidiu se ele merece mais quatro anos”, observa.

O líder do PCdoB ilheense credita essa rejeição a Marão a vários erros administrativos, a exemplo da demissão de centenas de servidores. “Ele tem virtudes e defeitos”, acrescenta.

PANDEMIA

Segundo Rodrigo, o PCdoB havia decidido deixar a oposição ao governo municipal e assumir posição de independência devido à pandemia. “Ilhéus ainda vive situação muito difícil. São mais de 200 óbito, o que representa mais de 0,1% da população. A situação da pandemia exigia posicionamento [para combatê-la]”, diz, justificando a desistência em junho. “Deixamos o campo de oposição para adotar posição de independência”.

500 ANOS DE ILHÉUS

O dirigente diz que há espaço para construção de candidatura mais ligada ao campo de esquerda ainda nestas eleições, unindo PCdoB e PT, que apresentou o empresário Nilton Cruz como candidato, mas também pode compor com o prefeito. “Precisamos discutir a cidade e prepará-la para o futuro. Ilhéus está próximo de completar 500 anos, falta pouco tempo”, acrescenta. Atualizada às 10h21min.

ILHÉUS: NETO ACREDITA QUE VALDERICO PROMOVERÁ EQUILÍBRIO DAS CONTAS PÚBLICAS

Neto acredita que Valderico promoverá equilíbrio das contas públicas
Tempo de leitura: < 1 minuto

Presidente Nacional do DEM e prefeito de Salvador, ACM Neto acredita que o pré-candidato do seu partido em Ilhéus, Valderico Júnior, resolverá um problema histórico da prefeitura sul-baiana, o desequilíbrio nas contas públicas. Neto se pronunciou em vídeo de apoio ao pré-candidato do DEM na sucessão na Terra da Gabriela.

“Não tenho dúvida de que Valderico Junior tem essa consciência. Ele vai resolver problemas históricos, como o desequilíbrio das contas. A Prefeitura de Ilhéus tem uma despesa muito elevada. A gente sabe que a Prefeitura de Ilhéus pode gastar melhor. Pode ter mais produtividade. Pode agir com mais transparência. Ele vai precisar organizar as finanças, arrumar a administração e, é claro, enfrentar aqueles problemas que não podem esperar, que não vão aguardar um mês, dois meses, seis meses para serem resolvidos”.

IDEIAS NOVAS

Segundo Neto, o pré-candidato sabe que a responsabilidade de ser prefeito não pode ser transferida para outras esferas de governo. “Eu sei que Valderico Junior está preparado para isso. Estudou os problemas de Ilhéus. Vem com ideias novas. Vem com sangue novo. Vem com disposição, sabendo que esse é o grande desafio da sua vida”.

“O apoio de ACM Neto é muito importante para o nosso projeto. Uma referência política dessa é fundamental para que possamos nos guiar e fazer o melhor para Ilhéus. Neto, obrigado pela confiança. Estamos juntos!”, agradeceu Valderico Junior.

ILHÉUS: PRÉ-CANDIDATURA DE VALDERICO JÚNIOR É PRIORIDADE ABSOLUTA DO DEM, AFIRMA AZI

Valderico e o presidente estadual do DEM, Paulo Azi: prioridade
Tempo de leitura: < 1 minuto

Presidente do Diretório do DEM na Bahia, o deputado federal Paulo Azi apontou a pré-candidatura de Valderico Júnior como uma prioridade absoluta do partido. Valderico Júnior é um dos nomes que disputam a Prefeitura de Ilhéus em 2020. Segundo Azi, Valderico Júnior “se encaixa perfeitamente” dentre as prioridades do DEM. “Valderico é um jovem empreendedor de sucesso na sua carreira”.

Segundo Azi, o nome do Democratas na corrida sucessória em Ilhéus “se consolida a cada dia” e o município sul-baiano, “por sua importância histórica, terá toda a atenção dos democratas”. O dirigente estadual do DEM disse que a Valderico Júnior “não vai faltar apoio” para que “possa vencer as eleição. “Nós temos absoluta confiança de que ele fará em Ilhéus tudo aquilo que ACM Neto está fazendo em Salvador”, disse Azi.

ILHÉUS: PTC FECHA COM VALDERICO JÚNIOR

Jorge Farias e Valderico Júnior selam aliança eleitoral
Tempo de leitura: < 1 minuto

O PTC deixou a base de apoio ao prefeito Mário Alexandre (PSD) para apoiar a pré-candidatura do empresário Valderico Júnior (DEM) na sucessão municipal ilheense. A aliança foi fechada nesta segunda (6).

Ao deixar a base e fechar com a oposição, o presidente do PTC, Jorge Farias dos Santos, disse que o governo municipal não prestigiou o partido. “O PTC não estava sendo respeitado, não tinha voz”, explicou.

Valderico Júnior comemorou a aliança com mais um partido para o arco de alianças. “A chegada do PTC motiva ainda mais todo o nosso grupo”, afirmou. O novo partido, porém tem pouca expressão no cenário nacional. No sul da Bahia, o partido tem como principal nome o prefeito de Itabuna, Fernando Gomes.

ARTIGO || O BALAIO DA POLÍTICA ILHEENSE

Tempo de leitura: 4 minutos

O empresário Valderico Junior tem se destacado e se notabilizado como uma força crescente, principal opositor do prefeito e um nome a ser batido. Valderico já tem ao seu redor vários partidos da oposição ao governador Rui Costa.

Jerberson Josué

Semana passada fiz uma análise do cenário eleitoral e até hoje dá “pano pra manga”. Um amigo me contou que no PSD os pré-candidatos de menor força e popularidade foram tirar satisfações com os dirigentes, pois não sabiam que poderiam ser mulas de figurões da política, e ameaçaram promover abandono de pré-candidaturas, o que dificultaria a vida dos ditos tubarões. Vale lembrar que não existe mais tempo pra mudanças.

No PSB, a confusão é sobre o nome do ex-vereador Marcos Flávio. Ele se filiou inicialmente no dia 2 abril ao Podemos, algo normal. O problema é que no dia 4 de abril o ex-presidente da OAB se filiou ao PSB e também ao PCdoB. Qual é o destino do nobre advogado Marcos Flávio? É a pergunta geral. Tem gente achando que foi uma barbeiragem; outros acreditam que foi uma jogada do prefeito, pois o ex-vereador Marcos Flávio é aliado do prefeito e foi para o PSB com a missão de garantir o PSB na base e, de quebra, assegurar a vice e ter um fiel aliado como opção.

A filiação ao PC do B não bate com essa estratégia. Tem gente que diz que essa tática assegura caminhos a seguir e tranquilidade pra escolher a melhor opção mais a frente, no pós-pandemia. Saberemos a resposta quando Marcos Flavio falar ou agir, apontando ao TRE em que partido quer ficar. Outro movimento importante é feito pelo ex-prefeito de Ilhéus, o professor Jabes Ribeiro. Conhecido como um grande articulador, ele faz jus à fama, e nos bastidores atua fortemente pra garantir grandes apoios ao seu pré-candidato, o empresário Cacá Colchões.

O ex-prefeito Jabes conversa com capa pretas estadual de diversos partidos, de diversas correntes ideológicas. Com a saída de alguns nomes do partido na proporcional, o ex-prefeito também trouxe para fileiras progressistas lideranças dos principais e mais importantes bairros. A lista do progressista é guardada pelo ex-prefeito Jabes a sete chaves. Ele sabe muito bem do poder de convencimento da caneta de um prefeito e por isso não vai dar mole ao prefeito Mário. Alguns experientes articuladores na montagem de chapa, apontam que o progressista vem muito forte e devidamente espalhado em todos os cantos, inserido em todas as classes sociais e segmentos, ou seja, diferente do que muitos pensam, o partido do ex-prefeito vem forte sim, também, na corrida para o legislativo ilheense.

A SABER AO ABRIR AS URNAS. Na articulação para a majoritária, o sonho do ex-prefeito é ter nas fileiras de seu pré-candidato quase todos os partidos da base do governador RUI, à exceção do PSD, apesar de até no PSD ter amigos e filhos políticos. As conversas, principalmente com o PT, PSB, PCdoB e Cidadania, são contínuas e diárias. O PT segue firme com seu pré-candidato, o empresário Nilton Cruz.

Nilton Cruz anda a cidade de norte a sul, na construção de sua candidatura, além de articular nos gabinetes de Ilhéus e Salvador. Um forte aliado do empresário e pré-candidato é o deputado Rosemberg Pinto, o líder do governo na Assembleia Legislativa. Nilton Cruz, assim como Jabes, sonha em aglomerar em torno de sua campanha o máximo de partidos da base governista para atrair o governador Rui e o senador Jaques Wagner, que são de seu partido.

O prefeito Mário Alexandre PSD vive difíceis momentos, diante de desmandos e caos administrativos, confusões e fofocas de bastidores, um verdadeiro inferno astral, principalmente que os problemas da pandemia fazem estourar todo dia uma nova bomba no seu colo. Além de insatisfação de aliados, inclusive na Câmara, vereadores de sua base reclamam que não têm demandas atendidas pelo governo, e as pressões nas bases apertam mais ainda os vereadores que se sentem abandonados pelo prefeito Mário. Vale lembrar que Mário tem fama de não cumprir com o combinado e ser inadimplente da palavra.

Alguns dizem que o que ele diz sentado, não vale em pé. Diante de tanta problemática e com gigante rejeição, sua reeleição fica cada dia mais improvável. Dizem até que o grupo já pensa em um plano B, em lançar um nome novo e diferente, até de fora da política. Mário tem batido cabeça também no estado, por sua aproximação com ferozes opositores do governador, como a deputada Dayane Pimentel, do PSL, ex-partido de Bolsonaro.

O constrangimento é grande, principalmente porque bolsonaristas com cargos no governo Mario, batem no governador Rui Costa todo dia nas redes sociais. O CLIMA fica ruim quando esse assunto é discutido em Salvador, e nem os senadores Otto e Coronel, ambos do PSD e aliados do governador, conseguem defendê-lo. Principalmente, porque os senadores fazem contraponto ao governo Bolsonaro. Coronel é presidente da CPMI das FAKES NEWS. O engraçado é que essa mesma turma é vetor de retransmissão na cidade, da rede de compartilhamento investigada pela CPMI que o Coronel preside. Até onde vai esse imbróglio, só vamos saber mais à frente. Diante de tudo isso, esse é o pior momento do governo Mário.

O empresário Valderico Junior tem se destacado e se notabilizado como uma força crescente, principal opositor do prefeito e um nome a ser batido. Valderico já tem ao seu redor vários partidos da oposição ao governador Rui e avança nas articulações até com partidos da base do governador. É certo que a eleição de 2020 é laboratório para 2022. Por isso, Rui está atento ao que acontece em Ilhéus e, dificilmente, ficará de braços cruzados. Mas qual será a tendência do bem avaliado Rui Costa é a pergunta recorrente. Só não deve vacilar e mexer na peça errada do xadrez político ilheense. E assim, aguardamos os próximos capítulos.

Jerberson Josué se define como um estudante na escola da vida.

Back To Top