skip to Main Content
8 de julho de 2020 | 02:08 am

FÁBRICA DE DINHEIRO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Pela quantidade de multas que vêm sendo geradas pela fiscalização eletrônica de velocidade em Ilhéus, é possível que em breve todos os problemas financeiros da prefeitura local sejam resolvidos. A coisa, de fato, é escandalosa, e os motoristas continuam se queixando da precária sinalização nas avenidas onde os radares estão instalados.

As principais reclamações são de que a divulgação anterior à implantação do sistema foi insuficiente, as placas que informam sobre a presença dos radares são pequenas e não há sinalização horizontal que indique a presença dos aparelhos.

Para os incautos, os radares ficam nas avenidas Itabuna (cruzamento próximo ao Gabriela Center), Proclamação (imediações da antiga sede da Caerc) e Lomanto Júnior (logo após a ponte que liga o centro da cidade à zona sul).

Este blog deixa claro que não é contra o estabelecimento de um rigoroso controle de velocidade no trânsito, mas sugere que isso seja feito conforme determina a lei. O objetivo, antes de tudo, deve ser educar e não transformar a fiscalização em uma “mina de ouro”.

DÚVIDA ATROZ

Tempo de leitura: < 1 minuto

Por que as placas que informam o limite de velocidade (50 km) nos trechos onde a Prefeitura de Ilhéus instalou fiscalização eletrônica (“pardais”) são bem menores que as outras placas de trânsito? E por que, diferentemente do que ocorre em outras cidades, em Ilhéus não existe sinalização horizontal para avisar os motoristas sobre aquele limite?

É impressão deste blog, ou a vontade de multar (e arrecadar) é infinitamente superior ao desejo de ordenar e estabelecer um trânsito mais harmonioso e respeitoso?

Com a palavra, a Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito.

OBSTÁCULOS NO ATALHO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Leitores do PIMENTA que residem no bairro Jardim Savóia, em Ilhéus, observam uma questão preocupante que decorre da fiscalização eletrônica de velocidade instalada na Avenida Proclamação. É que, para fugir do “pardal”, muitos motoristas que vêm no sentido Iguape – Malhado acabam desviando para a Avenida Central, onde podem abusar do espírito de piloto de Fórmula 1 sem se preocupar com multas.
A apreensão aumenta nesse caso, porque muitos moradores utilizam a Avenida Central para fazer caminhadas. Ou seja, o risco de atropelamento é muito grande.
O blog entrou em contato com o governo ilheense e a informação é de que uma solução está a caminho. Virá em forma de três quebra-molas para conter os afoitos e tranquilizar os pedestres.
Com relação aos buracos nas ruas, ainda não foi anunciada nenhuma providência…

Back To Top