skip to Main Content
26 de outubro de 2020 | 12:29 pm

BANDIDOS ARMADOS INVADEM CASA E MATAM GAROTO DE SETE ANOS NA BAHIA

Criança é assassinada em Iguaí. Bandidos procuravam pai do menino|| Foto IRepórter
Tempo de leitura: < 1 minuto

Um garoto de 7 anos foi morto a tiros dentro de casa em Iguaí, no sudoeste da Bahia, após 2 homens invadirem o imóvel em busca do pai dele, que foi baleado e sobreviveu. O crime ocorreu na sexta-feira (16), informou a Polícia Civil.

Os nomes das vítimas não foram divulgados. Segundo a Polícia Civil, um dos suspeitos já foi identificado, mas a polícia ainda não tem detalhes sobre a motivação do crime.

A Polícia Militar, que esteve no local do crime, detalhou que por volta das 19h30min de sexta-feira, militares da 8ª Companhia Independente de Polícia (CIPM/Itapetinga) foram acionados para averiguar disparos de arma de fogo, na rua Luís Azevedo Cerqueira, bairro Marinho Freitas, no município.

No local, os policiais não encontraram as vítimas, mas foram informados que duas pessoas tinham sido atingidas por disparos de arma de fogo. Disseram, ainda, que os feridos foram socorridos, por populares para Hospital Manoel Martins de Souza, na cidade, e que uma das vítimas não havia resistido aos ferimentos.

Os militares realizaram rondas e buscas nas imediações, mas não encontraram os suspeitos. O caso é investigado na delegacia de Iguaí. Ninguém foi preso. Do G1 BA.

HOMEM É MORTO A TIROS E DUAS MULHERES SÃO BALEADAS NO CENTRO DE ILHÉUS

Foguinho foi atingido com vários tiros no centro de Ilhéus
Tempo de leitura: < 1 minuto

Comerciantes, trabalhadores e consumidores viveram momentos de pânico, no início da tarde desta terça-feira (6), na rua Marquês de Paranaguá, no centro de Ilhéus.  Houve correria e gritaria no momento em que  um homem, ainda não identificado, sacou uma arma e fez vários disparos numa das ruas mais movimentas da cidade do sul da Bahia.

Pelo menos três pessoas foram atingidas. Uma delas foi identificada como Rodrigo José Santos da Silva, o “Foguinho”, de 26 anos, que seria morador do Alto da Legião. Ele morreu no local. De acordo com a polícia, o ataque está relacionado com a guerra entre facções criminosas.

Segundo a Polícia Civil, o atirador seria morador do Alto do Coqueiro  e  integrante de uma facção criminosa que atua no sul da Bahia. A vítima seria integrante de uma gangue rival, conforme informou o delegado Hélder Carvalho, que investiga o crime.

Além do morte do homem, duas mulheres foram baleadas e levadas para o Hospital Costa do Cacau, em Ilhéus. Uma dela foi atingida nas penas e a outra nas costas. Não foi informado o estado de saúde delas.

O ataque ocorreu por volta das 13h e a polícia ainda tenta prender o atirador, que fugiu a pé até o local onde um carro o esperava. A placa do veículo não identificada. A ação do atirador foi filmada por câmaras de estabelecimentos comerciais. O corpo de Rodrigo José Santos foi removido pelo Departamento da Polícia Técnica (DPT).

NÃO ACEITAR FIM DA RELAÇÃO É CAUSA DE 33% DAS AGRESSÕES A MULHERES, APONTA ESTUDO

Em um terço dos casos, origem das agressões estava em não aceitar fim de relação || Foto Marcos Santos/USP
Tempo de leitura: 2 minutos

A Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro analisou 107 processos em tramitação nos tribunais do júri fluminense, que julgam casos de atentado contra a vida. Mulheres entre 21 e 40 anos, atacadas em casa, à noite ou de madrugada, a faca ou a tiros, pelo companheiro ou ex-companheiro, é o perfil mais comum das vítimas de tentativa de feminicídio. A pesquisa traçou um panorama dos assassinatos de mulheres no estado. O levantamento foi divulgado hoje (6) para marcar o Dia Internacional da Mulher, que será comemorado no domingo (8).

Segundo a pesquisa, uma em cada três agressões é atribuída, pelo autor do crime, à dificuldade em aceitar o fim do relacionamento. Outros motivos foram discussão por razões diversas, vingança, ciúme, estupro e recusa da vítima em manter relação sexual.

A maior parte dos crimes ocorreu entre pessoas que namoravam, estavam casadas ou vivendo em união estável (40%) ou tinham uma relação anterior (42%), sendo que 62% dos relacionamentos eram de até cinco anos. Quase todas as mulheres foram submetidas a episódios anteriores, registrados ou não em delegacia, de violência doméstica. Segundo o estudo, muitas não denunciaram os agressores por medo ou porque foram coagidas por eles.

A maioria dos crimes ocorreu de noite (39%) ou de madrugada (34%). Juntos, observa-se que 73% dos crimes foram praticados no período de descanso. Além disso, em 72% dos casos, a agressão ocorreu na residência da vítima. Os autores utilizam, em 44% dos casos, uma faca para cometer o crime, seguida da arma de fogo (17%).

VIOLÊNCIA ANTERIOR

O trabalho consistiu na leitura e análise documental de processos sobre o assunto. Dos 107 processos estudados, ajuizados entre 1997 e 2019, 40 foram julgados, dos quais 31 terminaram em condenação. No total, 69 contêm relatos de violência doméstica anterior, apenas 23 dos quais anotados na folha de antecedentes criminais do autor.

“O que chama a atenção é que vários processos têm relatos de violência doméstica anterior, mas em muito poucos foi acionada a polícia ou houve o registro de ocorrência dessas violências anteriores. A gente tem que procurar entender por que tantas mulheres ainda vivenciam o ciclo da violência, mas não se socorrem das medidas protetivas de todo o sistema que a Lei Maria da Penha oferece para prevenir um fato mais grave”, disse a coordenadora de Defesa dos Direitos da Mulher da Defensoria, Flavia Nascimento.

INTIMAÇÃO

De acordo com a defensora pública, é preciso investir mais na qualificação e sensibilização dos profissionais que atuam na rede de proteção à mulher nos sistemas de justiça e de segurança pública para as questões de gênero.

Segundo Flavia, a dificuldade em intimar o réu é um dos motivos para o atraso nos julgamentos, mas a maior demora para a conclusão dos casos ocorre ainda na fase de inquérito policial. “Isso contribui para que a mulher desacredite no sistema de justiça como uma das alternativas para a solução do seu problema de violência doméstica”, acredita.

Para a diretora de Estudos e Pesquisas de Acesso à Justiça, Carolina Haber, coordenadora da pesquisa, o ciclo de violência atinge principalmente mulheres muito vulneráveis, vivendo em áreas carentes, com forte relação de dependência econômica com o agressor.

“O que o poder público tem que fazer é dar condições para que a mulher se sinta acolhida num primeiro momento. Se ela não chega a fazer registro na delegacia é porque, de fato, ela não vê o Estado como passível de prover uma política pública que dê acolhimento”.

COLUNA APONTA EXPLOSÃO DE MORTES VIOLENTAS NA BAHIA EM 2020

Bernardino estaria na corda-bamba por causa de crescimento no número de homicídios || Foto Carol Garcia/GovBA
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Coluna Satélite, do Correio24h, informou explosão de mortes violentas nos primeiros dois meses de 2020 na Bahia. De acordo com a coluna assinada pelo jornalista Jairo Costa Júnior, houve aumento de 20% no número de crimes violentos letais intencionais (CVLIs) no estado em janeiro e fevereiro deste ano no comparativo com 2019.

Houve salto não apenas na Região Metropolitana de Salvador, mas também em outras regiões da Bahia, conforme a coluna. Ainda de acordo com a Satélite, “a explosão da violência levou a SSP a restringir o acesso às estatísticas recentes sobre a criminalidade, disponíveis apenas para a equipe que compõe o núcleo-duro da pasta”.

O aumento crescente do número de homicídios e latrocínios, segundo a Satélite, teria reforçado os rumores de mudanças na chefia da Polícia Civil, com o delegado-geral, Bernardino Brito Filho, sendo possivelmente substituído pelo diretor do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), Marcelo Sansão, ou pela delegada-geral adjunta, Ana Carolina Rezende.

CORPOS CARBONIZADOS NA ZONA RURAL DE ILHÉUS; SÃO 4 MORTES NAS ÚLTIMAS HORAS

Tiago foi uma das vítimas da violência em Ilhéus nas últimas horas
Tempo de leitura: < 1 minuto

Dois corpos carbonizados foram encontrados, nesta quarta-feira (4), na zona rural de Ilhéus, dentro de um veículo, que foi completamente queimado.  De acordo com a Polícia Civil,  por causado do estado dos corpos das vítimas, não é possível saber, por enquanto, se são pessoas do sexo masculino ou feminino.

Os policiais estão trabalhando em busca de informações sobre pessoas desaparecidas e veículos roubados no sul da Bahia para tentar identificar os corpos, que foram encontrados numa estrada vicinal da região do Castelo Novo. Uma equipe do Departamento da Polícia Técnica (DPT) esteve no local para remover o que restou dos corpos.

Com essa ocorrência de hoje, subiu para  quatro o número de mortos em Ilhéus em menos de 24h. Dois homens foram assassinados, na noite ontem, nos bairros do Iguape e Nossa Senhora da Vitória. Um das vítimas era conhecida como Tiago do Gás (Foto). A polícia investiga os crimes.

ENTIDADES LOJISTAS E INDUSTRIAIS COBRAM MAIS SEGURANÇA PÚBLICA EM ITABUNA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Sérgio Velanes: debater altos índices de criminalidade em Itabuna

Diante da onda de assaltos e arrombamentos registrados nas principais vias do comércio central e nos bairros da cidade de Itabuna, representantes da classe empresarial estarão discutindo, na próxima terça-feira, 18, medidas para combater tais delitos. A reunião deverá ocorrer na sede da Associação Comercial de Itabuna (ACI), às 16h30min, com a presença de autoridades municipais e da segurança pública.

De acordo com o presidente da ACI, Sérgio Velanes, o encontro é uma solicitação da Associação Comercial e Empresarial de Itabuna, Câmara de Dirigentes Lojistas de Itabuna (CDL) e do Sindicato do Comércio Atacadista e Varejista do Município de Itabuna (Sindicom).

O presidente da CDL, Carlos Leahy disse que uma atitude precisa ser adotada. “O nosso papel é a cobrança para que venha combater a prática de roubos e arrombamento, e cobrar dos órgãos uma ação mais efetiva dos poderes responsáveis”, enfatizou.

JOVEM É MORTO COM PELO MENOS 30 TIROS EM ITABUNA

Tempo de leitura: < 1 minuto

 

Pipo foi executado com mais de 30 tiros dentro do apartamento

Um homem de 24 anos teve o apartamento arrombado e foi atacado por um grupo armado, na madrugada desta terça-feira (11), no bairro de Fátima, em Itabuna. Eufrásio Júnior Silva Pinto Lages  foi morto com, pelo menos, 30 tiros de armas de diferentes calibres.

Segundo testemunhas, o ataque teria ocorrido por volta das 4h, quando Eufrásio Júnior dormia, no 1º andar, com uma jovem, que foi poupada pelos criminosos. A ação foi rápida e teria envolvido, ao menos, seis homens.

Os criminosos tiveram acesso ao interior do imóvel depois que cortaram o cadeado e arrombaram a porta. As primeiras informações são de que o rapaz já acumulava passagens pela polícia, que busca identificar os suspeitos e investiga a motivação para o crime.

ILHÉUS

As últimas horas também foram violentas em Ilhéus. Na noite de ontem, um jovem identificado como Jorge Luiz Figueredo de Jesus, foi morto a tiros, na Rua Maria Luíza, no Iguape. Ele foi perseguido e cercado pelos executores, segundo testemunhas. A Polícia Civil de Ilhéus investiga o caso.

ITABUNA REGISTRA AUMENTO DE 26,3% NO NÚMERO DE MORTES VIOLENTAS EM JANEIRO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Um dos crimes foi registrado no último dia 27, na J.S. Pinheiro

Itabuna registrou aumento de 26,3% no número de mortes violentas em janeiro deste ano em comparação com o registrado em 2019. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), foram registrados 24 homicídios em 2020 ante 19 registrado no ano passado.

A SSP-BA sustenta que não houve escalada no número de mortes violentas no município no comparativo. Por meio da assessoria, a SSP aponta que os homicídios ocorridos desde o dia 1º têm ligação com o tráfico e “serão elucidados, com os autores capturados”, informou ao PIMENTA ao ser questionado sobre os números da criminalidade no início deste ano.

IRMÃOS SÃO SEQUESTRADOS E TORTURADOS POR HOMENS ENCAPUZADOS; UMA DAS VÍTIMAS MORREU

Tempo de leitura: 2 minutos

O pedreiro Sebastião Santos não resistiu aos ferimentos

Um homem morreu e o irmão dele ficou ferido após serem torturados por mais de 1h, em uma mata no município de Eunápolis, no extremo-sul da Bahia. Ninguém foi preso. O caso ocorreu na segunda-feira (27). Segundo testemunhas, seis homens fortemente armados e encapuzados tiraram as vítimas de dentro de casa pela manhã, no bairro Vila Olímpica.

Após as buscas terem sido iniciadas, os irmãos foram localizados por volta das 17h do mesmo dia, amarrados em uma árvore aos fundos do bairro. De acordo com o depoimento do sobrevivente, eles receberam vários golpes de pau e barras de ferro.

Irmãos foram torturados com pedaços de madeira por bandidos encapuzados

O pedreiro Sebastião Santos de Oliveira, de 45 anos, não resistiu aos ferimentos. O sepultamento dele vai ocorrer na tarde desta terça (28), no Cemitério Jardim da Saudade. Já o irmão dele, o vaqueiro Geraldo Magno dos Santos de Oliveira, 39 anos, foi levado para o Hospital Regional de Eunápolis com várias fraturas. Ele passou por cirurgias ortopédicas e estaria fora de risco.

Uma das linhas de investigação da polícia é que o crime tenha sido passional, já que, no sábado, os irmãos teriam se envolvido com uma mulher em uma festa. Isso acabou gerando uma discussão com outros homens, que fizeram várias ameaças a eles. Do G1.

SUSPEITOS DE ASSALTOS SÃO BALEADOS NA J.S. PINHEIRO; UM MORREU NO LOCAL

Tempo de leitura: < 1 minuto

Duas pessoas foram baleadas na Avenida J. S. Pinheiro, em Itabuna, na tarde desta segunda-feira (27). De acordo com as primeiras informações, os  suspeitos são menores, que  haviam acabado de praticar assalto e estavam fugindo numa motocicleta, mas teriam sido perseguidos por um homem num carro de placa não identificada. Eles foram alcançado entre a agência central do Correios e uma empresa de telemarketing. Acabaram atingidos com vários disparos.

Curiosos se aglomeram em volta do corpo de menor morto

Um dos baleados foi identificado como Gabriel Nunes Silva, de 17 anos, que seria morador do bairro São Lourenço. Ele ainda teria tentado sacar a arma, mas acabou caindo da moto, que é roubada. A arma foi encontrada ao lado do corpo de Gabriel. O outro suspeito ainda tentou fugir com a motocicleta, mas acabou preso. Baleado, ele foi socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado para Hospital de Base de Itabuna. Já o corpo de Gabriel foi removido para o Departamento de Polícia Técnica.

Back To Top