skip to Main Content
22 de fevereiro de 2020 | 10:29 pm

MÉDICO ESPANCADO NO CARNAVAL MORRE EM SALVADOR

Tempo de leitura: < 1 minuto
Médico sofreu parada cardíaca

Médico sofreu parada cardíaca

A Tarde
Morreu na noite deste domingo, o médico Márcio Espínola, que foi espancado durante o Carnaval após uma tentativa de assalto. O médico estava internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Santa Izabel (HSI), e sofreu uma parada cardíaca, de acordo com informações da assessoria de comunicação do hospital. Na manhã de domingo, o paciente havia tido morte cerebral.
Márcio Espínola foi agredido quando tentava pegar um táxi no Rio Vermelho, após sair de um camarote em Ondina. Ele estava acompanhado de um amigo, quando os dois foram abordados por assaltantes que tentaram levar seus pertences. O médico reagiu à ação e levou socos e chutes na cabeça, que resultaram em um traumatismo crânio-encefálico. Inicialmente, a vítima foi socorrida para o Hospital Geral do Estado (HGE), sendo transferido em seguida para o HSI.

FIM DE SEMANA VIOLENTO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Itabuna teve mais um fim de semana marcado pela violência, com registro de tiroteios em diversos bairros. No condomínio Pedro Fontes I, um homem de 30 anos foi assassinado com cinco tiros. Ele foi identificado como Carlos Batista dos Santos, que já tinha passagem pela polícia.
Outro homicídio ocorreu no bairro Novo Horizonte. Nesse caso, a vítima foi um menor, de 17 anos, identificado apenas pelo apelido: “Besouro”. O jovem tinha envolvimento com o tráfico e também era conhecido da polícia.
“Besouro” já havia sido baleado em outra ocasião, há pouco tempo. Neste sábado, 16, acabou não sobrevivendo depois de levar vários tiros de pistola.

HOMEM É ESFAQUEADO NO CENTRO DE ILHÉUS

Tempo de leitura: < 1 minuto

A vítima da facada e o momento da prisão do agressor (imagens JBO)

Do Jornal Bahia Online
Pânico e violência registrados por volta das 3 da tarde desta quarta-feira (13) no centro Histórico de Ilhéus. Motivado por ciúmes de uma mulher, um homem esfaqueou o outro, atingindo com um profundo corte a coxa direta da vítima.
A tentativa de homicídio ocorreu no momento em que o Centro Histórico estava repleto de turistas. Durante a captura do autor do crime, um policial chegou a sacar a arma e apontar em direção do fugitivo, que foi alcançado graças a uma ação de um pedestre que passava pelo local e conseguiu desequilibrar o indivíduo, que caiu na calçada, em frente ao Teatro Municipal.
As identidades, tanto da vítima quanto do autor da facada, não foram liberadas pela polícia, mas as primeiras informações são de que os dois trabalham como motoboys. O autor do crime foi encaminhado à Dirpin para prestar depoimento.
Leia mais

PIMENTA DO DIA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Do leitor Sérgio Oliveira, em comentário à nota ADOLESCENTE É ASSASSINADA POR HOMENS ENCAPUZADOS NO SANTO ANTÔNIO

Pelo jeito, as autoridades escolheram a forma mais covarde de “combater” o tráfico, a violência, o extermínio dos jovens…
Eles estão apenas observando o “canibalismo”, onde as pessoas se matam e, ao final, irão dizer que o próprio mal se erradicou.
Não se trata isso como uma epidemia, como um problema de saúde pública, mas apenas de forma policialesca.
O “setor de inteligência” da segurança pública, do governo, é analfabeto.
Quantos jovens ainda necessitarão pagar com as suas próprias vidas para que alguma providência possa ser tomada?!?!?!
Será que uma pessoa de apenas 14 anos de idade já “escolheu” o seu caminho, já sabe realmente o que quer fazer da vida, ou estaria necessitando de orientação – que não teve – quer seja da família, de alguma entidade religiosa, ou mesmo da sociedade?!?!?!
Talvez quando vier alguma crítica mais contundente – de fora para dentro – seja de fora do Estado, ou de fora do País, alguma providência possa, finalmente, ser tomada.
VERGONHA!!!

CARNAVAL MAIS VIOLENTO

Tempo de leitura: < 1 minuto

O Carnaval de Salvador, que em tese terminou nesta terça-feira, 12, foi o mais violento dos últimos anos. Dados da Secretaria da Segurança Pública confirmam elevação de 24,4% do número de ocorrências, em relação ao ano passado.
A quantidade de infrações chegou a 815, a maioria no circuito Barra/Ondina (633). Outros 170 casos ocorreram no centro e apenas 12 no Pelourinho.
Os registros da polícia anotam 163 agressões, dois assassinatos e duas tentativas de homicídio até o final da manhã de ontem. E o número de prisões mais que dobrou. De 223 no ano passado, saltou para 576. Com informações da Tribuna.

ILHÉUS: VIOLÊNCIA ASSUSTA MORADORES DE BANCO DO PEDRO

Tempo de leitura: < 1 minuto
Vista panorâmica do povoado ilheense de Banco do Pedro (Foto José Nazal).

Vista panorâmica do povoado ilheense de Banco do Pedro (Foto José Nazal).

Os moradores do povoado de Banco do Pedro cobram a presença de policiamento ostensivo na localidade situada nos limites de Ilhéus com os municípios de Uruçuca e Itabuna. Na semana passada, homens armados invadiram um estabelecimento comercial no povoado, renderam seis pessoas e roubaram R$ 334,00 em espécie.
Nesta quarta, 6, três bandidos em duas motos espalharam o terror na localidade. Dispararam vários tiros e executaram um homem conhecido na localidade como “Bujão”. Após a execução, os bandidos fugiram tomando como rumo a estrada de acesso à Vila de Mutuns, Itabuna.

ENQUANTO ISSO, EM ITABUNA…

Tempo de leitura: < 1 minuto

bandeira-brancaO governador Jaques Wagner comemora a redução dos índices de criminalidade nas áreas cobertas pelo programa Pacto Pela Vida, que implanta um novo modelo de gestão na área da segurança, com avaliação de metas.  Em Feira de Santana, por exemplo, o resultado é vistoso, com 50% de queda do número de homicídios em janeiro.
Wagner tratou do tema no programa de rádio Conversa com o Governador, veiculado em emissoras da Bahia nesta terça-feira, 5. Ainda segundo o gestor baiano, houve queda de 16% do índice de assassinatos cometidos no mesmo período na Região Metropolitana e 9% em Salvador.
Na verdade, como são apenas os dados de um mês, não é possível saber se há consistência na redução, mas já é um alento. Só não se sabe ainda por que em Itabuna, outra grande cidade do Estado, a matança não dá trégua.

MORADORES REPROVAM "CARNAVAL" DE GLEBÃO

Tempo de leitura: 2 minutos
Festa sem segurança tirou a paz dos moradores

Festa sem segurança tirou a paz dos moradores (foto site Na Chapa Quente)

A iniciativa de promover uma festa de rua para alegrar as pessoas poderia ser algo positivo, principalmente numa cidade que há muito tempo sepultou eventos populares desse tipo. Mas a folia mambembe promovida neste fim de semana no bairro da Conceição desagradou à maioria dos moradores da comunidade, inclusive grande parte dos eleitores do vereador Glebão (PV), organizador do evento.
Um desses eleitores chateados é o radialista Luiz Fernando, que durante muitos anos trabalhou na equipe do programa “De Fazenda em Fazenda”, da Ceplac. Morador da Rua Ruy Penalva, ele  ouviu os seis tiros que mataram um homem ainda não identificado, a poucos metros de sua casa. A residência, aliás, serviu como uma espécie de prisão domiciliar para o radialista, sua mulher e seus filhos desde sexta-feira, 1º, quando começou a folia.
“Ficamos todos presos em casa, pois sempre havia alguém urinando ou usando drogas em nossa porta”, declarou o morador, que também temeu a possibilidade de sair e acabar se tornando alvo de uma bala perdida. Outras pessoas do bairro reclamaram da instalação de barracas de capeta em frente às suas residências, tirando-lhes completamente a tranquilidade e a privacidade.
“Como a Prefeitura autoriza uma festa dessa, sem nenhuma estrutura ou segurança?”, indaga Luiz Fernando. O evento tinha poucos policiais, que nada puderam fazer para evitar dois homicídios cometidos neste domingo (leia aqui). Apesar de reunir uma pequena multidão, a festa não contou com barreiras para revista em seus acessos, e muito menos com detectores de metais.
Na condição de eleitor de Glebão, o radialista disse que falaria pessoalmente com o vereador. Para ele, seu representante deve se dedicar a projetos que levem a algum benefício à cidade. “Não acho que seja prioritário fazer festa em uma cidade com altos índices de violência, como é o caso de Itabuna”, opina.

PORTEIRO DO MÉDICI É ASSASSINADO NA CALIFÓRNIA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Itabuna registrou, há pouco, o quarto assassinato em menos de 24 horas. Desta vez, o crime ocorreu na Rua Santa Maria, na Califórnia. Joselito Souza, porteiro do Colégio Presidente Médici, foi alvo de, pelo menos, três tiros.
Segundo testemunhas, os tiros foram deflagrados por dois homens que passavam pela rua em uma moto. Joselito morreu no local. Ainda não se sabe o que teria motivado o assassinado. Familiares negam qualquer relação da vítima com o crime.

ITABUNA: DOIS HOMICÍDIOS EM "CARNAVAL" DE BAIRRO

Tempo de leitura: < 1 minuto
Juliano Couto foi a primeira vítima no Carnaval do Conceição

Juliano Couto foi a primeira vítima no Carnaval do Conceição

No último dia de uma festa carnavalesca realizada no bairro da Conceição, o mais antigo de Itabuna, quem entrou na folia foi a violência. O evento, organizado pelo vereador Glaby Carvalho de Andrade, o Glebão (PV), terminou com dois homicídios, ambos cometidos neste domingo, 3.
A primeira vítima se chamava Juliano de Oliveira Couto, 24 anos, e tinha passagem pela polícia por roubo. Ele foi baleado por volta das 15 horas, quando se encontrava na porta de um bar, em frente ao Itabuna Esporte Clube. Os autores do homicídio foram dois homens que estavam em uma moto Honda CB 300.
De acordo com o site Portal Sul da Bahia, após o crime houve recomendações para que a festa fosse encerrada, o que não ocorreu. Mais tarde, às 22h40, bandidos fizeram disparos de pistola entre os foliões. Em seguida, perseguiram um homem que tentou fugir pela rua Ruy Penalva de Farias, mas acabou sendo morto a cerca de 100 metros da praça onde acontecia a festa.
O site informa que, algumas horas antes deste segundo homicídio, policiais militares haviam feito nova recomendação para que a festa terminasse, mas foram vaiados pelos foliões.
 

Back To Top