skip to Main Content
26 de novembro de 2020 | 01:35 am

BANDIDOS ARROMBAM LOJA NO CENTRO DE ITABUNA, A TERCEIRA EM 10 DIAS

Tempo de leitura: 1 minuto

Casa Fernandes foi arrombada neste domingo || Foto João Macrossul

Mais uma loja foi arrombada no centro de Itabuna. Desta vez, o alvo dos criminosos foi a Casa Fernandes, na Rua Osvaldo Cruz. A Polícia Militar foi acionada por volta das 3h40min da madrugada deste domingo (23), véspera de São João.  É o terceiro arrombamento em dez dias no Centro.

Uma guarnição foi até o local, porém não pôde averiguar, no momento, se houve furto de produtos, pois nenhum responsável pelo estabelecimento havia sido localizado.

Ainda não há informações sobre o que os ladrões levaram da Casa Fernandes, que vende joias e bijuterias. De acordo com a polícia, a viatura permaneceu na Osvaldo Cruz. A rua é mal iluminada.

AMERICANAS E SIMONETTI

Nos últimos dez dias, três estabelecimentos comerciais foram arrombados no Centro de Itabuna em ações registradas sempre na madrugada. No dia 13, criminosos arrombaram portas de entrada da Lojas Americanas, na Rua São Vicente de Paulo, usando um carro, levando quatro aparelhos de TV e outros produtos eletrônicos.

Quatro dias depois, assaltantes novamente usaram um carro para arrombar a loja de eletrônicos Philisom, na Rua Adolfo Maron. Os três estabelecimentos são próximos. Também no Centro, a Móveis Simonetti foi arrombada há menos de 30 dias. Os criminosos levaram aparelho de TV e produtos de salão de beleza. Fugiram em um carro, pela contramão, na Avenida do Cinquentenário, e dando tiros para o alto (relembre aqui).

HOMENS INVADEM APARTAMENTO E EXECUTAM JOVEM EM ITABUNA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Jovem foi executado na madrugada deste sábado

Homens amarados invadiram um apartamento num condomínio habitacional do programa Minha Casa, Minha Vida, no bairro Nova Califórnia, em Itabuna, na madrugada deste sábado (15), e assassinaram, com vários tiros, Tarcísio Nascimento Souza, de 18 anos. A execução ocorreu por volta das 2h da madrugada, no bloco 23 do Jardim América.

De acordo com a polícia, o jovem foi executado enquanto dormia, ao lado da esposa e de uma filha de três anos. Pelo menos dois bandidos participaram do assassinato do jovem. Eles estavam encapuzados, conforme relatos. A polícia ainda não tem pistas dos atiradores e investiga a motivação para o crime.

Segundo o comando da Polícia Militar em Itabuna, a vítima trabalhava em uma fábrica de sandálias no Califórnia, vizinho ao bairro onde Tarcísio morava. Ainda conforme a polícia, a família do jovem confirmou que ele tinha envolvimento no mundo do crime.

BANDIDOS IMPÕEM TOQUE DE RECOLHER NO SÃO PEDRO, EM ITABUNA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Praça do São Pedro. Bandidos impuseram toque no Bairro || Foto A Região/Arquivo

Bandidos impuseram toque de recolher no São Pedro, na periferia de Itabuna, neste domingo (9), horas depois de dois dos membros do grupo morrerem em confronto com a Polícia Militar no bairro. Comércio, bares e igrejas foram obrigados a permanecer fechados durante este domingo, conforme o Plantão Itabuna.

Os bandidos ainda foram socorridos pela polícia e encaminhados para o Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães, porém ambos não resistiram aos ferimentos. Guarnição da Ceto, da Polícia Militar, acabou acionada, por telefone, para atender a denúncia de que bandidos estavam reunidos e efetuando disparos, que continuaram assim que a guarnição chegou ao local.

MULHER MATA O ESPOSO A FACADAS DURANTE DISCUSSÃO EM ILHÉUS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Yoná reagiu a agressões matando o marido, Agnaldo, a facadas || Reprodução

Uma briga de casal terminou em morte na zona sul de Ilhéus, na madrugada deste domingo (26). Após relação marcada por agressões verbais e físicas, um final trágico: Yoná Santos matou o esposo, Agnaldo Araújo Amaral, a facadas.

A tragédia ocorreu na Rua Jasmim, no Nelson Costa. Durante discussão, Agnaldo começou a agredir a esposa, fisicamente. Na reação, Yoná desferiu vários facadas em Agnaldo.

O Samu 192 chegou a ser acionado, mas não houve tempo para socorro. Agnaldo já estava morto. A Polícia Militar chegou ao local e, logo após, a equipe do Departamento de Polícia Técnica (DPT) para fazer o levantamento cadavérico.

SUZANO: APÓS TRAGÉDIA, POLÍCIA INVESTIGA MOTIVAÇÃO E DETALHES DO MASSACRE

Tempo de leitura: 2 minutos

Polícia investiga motivação e detalhes do massacre em Suzano || Foto Rovena Rosa/Agência Brasil

Da Agência Brasil

Dois dias depois do crime que chocou o país, os investigadores buscam descobrir o que motivou e os detalhes do planejamento do massacre na Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano, na Grande São Paulo, que provocou a morte de dez pessoas, inclusive os dois atiradores, e deixou 11 feridos. Testemunhas devem prestar depoimentos, enquanto são feitas análises dos computadores, cadernos e objetos que pertenciam aos dois jovens que provocaram a tragédia.

O Instituto de Criminalística faz exame toxicológico do material orgânico dos dois atiradores. No Instituto Médico Legal (IML), os médicos legistas concluíram que Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, matou Luiz Henrique de Castro, de 25 anos, com um tiro na testa. Depois, ele se matou com um tiro na cabeça.

Equipes policiais fizeram diligências nas casas dos atiradores e em uma lan house frequentada por eles. Foram apreendidos computadores, tablets e anotações. Segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, 16 testemunhas foram ouvidas. De acordo com os investigadores, eles poderão prestar novo depoimento.

As armas utilizadas pelos atiradores – um revólver calibre 38, uma besta (arma medieval semelhante ao arco e flecha) e uma machadinha – foram apreendidas e encaminhadas para a perícia. O revólver estava com o número de série apagado.

TERCEIRO JOVEM

A Polícia Civil investiga a participação de um adolescente, de 17 anos, no planejamento do atentado na escola. O suspeito foi colega de classe de Guilherme Monteiro e teria ajudado a dupla de atiradores.

Segundo a polícia, ele estava na cidade de Suzano no momento do ataque, mas não foi até a escola. O adolescente foi ouvido pela Polícia Civil, que pediu à Vara da Infância e da Juventude a sua apreensão e espera a autorização.

Há um vídeo em que uma terceira pessoa aparece junto com os dois assassinos dias após eles terem alugado o carro usado no atentado. O aluguel do carro foi pago com cartão de crédito.

MOTIVAÇÃO

O delegado-geral da Polícia Civil de São Paulo, Ruy Pontes, disse que os jovens queriam reconhecimento dentro da própria comunidade e publicidade na mídia. De acordo com Pontes, eles pretendiam mostrar que eram tão cruéis quanto os atiradores de Columbine.

O delegado minimizou a hipótese de que um suposto bullying sofrido pelos jovens tenha motivado o massacre. No entanto, depoimentos de pessoas próximas a Guilherme Monteiro afirmaram que ele era alvo de comentários jocosos por causa de acne no rosto. Segundo relatos, o jovem fez tratamento de pele.

Nesta sexta-feira (15) deve ser publicado decreto, no Diário Oficial, que determina que, no prazo máximo de 30 dias, as indenizações serão pagas aos parentes das vítimas. Ontem (14), o governador de São Paulo, João Doria, estimou que os valores podem chegar a R$ 100 mil por família.

MASSACRE EM ESCOLA DE SUZANO (SP) DEIXA AO MENOS 9 MORTOS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Escola onde ocorreu o ataque nesta quarta || Reprodução

Cinco alunos e funcionário de uma escola estadual de Suzano, em São Paulo, foram mortos por dois jovens durante ataque a tiros dentro do estabelecimento de ensino, na manhã desta quarta-feira (13). O ataque teria durado aproximadamente 50 minutos, de acordo com relatos de alunos da Escola Raul Brasil.

Após invadir a escola, os dois alunos cometeram suicídio com a chegada da polícia. Informações ainda não confirmadas são de que o número de mortos subiu para 9.

Várias pessoas foram baleadas, mas conseguiram sobreviver. Dois homens que tentaram impedir o massacre na escola acabaram baleados pelos dois supostos alunos.

IDOSO É BALEADO AO REAGIR A TENTATIVA DE ASSALTO NA CINQUENTENÁRIO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Um idoso foi baleado ao sofrer tentativa de assalto, na Avenida do Cinquentenário, na manhã desta quinta-feira (14), em Itabuna. Carmecito Ferreira, de 63 anos, reagiu a tentativa de assalto, quando o criminoso tentou tomar o carro da vítima. O crime ocorreu nas proximidades do Hotel Odete e do cruzamento com a Avenida Amélia Amado.

O assaltante estava numa moto e atirou na vítima, atingindo um dos dedos da mão do idoso. Carmecito foi socorrido e levado para o Hospital de Base de Itabuna. Após ser medicado, dirigiu-se ao Complexo Policial para registrar a ocorrência, segundo o SportNews. O atirador ainda não foi identificado nem preso.

BANDIDOS INVADEM LAVA A JATO E ROUBAM 3 VEÍCULOS EM ITABUNA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Três ladrões invadiram um lava a jato, na tarde de ontem (30), no centro de Itabuna, e roubaram três veículos. Com armas em punho, os criminosos entraram no estabelecimento e roubaram um VW Spacecross, um Mitsubishi Pajero e uma moto Honda 150.

O lava a jato funciona na Rua Ruy Barbosa, próximo ao Zildolândia. Dos veículos roubados, dois são de clientes e a moto pertence ao dono do estabelecimento, informou a Polícia Militar.

O proprietário foi orientado por policiais militares que atenderam a ocorrência a prestar queixa na delegacia de polícia civil. Até o início da manhã de hoje, não havia informação de paradeiro dos veículos e dos criminosos.

POLICIAL TEVE CORPO MUTILADO ANTES DE SER MORTO POR TRAFICANTES EM SALVADOR

Tempo de leitura: 2 minutos

PM sofreu tortura e teve corpo mutilado antes de ser morto por traficantes

“O que fizeram com ele não se faz nem com um gado de abate”. A frase é de um amigo do policial militar Gustavo Gonzaga da Silva, 44 anos, assassinado na madrugada do sábado (9) por traficantes no bairro da Santa Cruz, em Salvador.
Gonzaga estava voltando para casa depois do trabalho e dava carona para um amigo de infância, identificado como “Jai”, quando foi abordado por três traficantes. Os autores do crime foram identificados como Choquito, Keka e Leno.
O PM foi torturado e teve o corpo mutilado antes de ser morto pelos criminosos, informa o Correio24h. Gonzaga ainda recebeu vários tiros na cabeça. “Eu nunca vi isso. Tem gente que tá há mais de 30 anos na polícia e nunca viu alguém ser morto dessa forma”, diz um colega do policial.
Os autores do crime chegaram a arrancar o coração da vítima e deixaram o órgão na região do Nordeste de Amaralina, em uma localidade conhecida como Boqueirão, a mais de 1 km onde Gonzaga foi morto.
‘Jai’, que estava com Gonzaga, teria fugido no momento do crime e ainda não apareceu para prestar depoimento. “Era uma grande amigo dele, a família toda conhece. Ele que tava junto. Ele tem que falar”, diz um familiar do policial.
“O cara sumiu. Abriu um buraco no chão e desapareceu”, reclama um amigo da vítima, que não aponta Jai como participante do crime, mas quer que ele preste depoimento. “Está tudo muito estranho”. Mesmo questionando o sumiço, amigos e policiais militares ouvidos pelo CORREIO acreditam que Jai não participou do crime.

Leia Mais

CORPO DE MUNIZ É VELADO NO SAF; ONG COBRA APURAÇÃO RIGOROSA DE ASSASSINATO

Tempo de leitura: 2 minutos

Corpo de Muniz será enterrado em Itabuna nesta terça

O corpo do ex-assessor parlamentar Antônio Muniz está sendo velado no SAF, em Itabuna, e deverá ser enterrado nesta terça (5), às 10h, no Cemitério Campo Santo. Muniz tinha 49 anos e foi assassinado no final da noite deste domingo (3), no Semianel Rodoviário, próximo ao Condomínio Jardim América.
O corpo estava ao lado do carro da vítima e apresentava sinais de estrangulamento, de acordo com a Polícia Militar, que foi comunicada por volta das 22h50min de ontem, de acordo com o comandante do 15º Batalhão da PM, Daniel Riccio. Nenhum suspeito havia sido preso até esta noite de segunda.
De acordo com testemunhas, Muniz estava em um forró promovido por uma emissora de TV local, na Avenida Manoel Chaves (Kennedy), ontem à noite, de onde saiu com destino à residência, no Jardim América. O ex-assessor pode ter sido morto por uma pessoa a quem ele deu carona.
Muniz era figura querida tanto no meio político, quando assessorou por vários anos o ex-vereador Roberto de Souza (PSD) e continuou com ele, agora sendo produtor do Programa Resenha da Cidade, antes apresentado na Difusora e hoje na Rádio Nacional. Em 2016, Muniz também foi assessor da Prefeitura de Itabuna.
ONG COBRA APURAÇÃO RIGOROSA E JUSTIÇA
Antônio Muniz também foi fundador e era membro da ONG Acari. A instituição emitiu nota lamentando a morte do administrador de empresas. A ONG cobrou “apuração rigorosa” e informou que os seus membros estão “acompanhando o caso, para que os autores sejam devidamente punidos”.
Os dirigentes da ONG Acari também lembram do cidadão e do profissional Muniz. “Vítima da crescente onda violência urbana que grassa em nosso município, Muniz foi um cidadão que – como líder estudantil, assessor parlamentar, servidor municipal e produtor radiofônico – pregou a solidariedade, o valor da dignidade humana e o respeito ao semelhante; fez da atividade profissional instrumento de transformação social e lutou por uma Itabuna mais justa, igualitária e fraterna”, manifestou-se a diretoria da Acari, por meio de nota

Back To Top