skip to Main Content
21 de junho de 2021 | 02:25 pm

MORADORES DO FÁTIMA E MONTE CRISTO DENUNCIAM CRIADOUROS DA DENGUE

Quintal abandonado causa preocupação no Fátima e Monte Cristo
Tempo de leitura: < 1 minuto

Moradores dos bairros Monte Cristo e Fátima estão revoltados com o descaso de um proprietário de um imóvel nas imediações do número 60 no limite das Rua I com a Quintino de Menezes. O quintal da casa está tomado pelo mato, resto de construção, fogão velho, geladeira e outros eletrodomésticos.

De acordo com vizinhos do imóvel, no terreno também existem dois enormes buracos cheios de água parada, potenciais criadouros do Aedes Aegypti, mosquito transmissor de doenças como dengue, chikungunya e zica. Os buracos foram abertos em um trecho onde deveria ser parte da rua.

Os vizinhos relatam que o proprietário desistiu, por enquanto, de construir uma casa no “meio da rua”, mas a cerca de arame farpado segue instalada em um trecho da área pública. Eles relatam que a obra foi suspensa por fiscais da Prefeitura de Itabuna, mas nenhuma medida foi adotada para que a cerca fosse colocada no lugar correto.

Aedes aegypti põe seus ovos em recipientes como latas e garrafas vazias, pneus, calhas, caixas d’água descobertas, pratos sob vasos de plantas ou qualquer outro objeto que possa armazenar água da chuva. O mosquito pode procurar ainda criadouro naturais, como bromélias, bambus e buracos em árvores.

VITÓRIA DA CONQUISTA TEM 2,5 MIL NOTIFICAÇÕES E 300 CASOS CONFIRMADOS DE DENGUE

Vitória da Conquista tem mais de 700 casos confirmados de dengue
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Secretaria de Saúde de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, confirmou, nesta segunda-feira (25), a notificação 3.342 casos suspeitos de Dengue, Zika e Chikungunya, doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti.  Foram confirmados 319 casos de dengue e duas mortes causadas pela doença, no período de 1º de janeiro a 22 de maio.

Até o momento, além dos 319 casos confirmados de dengue, 61 foram descartados, 416 apresentaram diagnóstico inconclusivo em relação à doença e duas moradores do município morreram. Elas tiveram dengue hemorrágica. Já foram notificados, até agora, 2.560 casos suspeitos de dengue no município e 1.762 pacientes ainda aguardam resultado laboratorial.

CHIKUNGUNYA E ZICA

Com relação a Zica, dos 481 casos suspeitos notificados, três pessoas tiveram resultados confirmados laboratorialmente, 38 foram descartados e 71 apresentaram diagnóstico inconclusivo. Outras 369 pessoas notificadas com suspeita aguardam resultado laboratorial.

No caso da Chikungunya, foram notificados 301 casos suspeitos, sendo três casos confirmados laboratorialmente e 298 que ainda aguardam resultado de exames.

Em caso de sintomas de febre, dores articulares, dores abdominais e ao redor dos olhos, diarreia ou a presença de manchas avermelhadas pelo corpo, a pessoa deve procurar atendimento médico na unidade de saúde mais próxima de casa, onde será feita a notificação, orientações de cuidado e solicitação de exames de sangue específicos para detecção da Dengue, Zika ou Chikungunya.

A amostra é enviada ao Lacen Estadual, em Salvador, que realiza o exame laboratorial e dá um prazo de, no mínimo, 30 dias para divulgação do resultado – a demora na análise é justificada pelo atual cenário de pandemia do novo coronavírus que tem sobrecarregado o serviço.

ZIKA FAZ MONTADORA MUDAR NOME DE CARRO

Tempo de leitura: < 1 minuto
Tata Motors lançaria carro com nome semelhante ao de vírus (Foto Divulgação).

Tata Motors lançaria carro com nome semelhante ao de vírus (Foto Divulgação).

A Tata Motors decidiu mudar o nome do carro Zica, lançamento mundial, por causa da semelhança com o vírus que está fazendo milhares de vítimas no Brasil, o zika. “Em solidariedade com as dificuldades causada pelo recente surto do vírus zika em muitos países, a Tata Motors, como uma empresa socialmente responsável, decidiu renomear o carro”, informou em nota. O modelo da montadora indiana tem como garoto-propaganda o craque argentino Leonel Messi.

O vírus é apontado como principal indutor do aumento de casos de microcefalia no Brasil. A previsão da Organização Mundial de Saúde (OMS) é de que até 4 milhões de pessoas sejam infectadas pelo vírus zika somente no continente americano. Itabuna já vive surto epidêmico do zika, transmitido pelo mesmo mosquito da dengue, o Aedes aegypti. Com informações da Folha.

Back To Top