WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba



policlinica





setembro 2010
D S T Q Q S S
« ago   out »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

editorias





itao




PROTESTO PARALISA UNIME E INTERDITA AVENIDA

Protesto reuniu centenas de alunos na guarita do campus 2 (Foto Pimenta na Muqueca).

Polícia foi chamada para conter os ânimos e liberar tráfego na avenida (Foto Pimenta).

Centenas  de alunos da Unime/Itabuna encerraram há pouco um protesto de cerca de três horas contra o fim dos descontos no pagamento de mensalidade e das bolsas para os universitários. Eles fecharam o acesso ao campus 2 da faculdade e interditaram a avenida José Soares Pinheiro, sentido bairro Lomanto-centro, com a formação de barreira humana e colocação de pneus.

A revolta dos estudantes começou com a decisão da nova gestora da Unime, a Kroton, de não mais conceder desconto sobre o valor da mensalidade para quem paga até o dia do vencimento ou para alunos funcionários de empresas conveniadas. Os descontos variam de 10% a 30%.

A direção da faculdade em Itabuna disse que não estava autorizada a falar sobre o corte dos descontos e das bolsas e o protesto dos alunos. Seguranças foram postados para impedir o acesso à direção da instituição de ensino superior.

A Unime tem cerca de 3 mil alunos no campus itabunense. Os protestos dos estudantes também foram para assegurar a continuidade das linhas de crédito educativo.

O estudante Luiz Fernando Menezes disse que a faculdade, após os protestos, voltou atrás e decidiu manter os descontos da administração dos antigos controladores da Unime/Itabuna. “Eles relutavam em conceder os descontos previamente estabelecidos”. Os benefícios serão mantidos, pelo menos, para este semestre.

Atualizado às 10h

Viatura tenta liberar pista da J.S. Pinheiro (Foto Pimenta).

17 respostas para “PROTESTO PARALISA UNIME E INTERDITA AVENIDA”

  • Joel says:

    Ontem eu fiz um comentario dessa casinha que se titula Faculdade é uma vergonha vamos la Pimenta na Muqueca vamos agir contra eles.

  • Laiane says:

    NÃO QUEIMAMOS PNEUS!!!
    FOI UM PROTESTO E NÃO VANDALISMO.

  • João Mangão says:

    Existe um movimento interno orquestrado por uma diretora que pretende desestabilizar o Diretor Geral.
    Cerca de duas semanas atrás essa diretora provocou e coordenou dois encontros para “unir” os coordenadores de curso de modo que pudessem reclamar da Direção Geral.
    Agora ela incitou alguns alunos “chave” para eles se “unirem” e realizarem essa paralização Geral.
    Cuidado meus queridos alunos! Vocês estão apenas servindo de ferramenta para essa senhora assumir a vaga do Sr. Alfredo.
    Não estou, com isso, querendo defender ninguém. A questão não é saber se vai ficar melhor (ou pior), mas mostrar como ela manipula as pessoas e se aproveita das situações demonstrando a mais completa falta de ética.

  • biguestressado says:

    desde quando se interdita uma pista de rolamento, é vandalismo.
    os motoristas que ali transitam, não teem nada a ver com o pro
    testo de estudantes, professores ou coisa assim. precisamos dar
    um basta nisso.trasitando por alí tem motoristas com horários
    marcados e coisas parecidas.
    acho isso um absurdo. já fui prejudicado várias vezes por essas
    irresponsabilidades de alunos e professores, inclusive na ilheus
    itabuna por causa da UESC.

  • Natanael says:

    Isso se da pela falta de investimentos do governo em faculdades publicas na nossa região… por isso esses valores absurdos nas mensalidades das faculdades particulares

  • Discente says:

    Motoristas de ônibus, param de trabalhar por semanas, médicos, fazem greve, forum para durante meses, justiça do trabalho para durante meses, segurança pública para, é a maneira deles protestarem. E nos ficamos prejudicados também e entendemos que é para uma melhora ou por uma causa ou ideal. Da mesma maneira usamos este protesto, que não é vandalimo. não quebramos, não batemos.

  • Glesley Victor says:

    Falta de respeito e irresponsabilidade é não reinidicar seus direitos e palhaçada é reclamar disso, pelo mesmo o Brasil, só anda pra trás com gente sem vontade de correr atras de seus objetivos…

  • Ana says:

    Verdade concordo que os motoristas, que passam por ali não têem nada haver, mas infelizmente não sei se recordam estamos no Brasil e as coisas por aqui só funcionam assim.. Bem como a População não tem nada haver quando os motoristas de ônibus param para cobrar aumento de salário,e não pagamos por isso? Ou os policiais entram em greve, ou o INSS, ou qualquer instituição do tipo,não pagamos por isso? O protesto feito pelos estudades foi pra reevindicar seus direitos, mediante o descumprimento do contrato.. Não posso afirmar se o objetivo do Protesto é ou pretente ser para afetar de alguma forma o novo reitor, ou muito menos pra beneficiar outra pessoa; O fato é que os estudadtes foram afetados e por isso se uniram para lutar pelo mentimento dos descontos… Diante disso Concluo Prabenizando os estudantes pelo protesto, e pela suposta Vitória,só nós sabemos a dificuldade que passamos pra pagar em dias nossas mensalidades e quanto é significativo pra nós os descontos; Aos Motoristas não se caberia pedir que compreendam, talvez se os Senhors se colocassem em nosso lugar entenderiam a situação.. a Imprenssa Obrigada pelo trabalho, e Fiquem em alerta porque muita coisa ainda pode acontecer…

  • Bi says:

    Parabens aos alunos da Unime, desse jeito e que tem que ser reenvendicado os direitos com protesto e sem violencia.

  • Ceceu says:

    Amigos, não é de hoje que para se conseguir algo necessite interferir na rotina da coletividade, Não se estresse pelos fechamentos de aveninas, br’s ou algo mais, pois é justamente por deixarmos de lutar por nossos direitos que o Brasil está como esta, enquanto o povo não tomar consciência de que somos os mais prejudicados, nada irá mudar, por isso estamos na faculdade, tentando não só uma carreira profissional, mas, tentando mudar idéias de pessoas que somente reclamam diante da televisão e nada fazem para mudar a realidade do nosso país. Nós, alunos da Unime, lutamos por algo que nos fôra tirado, e através de uma manifestação PACIFICA, EDUCADA E COM RESPEITO AO PRÓXIMO, estamos prestes a conseguir.

  • gregoriomatu says:

    PARA O BIG ESTRESSADO AÍ DE CIMA ::: VCS MOTORISTAS , PARAM A CIDADE DIRETO, PREJUDICANDO OS TRABALHADORES, QUE TAMBEM NAO TEM NADA HAVER COM SEUS PROBLEMAS DE SALARIO COM SEUS PATRÕES!!!
    VÁ BATER SEU VOLANTAO MESMO SEUS EGOÍSTA!!!
    AÍ O MACACO NAO OLHA PRO PRÓPRIO RABO NÉ???
    CULPE SEUS PATRÕES PELO SEU NIVEL DE STRESS!!! É ELE QUE TE EXPLORA !!!
    CUIDADO COM O ATAQUE CARDÍACO VIU FILHO!!!???

  • Marcia says:

    Valeu estudantes da Unime, tem que ser assim mesmo, todos tem que lutar pelos seus direitos.

  • Em nome dos ALUNOS says:

    Eramos felizes na época da FACSUL e não sabiamos! O que está acontecendo com esta faculdade? É um passa repassa de dono que ninguém (alunos e funcionários) não entendem. E isso, sempre com promessa de melhora, no entanto,nada vem para melhorar o lado de quem paga (e paga muito caro) para ter uma profissão(alunos),nem para quem dedica parte do seu tempo trabalhando lá (funcionários no geral).
    Inclusive os funcionários vivem com medo de serem demitidos a qualquer momento, por que é um tal de corte de funcionário todo mês. Já os alunos ficam também sempre na tensão de: o que será que vai acontecer agora? O que vai mudar desta vez? Será que vamos ter muitas mudanças? Tudo isso por conta dessa falta de respeito com os acadêmicos,essa falta de comunicação com tal. E tantas mudanças (FACSUL-UNIME-KROTON). Como na época da FACSUL era bom,os diretores estavam lá,tinha contato direto com o alunado,sem contar que era um diretor para cada necessidade.Tinha a disposição de atender e entender cada caso de aluno que chegava para eles, e ainda pagavam melhor os seus funcionários,com uma carga horária de trabalho invejável, eles investiam na faculdade,tudo para melhorar e agradar as pessoas que pagam pelo ensino da instituição.
    E agora GRUPO IUNI -KROTON, seja lá o que for! Cadê as melhorias? Até os descontos que com certeza os alunos que têm só cursam por conta disso vocês querem tirar! E o respeito,comprometimento,ficam aonde? A faculdade é formadora de bachareis em DIREITO, e não conhece os DIREITOS? Ou será porque vocês realmente não sabem o que é respeito?

  • Alunos indignados says:

    Essa movimentação foi valida para mostra as responsabilidades dessa faculdade, sempre conversei com alguns funcionários sobre suas aparências cansadas, muitos me disseram que trabalhão praticamente 10 horas por dia e ganham muito mal, sabem que a culpa não são dos alunos, mais alguns são muitos grossos e agressivos. Pessoal temos que saber quem reclama eles não tem culpa dos desmandos dos poderosos vamos pensa no lado deles também, não e fácil trabalha 10:00 horas por dia ganhando muito mal, muitos ali são bem qualificados, graduados e pós-graduados, trabalham ali pois precisa, igualmente a nos, não estou aqui tentando justifica nenhuma forma de mal atendimento de alguns mais muitos, que já presenciei muitas vezes o funcionário tratando muito bem o alunos, e sendo humilhando, pois eles não tem culpa de um péssimo sistema e de dependerem de Cuiabá essa tal.

  • TÁRCIO RAMOS says:

    vergonha… vou mudar semestre que vem pra FTC… JA TO VENDO TUDO…
    alem de diminuir a quantidade de turmas da faculdade, onde semestres que tinham 3 turmas hoje t^em 2, e os que tinham 2, hoje tem 1… deixando assim as turmas com uma quantidade de alunos pouco desejada… e de ter aumentado o valor da mensalidade, tiram os descontos sem nem avisar… e pra piorar, no outro dia, distribuíram um informativo, onde logo no primeiro parágrafo, desmotiva e aumenta a descrença na instituição, onde afirmam que o proposito da faculdade é “continuar a manter o dialogo aberto e transparente com os alunos”…
    faça-me um favor viu… quanta SAFADEZA!! quanta demagogia…
    sou aluno de direto, sexto semestre!!!
    eu “boto a cara”

  • aluno dos inferno says:

    Vamos deixar essa faculdade!

  • Alex says:

    Para o bigestressado.
    Isso não é irresponsabilidade! É sabido que no Brasil para ser ouvido é preciso aparecer e foi o que fizemos. Você precisa antes de mais nada se colocar no nosso lugar, se você estava transitando por ali é sinal de que já tem a vida ganha, o oposto da nossa condição.

Deixe seu comentário






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia