WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










setembro 2012
D S T Q Q S S
« ago   out »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

editorias





itao




WAGNER FALA DE GOVERNO, ELEIÇÕES E MENSALÃO E DIZ QUE A “VEJA VIROU PARTIDO POLÍTICO”

Governador durante inauguração de base comunitária em Itabuna (Foto Pimenta).

O governador Jaques Wagner esteve no final de semana em Itabuna, onde inaugurou a primeira Base Comunitária de Segurança no interior da Bahia. A base de segurança é aposta para redução dos índices de criminalidade em áreas onde há domínio do crime.

Após a inauguração no Monte Cristo e entrevista ao Alerta Total, da TV Cabrália, o governador concedeu entrevista ao PIMENTA. O mandatário baiano falou de greves no funcionalismo, gestão pública, eleições e reflexos eleitorais do julgamento do Mensalão, no Supremo Tribunal Federal (STF). Wagner fez crítica à Revista Veja pela postura de “partido político” assumida pela publicação da Editora Abril.

O governador também abordou o processo eleitoral na Bahia e ainda vê a disputa embolada em Itabuna. Ele afirmou que, na reta final, poderá vir a Itabuna apoiar o candidato da base aliada que estiver melhor posicionado – Vane do Renascer (PRB) ou Juçara Feitosa (PT).

PIMENTA – Quais os resultados já obtidos com as Bases Comunitárias nas áreas onde foram instaladas?

JAQUES WAGNER – A depender do tempo de instaladas, os índices de criminalidade apresentam redução de 40% a 50%. Na área do Calabar [Salvador], tivemos período longo com zero homicídio e as bases têm se mostrado a melhor política, mas é óbvio que não vamos colocar bases em todos os bairros, todo interior, mas as colocamos em cidades com índices elevados, como é o caso de Itabuna. Semana que vem estou indo a Feira de Santana, tem uma projetada para Porto Seguro, é uma política de instalar em bairros onde existe o tráfico conflagrado.

O governo fez opção de instalar a Base Comunitária numa área de quadra poliesportiva. Não há uma incoerência governamental entre discurso e combate ao crime?

Na verdade, foi demandado à prefeitura o oferecimento de um terreno. Também acho que é ruim suprimir uma quadra de esporte para colocar uma base comunitária, que é bem-vinda. A unidade nossa é provisória, mas o terreno ao lado [da quadra] é que será usado.

Existem demandas no sul da Bahia, como a duplicação da rodovia Ilhéus-Itabuna . Quando esta obra vai sair?

A duplicação ficou a cargo do governo federal . O Derba [órgão estadual] já entregou o projeto ao Dnit e está sendo adequado pelo Ministério dos Transportes. O dinheiro está reservado dentro do PAC II. É o Dnit terminar o projeto, sair a licença ambiental e fazer a obra. Eu tenho convicção de que a gente consegue começar essa obra no primeiro semestre de 2013.

______________

Com a aproximação da eleição, se um candidato da base estiver disputando com o adversário, no caso de Itabuna é com o DEM, a gente pode vir para reforçar.

______________

Falando de eleições, como se posicionará em Itabuna, onde a base tem dois candidatos?

Para não ser desleal, a minha postura é sempre ficar equidistante onde temos dois candidatos e estes participaram da minha campanha [em 2010]. Com a aproximação da eleição, se um candidato da base estiver disputando com o adversário, no caso de Itabuna é com o DEM, a gente pode vir para reforçar. Por enquanto, há a informação de que a disputa está embolada e eu estou me mantendo distante não só aqui como em todos os lugares. Sou do PT, mas sou de uma coligação. Então, se existem dois candidatos da base, a gente mantém essa distância.

Qual o mapa eleitoral que o governo projeta para este ano?

A projeção que temos é de que, dos 417 municípios, faremos 320. Gente mais otimista fala em 330. Eu boto 320, o que já seria um número bastante representativo, ficando perto de 100 com a oposição, mas ressalvando alguns municípios, pois o PMDB é parte do governo da presidenta Dilma e oposição ao governo estadual, mas não há “interdição” de alianças. Tem prefeitura que vai ser ganha pelo PMDB, mas com o apoio de gente nossa e do PT. E tem lugares onde o PT deve ganhar com o apoio do PMDB. Mas eu diria que, na minha base, estaremos acima de 320 prefeituras.

______________

Nelson Pelegrino tem crescido bastante e o candidato do DEM, na minha opinião, vem perdendo fôlego.

______________

E Salvador?

Nelson Pelegrino tem crescido bastante e o candidato do DEM, na minha opinião, vem perdendo fôlego. Em Feira, a eleição é dura, mas a reação de [Zé] Neto é muito boa. Já em Vitória da Conquista, Guilherme Menezes está bem. Aqui em Itabuna, como já disse, está embolado e em Ilhéus nós temos dois candidatos da base, assim como em Barreiras. Então, acho que o resultado vai ser bastante positivo.

Nacionalmente, qual será o impacto do Mensalão para o projeto eleitoral do PT?

Eu estava dizendo que houve julgamento do povo. O episódio do Mensalão já foi público. Em 2005, 2006, teve gente cassada ou que renunciou para não perder o mandato… Na minha opinião, o impacto maior se deu naquela época. Nós já tivemos as eleições de 2006, 2008 e 2010. Algumas pessoas se desestimularam em relação ao PT, mas, pelo desempenho nas eleições, eu diria que não foi um golpe como a oposição gostaria que fosse. Até porque, se o PT tem erros, e seguramente tem, os outros não estão isentos.

Os reflexos hoje seriam menores?

A população não é mais ingênua. Sabe que fazer o discurso da moralidade é fácil, mas teve, por exemplo, o episódio do Mensalão do DEM, com gente filmada colocando o dinheiro no bolso e por aí vai. E o PSDB, também [Minas Gerais]. Então, eu não gosto de generalizar. Seguramente, não somos um partido dos santos, mas de homens e mulheres, como todos são, com erros e acertos. Agora, alguém tentar posar de partido dos santos, de partido detentor da moralidade absoluta acaba soando como mentira para a população. Então, algum impacto acho que tem, mas não estou sentindo, pelo menos por onde tenho andado.

E na Bahia?

É óbvio que não tenho andado por outros estados, mas não estou sentindo isso.

______________

Eu digo sempre que com o pecado do pecador o povo já se acostumou. O pecado do pregador assusta muito mais. Quando acontece alguma coisa com alguém do PT, vira escândalo.

______________

O senhor esteve em São Paulo em apoio a Fernando Haddad. Lá, o senhor não sentiu?

Algum reflexo tem, é óbvio. Eu digo sempre que com o pecado do pecador o povo já se acostumou. O pecado do pregador assusta muito mais. Como nós sempre pregamos a moralidade e o bom uso do dinheiro público, quando acontece alguma coisa com alguém do PT vira um escândalo. Por quê? Porque somos pregadores do bom uso do dinheiro público. O episódio foi em 2005, há o julgamento e a postura de condenação. Agora, não acredito que isso vá ser… Vamos ver em São Paulo, onde o Haddad está crescendo, o Russomano está consolidado na primeira posição. Espero que [no segundo turno] dê Russomano e o Haddad, mas vamos esperar mais um pouquinho.

E o que muda com o envolvimento do nome do ex-presidente Lula, segunda a Veja?

Olha, a Revista Veja, ultimamente, tem se transformado quase que num partido político, como já aconteceu em outros países democráticos como Inglaterra, Estados Unidos. Alguns órgãos de imprensa esquecem de que a imprensa tem direito a ter sua opinião – e nós defendemos a liberdade de imprensa, mas tem momentos que ela assume uma posição e se contamina até diante da sociedade. A tentativa, na minha opinião, é absurda. Eu fui ministro que cuidava de toda aquela questão à época do Mensalão. Eu era o articulador político do presidente Lula… No dia que estive em São Paulo, estava saindo a revista e eu disse “posso garantir que o presidente nunca se encontrou com Marcos Valério nem no Palácio do Planalto nem no Alvorada ou na Granja do Torto”.

Mas a pressão é grande.

Essa tentativa [de envolver o ex-presidente Lula] já foi rechaçada no começo pelo Supremo. É tentativa de contaminar uma pessoa que, para tristeza das oposições, continua morando no coração de 80% dos brasileiros, pelo trabalho que ele fez. Mas não acho que isso vá prosperar. Insisto que é falta de argumento da oposição e aí tenta bater só nessa tecla. O povo ouve a palavra, mas julga pela ação. Creio que a ação do PT ao longo desses anos, seguramente, não é perfeita, mas a gente tem feito processo de prosperidade bastante grande no Brasil e na Bahia.

O senhor sempre foi visto como homem do diálogo e oriundo da base sindical. Por que se enfrentou duas greves duras só neste ano, principalmente a dos professores, que foi a mais desgastante e longa?

A greve da Polícia Militar, na verdade, tinha uma agenda nacional, que era a PEC 300. Então, iniciou-se um processo de greves em outros estados e chegou na Bahia e tomou contornos inaceitáveis e violentos. Graças a Deus, superamos aquela fase. Fizemos uma oferta salarial à Polícia Militar que começa a ser cumprida agora em novembro.

______________

Os negociadores do meu lado e do lado dos professores não exercitaram bem o que é sagrado – a mesa de negociação e o diálogo – e a greve acabou adentrando por uma conotação de politização.

______________

E na greve dos professores?

No caso dos professores, considero que houve erro de parte a parte na mesa de negociação. Os negociadores do meu lado e do lado dos professores não exercitaram bem o que é sagrado – a mesa de negociação e o diálogo – e a greve acabou adentrando por uma conotação de politização. Só lembrar que, seguramente, não sou governador da Bahia duas vezes, deputado três vezes e ex-ministro do presidente Lula por que seja burro. É óbvio que se num ano eleitoral eu pudesse alargar os proventos do funcionalismo público para estar em cada canto com gente satisfeita… Eu tenho limite e tenho que governar dentro da responsabilidade fiscal. Eu só quero lembrar, sem voltar a esse debate, que nós fizemos e vamos completar em março 53% de ganho real sobre a reposição da inflação. Houve desgaste, mas ele vai sendo superado. O governo não é julgado só por esse episódio. É julgado pelo conjunto da obra de cinco anos e meio. Graças a Deus, a gente tem avaliação bastante positiva da população.

Só que as pesquisas ainda apontam desgaste.

Não, você está falando da pesquisa de Salvador. É que o povo tem a mania de pegar pesquisa de Salvador.

Nos maiores centros, como Itabuna, também ainda há reflexo.

Em Feira de Santana virou completamente. Pode não ser igual às outras cidades do interior, mas a avaliação é positiva. Inclusive, em Salvador a regressão da desaprovação já é bastante grande e a gente já tem aprovação superior a não-aprovação. Salvador foi o grande foco da greve dos professores. Mas em época de eleição as coisas são… (pausa)

Mais acirradas?

(…) Mais acirradas e ninguém [da oposição] vai falar das bondades. Mas sou pessoa tranquila. Vou dar o exemplo de Salvador [em relação a pesquisa]: tinha gente comemorando antes da hora e me parece que a festa não vai ser como eles estavam imaginando. Vamos aguardar porque, pelas pesquisas, eu não iria nem para o segundo turno em 2006 e acabei ganhando no primeiro. Achava impossível ganhar do primeiro turno em 2010… Não falo isso com arrogância, mas como recomendação porque pesquisa é fotografia do momento. Eu acabei de ouvir do diretor da própria rede aqui [Marcelo Almeida, da TV Cabrália] que as coisas mudam com muita rapidez em Itabuna. Em São Paulo, todo mundo achava que Celso Russomano (PRB) ia cair [nas pesquisas]  com duas semanas de televisão. Consolidou em 35% e está todo mundo agora batendo perna, não entendendo o que está acontecendo. Então, vou continuar com minha humildade. Evidente que eu sei os problemas que o governo tem, mas também eu sei das entregas que a gente fez e não são poucas, e o povo julga pelo conjunto da obra.

23 respostas para “WAGNER FALA DE GOVERNO, ELEIÇÕES E MENSALÃO E DIZ QUE A “VEJA VIROU PARTIDO POLÍTICO””

  • Sergio Oliveira says:

    O Governador deveria trabalhar mais e falar menos!

    E por isso que ele esta sendo derrotado em todo o estado!

    E vai ser pior ainda em 2014!
    INUTIL!

  • Ana Santos says:

    Esse Governador é cara de p.., mais como ele tá precisando de palanque, fica prometendo tudo, só que o povo de Itabuna, como policiais militares, professores estaduais e a população vai dar o troco agora, não elegendo os partidos da base aliado, como Juçara e Vane, e vamos ficar de olho no voto amigo.

  • Roberto Mota says:

    Acho que o calor de Itabuna fez mal à cabeça desse beócio.A impopularidade em níveis estratosféricos,e ele dizendo que seu “grupo político” irá fazer 320 prefeituras?Ah tá..

  • To de olho says:

    Petista não gostam da revista Veja agora que coloca declarações de Marcos Valério informa que Lula so não sabia de tudo como era ele próprio quem ditava as ordens para seus asseclas. Roubar era um mal menor, era tudo em nome da causa petista, o objetivo teria que ser pago com dinheiro publico, mas claro o objetivo era manter a companheirada 20 anos no poder, no minimo. Mas não deu certo, Jeferson resolveu denunciar o esquema tudo foi por água abaixo, Delubio tinha tanta certeza que sairia ileso que afirmou que tudo acabaria como uma dança no salão. Mas parece que não está dando certo , o PT já está preocupado em ver figuras com Delubio, Dirceu, João Paulo indo direto para a penitenciaria da Papuda. Que chato né, os homens bons do petismo que tanto se preocupavam com o “bem do povo” vão direto pra cadeia, bem, lá é mesmo o lugar apropriado para bandidos. O Lula por enquanto não disse nada sobre sua participação nesta roubalheira, vamos aguardar, o PT ainda tem muito que explicar.

  • RSouza says:

    Esse carioca é muito cara de pau, deixou Itabuna à deriva por questões políticas e agora vem dá uma de grande governador. Espero do fundo do meu coração que o povo mais uma vez dê o troco a esse farsante.

  • Duda says:

    Eu tenho ouvido desde menino que a honestidade, o zelo pelo dinheiro publico e a transparência são pilares fundamentais de um estado democrático e deveriam ser seguidos rigorosamente pelos governantes. Se existem denuncias ou duvidas, é de bom senso apoiar que se investigue e esclareça. Não depende da visão ideologica do partido que estiver no governo. Afinal, nenhum partido detém a exclusividade da virtude como alguns pensam.
    Ao se explanar sobre o tema mensalão e as denuncias de Marcos Valerio publicadas na Veja, o governador não nega a veracidade das mesmas. Acredito que ele deveria defender uma investigação profunda para demostrar que o seu Jefe está limpo nessa historia. Ele fez foi jogar a bola para fora.
    O governador da Bahia é um ´politico experiente, calejado, possui virtudes e historia politica. Porém, se vamos a avaliar sua obra como governador, fica a dever na nossa região, e muito, ao meu ver pelo menos.
    Quando questionado objetivamente pelo blog sobre a duplicação da estrada, ele joga a bola para escanteio, não é mais com ele. Nisso ele è craque. Basta lembrar que ele já anunciou a assinatura da ordem de serviço da duplicação para Agosto de 2012, durante as comemorações do centenario de Jorge Amado. Salvo engano, no centenario de Jorge Amado o governador nem apareceu por aqui.
    É bom lembrar também que ele anunciou, o governador, que o Inicio das obras da Ponte Ilhéus-Pontal aconteceria ainda na administração do atual prefeito Ilheense.
    Pena o entrevistador não ter questionado sobre o aeroporto, a ponte do Pontal e Porto Sul. São temas que interessam também aos Itabunenses.
    No caso especifico do Aeroporto, ele já foi anunciado como fazendo parte do Complexo Intermodal do Porto Sul. Depois como um projeto a ser implantado na area da Ceplac na BR 415 (acredito que seja uma excelente ideia). Hoje eles falam de reformar o antigo aeroporto Jorge Amado. O fato é que ainda hoje, depois de varios anos de conversa fiada, continuamos a ter um aeroporto meia-boca.
    Não posso deixar de manifestar o meu desapontamento com a falta de respostas do governo estadual para com a nossa região.

  • PROF. JORGE KRUSCHEWSKY says:

    ¨E ÓBVIO QUE SE NUM ANO ELEITORAL EU PUDESSE ALARGAR OS PROVENTOS DO FUNCIONALISMO PÚBLICO PARA ESTAR EM CADA CANTO COM GENTE SATISFEITA…. EU TENHO LIMITE E TENHO QUE GOVERNAR DENTRO DA RESPONSABILIDADE FISCAL¨. O GOVERNADOR, FOI MUITO FELIZ AO DIZER ISTO. ATÉ PORQUE, NÃO ERA PRÁTICA DE GOVERNANTES ANTERIORES, QUE DESCIA O CHICOTE EM QUASE TODOS PRINCIPALMENTE QUEM NÃO ERA DE SUA LAIA E ÀS VÉSPERAS DE ELEIÇÃO, ENTREGAVA MIGALHAS E A MAIORIA SE DIZIA FELIZ, QUANDO APENAS UM GRUPO DE PESSOAS LIGADAS A VÁRIOS SINDICATOS ESTAVAM ABASTADOS INCLUSIVE HOJE ASSUMINDO GARGOS PÚBLICOS (VEREADOR,PREFEITOS,DEPUTADOS…).GOVERNADOR VOCÊ TEM ALIADOS, QUE SABEM O QUE É GOVERNAR UMA BAHIA ACOSTUMADA AO CHICOTE,AO ROUBA MAIS FAZ,AO DEUS NPARA OS MEUS E O “DIABO” PARA OS OUTROS. FALO PORQUE SOU UMA DAS VÍTIMAS DISTO. EXISTEM TRABALHADORES DA REDE PÚBLICA NA BAHIA QUE NÃO MERECEM O CARGO QUE TEM MUITO MENOS O SALÁRIO QUE RECEBE PORQUE NÃO APARECE NO TRABALHO E O SR. GOVERNADOR NÃO SABE PORQUE O MUITO CASOS O CHEFE DELE É PARCERIA DELE. A BAHIA É MUITO GRANDE, NÃO É EM POUCO TEMPO QUE SE MUDA A CULTURA E A MANEIRA DE PENSAR DE UM POVO ACOSTUMADOS A SER COMPRADOS A TROCO DE NADA PARA CONTINUAR FAZENDO NADA. QUANDO DIGO ISTO COM FELICIDADE MIM REFIRO À MINORIA NA BAHIA, PORQUE QUEM VOTOU NO SR.GOVERNADOR, A GRANDE MAIORIA CONCORDA COM MUITA COISA.
    PROF. JORGE KRUSCHWSKY

  • Antonio says:

    É mermo né, entonse é só mandar aquela dezena de ex-ministros acusados de corrupção, voltarem para assumirem seus cargos, processar a “VEJA” por difamação e acabar com a CGU e a PF, pois essas duas instituições federais foram irresponsáveis em corroborar com as denuncias da revistas GOLPISTA, TERRORISTA e agora PRTIDARISTA, pega também o Marcos Valério e faz ele desdizer tudo que já falou e pedir desculpas ao grande Lula, fechar o STF e PGR.

  • Eu amo itabuna says:

    Só tolos e ignorantes não sabem que a revista Veja é a mais mentirosa, e ridídula do país.Como uma revista nunca prova nada que edita?Ela parece aquelas pessoas FOFOQUEIRAS do disse me disse.Só animal mesmo para acreditar em uma revista dessa.

  • Robson Almeida says:

    O carioca esquece que o partido dele, o PT, cresceu no Brasil empunhando a bandeira da moralidade. Êles, e apenas êles, detinham o monopólio da ética!!!Eles fingiam defender os trabalhadores, ocultando um objetivo que é lícito para todo o Partido Político: alcançar o poder! Mas, … precisava mentir tanto???
    Quanto à Veja, sem ela este verdadeiro escândalo de corrupção que foi o Mensalão jamais estaria sendo julgado.
    Viva a imprensa livre. Viva a Veja e todos os órgãos de imprensa do Brasil.
    A propósito, por que o Pimenta nunca publica uma nota sobre o desempenho sereno e ético dos Ministros do STF no julgamento do Mensalão????…..

  • Sem Paciência says:

    Alguem ainda acredita no que esse Wagner fala?

  • Homens de bens não teme a polícia e a imprensa!
    Político bandido não gosta de ser descoberto suas falcatruas é igual ladrão não gosta de polícia. Feliz é o Brasil por tê uma Revista Veja,o nome já diz tudo! A mesma representa os olhos de 194 milhões de Brasileiro é o orgulho da nação,é um símbolo nacional como se fosse a Bandeira do Brasil,o céu o mar,o horizonte! Esta declaração do Sr.Governador,mostra como o senhor é uma figura menor. Rogo ao Deus que esta Revista Veja passe o olhar no seu governo e que descubra o milagre que o Sr.Governador aprova tudo na Assembléia Legislativa.Esta verba de publicidade! Quem já si viu em quatro anos gastar mais em verba
    de propaganda oficial do que o que se gastou em três secretarias juntas,Saude,Educação e Segurança. Eu suspeito que tenha um mensalão. Já que seu amigo que te chama de galego é o chefe do mensalõa e usou verba de propaganda para desviar verba das empresa públicas,segundo Marcos Valério foi
    desviado mais de 300 milhões de reais. Somente bandidos e delinquentes treme de medo.

  • Vital Castro says:

    Esse homem parece viver fora do planeta terra, vá ser cínico assim para além do mensalão! É muita cara de pau subestimar a inteligência de nós baianos! É a própria arrogância todinha incorporada numa única pessoa, pois é ignorar seus próprios erros para não reconhecer os acertos dos outros, só poderia ser PT! Por isso é que vai levar paulada nas principais cidades dos Estados do Brasil!

  • euzinho fala says:

    antes arevista veja eraa poderosa quando defendia os interesses do pt agora ela e a vilan por estar denuciando a quadrilh do pt. pimenta vc no dos outros e refresco.

  • Edgard Freitas says:

    Sei….. e a Carta Capital? É pura coincidência seu comportamento “independente” e o fato de ter pouca publicidade, e quase toda estatal ou de empresas ligadas umbilicalmente ao governo?

  • PT, NUNCA MAIS!!!!!!!!!!!

    AVANTE ITABUNA!!!!!

  • Adriana says:

    QUEM ESTÁ QUERENDO TRANSFORMAR O BRASIL EM UM GRANDE PARTIDO POLÍTICO É O PT!

  • To de olho says:

    “QUANDO DIGO ISTO COM FELICIDADE MIM REFIRO À MINORIA NA BAHIA”..PROF. JORGE KRUSCHWSKY.. um pessoa que assina como professor e escreve tão errado deveria estudar mais e se informar melhor para não ficar puxando o saco do governador sem entender o que ele realmente faz por Itabuna. Este negocio de comprar pessoas é coisa do PT que comprou uma base alada novinha em folha no Congresso e aqui na Bahia antigos desafetos do petismo estão hoje na base do governo. Alguém acha que foi por ideologia ou com muito dinheiro?

  • Eu amo itabuna says:

    Porque a revista veja não divulgou esse “mensalão” que começou em MG na época do presidente FHC?Que FHC tinha um filho fora do casamento(adultero)com uma jornalista?MAS a safada da veja prefere as mentiras, só sabe falar do PT.Partido que, querendo ou não melhorou a imagem do país lá no exterior e a situação de todas as classes dos Brasileiros.
    Esse mensalão foi para pagar deputados safados que não queria votar em reformas favoráveis ao povo brasileiro.

  • APO says:

    Para “Eu amo itabuna disse”

    NENHUM PARTIDO ROUBOU TANTO COMO O PT.
    O RESTO É FICHINHA.

    PARA UM BRASIL FELIZ, NÃO VOTE EM NENHUM CANDIDATO DO PT, SENÃO O BRASIL PARA O BURACO!

  • leidikeit says:

    FHC fez história. Reconheceu a paternidade do filho de concubina até os 19 anos, quando teve a prova que não é o pai; manteve a esposa de boca tapada o tempo todo; mantém filho, filha, genro, ex genro nos altos salários da República; exonerou o Delegado da PF que descobriu os mensalões; quebrou o Brasil e não querendo permanecer no anonimato, escreveu um livro defendendo a descriminalização da maconha. O homem é o “tal”, é um desnaturado e azarão na vida! Misericordia!!!

  • ana says:

    PETISTA, ARRUMEM UM REMÉDIO PARA CURAR ESTE CANCER CHAMADO PT DO CORAÇÃO E DO $ DE VOCÊS! GRAÇAS A DEUS ESTOU CURADA1 PT NUNCA MAIS XÔ!

  • Antonio says:

    ENQUANTO ISSO:

    DILMA BOICOTA E TENTA ACABAR COM A COMISSÃO DE ÉTICA
    ————————————————————–

    O presidente da Comissão de Ética Pública da Presidência, Sepúlveda Pertence, pediu demissão do cargo nesta segunda-feira. Comenta-se, que o motivo da saida foi o veto da presidente aos conselheiros que investigaram os ministros Palocci/PT, Lupi/PDT e Pimentel/PT.
    Dilma não gostou das decisões tomadas pelo grupo, que abriu diversos processos contra ministros. Um caso particular que incomodou a presidente foi a decisão do grupo de pedir a demissão do então ministro do Trabalho, Carlos Lupi (PDT-RJ).
    O mandato da relatora do processo contra Lupi, Marília Muricy, venceu no último dia 24 de agosto e Dilma decidiu não renovar seu mandato pelo período de três anos. Outro conselheiro que não teve o mandato renovado foi Fábio Coutinho.
    Ele foi relator do procedimento de investigação contra o ex-ministro-chefe da Casa Civil, Antonio Palocci, e vinha trabalhando na relatoria do caso de supostas consultorias prestadas pelo ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic), Fernando Pimentel/PT-MG.

Deixe seu comentário






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia