Família vive dentro do leito do Cachoeira e próximo de estação de esgoto (Foto Branca Magalhães).

Família vive dentro do leito do Cachoeira e próximo de estação de esgoto (Foto Branca Magalhães).

Branca Magalhães

Uma família está se abrigando no leito do Rio Cachoeira, em Itabuna, após ter sido assaltada e ficar impedida de retornar para Salvador. O assalto ocorreu, segundo Josenei Santos, enquanto ele, a esposa e a filhinha dormiam na Praça Olinto Leone, centro. Segundo Josinei, a família veio a Itabuna para “resolver uma documentação” pendente. O local onde a família está fica próximo à ponte de pedestre do Bairro Conceição.

A família busca ajuda para comprar a passagem de retorno à capital baiana. O casal informou que procurou a Câmara de Vereadores pedindo ajuda, porém foi orientado a ir até a prefeitura. Até o momento, nada conseguiram.

Juliana fala da situação triste em que estão vivendo e diz sentir pela filha ter que passar por essa situação. A higiene é feita ali mesmo: banho na água poluída do Cachoeira, necessidades fisiológicas no “meio do mato”, dividindo o local com ratos, lixo e a gigantesca poluição do rio.

Segundo Juliana, a pouca alimentação que fazem durante o dia vem das doações nas ruas. Josenei lamenta não ter um lugar apropriado para ficar enquanto consegue a passagem. Ele afirmou que  é serralheiro e procura “bicos” para juntar a quantia necessária. Cada passagem custa, aproximadamente, R$ 70,00.