Babau é o líder dos tupinambás (Foto Google).

Babau é o líder dos tupinambás (Foto Google).

O cacique Rosivaldo Ferreira, o Babau, decidiu se entregar à Polícia Federal hoje pela manhã, em Brasília, durante audiência das comissões de Direitos Humanos da Câmara e do Senado, no Congresso Nacional, informa o site Racismo Ambiental.

Desde o dia 20 de fevereiro, a Justiça de Una havia decretado a prisão temporária do líder dos tupinambás, acusado de envolvimento na morte do agricultor Juraci Santana, do Assentamento Ipiranga, em Una. O produtor foi assassinado na madrugada do dia 11 de fevereiro.

A prisão havia sido decretada pelo juiz Maurício Álvares Barra, da Vara Criminal da Justiça de Una, após várias tentativas de localização de Babau e outras oito pessoas procuradas por ter algum envolvimento na morte do agricultor.

VISITA AO PAPA FRANCISCO

O mandado de prisão contra Babau estava sob segredo de justiça e somente foi descoberto quando o líder tupinambá tentou obter passaporte para viagem ao Vaticano, onde esperava ser recebido pelo Papa Francisco.

A Polícia Federal chegou a emitir passaporte na semana passada, cancelando-o logo depois de constatar o mandado de prisão por suspeita de homicídio. Em sua defesa, Babau alega que havia denunciado pessoas que se passavam como membros da tribo.

O grupo de Babau tenta a demarcação de uma área de 47,3 mil hectares no sul da Bahia. As terras abrangem Ilhéus, Una e Buerarema.