Projeto do Porto Sul prevê mais de R$ 2,5 milhões em investimentos (Reprodução).

Projeto do Porto Sul prevê mais de R$ 2,5 milhões em investimentos (Reprodução).

EM PRIMEIRA MÃO

A licença de instalação do Porto Sul pode sair pelos próximos dez dias, conforme apurado por este blog. A licença é o último passo para que tanto o governo como a Bahia Mineração (Bamin) possam dar início à obra em Aritaguá, na zona norte de Ilhéus. Num cenário mais “pessimista’, a licença não deve ultrapassar setembro, o que depende também de contestações do Ministério Público Federal.

Até agora, o Ibama já havia emitido sinal da viabilidade do porto ao emitir a licença prévia em 2012, revalidando-a em março deste ano. O Porto Sul é parte de um complexo integrada à Ferrovia Oeste-Leste (Fiol), já em construção e com previsão de conclusão do primeiro trecho (Ilhéus-Caetité) até 2015, e um aeroporto internacional. O projeto inicial prevê terminais de uso do Estado e da Bamin, mas é possível que haja apenas o da empresa de mineração.

O coordenador de Acompanhamento de Políticas de Infraestrutura da Casa Civil da Bahia, Eracy Lafuentes, foi procurado pelo PIMENTA. O assessor do governo não pôde retornar a ligação porque se encontrava em reunião. Dentro do governo há um cuidado para que o tema licença do Porto Sul seja tratado somente quando houver a concessão por parte do Ibama.