Paralisações programas afetam postos da Sefaz nas regiões norte e nordeste || Foto Divulgação

Paralisações programas afetam postos da Sefaz nas regiões norte e nordeste || Foto Divulgação

Os fazendários paralisaram novamente suas atividades, nesta segunda-feira (6), em todos os postos fiscais e postos de atendimento da Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz) nas regiões norte e nordeste da Bahia. Os postos estão vinculados à Diretoria de Administração Tributária na região Norte (DAT Norte) da Sefaz-BA. O movimento prosseguirá nesta terça (7) e segue calendário de lutas da categoria que se iniciou em outubro, segundo informou o Sindsefaz.

Estão paralisados os postos fiscais Angelo Calmon (Feira de Santana), Fernando Presídio (BA-PE, em Juazeiro), Heráclito Barreto (BA-AL, em Paulo Afonso) e Francisco Hereda (BA-SE, em Rio Real/Loreto). E os postos de atendimento nos SACs e inspetorias das cidades de Alagoinhas, Cruz das Almas, Feira de Santana, Irecê, Itaberaba, Jacobina, Juazeiro, Paulo Afonso, Santo Antônio de Jesus, Seabra, Senhor do Bonfim, Serrinha e Valença. Nestes locais não está havendo recepção ao público e nem agendamento.

Em outubro os fazendários paralisaram atividades nos dias 2 e 3 na Diretoria de Administração Tributária Sul (DAT Sul), que inclui ainda o oeste, sudoeste e extremo-sul do Estado. Depois, pararam nas regiões norte e nordeste, em 09 e 10. Seguiram com o movimento na Região Metropolitana e na capital, nos dias 17 e 18, culminando com uma paralisação geral em todo o Estado, no último dia 26.

Os fazendários reivindicam, de forma imediata, a convocação de concurso público para todos os cargos da Sefaz, mudança na GDF dos técnicos administrativos, aumento do valor do ponto da gratificação do grupo Fisco (Auditores e Agentes de tributos) e atualização da Indenização de Transporte, congelada há 10 anos.