skip to Main Content
13 de julho de 2020 | 11:23 pm

MEIA VOLTA, VOLVER!

Tempo de leitura: 2 minutos

ricardo artigosRicardo Ribeiro | ricardo_rb10@hotmail.com

 

O governo precisa melhorar, e muito, mas não se furta ao diálogo com a sociedade. Um contato que os opositores mais destacados têm dificuldade para estabelecer, ainda mais quando demonstram torcer pelo pior cenário, sobretudo na área econômica, para dar a volta por cima.

 

Eis que a presidenta Dilma Rousseff, após período de tormenta, começa a enxergar a bonança. Não o céu de brigadeiro que tinha antes do navio encontrar-se perto de adernar, mas já lhe é possível ter perspectivas otimistas.

Em junho, com as ruas no meio do fogaréu, a governanta despencou de quase 60% de aprovação para 30%, o menor índice de seu mandato. Já os números de agosto apontam recuperação, chegando a 36% os que veem o governo como bom ou ótimo. Vá lá que não seja uma coisa nem outra, mas muito provavelmente o brasileiro tem se perguntado sobre quais seriam as alternativas.

Refém de uma base parlamentar venal e traiçoeira, Dilma viu rapidamente sua queda nas pesquisas se transformar em inferno político. Os apoios já não estariam assegurados pelos partidos que se aperfeiçoaram em sobreviver na aba do mandatário de plantão, não importa quem seja. Com a presidenta cambaleante, iniciaram-se as tramoias e conchavos, com direito a piscadelas para a oposição.

As inclinações dos oportunistas era alimentada pelas sombrias projeções para o cenário econômico, antevendo-se inflação galopante, crescimento do desemprego, “Pibinho”, fuga de investimentos e um 2014 de penúria. Ou seja, chance de reeleição próxima de zero.

O Brasil que foi para as ruas viu a cambada de políticos que se mexeu com a astúcia de sempre, manjadíssima, tentando se locupletar dos protestos. Gente sem vergonha, que já mandou e principalmente desmandou no país, posando de indignada, como se tivesse acabado de chegar de outro planeta com a solução para todos os nossos problemas. Até poderia funcionar, mas só se viessem em outro corpo, mudassem a identidade e a filiação partidária, além de apagar todos os registros biográficos.

A recuperação do governo se dá em grande parte pelo entendimento de que, apesar das respostas vacilantes e até mesmo desarticuladas, existe sensibilidade para escutar o povo. Também pela compreensão de que as falhas da máquina pública resultam de séculos de vícios e maus costumes, que logicamente precisam ser punidos e extirpados, mas isso não se faz da noite para o dia.

O governo precisa melhorar, e muito, mas não se furta ao diálogo com a sociedade. Um contato que os opositores mais destacados têm dificuldade para estabelecer, ainda mais quando demonstram torcer pelo pior cenário, sobretudo na área econômica, para dar a volta por cima.

Os sinais, no entanto, indicam que a economia também melhora e, como ela impera sobre outros fatores, deverá influenciar a política, preocupando a oposição e aliviando um governo que tem sido cada vez mais refém de uma base pouco confiável. Logo, veremos peemedebistas e assemelhados, com as caras lisas de sempre, atendendo ao comando: “Meia volta, volver!”

Ricardo Ribeiro é advogado e blogueiro.

Esta publicação possui 13 comentários
  1. Senhor Ricardo Ribeiro,

    Sempre fiz uma boa avaliação dos seus artigos. Mas agora tenho que dizer que o senhor é um bom “articulisto” (para ficar compatível com o seu “presidenta”. Chamar o “ente” de “enta” apenas para agradar, tem sido comum entre os piores bajuladores da República, categoria na qual o senhor certamente não se encaixa. Uma inaceitável agressão à nossa linda língua Portuguesa…
    Sim, a PresidentE Dilma é refém de gente muito ruim. Ela é refém do EXÚ 9 DEDOS, que está sempre no “aquecimento” na margem do campo, torcendo pra entrar em campo na próxima eleição no lugar da Dilma. Ela é refém do José Dirceu, o segundo homem do Mensalão. E, finalmente, como o senhor afirmou, ela é refém de uma base aliada (ou, “aninhada”,)rebanho de malandros adesistas.
    Finalmente, as falhas do governe decorrem da mais pura incompetência (2% de prometidas obras do PAC foram concluídas) e, os políticos sem-vergonha que foram pras ruas tentar uma “ponga” nos protestos foram os chapa-branca deste governos, da Centrais Sindicais CUT, CGT, etc. Gente de péssima biografia, todos mamando nas tetas do governo.

  2. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK…

    “O governo precisa melhorar, e muito, mas não se furta ao diálogo com a sociedade.”

    “Refém de uma base parlamentar venal e traiçoeira.”

    “O Brasil que foi para as ruas viu a cambada de políticos que se mexeu com a astúcia de sempre, manjadíssima, tentando se locupletar dos protestos”

    ———————–

    Ricardo, dessa vez você se superou tremendamente, Lula e Dilma não faria melhor, meu caro, quem parece que não mora no Brasil com certeza é você, pois essa mesma traiçoeira base aliada, foi a mesma desde o governo Itamar Franco, e se ela piorou, foi devido aos métodos criminosos institucionalizados por Lula desde 2003. Não se esqueça que Jânio Quadros e Color caíram justamente porque agiram desse mesmo jeito, ou seja, administrando com à arrogância dos déspotas. Para os menos informados, quem começou com esses boicotes à presidente durona foi sua própria legenda e as mais ligadas (PT, PSB e PC do B).

  3. no primeiro momento as manifestações era pelo os aumento dos transportes,que bom lembrar que a presidenta tirou os impostos das peças de reposição,mas os empresários do ramo são gulosos queriam aumento,a empresa golpista consegue destorcer o foco dos protesto para Dilma,sendo que o aumento dos transportes é de responsabilidade dos prefeitos, a empresa golpista diz queremos saúde e educação padrão fifa,citando os belos estádios construídos,que essa mesma empresa dizia que não conseguir fazer,Dilma informou a população que os recursos tem indo para os governadores e prefeitos,pesquisar no (portal das transparência)hoje a manifestações estar sabendo a que cobrar,é natural que a presidenta volte a sua popularidade.

  4. Prezado Robson Almeida,

    O uso do “presidenta” no artigo não tem a menor intenção de bajular, até porque, se houvesse intuito bajulatório, o articulistA (só existe esta forma) não ponderaria sobre as falhas do governo. Seriam apenas loas e nada mais.

    Digo-lhe que, se fosse consultado a respeito, responderia que o governo é regular (não bom ou ótimo). Porém, apesar das falhas, não tenho a menor saudade dos tempos em que o Brasil era governado por FHC e sua trupe. E presumo que a maioria dos brasileiros também não.

    Ainda sobre o uso do “presidenta”, peço-lhe que consulte o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa (Volp), que representa para o nosso idioma o que a Constituição Federal significa para o ordenamento jurídico. Caso o senhor se dê a esse trabalho, descobrirá que as duas formas – presidente e presidenta – são admitidas. Prefiro o “presidenta”, não por sabujice, mas por me parecer mais afinado com o reconhecimento do papel da mulher em espaços que antes lhe eram vedados. Vale o mesmo para soldada etc.

    No mais, o senhor está certo no que diz respeito à tentativa de grupos afinados com o PT de também se infiltrar nos protestos. Houve, de fato. Mas, nesse caso, o objetivo era de recuperar um espaço perdido, o da mobilização nas ruas, que em outros tempos as forças políticas de esquerda comandaram. No caso de Demos, Tucanos e seus satélites, o desejo era de faturar sobre um momento de fragilidade do governo; o que, em verdade, qualquer opositor faria, mas imaginar que essa turma poderia vestir a fantasia de revolucionário e identificar-se com as bandeiras do povo, seria querer demais.

    Enfim, respeito seus pontos de vista e espero que haja recíproca. Goste ou não.

  5. Como eles têm saudade dessa época do neoliberalismo devem ter perdido mais a pose com o governo popular e democrático. Quem falou q a democracia é perfeita, afinal?
    o uso de PRESIDENTA e não PRESIDENTE está de acordo com a tendencia atual, O MUNDO É um “útero”. rs. Pq a porcaria da língua portuguesa tão complicada qto seus infiltradores não pode tb se “afeminar”.

  6. Tem um ditado popular que diz como muita sabedoria:”O pior cego é aquele que não quer ver”!
    Basta ver a região sul da Bahia e a sua economia, fruto de uma ação criminosa que disseminou a vassoura de bruxa nos cacauais, estabelecendo uma crise sem precedentes, que gerou mais de duzentos mil desempregados.
    Um governo mentiroso, incompetente e corrupto, que observou em silencio comprometedor, nascer nos salões contíguos ao gabinete presidencial, o maior PROJETO DE CORRUPÇÃO já visto, observado,descoberto, denunciado, apurado, julgado em transmissão nacional, e condenado pelos SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, que foi o vergonhoso MENSALÃO, e não satisfeito com tal procedimento, o governo do PT e seus aliados usam de tosas as armas do PODER, para que as penas não sejam cumpridas e defendem a presença de seus deputados mensaleiros condenados, ocupando cargos de deputados e o que é pior, com assentos em importantes comissões na Câmara Federal.
    A Reforma Agrária que todos defendemos e queremos não é realizada. Agora, militantes do PT infiltrados,juntos com anarquistas,marginais e vândalos se uniram e estão desgastando o sadio movimento popular que sacudiu o Brasil para fazer invasões e depredações no patrimônio publico. Ontem milhares de brasileiros foram as ruaspessoas foram aso

  7. Prezado Ricardo Ribeiro,
    Concordo contigo em número gênero e grau.
    E acrescentaria, para aqueles que acham que a simples “alternância democrática” deveria conferir a certas forças políticas “a vez” de governar, o lembrete de que o princípio não é o de revezamento.
    Há que se reciclar e mostrar que estão melhores do que antes, quando pintaram e bordaram, fazendo bem pior do que o governo atual em todas as áreas.
    Defender bandeiras ultrapassadas, esperando simplesmente que as pessoas esqueçam como não funcionaram aqui (ou em quase lugar algum)e o que fizeram (e escreveram), posando de santos, embrulha o estômago. Até para o cinismo existe limite.
    Evoluir, admitir erros, e até os acertos dos adversários (não fingir que eles os copiaram, querendo os louros do que não fizeram e até criticaram), funcionaria bem melhor.
    Bem melhor que simplesmente aguardar a amnésia coletiva.

  8. Sr. Ewerton Almeida,

    Parabéns por colocar a questão no foco. Foco, naquilo que realmente importa e interessa ao povo da nossa região. Parece até que só nós, as vítimas deste crime hediondo, não fomos avisados.
    Para nós, o crime da vassoura-de-bruxa é mais grave, e causa mais indignação, até do que o Mensalão. Veja que na Av. Cinquentenário 80% das lojas hoje pertencem a pessoas que vieram de fora. Comerciantes e comerciários perderam seus meios de sobrevivência. Favelas foram criadas e “inchadas”. Três milhões de conterrâneos foram jogados na pobreza.
    Os dados mostrados no documentário “O Nó” nunca foram contestados.
    Pessoas como o Sr Ewerton Almeida mostram que como existem pessoas vivias, e dignas, em nossa região…

  9. EM 10 ANOS DE GOVERNO PETISTA, JÁ FORAM GASTOS EM PROPAGANDA R$ 16 BILHÕES, DARIA PARA CONSTRUIR DUAS TRANSPOSIÇÕES DO Rio São Francisco

    Ao todo, em dez anos de governo petista foram desembolsados, incluindo todos os órgãos da administração, cerca de R$ 16 bilhões, em valores corrigidos pela inflação, segundo levantamento inédito do Estado.
    O dado global de gastos com propaganda, de R$ 16 bilhões, pode ser na verdade ainda bem maior. Isso porque o Banco do Brasil se recusou a informar os seus gastos com publicidade entre 2003 e 2009 e também porque foi um levantamento feito pelo próprio governo. .
    Os dados sobre os gastos com publicidade foram solicitados, via Lei de Acesso à Informação, a cada um dos órgãos que a Secretaria de Comunicação Social (Secom) informou ter assinado algum contrato publicitário desde 2003. Os dados foram computados com base na resposta fornecida por eles – o governo federal afirmou que não dispõe dessas informações de maneira centralizada.

    http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,dilma-supera-lula-nas-despesas-com-propaganda-juntos-gastaram-r-16-bi,1063026,0.htm
    ————————————————————————

    COMO OS SENHORES E SENHORAS NOTARAM, NÃO SE TRATA DE NENHUMA ARMAÇÃO DA “Revista Veja” OU “Rede Groboooo”

    Junte a essa desgraceira toda, mais R$ 12 bilhões que o BNDES já investiu nas empresas falidas de Eike Batista e mais R$ 6 bilhões para Odebrecht, também em estado crítico, coicidentemente essas duas empresas tem sido as maiores doadoras das campanhas petrista, para se ter uma ideia do tamanho do absurdo, enquanto nossa infraestrutura tá um caos total, a Construtora Odebrecht recebeu do BNDES a bacatela de R$ 1,3 bilhão para a construção do porto Mariel, em Cuba.

  10. Juca,

    Não, caro Juca, os ” Almeidas” são ainda do mesmo grupo de filhos “falidos” da lavoura cacaueira, que gastavam o dinheiro q ganhavam com o suor dos trabalhadores, em Salvador e Rio de Janeiro. Não dá pra perceber q tem a mesma mentalidade? rs.rs. viva aos novos Tempos!

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top