skip to Main Content
28 de setembro de 2020 | 11:58 am

FERNANDO É CONDENADO POR IMPROBIDADE E TEM DIREITOS POLÍTICOS SUSPENSOS PELA JUSTIÇA

FERNANDO É CONDENADO POR IMPROBIDADE E TEM DIREITOS POLÍTICOS SUSPENSOS PELA JUSTIÇA
Tempo de leitura: < 1 minuto

O titular da 1ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Itabuna, Ulysses Maynard Salgado, condenou o prefeito Fernando Gomes (sem partido) a suspensão dos direitos políticos. O magistrado acatou uma ação civil pública movida pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA), que acusa o prefeito de ato de improbidade administrativa.

A sentença foi publicada no Diário Oficial do Poder Judiciário

Além da suspensão dos direitos políticos,  o juiz determinou que Fernando Gomes pague, no prazo de 15 dias, a partir da notificação, uma multa pelas irregularidades cometidas. Em caso de descumprimento da decisão, o político terá que pagar 10% a mais, com recursos próprios, e poderá ter bens penhorados pela justiça. O magistrado ordenou a inclusão do nome do prefeito no Cadastro Nacional de Condenados Por Atos de Improbidade Administrativa.

A sentença de Ulysses Maynard foi publicada no Diário Poder Judiciário da Bahia, na edição do quinta-feira (13). O juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública determinou ainda que o teor da decisão seja informado ao Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA). O prefeito de Itabuna pode recorrer para tentar reaver os direitos políticos.

Esta publicação possui 4 comentários
  1. Fernando Gomes e sua troupe são um câncer para nossa cidade. Não temos saúde, não temos educação, cidade sem segurança. Espero que essa decisão não seja revertida.

  2. Esse aí é o ilustríssimo prefeito Fernando Cuma? Tá lindão! Ou os editores editores se confundiram trocando a imagem por aquela de Sinhozinho Malta, eterno pretendente da viúva Porcina? Vai ser condenado às penas mais severas do Código Penal: Uma semana sem tv. Coitado.

  3. O Juiz Ulisses insiste em provar que a sua opinião não tem peso para o tribunal em Salvador. Até aqui, tudo o que ele assinou contra Cima, foi descartado em Salvador onde os desembargadores dão obedientes a dom Rui.
    Perca de tempo De.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top