skip to Main Content
1 de março de 2021 | 10:16 pm

PESSOAS COM SINTOMAS DA COVID-19 PODEM SOLICITAR NOVA DATA PARA PROVA DO ENEM

PESSOAS COM SINTOMAS DA COVID-19 PODEM SOLICITAR NOVA DATA PARA PROVA DO ENEM
Tempo de leitura: 2 minutos

Pessoas acometidas pelo novo coronavírus ou por outras doenças infectocontagiosas, nos dias de realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), poderão participar da reaplicação das provas, em 23 e 24 de fevereiro de 2021.

Nesses casos, a condição deverá ser comunicada, por meio da Página do Participante, antes da aplicação do exame. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) aplicará as provas nos dias 17 e 24 de janeiro de 2021 (versão impressa) e em 31 de janeiro e 7 de fevereiro de 2021 (versão digital).

São doenças infectocontagiosas para fins de solicitação de reaplicação do Enem 2020: coqueluche, difteria, doença invasiva por Haemophilus influenza, doença meningocócica e outras meningites, varíola, Influenza humana A e B, poliomielite por poliovírus selvagem, sarampo, rubéola, varicela e COVID-19.

É importante destacar que os participantes que apresentarem sintomas na véspera ou no dia da prova não deverão comparecer ao exame, primando pela segurança e a saúde coletiva.

Em casos como esses, além de registrar o ocorrido na Página do Participante, o inscrito deverá entrar em contato com a Central de Atendimento do Inep (0800 616161) e relatar a condição, a fim de agilizar a análise do laudo pela autarquia.

PROCAÇÃO OU REPROVAÇÃO

A aprovação ou a reprovação da solicitação de reaplicação deverá ser consultada, também, na Página do Participante. Para a análise da possibilidade de reaplicação, a pessoa deverá inserir, obrigatoriamente, no momento da solicitação, documento legível que comprove a doença.

Na documentação, deve constar o nome completo do participante, o diagnóstico com a descrição da condição, o códi/go correspondente à Classificação Internacional de Doença (CID 10), além da assinatura e da identificação do profissional competente, com o respectivo registro do Conselho Regional de Medicina (CRM), do Ministério da Saúde (RMS) ou de órgão competente, assim como a data do atendimento. O documento deve ser anexado em formato PDF, PNG ou JPG, no tamanho máximo de 2 MB.

Entre as medidas implementadas para o Enem 2020, em virtude do contexto de pandemia de COVID-19, estão a disponibilização de álcool em gel nas salas e a obrigatoriedade do uso de proteção facial durante a prova. O participante poderá levar mais de uma máscara para troca ao longo do dia. As máscaras serão verificadas pelos fiscais para evitar possíveis infrações, respeitando a distância recomendada.

MEDIDAS PROTETIVAS

Nos locais de prova, serão disponibilizados recipientes com álcool em gel e, no banheiro, os participantes serão orientados a lavar as mãos com água e sabão, antes e após o uso. A ocupação das salas de aplicação será de, aproximadamente, 50% da capacidade. Assim como outras medidas de prevenção, consta, nos materiais instrutivos abordados na capacitação dos colaboradores, a indicação de possibilitar o máximo de ventilação natural e aeração dos ambientes.

Realizado anualmente pelo Inep desde 1998, o Exame Nacional do Ensino Médio avalia o desempenho escolar ao final da educação básica. A estrutura do exame conta com uma redação e 45 questões em cada prova das quatro áreas de conhecimento: linguagens, códigos e suas tecnologias; ciências humanas e suas tecnologias; ciências da natureza e suas tecnologias; e matemática e suas tecnologias. Ao todo, 5.783.357 inscrições foram confirmadas para o Enem 2020.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top