skip to Main Content
20 de abril de 2021 | 10:12 am

FEVEREIRO JÁ É O MÊS COM MAIS ATENDIMENTOS DE CASOS SUSPEITOS DE COVID-19 NA SANTA CASA

FEVEREIRO JÁ É O MÊS COM MAIS ATENDIMENTOS DE CASOS SUSPEITOS DE COVID-19 NA SANTA CASA
Tempo de leitura: 2 minutos

Neste mês, 1.029 pessoas procuraram o Hospital Calixto Midlej Filho, da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna (SCMI), para tratamento de casos confirmados e suspeitos de Covid-19. A quatro dias do fim, fevereiro já é o mês com maior busca de atendimento desse tipo no hospital, considerando todo o período da pandemia provocada pelo novo coronavírus. O  recorde anterior foi registrado em outubro de 2020, com 900 atendimentos.

O diretor administrativo da SCMI, Wagner Alves, chama a atenção para o risco de faltar recursos para o atendimento da população local, sobretudo porque os leitos são regulados pela Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab). Isso significa que os hospitais de Itabuna também recebem pessoas de outras regiões do estado. “Não temos estrutura para atender tanta gente ao mesmo tempo, pois os leitos não são somente para o novo coronavírus, mas também para pacientes com outras enfermidades”, ressalta.

OCUPAÇÃO MÁXIMA

Wagner destaca que hoje os leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), tanto no Calixto quanto no Hospital Manoel Novaes, estão todos ocupados e com fila de espera. São 15 leitos de UTI exclusivos para Covid-19 nas duas unidades hospitalares e 31 leitos clínicos, distribuídos entre particulares e SUS. “Hoje há, pelo menos, três pacientes em estado grave precisando de uma vaga de UTI e não temos”, reforça.

Diretora técnica do Calixto, a médica Maria Carolina Reis lembra que o colapso no sistema de saúde está ocorrendo em quase todo o país. A médica esclarece que, embora muitas vagas exclusivas para pacientes Covid-19 estejam sendo abertas no estado, há limitação nesse processo porque faltam médicos, enfermeiros e fisioterapeutas intensivistas no país.

Diante do quadro de grande procura pelos serviços (particular/convênios) no Pronto Atendimento do Calixto Midlej, a médica apela às pessoas para que só procurem a unidade em casos de urgência. “A orientação é para que os pacientes assintomáticos ou com os sintomas leves da doença utilizem outros meios de atendimento”, explica.

Tosse persistente, desconforto respiratório, febre e dor torácica são sintomas que indicam a necessidade de atendimento urgente.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top