skip to Main Content
11 de maio de 2021 | 08:32 am

EMBASA CONFIRMA ESTAÇÕES DE ESGOTO NA PRAÇA DO PONTAL, SAPETINGA E MARAMATA

EMBASA CONFIRMA ESTAÇÕES DE ESGOTO NA PRAÇA DO PONTAL, SAPETINGA E MARAMATA
Tempo de leitura: 2 minutos

A Embasa vai mesmo construir estações elevatórias de esgoto na Praça São João Batista, no bairro Pontal, na Sapetinga e na Maramata, todas do sistema de esgotamento sanitário da zona sul de Ilhéus. A empresa pública confirmou a definição dos locais em nota técnica enviada ao vereador Vinícius Alcântara (PV).

Segundo o documento, “por se tratar de áreas adensadas, não foi possível a identificação de outras opções para implantação das estações elevatórias”.

Críticos da escolha dos locais, por outro lado, afirmam que a empresa pública preferiu evitar custos com desapropriações, no caso das estações da Maramata e da Praça do Pontal, já que essas áreas foram cedidas pelo município. O processo de desapropriação da área na Sapetinga está em curso.

A Embasa informa que os impactos urbanísticos e ambientais das obras serão mínimos. “Devido ao pouco tempo de permanência dos esgotos sanitários nas elevatórias, a emissão de gases, odores ou vapores provenientes dos efluentes coletados são ínfimos, sendo que os poços de sucção, caixas de gradeamento e areias das elevatórias, parte do equipamento que tem contato com os efluentes, são subterrâneos e fechados, evitando assim a liberação de odores fora do sistema”, diz a nota técnica assinada pelo engenheiro Heber de Andrade Melo, gerente de expansão da estatal no interior.

A empresa destaca a importância da obra para a expansão da cobertura dacoleta de esgoto para 80% das residências localizadas na sede do município, além dos impactos positivos para o meio ambiente e a saúde pública, com “redução significativa dos índices de doenças de veiculação hídrica e melhoria da balneabilidade dos rios, baía do pontal e praias”.

Os argumentos da estatal ainda não convenceram os povos de terreiro, que estão mobilizados contra a obra na Maramata, local sagrado para a umbanda e o candomblé por causa da devoção à Iemanjá – relembre aqui.

Acesse a nota técnica da Embasa.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top